quinta-feira, 1 de março de 2018

Supercrítica Oscar© 2018: melhor fotografia




Começo as Supercríticas sobre o Oscar© 2018 falando sobre uma das coisas que mais gosto em um filme: a fotografia! É claro que não sou nenhum expert em filtros, iluminação, cores, enquadramento ou disposição da câmera. O que trarei aqui são impressões de alguém leigo no assunto.

Dunkirk, Blade Runner 2049, O destino de uma nação, A forma da água e Mudbound: Lágrimas sobre o Mississipi concorrem na categoria de Melhor Fotografia esse ano. Os fotógrafos Roger Deakins e Bruno Delbonnel são veteranos nas indicações (14 e 5, respectivamente), mas ainda não ganharam nenhuma vez. Hoyte Van Hoytema, Dan Laustsen e Rachel Morrison foram indicados pela primeira vez.

Vamos às minhas pontuações sobre as fotografias dos indicados.


A fotografia de Dunkirk é cinematográfica. Digna mesmo de ser vista em uma tela de cinema. O responsável por ela é o suíço Hoyte van Hoytema que realizou um trabalho primoroso. Ele também foi o diretor de fotografia de Ela (2014), 007: Contra Spectre (2015) e Interestelar (2014).




As imagens do longa são belíssimas e bem trabalhadas visualmente. Hoyte utilizou uma câmera de 70 mm para captá-las, além de sempre deixar o horizonte em evidência. Em meio a um cenário de guerra e paz, a fotografia tornou-se um porto seguro, um alívio visual.

Dos cinco indicados nessa categoria, somente Blade Runner 2049 tem condições de desbancá-lo.




Dunkirk já venceu na categoria de Melhor Fotografia no Boston Society of Film Critics Awards.






Blade Runner 2049 é o outro queridinho para vencer nessa categoria de acordo com o Termômetro do Oscar© 2018, e não é para menos: o longa é um verdadeiro deleite visual. O diretor de fotografia, Roger A. Deakins, não economizou na inspiração, seja através das cores vibrantes, dos gases, neblinas, construções arquitetônicas, holografias e até mesmo movimentos e enquadramentos de câmera. 

Mesmo que o roteiro e a história não tenham chamado a minha atenção, a fotografia me deixou de queixo caído. E que se dane a história e o roteiro, né? O que está sendo avaliado nessa categoria são aspectos estéticos, visuais e de câmera. 

O principal obstáculo que Blade Runner 2049 possui para não levar a estatueta esse ano é que ele não está na categoria de Melhor Filme (E se estivesse eu iria estranhar e muito!), o que diminuiria pela metade suas chances de vencer. Já é uma tradição do Oscar© nos últimos anos que a produção que vence nessa categoria também tenha sido indicada à Melhor Filme. Agora é aguardar, para ver se vai dar zebra mesmo





Blade Runner 2049 já ganhou 6 prêmios de Melhor Fotografia antes do Oscar©, entre eles: o do Las Vegas Society Film Critics Awards, Critics' Choice Movie Awards e o do London Critics' Circle Film Awards.






Em minha opinião, O destino de uma nação traz uma das fotografias aparentemente simplórias, mas com mais conceitos intrínsecos à ela. Bruno Delbonnel criou uma atmosfera visual que converge com o clima tenso e de caos da história do longa. Ele utiliza um forte contraste de cores nos ambientes (ora escuros, ora claros demais), além de sempre deixar uma fagulha de luz artificial, filtrada pela neblina, invadir as cenas.

Toda essa fotografia deixou-me claustrofóbico, agoniado e incomodado, mas não sei se o filme é um forte concorrente nessa categoria






Será A forma da água uma ameaça para Dunkirk e Blade Runner 2049? Falo isso porque o longa foi o mais indicado nesse Oscar©. Mesmo que a história não tenha me cativado tanto, não podemos deixar de mencionar o trabalho técnico e visual do longa, e a fotografia não poderia ficar de fora.

Dan Laustsen caprichou nas penumbras e nos tons azulados e esverdeados de A forma da água. Aliás, essas tonalidades foram bem percebidas por mim. Vez ou outra falava comigo mesmo: "Nossa, esse filme está tão verde". Laustsen soube envolver os telespectadores, principalmente nas cenas aquáticas, em que a água tinha fator primordial para a construção das cenas.

Os movimentos lentos da câmera, bem como as cenas que nos deixavam claustrofóbicos, seja por conta da filmagem ou da fotografia, também devem ser ressaltados.

Esteticamente, ver A forma da água é como assistir uma produção de época embelezada e enriquecida com filtros e composições interessantes. 




A forma da água venceu na categoria Melhor Fotografia do Los Angeles Film Critics Association Awards.







Rachel Morrison é a primeira diretora de fotografia a concorrer nessa categoria em 90 anos de história do Oscar©. Ela é a responsável pela fotografia de Modbound: Lágrimas sobre o Mississipi

Particularmente eu gostei da fotografia de Modbound. Rachel utilizou bastante tons amarronzados e mais voltados para o amarelo queimado para compor as imagens do longa. É como se ela desse um tom "lameado" às cenas, entendem?

Preciso destacar também os movimentos de câmera que dão um recorte estético às cenas; e os enquadramentos que costumam deixar os personagens nas extremidades da tela.

Por último, as escolhas das paisagens também estão divinas. São ambientes estonteantes e deslumbrantes. Uma curiosidade é que quase sempre o clima das cenas é nublado e chuvoso.




Mudbound venceu na categoria de Melhor Fotografia no New York Film Critics Circle Awards.



Essas foram as minhas impressões. Gostaria que Blade Runner 2049 ganhasse nessa categoria. E vocês? Querem que quem ganhe? Digam nos comentários! J-J



Por: Emerson Garcia

10 comentários :

  1. Agora é só esperar o dia chegar, estou torcendo pro A forma da água eu vi e gostei muito! Beijos

    http://www.cherryacessorioseafins.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá JJ tudo bem???


    Gostei das suas impressões!!!

    Esse ano não assisti nenhum dos indicado, por isso estou bem neutra...


    Beijinhos;
    Débora.
    https://derbymotta.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Débora. Pelo menos os filmes das principais categorias eu vi.

      Excluir
  3. Oi Emerson, eu não assisti todos os indicados, então fica difícil ter preferidos, né? Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. O único que assisti dos que estão nessa categoria foi A forma da água. E realmente tenho a mesma percepção que a sua, tons esverdeados bem evidentes.

    rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Difícil escolha, mas meu favorito também é Blade Runner;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Essa categoria está bem difícil, pra mim o melhor é Dunkirk
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um trabalho técnico primoroso, sem dúvidas!

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Nos siga nas redes sociais: Fanpage e Instagram

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design