segunda-feira, 22 de julho de 2024

5Q: Loco por ella

Pode conter spoilers!





Moral

O filme mostra que o amor é verdadeiramente louco. Até onde você seria capaz de ir por um amor? Esse sentimento é intenso, inconsequente e bastante verdadeiro, e esse filme trata exatamente disso.

Cena boa

As cenas no hospital psiquiátrico são hilárias e é até difícil escolher apenas uma delas. 

Cena ruim

A cena inicial quando Carla e Adri se conhecem em uma balada noturna e a atração é imediata e voraz. Acredito que não precisava ser rápido dessa forma, mas se tratando de amor tudo é possível. 

Perfil

Após uma noite muito louca de amor e paixão, Adri e Carla ficam apaixonados um pelo outro, mostrando que o amor à primeira loucura existe, sim. Contudo, os dois se separam e Adri fica vidrado na moça, mas acaba descobrindo que ela está internada em uma instituição psiquiátrica. Adri, então, resolve se infiltrar e se passar por doido, sendo internado - voluntariamente - na clínica com o objetivo de cultivar esse amor. Mas ele acaba descobrindo que Carla sofre de Transtorno de Personalidade Bipolar e não se lembra, nadinha, dele. Ele terá que lutar por esse amor, passando por desafios e dificuldades, já que Carla não colabora e passa por estados maníacos e depressivos. Será que esse amor subsistirá? Até que ponto você faria uma loucura de amor? 

 


Opinião

Loco por ella (Loucuras de Amor, em português) é uma típica comédia romântica espanhola que surpreende pelo enredo simples, mas envolvente. Cheia de excentricidades, momentos cômicos, hilários, românticos e emocionantes, a trama prende a atenção do espectador do início ao fim. O enredo lembra um típico conto de fadas com a seguinte estória: um homem infiltrado em um lugar para conquistar a mulher que ama, mas enfrenta muitos desafios. Não só a estória principal do longa é deliciosa de ser acompanhada, como as dos personagens secundários. Extremamente carismáticos, seus enredos emocionam e divertem o espectador. Cada um deles tem um distúrbio psiquiátrico curioso e diferenciado e o filme trata os personagens com humanidade. Você torce, se diverte e se emociona. Essa temática de distúrbios mentais lembra muito o longa 'Toc Toc', que também é encantador. 'Loco por ella' possui uma abertura intensa, divertida e deliciosa, que te prende nos primeiros quinze minutos. Este é um filme fofo e respeitoso, que diverte e faz refletir na mesma medida. Ao final, ele deixa a importante lição que amar não é querer que o outro mude para encaixar na nossa vida, mas entender que o seu grande amor tem diferenças e particularidades e elas devem ser respeitadas. Vale a pena ver esse filme! J-J







Por: Emerson Garcia

sábado, 20 de julho de 2024

Rádio Bagaralho: Programa 'Capa & Conteúdo' #28


Olá ouvintes da Rádio Bagaralho FM (Rádio Bagaralho, a rádio do... povo). Aqui quem fala é o locutor Arthur Claro, aquele que é igual porém diferente. Com o oferecimento do Sebo Livro Aberto começa agora o programa Capa & Conteúdo. Nele mostrarei uma capa diferenciada de um disco e uma música deste que encontrei no Youtube. Peço que não julguem o disco pela capa e nem pelo conteúdo.

Jim Hall - Unfinished Business

]





Genesis - For Absent Friends 






The Edgar Winter Group - Frankenstein 








Queridos ouvintes, quero agradecer a todos e espero que continuem ouvindo a Rádio Bagaralho. Peço que comentem nesse post as músicas que gostariam de ouvir. Pode ser qualquer estilo musical. Um bom fim de semana repleto de felicidades. Sigam a Rádio Bagaralho no Instagram (@radiobagaralho). J-J


Por: Arthur Claro

sexta-feira, 19 de julho de 2024

Whatsapp baseado em fatos reais por Selton Mello - 4


Continuamos com as mensagens de Whatsapp baseadas em fatos reais por Selton Mello! Na edição de hoje trago conversas para lá de pessoais, com gafes, vexames, momentos cômicos e muito realismo. 

Confira e divirta-se! 


O boy/girl certo (a)


Conversas no Whatsapp também ensinam e trazem muitos aprendizados para a vida. É só anotar e colocar em prática cada uma das dicas.


Preguiça em pessoa


Entre sair e ficar teclando no Whatsapp, os jovens de hoje preferem a segunda opção. Confesso que estou no meio termo e gosto tanto de ficar em casa, como sair para passear e ir para o frevo, de vez em quando. 


Casos de Família no Whatsapp


Daí sua mãe prepara a fantasia do menino e deixa preparada na cama e, você, irmão dele, resolve inovar e criar uma nova. Confusão na certa e muitas tretas de família! 


0 reais


Aquele momento que você abre mão do frevo porque está endividado e sem nenhum real no bolso. Aí é difícil, não é mesmo?!


Ainda guarda rancor e mágoas


Eu sei com quantas pedras e cacos de vidro você machucou o meu coração no verão passado! Sabe aquela pessoa que guarda raiva, rancor e ódio?! Por vezes já fui essa pessoa que joga na cara os deslizes da outra, hoje em dia sou uma pessoa melhor e madura.


Seria um sonho!


Dois fominhas quando se casam e ficam juntos o que dá e o que resta?!


Então, traduza!


Existe certa confidencialidade entre mãe e filho. Diálogos que somente eles entendem e compreendem. 


Desceu para o play!


Esse não aceita não como resposta e ficou bem bravinho.



Conversa pra lá de produtiva #sqn


As conversas depois das 23 horas são as melhores... E se for por áudio ou chamada então, nem se fale. A imaginação e a criatividade correm soltas!



Viciado em comer/comida


A pessoa azul sou eu, no caso. Existe coisa melhor que comer e ser saciado?



A questão que tem que ser respondida


Conversas de meia noite e meia também são boas e bem fora da caixinha. 



Não pescou a cantada #pena


A resposta é a melhor! Rindo até a quarta geração! As conversas escritas no Whatsapp podem ter qualquer interpretação... 


Bug na mente!


A louca dos signos! Conheço muitas pessoas que acreditam em signos atualmente... E quando se leva para o relacionamento amoroso então?! Aí que a treta fica construída! 


Eitcha!


Essa foi uma das melhores conversas de Whatsapp postada nessa edição. 



Já deve ter percebido que esse tipo de post já virou quase que um quadro aqui no blog, né?! Aguarde pelas próximas postagens dessa temática! Com quais mensagens você se identifica? Por que? Essas mensagens realmente foram baseadas em fatos reais?! J-J




Por: Emerson Garcia

quarta-feira, 17 de julho de 2024

Aquela cena: a tentativa de suicídio de Karofsky em 'Glee'





A cena do Aquela cena de hoje é para se emocionar e tem forte apelo emocional (Aliás, o episódio em si é intenso). Trata-se de um trecho de On my way (3x14) da série Glee. A cena mistura encenação e performance musical.

Vou situar vocês: a cena em questão é a introdução do episódio e mostra o ex-jogador Karofsky sofrendo aquilo pelo que fez os outros sofrerem, principalmente ao personagem gay Kurt. A escola e seus ex colegas de time tinham acabado de descobrir a real orientação sexual de Karofsky e passaram a agir com preconceito, piadas e até mesmo pichando seu armário. As coisas para o personagem ficam difíceis e ele sofre na pele a homofobia pela qual fez Kurt sofrer, até que toma uma decisão dolorosa. Assista ao trecho:


 


Sentimos a dor de Karofsky. De um momento para outro, nossa percepção do personagem foi modificada. Se passamos à odiá-lo outrora, nesse momento em específico passamos à amá-lo. Ryan Murphy gosta muito de trabalhar a personalidade dos seus personagens e suas mudanças repentinas e drásticas e Karofsky é um bom exemplo disso. 

O personagem vê o outro lado da moeda, sofrendo exatamente o que causou à Kurt. Contudo, Kurt conseguiu se ressignificar e superar toda a dor do preconceito. O mesmo não aconteceu com Karofsky: ele não tinha o apoio da família, foi engolido pelo estigma de ser um jogador de futebol másculo, o que acabou sendo o estopim para ter seus sentimentos calados, ocasionando em sua tentativa de suicídio.

E que coragem da série de tratar da temática, em uma série adolescente, não é mesmo? A forma como o assunto foi tratado foi convincente, impactante e emocionante. Além de tratar do assunto, o episódio tratou de homofobia em uma de suas piores facetas e com as piores consequências, mostrando o perigo à sociabilidade e a saúde mental e psíquica das pessoas gays. 

A ideia do episódio foi mostrar como a atitude de Karofsky impactou não só sua vida, como de sua família e de outros colegas da escola. A tentativa de suicídio do ex jogador atingiu todos os personagens em graus diferentes. Rachel e Finn resolveram se casar mais rápido; Sue e Sebastian se tornaram pessoas boas e justas; e Will Schuester decidiu dialogar sobre o futuro de seus alunos. 

On my way foi um episódio recheado de boas estórias e momentos e com músicas ótimas. Logo no começo, Blaine interpreta Cough Syrup de Young the giant lindamente. Essa interpretação pode ser verificada no trecho selecionado. Intercalar o desespero de Karofsky e sua tentativa de suicídio com a performance tornou a música mais emocionante. Cough Syrup teve uma boa recepção na época. 

A escolha da música para a cena inicial do episódio foi congruente e acertada. A letra fala sobre a dificuldade de viver e o desespero que situações da vida podem causar. Um trecho diz o seguinte: "Life's too short to even care at all oh I'm losing my mind losing my mind losing control" (A vida é curta demais para se preocupar com tudo Eu estou enlouquecendo, enlouquecendo, perdendo o controle). Karosfky estava perdendo o controle de sua vida e não vendo mais sentido em viver. Assim como na letra, ele estava com sentimentos represados e vendo a tristeza crescer e transbordar.

A cena mostra como devemos amar, valorizar e respeitar as pessoas, assim como ouvir suas dores e desesperos. Também faz refletir que as pessoas merecem uma segunda chance e serem perdoadas do mal que venham a fazer. Talvez a forma como elas agem é por conta de suas dores e do que tenta de todas formas esconder. 

Esse foi o Aquela cena de hoje. Gostou da cena? Se tiver dicas de cenas para esse quadro não deixer de comentar tanto aqui nos comentários como no nosso Fale conosco. Até a próxima! J-J




Por: Emerson Garcia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design