segunda-feira, 16 de outubro de 2017

A realidade do mundo virtual






Ser bloqueado virtualmente pode gerar reações e sentimentos na vida real? Esta pergunta vem logo após eu publicar a crônica Bugs da vida e receber comentários de blogueiras que disseram que bloquearam pessoas por terem problemas reais com elas. Mas aqui quero falar de fatos virtuais que podem interferir, ou não, na realidade. 

As relações virtuais tem se tornado cada vez mais presentes e intensas em nosso dia a dia. Criamos vínculos, amizades; mas também discutimos, brigamos, bloqueamos uns aos outros. Tudo isso em ambiente virtual. A realidade do mundo virtual é incontestável: ele é cada vez mais real, capaz de gerar sentimentos reais, como alegria, tristeza, mágoa, rancor, desejo, dependência, histórias. Engana-se quem pensa que por ser uma relação virtual, ela não existe e é fria. Mesmo que não haja toque, olho no olho, face  a face, abraços, beijos, apertos de mão, ela não deixou de existir e ser humana.

Humana porque trata-se de dois humanos (ou grupos) que interagem através de um espelho negro - que pode ser um celular, monitor de um pc, tablet, Smart TV ou qualquer outra tecnologia de comunicação que eu não tenha conhecimento. Muitos dizem que o relacionamento virtual não é real, isso porque utiliza instrumentos tecnológicos e virtuais. Mas, é interessante ver o seguinte: os dedos que digitam uma mensagem no Whatsapp são humanos e reais; a face que aparece em uma videochamada existe, mesmo que seja deformada por conta da velocidade da internet; a voz que se ouve em um celular é real, e por aí vai... 

Mensagens que são digitadas, áudios e imagens enviados pelas plataformas e redes sociais provocam ideias, sensações e emoções reais. Qual a sua reação, por exemplo, quando um 'crush' posta uma foto no Instagram? Quando você pensa em alguém e ele te envia um "oi' no Whatsapp?  Ou quando recebe uma mensagem de parabéns de um amigo virtual? São fatos que geram reações no mundo real. Quer uma prova? Ao ver a foto do 'crush' seu coração dispara, seus olhos brilham e você até mesmo treme os dedos ao clicar duas vezes e curtir com um coraçãozinho. Ao receber um 'oi' você pode ficar feliz e com uma sensação boa, ainda mais se tem muito tempo que não fala com o contato. Receber uma mensagem de parabéns aumenta o seu ego, te faz sentir-se importante, saber como a pessoa te vê e se surpreender ao descobrir que você faz a diferença na vida dela.

As reações do mundo virtual na realidade também dependem de como iremos interpretar os comentários, as mensagens e fotos dos outros. Talvez uma interpretação errada pode gerar reações e sentimentos que não condizem com a realidade. Por isso, é preciso que interpretemos mensagens, comentários, críticas, brincadeiras e fotos de maneira correta. Mas, mesmo com a interpretação errada de algo do mundo virtual não deixaremos de reagir, sentir e se comover.

Não são emoções falsas, inventadas, muito menos sentimentos irreais. Eles estão ali. Eles existem. Não é algo fantasioso ou criado pela mente. Ao conversar com um amigo virtual no Whatsapp seu corpo interage, sua mente pensa, você pode sentir arrepios na pele, dependendo da conversa, ou até mesmo borboletas no estômago. 





Tenho uma experiência interessante sobre amizades virtuais. Possuo um amigo virtual há uns 6 anos, já conhecemos os gostos do outro, o que cada um pensa, assim como sabemos como animar, encorajar e aconselhar o outro. Não é porque a amizade é virtual que ela deixou de ser real! Certa vez brigamos feio no Whatsapp, e sabemos que brigamos por conta do tom da conversa  e da interpretação. Isso gerou reações na minha realidade, e creio que na dele também. Não parava de pensar no ocorrido, meu corpo ficava trêmulo e eu sentia vontade de chorar. Ou seja: a realidade do mundo virtual mais uma vez me perseguia. Depois, resolvemos a situação, pedimos desculpas um ao outro e seguimos com a amizade. Afinal, é uma amizade que vale muito a pena mesmo que seja somente virtual. Adivinha como nossa reconciliação interferiu na nossa vida real? Após ela, me senti leve, alegre e acreditando que não poderei jamais romper essa amizade.


Agora, volto a pergunta inicial: ser bloqueado virtualmente pode gerar reações e sentimentos reais? Diante do que disse, é óbvio que sim, e os sentimentos podem não ser os melhores. Quem é bloqueado pode sentir-se triste, com a sensação de ter sido excluído da vida da pessoa e de seus círculos, pode se questionar o por quê da atitude da outra pessoa... Ou seja, uma atitude virtual que desencadeia na realidade! 

Mas, diferente do que aconteceu em um episódio de Black Mirror, o bloqueio, muitas vezes, só acontece em ambiente virtual. Você não deixa de ver a pessoa na vida real e pode até mesmo cruzar com ela na rua... Quem bloqueia pode achar que a situação está resolvida, mas quando encontra com o bloqueado pode ter as mais variadas sensações. Será que ele pode mesmo transferir o bloqueio para a vida real? Apagar aquela pessoa da sua frente e fingir que não a está enxergando? Pode gerar uma série de desconfortos, mas também de muitas surpresas, como por exemplo, o bloqueado esquecer-se do episódio virtual e cumprimentar o bloqueador na rua como se nada tivesse acontecido. Essa última situação aconteceu recentemente comigo e entre transferir para a realidade o bloqueio virtual, eu transferi a minha tentativa de manter a amizade, o respeito e a admiração reais. Afinal, nesse caso, o episódio virtual não tem nada a ver com a realidade. Acredito, até, que a realidade real e a minha relação presencial com essa pessoa, é bem mais forte do que aconteceu no ambiente virtual.

Como você reage na realidade com suas relações virtuais? Você acredita que o mundo virtual interfere em seu mundo real? Você é você mesmo nas redes sociais? Você finge, se dissimula, representa, cria ou é o que se é? Você é aquele que acredita que uma tela preta e fria, te faz frio, insensível e menos humano? Você já chegou a acreditar que um ambiente virtual é uma mentira e que não valia a pena sofrer por 'algo que não é real'? Cada pessoa pode responder essas perguntas de forma diferenciada e com seu ponto de vista. Mas acredito que a realidade do mundo virtual é uma coisa cada vez mais presente e intensa. Sendo assim, meus abraços, beijos e apertos de mãos pra cada um de vocês. J-J


Por: Emerson Garcia

9 comentários :

  1. Belo texto. Eu creio que o que acontece na rede, influencia sim na vida real. É quase uma extensão, meio que... não dá pra separar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada vez ambos os mundos estão mais unidos e se confundem.

      Excluir
  2. Eu também tenho uma amizade virtual, já nos conhecemos no "real" e por incrível que pareça até mesmo brigamos - não houve bloqueio.
    Gostei do seu texto.

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que não houve bloqueio. As pessoas estão bloqueando as outras por qualquer motivo.

      Obrigado pelo elogio ao texto.

      Excluir
  3. Eu tenho pra mim que as pessoas estão se importando, vivendo e se deixando levar mais pela virtual do que a real! =/
    Bom texto!

    http://www.cherryacessorioseafins.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Black Mirror mostra muito disso. Tudo precisa ser dosado.

      Excluir
  4. A vida toda tive muitos amigos virtuais e brigas virtuais. Tenho uma amiga que hoje mal nos falamos hoje em dia. Ela está nas minhas redes sociais, mas não curte nada meu e eu também.. chega uma hora que você se cansa de correr atrás de certas amizades..

    Belíssimo texto refletivo..

    Um beijo,

    My Pure Style x My Instagram x My Facebook 

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa situação é bem complicada. Tenho muitos amigos virtuais no Facebook que mal falo com eles também.

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Nos siga nas redes sociais: Fanpage e Instagram

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design