terça-feira, 19 de outubro de 2021

Febre do Pop-It


Um objeto de silicone de diversos formatos e cores que simula um plástico bolha tem feito sucesso entre as crianças e até mesmo entre os adultos. O brinquedo possui várias bolinhas que servem para serem pressionadas e apertadas, fazendo um barulho leve de "pop" ou de "plástico bolha estourando". Que objeto é esse? Trata-se do Pop-It, que é um brinquedo de inquietação, ou seja, um fidget toy, assim como o Hand Spinner que se popularizou em 2017. 

Pouca gente sabe mas o atual Pop-It foi inspirado em uma ideia dos designers de jogos Theo e Ora Coster em 1974. A ideia não foi executada pois não havia silicone suficiente disponível na época. Anos mais tarde, em 2014, o brinquedo foi reformulado e comercializado. Mas não posso deixar de citar que um macaquinho também popularizou o objeto e a inspiração no Pop-It Pal, uma espécie de brinquedo nojento que simula cravos e espinhas espremidos. 




O Pop-It é comercializado por diversas empresas, como Foxmind, Theodora Design e Amazon. Vale mencionar que o brinquedo nem sempre é original, mas uma versão, já que o original é muito difícil de ser encontrado. 

O mercado dessa espécie de plástico bolha tem crescido de forma assustadora, principalmente entre 2020 e 2021 com a pandemia. Acredita-se que o brinquedo tem ajudado crianças e adultos a ficarem menos apreensivos e estressados. Além do efeito calmante, estudiosos acreditam que o Pop-It apresenta benefícios cognitivos e motores. Para a psicóloga Letícia Cacau, em entrevista ao site Olhar Digital, o brinquedo é um estímulo aos sentidos de quem brinca com ele. Ela disse o seguinte:

“São coloridos, chamativos e a forma de brincar é com movimentos repetitivos, o que contribui para o desenvolvimento cognitivo, a coordenação motora fina, o raciocínio e até em questões pedagógicas, como padrões, contagem, agrupamento e pode ser um recurso incrível se bem utilizado.”


A psicóloga ainda complementa que os brinquedos sensoriais e interativos (Mas não tecnológicos) ajudam as crianças a se desvencilharem mais do mundo virtual, optando por brinquedos mais arcaicos. 

E o mercado publicitário tem sido perspicaz de produzir Pop-Its que não só ajudam no estímulo sensorial, mas também atendem aos gostos de seus usuários. Há Pop-Its de tudo que é formato, como: abacaxi, dinossauro, unicórnio, pistola, logotipo da Apple, Peppa Pig, Pokébola, bola de futebol e até mesmo Among Us. O material é o mesmo (silicone), a dinâmica é a mesma (apertar bolinhas para fazer barulho), mas o que varia é o design.

A alta produtividade do Pop-It e sua popularidade, assim como a confecção de diversos modelos do brinquedo, me lembrou o que aconteceu com o Hand Spinner em 2017. Apesar de ser considerado um objeto terapêutico, ele tornou-se um objeto altamente rentável justamente por conta de suas personalizações, criações com diversas matérias primas e inúmeros designs. O mesmo ocorre com o Pop-It agora: será que as crianças tem o objetivo de ficarem menos nervosas ou apenas ter um brinquedo com o seu design preferido?

O Pop-It não tem um preço muito docinho. Tem alguns que chegam a custar entre R$ 40 e R$ 50 (preço unitário), até R$ 120 E R$ 130 reais (kits com três pop-its). Isso mostra como o brinquedo tem sido rentável para as empresas atualmente e como a questão mercadológica fala mais alto do que a própria saúde das crianças, por exemplo. A vantagem de investir em um produto com preço salgado assim é que ele não é descartável como o plástico bolha, podendo ser reaproveitado sempre. Além disso, o objeto é feito de um material resistente e duradouro - o silicone.

A febre do Pop-It é tão forte que ela não parou apenas no brinquedo. Máscaras com tema Pop-It foram confeccionadas, biscoitos coloridos inspirados no Pop-It, chinelas, chocolate de Pop-it, festas temáticas, biscoito do incentivo e pop-it silábico. Esses produtos foram criados porque a familiaridade com o brinquedo tornou-se muito forte nos dias atuais. Arrisco dizer que não há uma única pessoa sequer no mundo que não saiba de que se trata.


O Pop-It tem tudo para tornar-se um brinquedo memorável e até mais lembrado que o Hand Spinner, mas claro que isso requererá mais inovação do brinquedo, que vá além do que um simples objeto de silicone. Que tal criar cenários divertidos e interativos cheios de Pop-Its, por exemplo? Ou que tal confeccionar peças de roupas de silicone que imitem o brinquedo?! Ou até mesmo comercializar o objeto no ramo alimentício com ampla escala nos supermercados?! As ideias são infinitas. Eu apenas citei algumas delas. Acredito que os publicitários possam ir mais além que eu. Que eles coloquem a criatividade em ação. J-J


Por: Emerson Garcia

4 comentários :

  1. Já virou uma febre, neh!? Todo jovem tem um kkk
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  2. Cá existem versões muito baratas, já experimentei, mas não achei piada.
    Coisas de Feltro

    ResponderExcluir
  3. Nunca ouvi falar
    Fiquei a conhecer agora
    😊

    ResponderExcluir
  4. Estou desactualizada, nunca tinha ouvido falar no pop it!
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Nos siga nas redes sociais: Fanpage e Instagram

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design