quinta-feira, 6 de maio de 2021

Quinta de série: Madre sólo hay dos

Pode conter spoilers!








O Quinta de série dessa semana é em homenagem ao Dia das mães comemorado no próximo domingo (09). Trata-se de Madre sólo hay dos (Mãe só tem duas), série mexicana da Netflix de drama e comédia lançada no dia 20 de janeiro desse ano e já com previsão de segunda temporada. A primeira temporada contou com 9 episódios de cerca de 38 minutos. A série é protagonizada por duas atrizes, Ludwika Paleta e Paulina Goto, inclusive Ludwika já atuou em Carrossel e Maria do Bairro. O elenco também conta com Vicky Araico, Oka, Giner, Javier Ponce, Martin Altomaro, Liz Gallardo e Christian Chávez, o Giovanni de RBD




A série conta a estória de Ana e Mariana, duas mulheres de diferentes idades e culturas que tem suas filhas no mesmo hospital, na mesma hora e acabam tendo suas bebês trocadas. Ana recebe a filha de Mariana nos braços e Mariana a sua. Já dá para perceber a confusão que será, não é mesmo?! 

Ana e Mariana tem personalidades e realidades distantes. Ana é uma executiva bem-sucedida, riquíssima, muito disciplinada, com sua vida pautada por regras e horários e foi mãe pela terceira vez. Já Mariana é uma estudante de 23 anos, bissexual, livre de qualquer regra, de família pobre e que ficou grávida de forma inesperada do seu ex-namorado. O modo como criam suas filhas também é diferenciado.

Tudo muda quando se passam quatro meses e as mães descobrem que suas filhas foram trocadas e que, na verdade, uma está criando a filha da outra. Após a descoberta, elas tem a ideia inusitada de formarem uma grande família. Assim, Ana chama Mariana para morar em sua mansão, que acaba aceitando a proposta. 





A proposta não é aceita de forma integral pela família de Ana e Mariana. E para piorar, ambas terão que lidar com conflitos de convivência e personalidades para melhor criarem suas filhas. É uma oportunidade para ambas as mães conhecerem suas verdadeiras filhas, a partir da ajuda da mãe que esteve nessa função por quatro meses sem saber que a filha não era sua de verdade. Desse modo, elas desenvolvem uma maternidade compartilhada, em que elas tem funções com as bebês e onde uma compartilha dicas com a outra. A partir dessa troca de experiências, elas desenvolvem amizade forte e improvável (Quem diria que por serem tão diferentes se tornariam amigas?).

A série possui situações dramáticas, hilárias e emocionantes, bem na vibe de Jane the virgin (do mesmo criador). Madre sólo hay dos tem um formato de novela mexicana, mas aqui as reviravoltas, diálogos improváveis, personagens caricatos, situações inusitadas e o dramalhões desmedidos ocorrem em menor número. 






Madre sólo hay dos aborda a maternidade, aliás, os vários tipos de maternidade. A série tem o intuito de abordar como mães diferentes lidam com a criação de suas filhas, por possuírem vivências opostas. Cada mãe tem uma percepção sobre a vida e a maternidade distinta. Desse modo, a produção mostra os acertos e erros dos tipos de maternidade, mostrando que as mães são humanas, mas sempre dispostas a aprenderem. 

Além disso, também aborda assuntos como feminismo; sororidade; relacionamentos familiares quebrados e de aparências; sexualidade; amizade; autoestima; trabalho; culpa; e muito mais. Já que além do núcleo e da estória central, a série ainda desenvolve outros núcleos e personagens, como se fosse uma novela mesmo com vários enredos e estórias.

Madre sólo hay dos é um incentivo para que mulheres se tornem mães. A série mostra que não é preciso casar ou ter marido para criar um filho. Por outro lado, a série não é somente para quem é ou quer se tornar mãe, pois tem muitos assuntos (já mencionados) que fogem da temática da maternidade.



A série também poderia ser facilmente caracterizada como uma comédia romântica, em que existem vários casais e seus conflitos, além do conflito principal das duas mães que fazem de tudo para criarem suas filhas. Madre sólo hay dos é uma série delicinha de se assistir, com conflitos e dramas interessantes, que te deixarão ao mesmo tempo apaixonado, mas com uma dor no peito fortíssima. A produção apresenta leves (e boas) doses do melodrama bastante característico das novelas mexicanas, mas claro, acredito que faltou um pouco mais de drama e química nas estórias.

A atuação dos atores é razoável. Alguns se destacam mais que os outros e entregam mais do personagem em cena. Também merece destaque a trilha sonora com músicas emocionantes e dramáticas mexicanas, como Eres pra mí de Julieta Viegas e a abertura que é uma animação colorida, criativa e fofa. 

A série liderou em vários países da Latinoamérica, como México, Venezuela, Equador, Guatemala, Paraguai e Chile, obtendo uma audiência considerável e estando no top 10 da Netflix. Com isso, foi confirmada a segunda temporada, que resolverá muitas pontas soltas, ganchos e reviravoltas do final da primeira leva de episódios (inclusive a cena final é surpreendente e totalmente improvável). Na nova temporada espera-se que as estórias fiquem mais redondinhas e envolventes, o roteiro e enredo melhores estruturados e que a produção consiga arrebatar corações, assim como fez com Jane the virgin (leia a resenha da série aqui no blog) (Aliás Madre sólo dos apesar de ter elementos similares que essa, nem chega aos seus pés). 




Made sólo dos tem boas cenas de maternidade, de cuidado, de tempo de qualidade entre as famílias, desafios, batismos, problemas maternais como mamadas e levantar de madrugada para amamentar, tempo de criação dos pais das meninas. Enfim, é uma série que destila sobre o amor maternal, mas também sobre outras coisas. A recomendo, apesar que não tenha sido uma produção perfeita e espetacular. J-J





Por: Emerson Garcia

8 comentários :

  1. O Dia da Mãe foi no passado domingo, cá em Portugal!
    Nunca ouvi falar nessa série mas é uma linda proposta para homenagear todas as mães!
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderExcluir
  2. Confesso que nunca tinha ouvido falar... vou levar a sugestão!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram | Youtube

    ResponderExcluir
  3. Olá Emerson, deve ser bem divertida esta comédia, e vou torcer para passar na Netflix Portugal. O Dia das mães, aqui, é (foi) no primeiro domingo de Maio! Bjs, bom resto de semana.

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde Emerson. Não conhecia, obrigado pela dica.

    ResponderExcluir
  5. Ola
    Nunca tinha ouvido falar da serie, com certeza irei pesquisar.

    blogdamary.com

    ResponderExcluir
  6. Parece interessante. Abraço!



    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. eu assisti assim que lançou, e amei haha

    beijo
    A mina de fé

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Nos siga nas redes sociais: Fanpage e Instagram

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design