quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Quinta de série: Jane the virgin





Preparado para uma série estilo novela mexicana, bem pastelona, nos moldes de Grey's Anatomy?! Jane the virgin, da CW, pode entrar nesse quesito, mas garanto a você que ela é mais que isso. 

Jane Villanueva é uma jovem de 23 anos que mora com a mãe e a avó, super família, doce e amável. Ela namora com Michael, por quem é apaixonada, só que já disse a ele que "sexo só depois do casamento", para cumprir com a promessa que fez à sua avó quando ainda era pequena. Certo dia, Jane vai ao médico realizar exames ginecológicos, até que algo pra lá de inusitado acontece: a médica acaba injetando o esperma de Rafael, que ela havia flertado há 5 anos, e ela fica grávida, mesmo sendo virgem.



E agora? Como o namorado de Jane reagirá com essa situação? E Rafael? Será que uma antiga paixão poderá renascer no presente? Essa é só uma das confusões que a série reserva. 



Jane the virgin é engraçada desde o primeiro episódio, mas, também, traz boas doses de drama, romance, suspense, aventura. O ritmo em que ela se desenvolve, te vicia desde o início. A maneira como ela é contada, com um narrador bem humorado, que se aproxima do telespectador; jogos de palavras; explicações que aparecem nas cenas, me ganharam. Claro que ela teve alguns pontos fracos, que a deixaram monótona, mas no geral, não tenho do que reclamar.



Outro elemento positivo da série, são os personagens. Todos eles são bem trabalhados. O trio familiar entre Jane, sua avó e sua mãe, é de encher os olhos, e me fez compreender a importância de um ninho. Alba Villanueva me lembra bastante minhas duas avós. O carinho, a doçura, a solicitude, e até a desenvoltura de passar por problemas, foram as características que me chamaram a atenção.




Rogelio de la Vega é outro dos meus personagens favoritos. É ator de uma telenovela mexicana. Gostei da intertextualidade: uma novela mexicana dentro de outra quase novela mexicana. Excêntrico, galã, bem humorado, dramático, amigo, são algumas de suas características. Sem falar do grande segredo que ele possui com relação a Jane.




Voltando para o drama central da série, como é ser uma mãe solteira? E uma mãe solteira virgem? Poxa! Deve ser mais complicado ainda. A série sabe abordar com leveza essa questão seríssima. E nos primeiros 22 episódios já lançados, vemos a adaptação de Jane a essa realidade: a de ser mãe. Apesar de todas as dificuldades, ela não perdeu a compostura, sempre cuidando do seu bebê que estava pra nascer, indo a consultas pré-natais, participando de um grupo para grávidas, vendo os ajustes do chá e enxoval do bebê...





Ser mãe solteira e virgem! já é uma questão pra lá de complicada. E como ficará o coração de Jane? Será que Michael assumirá um filho que não é seu? Será que Rafael assumirá um filho que é seu, sendo que nem fez sexo com a mãe? É, meus amigos. São muitos dramas.




Estou mais que ansioso pela segunda temporada que estreia dia 12 de outubro. Vocês já devem presumir o que acontecerá pela imagem acima. Jane the virgin pode não ter um primor de qualidade, um enredo falho e cenas monótonas (que me fizeram dormir algumas vezes, confesso), mas é um dramédia que traz muitos ensinamentos, e que posso dizer, sem errar, que emociona, apaixona, faz rir. Um grande páreo pra Paola Bracho, Thalía, Rubi e companhia. Não vai ficar fácil pra elas depois de Jane. J-J






Por: Emerson Garcia

12 comentários :

  1. Ahhhh, eu comecei a assistir semana passada e já me apaixonei! Embora tenha um tema complicado, a série é super divertida, já to doida pra ver a segunda temporada!
    Um beijão,
    Gabi do likegabs.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! Esse é um dos destaques dessa série: tratar de temas sérios de forma descontraída.

      Excluir
  2. Geeeente, que legal, juro que ri só de ler a resenha ahah
    "Um grande páreo pra Paola Bracho, Thalía, Rubi e companhia." Como assim senho? Eu amo a Paola, preciso ver essa série já!
    Ótima indicação :D

    bj
    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu! Kkk
      Você vai rir mais quando assistir.

      Excluir
  3. Sabe que li tantos elogios que resolvi assistir ao piloto e não gostei muito? Talvez se continuasse teria gostado mais. Beijos

    www.chezb.com.br

    ResponderExcluir
  4. Já assistir a primeira temporada e rir demais quando Jane descobriu que tava grávida. E mais ainda do pai da Jane, que fiquei boba quando o mostraram. Imagina ser mae sem nunca ter feito sexo! Loucura essa série, que adoro!
    Beijos,

    http://blogsejaforte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Não tem quem não ria. Altas confusões.

      Excluir
  5. Ainda não assisti, é mais uma que vai pra minha lista com suas sugestões na "quinta de série";)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkkkkkkkkkk morta com essa serie, nunca vi. Mas já quero , gravida de um, mas namora outro, virgem... Deve ser muito engraçado.

    Bjuuuu
    http://www.blogjumedeiros.com/

    ResponderExcluir
  7. eu comecei assistir essa série, só que fui até o primeiro episodio mesmo, eu sou meia esquisita não gosto muito de assistir séries beijos http://www.blogdaxavier.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu adoro essas séries puxadas pro humor pastelão, não conhecia mas vou procurar.
    Beijos!

    www.imperfeitaas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design