sábado, 3 de dezembro de 2016

5Q: Looking – O filme







Moral
O quão prejudicial pode ser para você e para sua vida deixar algo inacabado?

Cena boa
A despedida do Patrick e do Kevin.

Cena ruim
O beijo do Patrick e do Dom. Não precisava. 

Perfil
Patrick é um homem gay que teve seu coração dividido entre dois amores. No longa, ele retorna a São Francisco para resolver esses problemas.

Opinião
Um ótimo final para série. A HBO ganhou meu respeito ao decidir que ia fazer um filme para concluir a série depois de a terem cancelado. Eles realmente concluíram a história em aberto e ainda conseguiram deixar que o filme ficasse um amorzinho. Não tenho muitas críticas, além de terem colocado a cena do Patrick e o Dom se beijando. Dom é como se fosse o irmão mais velho do Patrick (muito mais velho), não dá para aceitar isso. Que bom que não foi para frente. Espero que o mundo crie mais filmes como Looking. J-J


Por: Thiago Nascimento

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

10 Músicas de divas pop

Pessoal, voltei para fazer um post aleatório a pedido do Emerson. Pensei em vários temas, mas do nada veio este aqui. Escolhi as músicas que mais gosto destas cantoras:


Beyoncé - Single Ladies (Put a Ring on it)






Britney Spears - Toxic






Madonna - Like a virgin






Fergie - Fergalicious






Katy Perry - I kissed a girl






Lady Gaga - Judas






Taylor Swift - Shake it off






Miley Cyrus - Wrecking Ball






Ivete Sangalo - Deixo






Sandy - Aquela dos 30






Espero que vocês gostem desta seleção musical pouco provável, pois eu não pareço gostar destes estilos. Atrás de uma carcaça roqueira que tenho sou um bom ouvinte de músicas boas para os meus gostos. Não estou aqui para obrigar a ninguém a gostar do que gosto e sim para compartilhar minhas preferências. Se gostarem da minha participação peçam para o Emerson para eu continuar. Beijos e abraços para todos. J-J



Por: Arthur Claro

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Quinta de série- nostalgia: Under the dome

*Pode conter spoilers




Antes de mais nada farei a seguinte observação: não percam o seu precioso tempo assistindo Under the dome. Dito isso, queria dizer que acho que vai ser a primeira vez que falarei mal de uma série aqui no QdS. Peço desculpas as pessoas que assistiram a série e gostaram de tudo (se é que esse serumaninho realmente existe).

Bom, para eu não começar falando mal de UTD, vamos para as partes boas. A série começa quando um misterioso campo de força invisível prende todos na cidade de Chester’s Mill. Ninguém entra, ninguém sai. O mistério no começo da produção é algo bem intrigante. Você fica realmente curioso para saber o que foi que causou aquele bendito campo de força. 



Vaquinha foi partida ao meio na hora que a redoma caiu. Acho que foi a morte que eu mais fiquei com pena. Tadinha dela!

Adolescentes saudáveis começam a ter convulsões do nada, e durante os ataques falam repetidamente: “Estrelas rosadas estão caindo. Estrelas rosadas estão caindo em fileiras.” Acredito que essa parte foi a mais interessante da série. Eles conseguiram montar um roteiro bem construído nessa fase. Conforme ela vai prosseguindo, eles descobrem um ovo negro que tem um mini-redoma em volta. Com isso, acreditam que o ovo é uma espécie de fonte de energia e estaria alimentando a redoma ao redor da cidade.




Depois que as estrelas rosadas finalmente cairam e que eles realmente decifraram do que se tratava o domo, o enredo começou a decair. Os personagens legais começaram a ficar chatos e os chatos começaram a tomar conta do enredo (Exceto o Júnior. Quem assistiu sabe que esse personagem começou chato e terminou chato). 

A primeira temporada foi realmente muito excitante. A assisti direto. Não consegui parar até terminar. Cada dia era uma coisa nova sobre a redoma, cada episódio era uma dificuldade nova (comida acabando, energia, água, todo mundo se lascando). A segunda ainda foi bem interessante, mas já começou a deixar o enredo mais lentinho. Já na terceira, foi quando desgraçou de vez. Sinceramente, não sei como consegui terminar. Foi a série, até hoje, que eu mais lutei para assistir até o final. Deus me livre! Ainda bem que já terminou. Hahaha!


As estrelas rosadas finalmente caindo do céu.


Apenas um recado para o Barbie (um dos protagonistas da série): você não fez jus ao seu nome. Você foi uma Barbie na primeira temporada. Na segunda, você virou uma Susi. E na terceira, você já era Polly. Pelamor de Deus! MAN UP!

Tiveram personagens muito bem construídos, isso não posso negar. Mas além da parte final do enredo da série (terceira temporada) ter sido chata, forçada e muito mal escrita, os diálogos da série foram horríveis. Pensei que era uma série infantil, sei lá, algo bem Disney (e olha que gosto de algumas séries da Disney).

Já vi muitas séries depois de serem canceladas (The New Normal – que já falei aqui no blog – foi uma delas) e não me decepcionaram tanto quanto ela. Quando faltavam 4 episódios para acabar, eu já estava assim:




Eu me rendo!!!!


Bom, então é isso. Espero que tenham gostado do post. Para quem quiser se arriscar na série, todas as temporadas estão disponíveis na Netflix. Boa sorte nessa aventura. Vocês vão precisar. J-J






Por: Thiago Nascimento

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Qual é a sua contribuição à comunidade?

 O que você vai deixar de exemplo? | Divulgação

Caros leitores, um momento de reflexão nesta semana tão difícil: qual é a sua contribuição à comunidade? Digo  "comunidade" porque foco apenas em uma cidadezinha aconchegante em que vivemos. 

Tem gente que faz atividades voluntárias nas igrejas, hospitais e escolas; outros prestam aulas de reforço sem pedir nada em troca, ou em preços módicos. Fazer a diferença na vida dos outros emprestando nossos potenciais é uma recompensa irremunerável, que nos alivia e dá alento a quem precisa.

Incrível e louvável é ver cidadãos se juntando para, por exemplo, tapar buracos e perceber que a força de transformar sua rua, sua cidade e seu povo está em suas mãos. Não espere algo ou alguém de fora fazer o que poder acontecer com sua própria iniciativa. Deixar qualquer contribuição benéfica a sua comunidade faz os outros se mexerem e melhorar nosso cantinho cada vez mais.

Até mais, pessoal. J-J


Por: Pedro Blanche
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design