sábado, 20 de julho de 2019

Hiatus de inverno do JJ: de 20 de julho à 29 de agosto

As merecidas férias do JOVEM JORNALISTA se iniciam hoje (20) e irão até o dia 29 de agosto. Serão praticamente um mês e 10 dias de descanso mais que necessários.

Durante o Hiatus de inverno não pararemos por completo, preparando posts e conteúdos para vocês, meus caros leitores. Se algo acontecer de extraordinário no Brasil ou mundo o Hiatus de inverno será interrompido. Mas isso só acontecerá em último caso mesmo. 

Se sentirem falta do JJ (E creio que vão!), não deixem de acompanhar as redes sociais - Instagram, Twitter e Whatsapp - pois elas serão atualizadas frequentemente com conteúdos alternativos e variados. Também podem acompanhar os blogs do Arthur Claro (Arthur Claro Igual porém diferente e Sem máscaras e com pouca roupa).

Nesse período sabático vocês não serão abandonados por completo, pois suas postagens serão acompanhadas e comentadas ao menos duas vezes por semana. Então, esperamos que não nos abandonem, porque não faremos isso com vocês.

Esse hiatus será um dos mais longos do blog. É uma pausa, não um stop definitivo. Foi com essa ideia que fiz a arte: o botão de play e pause, sob um tom pastel. O minimalismo foi utilizado, provando que menos SEMPRE é mais. 

Recado dado, vamos para as nossas férias. Já estamos sentindo a falta de cada um dos leitores do blog. Até o dia 29 de agosto, com muitas novidades, posts polêmicos e informativos e o retorno dos quadros que todos vocês amam. J-J




Por: Emerson Garcia

sexta-feira, 19 de julho de 2019

Que música aparece quando você busca...



Após uma pausa de quase dois meses a tag Jornalista  ≠ está de volta. Eu e o Arthur resolvemos aderir a nova febre do Instagram que é a de responder uma série de perguntas - como seu nome, sobrenome e apelido - com músicas. Já vi duas pessoas fazendo esse novo desafio no Instagram (Aliás, tenho acompanhado bem pouco a rede social ultimamente).   

Eu e o Arthur então decidimos editar alguns tópicos do desafio de acordo com nossas personalidades e dando a nossa cara. Chegamos à 12 tópicos.

E quais são as regras estabelecidas para o desafio?! Bem, poderíamos colocar músicas que tinham a palavra no título ou no corpo da letra. Por exemplo: no tópico cidade pesquisei por "Ceilândia", mas não existem músicas com esse nome, o que me levou a encontrar uma música que tenha "Ceilândia" na letra, entendem?!

O resultado final das respostas ficou bem peculiar e não teve nada de intencional. Encontrei música de MPB, hip hop, gospel, funk e até mesmo arrocha, acreditam?! 

O layout dos tópicos ficou assim: a música/vídeo da resposta, depois a explicação da resposta, fazendo uma correlação com a música. Preparados?! Ah! E não deixem de conferir como o Arthur Claro criou esse post


Sua característica psicológica





Pesquisei "timidez" na caixa de pesquisa do Youtube e logo apareceu essa música. Ao contrário do que possa parecer sou um JORNALISTA MUITO TÍMIDO e essa canção é a história da minha vida. Lembro que uma professora de Sociologia do Ensino Médio a levou e logo disse que ela tinha tudo a ver comigo. Um trecho dela diz: "Sei que tento me vencer e acabar com a mudez Quando eu chego perto, tudo esqueço E não tenho vez Me consolo, foi errado o momento, talvez Mas na verdade, nada esconde essa minha timidez".


Sua característica física





Pode não parecer, mas uma das minhas características físicas é que sou gordo. Tá bom, um pouco gordo, mas não deixo de não o ser. Lembro que quando essa música foi lançada, um colega de trabalho logo disse que tinha a ver comigo. Enfim, melhor ser um gordinho gostoso, do que apenas um gordo (Tá, parei KKK). 


Seu número favorito


Nesse tópico eu e o Arthur decidimos que a música poderia ter o número favorito por extenso ou o numeral mesmo. 

Confesso que fui primeiro na música e depois no que o tópico pedia. Não sei se isso pode ser considerado trapaça, mas fiz isso. Além disso, escolhi duas músicas para a categoria ao invés de uma.

Pois bem, fui nas canções Million reasons e depois em 100 bilhões de vezes, para assim escolher meus números favoritos. MILHÃO e BILHÃO são números grandiosos. Além disso, indicam enorme riqueza (Não sei o que faria se tivesse 1 milhão ou 1 bilhão de reais na mão). 

Escolhi cada uma das músicas por um motivo, que explico logo após cada vídeo. 





Esse é um número especial, pois em maio de 2017 o JOVEM JORNALISTA atingiu a marca de 1000 posts. É certo que o blog já ultrapassou 1500 posts, mas 1000 foi importante e uma marca que jamais irei esquecer.  







Já o 100 bilhões de vezes foi escolhido mais pela incrível canção do que pelo número propriamente dito. Mesmo assim, é ele é incrível e imensurável. Já parou para pensar quanto essa conta dá?! Um número quase que infinito.



Sua comida preferida





A busca por minha comida predileta ("Lasanha") levou à esse rap para lá de peculiar e cheio de palavrões. Eu ri muito quando li a tradução dessa música. O cantor chega a dizer ao interlecutor que vai lhe servir uma "lasanha de vadia".


Sua palavra preferida 







Minha palavra preferida é "amor" e logo que pesquisei apareceu esse funk até leve e "bonitinho". O cantor chama sua amada de amor e a trata com delicadeza e cortesia (É difícil ver um funk assim né?!). 



Sua cidade






A minha cidade é Ceilândia (Para quem não sabe é uma cidade-satélite que fica dentro do quadradinho chamado Distrito Federal e a alguns quilômetros de Brasília). Logo que pesquisei por ela a primeira música que apareceu foi essa famosíssima do rapper Hungria Hip Hop. Determinado trecho diz: "Preciso de tão pouco pra sorrir Mesmo sem visitar a Disneylândia Eu não troco por duas Miami ou Paris A metade da minha Ceilândia". A música tem uma boa letra e um ritmo contagiante. 


Mês do aniversário





Ao pesquisar pelo mês do meu aniversário ("Julho") logo de cara apareceu a música Julho, da Daniela Araújo, mas não a coloquei porque mesmo que o título fale de julho, a música não tem nada a ver com o meu mês (Ela apenas deu esse nome porque ela fez parte de um projeto onde, a cada mês, ela lançava uma música). Então, desci a barra de rolagem e encontrei essa música até então desconhecida por mim. Ela é uma fofura só e fala das características de cada mês. Certo trecho o cantor diz: "Me preparo para o frio de julho e tudo o que o vento vai trazer".  



Seu hobby preferido








Meu hobby predileto é assistir séries, realities shows, novelas e novelas bíblicas. Então,resolvi colocar no campo de pesquisa do Youtube "Netflix" e me deparei com essa paródia incrível da música Cold Water, de Justin Bieber. A letra fala de várias séries que assisto/assistia e caiu como uma luva. Separei alguns trechos (Negritei as séries mencionadas): 


"Já avisei o meu pai, agora eu vou!   
Fazer maratona da série Arrow
Não tem propaganda, já começou
Eu só vou me enfiar no edredom 

[...]

Foi com Breaking Bad, que começou
Era pra ser, só um episódio!
E quando você vê, outro já foi
Agora fodeu, tem Pokemon!

Eu deveria sim
ficar bastante puto
Mas é tão, tão baratinho
Só falta uma coisinha
Cade Game of Thrones?
Não tenho tv a cabo!
Nem HBO GO

[...]

Amor, amor
Essa série me assustou!
A Eleven [Stranger Things] me afetou
Vamos ver outra!
Hey Amor, amor
Veja só o que tem de novo
Vou dar play já começou! 
Ver Glee eu vou!
Vem ver amor!"



Sua série preferida







Nessa categoria definimos que poderíamos pesquisar pela série em seu nome original ou traduzido. Bem, a minha série preferida sem dúvidas é Once upon a time. Então eu traduzi para o português, ficando "Era uma vez", o que me levou à essa bela música de Kell Smith. 



Pecado capital que possui






Nessa também eu meio que trapaceei, pois coloquei que o pecado que cometo é a "Gula" e não apareceu nenhuma música interessante, daí me lembrei de uma música da Marisa Monte e coloquei "quindim", o que me levou à Não é proibido onde a cantora fala de vários doces e guloseimas. Tá certo que gosto mais de coisas salgadas, que doces, mas o que vale é a intenção. A letra não é recomendada para quem é diabético. Separei um trecho dela: 

"Jujuba, bananada, pipoca,
Cocada, queijadinha, sorvete,
Chiclete, sundae de chocolate,

Uh!

Paçoca, mariola, quindim,
Frumelo, doce de abóbora com coco,
Bala juquinha, algodão doce e manjar.

Uh!"



Sua cor preferida






Uma das minhas cores preferidas é o amarelo, por ser uma cor alegre, quente, vivaz e vibrante. Quando pesquisei por ela apareceu esse rap fabuloso de Emicida, com participações de Majur e Pabllo Vittar. O clipe é cheio de detalhes em amarelo e estou cogitando falar dele em um futuro Entre Frames. Separei o trecho que diz: " 'Cê vai atrás desse diploma Com a fúria da beleza do Sol, entendeu?"



Seu signo


Outro tópico que encontrei duas músicas para colocar (Aquele indeciso que não pode escolher apenas uma). Meu signo é câncer (Sim! Cadê os mimizentos de plantão para me acompanhar?!) e coloquei Câncer de Hotelo com participação de Vitória Falcão e Signo de câncer de Bruna Caram. Falo de cada uma delas abaixo:







Essa música é fofurinha demais (Aliás, perceberam o tanto de música legal e interessante desse desafio?!). Me identifiquei muito com a letra e separei alguns trechos (Foram quase todos, mas tudo bem) e selecionei frases que tem mais a ver com o signo e comigo:

"Água em pedra dura bate até que fura
Não se sinta insegura se eu disser
Que é tudo uma loucura
O mundo não tem cura, amor
Sente e protege
Eu sei que você rege todas as marés do mar
Mas não se esconda no casulo
Sem tu não é seguro viver
Pode crer

Cê vai cozinhar
e vai se magoar se essa comida queimar
Cê vai chorar
E eu vou me apaixonar
Em casa a gente vai ficar
Pra sempre quero ser seu par

lararara


Vão dizer que é drama
Nessa cê me ganha
O mundo deve entender a sua dor
Sua paúra é linda
E tu só vive morta de amor
Sente e protege
Eu sei que você rege todas as marés do mar
Mas não se esconda no casulo
Sem tu não é seguro viver
Pode crer"


Fala sério se essa música não tem tudo a ver com os cancerianos?!






Já essa música se refere e identifica bem menos os cancerianos e acredito que ela é menos interessante que a anterior. Mesmo assim, separo alguns trechos:

"Mês de junho
Qual é seu nome eu sei
Tempo de frio prazer
O mesmo nome hei de ter

Frio que rasga os lábios meus
Ser cria de um sábio...

Mês de junho
Tempo de festas quintais
Temos os signos iguais 
Sonhos e planos reais"


As referências ao câncer são bem superficiais e gerais, como os trechos: "mês de junho", "tempo de frio" e "temos os signos iguais"



Essas foram minhas respostas ao desafio. Acredito que deu para me conhecer um pouco  mais com cada música e explicação. Não deixem de conferir as respostas do Arthur ao desafio, pois estão interessantes também.


Vocês já tinham visto esse desafio? Gostaram das minhas respostas? Deu para conhecer mais um pouco de mim? Digam nos comentários! J-J




quinta-feira, 18 de julho de 2019

Entre Frames #17: Girls like you - Maroon 5 ft. Cardi B





No último Entre Frames antes do Hiatus de inverno do JOVEM JORNALISTA analiso o clipe Girls like you do Maroon 5 com participação da rapper Cardi B. Ele foi lançado em 31 de maio de 2018 no Youtube e já conta (até a publicação desse post) com mais de 2 bilhões e 300 milhões de visualizações (2.305.257.217), 14 milhões likes e 594 mil deslikes. A canção foi escrita por Adam Levine, Cirkut, Cardi B, Starrah, Jason Evigan e produzida por Gian Stone, Cirkut e Evigan. Já o clipe foi dirigido por David Dobkin. 

O vídeo é um verdadeiro ode às mulheres - sejam de que idade, raça ou estilo forem. Ele conta com 23 personalidades femininas que interagem com o cantor Adam Levine, gesticulam, dançam e performam em uma arena arredondada em azul marinho e preto. 

Por um lado, Girls like you é simplista e minimalista - por apresentar um cenário somente, com a banda performando e o cantor sozinho com um microfone; por outro, é complexo e simbólico,  se formos analisar a personalidade, história e visibilidade das 23 mulheres que interagem e fazem sincronia labial com o cantor e desaparecem para que outra - utilizando recursos gráficos - surja em seu lugar. 

Girls like you não deve ser analisado somente de forma simplista e minimalista, tendo em vista os recursos visuais e estéticos utilizados que o deixaram cheio de nuances, significados e perspectivas. Assista:





São 23 as mulheres que aparecem no clipe e foi necessário muita pesquisa para identificar cada uma delas. A maioria são desconhecidas por mim, embora famosas (Se conhecer 5 são muitas). Resolvi listá-las conforme aparecem no clipe (As negritadas em azul são as que conheço): Camila Cabello, Phoebe Robinson, Aly Raisman, Sarah Silverman, Gal Gadot, Lily Singh, Amanzi Al-Khatahbeh, Trace Lysette, Tiffany Haddish, Angy Rivera, Franchesca Ramsey, Millie Bobby Brown, Ellen DeGeneres, Jennifer Lopez, Chloe Kim, Alex Morgan, Mary J. Blige, Beanie Feldstein, Jackie Fielder, Danica Patrick, Ilhan Omar, Elizabeth Banks, Ashley Graham, Rita Ora, Behati Prinsloo (esposa de Levine) e a filha de Levine, Dusty Rose. Conheço bem poucas mulheres, né?!

Girls like you é um clipe que conta com celebridades dos vários seguimentos: música, atuação, comédia, esporte, política, moda e showbusiness. A partir de agora, veja outros detalhes do vídeo. 


Estética


O clipe possui as cores azul marinho e preto predominantes, já que são os tons da "arena redonda". Suas utilizações contrastou tanto com os tons de peles do pessoal, como com suas roupas. Qualquer homem ou qualquer mulher que aparece no meio da arena ganham destaque. 


Câmera de dentro para fora e 360º



No ínicio do clipe a câmera sai de dentro para fora, ambientando o local e mostrando os músicos e o cantor (0:01-0:08). O interessante é que há uma gradação: primeiro, o violão do instrumentista é enfocado, até que a imagem vai se abrindo e mostrando os integrantes da banda. Em vários frames há uma aproximação ou distanciamento com a câmera, que ora enfoca determinada pessoa, ora contextualiza o ambiente. Por exemplo, a câmera dá um close no rosto do cantor e depois reabre novamente (0:31 e 0:36). 






Assim, a câmera dá uma volta pelo cenário mostrando todos os integrantes da banda. Devido a arena ser redonda, o recurso da câmera em 360º foi bastante utilizado, seja para mostrar esses últimos (0:09-0:24) ou as mulheres famosas. 



Simetria



De forma geral, Girls like you é simétrico e regular. Isso significa que cada integrante da banda, assim como cada mulher está em um lugar determinado e simétrico, o que trouxe certa harmonia para o clipe. Ou seja, não há nada fora de sintonia ou perspectiva. Como exemplo, posso citar o momento em que a câmera deixa o cantor centralizado (0:24).  


A aparição das mulheres 



Imagino o trabalho gráfico e técnico para inserir as mulheres no clipe, de forma que isso não ficasse superficial. As celebridades sempre surgiam quando a câmera fazia um giro em 360º, até o momento em que o cantor ficava centralizado. No frame seguinte, já surgia uma mulher atrás do cantor dançando, fazendo gestos e movimentos labiais. Tudo foi sincronizado de uma forma que não parece haver vários takes para inserir as mulheres. Foi como se fosse um vídeo contínuo e sem cortes. 


O cantor, a banda, Cardi B e as mulheres


O cantor e a banda estão presentes em quase todo o clipe. Em outros momentos, as mulheres estão sozinhas na arena; já em determinado frame, só fica a Cardi B; e em outro, Adam Levine. Essas aparições e supressões das pessoas trouxe mais dinamismo ao clipe. Desse modo, Girls like you não é um clipe estático e parado. Há movimentações e dinamismo (verificados pela câmera em 360º), aparições e supressões (com a utilização de recursos gráficos. 


A vez delas!


As celebs surgem no clipe em sincronia com a música e a letra cantada, sempre em movimento. Pude registrar a aparição de algumas delas, que foram interessantes e criativas, e descrevo abaixo:


Camila Cabello



É a primeira que aparece no vídeo, aos 0:40 com sua pompa e dancinha com as mãos. 


Aly Raisman



Aos 1:05 ela surge, mas o mais interessante é que ela segura e aperta a mão de Adam Levine (1:16). 



Gal Gadot



Toda alegre e espalhafatosa, sua aparição é aos 1:33



Lilly Singh



A celeb aparece no clipe, gesticula com as mãos e faz um movimento com uma delas no mesmo instante que Adam Levine desaparece do vídeo (1:50). 


Millie Bobby Brown



Sim! A jovem atriz que faz a Eleven em Stranger Things está no vídeo e representa todas as adolescentes que estão na flor da juventude (2:14). Millie tem um visual alternativo, com seu óculos diferentão. Ao desaparecer para que outra artista surja, ela manda um beijinho para o telespectador (2:19). 




Ellen DeGeneres


Ellen DeGeneres foi gaiata até mesmo nesse vídeo. Ela surge em 2:19 e logo percebe que tem algo de errado, pois o cantor simplesmente desapareceu. Desse modo, ela olha para os lados e para cima para tentar reencontrá-lo (2:23). 




Cardi B


Cardi B é a cantora que faz participação no clipe e ela aparece sozinha na arena e cantando a parte do rap da música (2:53-3:24). Ela traja uma roupa amarelo forte e intenso que contrasta muito bem com o fundo da arena. 





Sumiu!



Chega um momento do clipe em que o cantor - que interage com as mulheres - desaparece do vídeo, dando espaço para elas e para a banda que fica ao redor da arena (1:50). O cantor reaparece aos 2:26. Tem um frame no clipe também em que a banda desaparece (2:24), dando destaque para Cardi B que fica 31 segundos sozinha na tela. Cabe à ela fazer "a mágica" para que o cantor e as outras mulheres retornem para o clipe. Ela faz isso ao jogar a mão para a câmera (3:24).  Assim, os músicos, o cantor e as mulheres reaparecem (3:25). Nesse momento, repetem-se as aparições de certas celebs, sendo que algumas delas aparecem duas, três vezes. 










Sozinho na arena



Aos 2:30 Adam Levine fica completamente sozinho na arena. Achei esse trecho interessantíssimo, tendo em vista que há somente um som acústico, com poucos instrumentos, a voz do cantor e o back vocal. Chegou a ser poético. 




Camisas e seus dizeres






As camisas de três mulheres possuem mensagens ligadas à justiça, cidadania e identidade social. Aly Raisman, ginasta olímpica (1:05), veste uma camisa escrito Always speak your truth (Sempre fale sua verdade, em tradução livre); já Jackie Fielder, fundadora da organização de proteção indígena San Francisco Defund DALP Coaliation (3:45), surge na tela como uma camisa com os dizeres Divest, water is life (Desista, a água é vida); por sua vez, Angy Rivera, ativista dos direitos dos imigrantes do New York State Youth Leadership (2:03), desfila com uma camisa impresso Undocumented Unafraid Unapologetic (Indocumentado Sem medo Sem remorso). 



Percebi que as camisas tem fundo apologético e se relacionam diretamente à função de suas utilizadoras. Por exemplo, a mulher que protege os direitos indígenas é a mesma que veste a camisa falando de um dos recursos naturais mais preciosos: A ÁGUA; já a ativista dos direitos dos imigrantes utiliza uma camisa que fala de documentação (INDOCUMENTADO). Ok, isso não pode fazer sentido literalmente, mas foi só uma viagem minha, tá bem?!



Etiqueta




Logo quando Aly Raisman segura e aperta a mão de Adam Levine (1:16) um detalhe não passou desapercebido por mim: a etiqueta nas cores lilás, vermelho e amarelo da calça do cantor (1:15). Foram poucos segundos, mas que consegui usar a ferramenta de captura do Windows para capturar. 

Não sei de que marca é a calça, mas - em mais uma das minhas viagens filosóficas - juro de MINDINHO que ela faz referência à bandeira gay. Ok, está certo que só aparecem três cores, mas me deixa com minhas teorias, tá certo?! KKKKKK


Esposa e filha



A última mulher a aparecer no vídeo é a esposa de Adam Levine (4:03), Behati Prinsloo, que segura uma das filhas do casal no colo. Em um frame de ternura e total amor, o trio se abraça. 

Essa é uma das cenas mais lindas do clipe. É nos braços da família que ficamos protegidos. É sob o respirar de nossos filhos que nos sentimos bem. É no acalanto de uma esposa que nos sentimos realizados. 



Todas as mulheres



O clipe é finalizado em silêncio total (4:10-4:30) e um círculo com todas as poderosas participantes, sempre usando fade in e fade out e mudando as posições das celebs. 

O criativo é que em um desses círculos aparecem mulheres com cores quentes (vermelho e laranja) em posições próximas uma das outras (apenas com espaços da arena). 





Enaltecimento feminino


O que é enaltecido no clipe Girls like you? A resposta é simples: as mulheres, sejam elas cantoras, atrizes, modelos, comediantes, jogadoras de futebol, ginastas, pilotos, políticas, ativistas, mães, esposas, youtubers ou até mesmo bebês. 

É louvável um clipe de banda masculina apresentar celebs femininas, que embora tenham essa posição são como qualquer mulher comum. 

Em um mundo machista e desigual esse clipe mostra a força e o poder das mulheres, além de dizer para cada uma - seja do clipe ou da sociedade - que elas podem, sim, ser o que quiserem e atuar nas diversas esferas. 


Letra


A letra fala de um relacionamento de um rapaz e de uma garota que, embora com muitos revezes, é sadio e benéfico para ambos. A letra fala de uma garota decidida, com um gênio forte e temperamental e de um cara que é apaixonado por ela, a ponto de dizer que, se o relacionamento ter fim, ele gostaria de uma garota como ela, com seus defeitos, porém com suas qualidades.

Destaquei os pontos que achei mais interessante e comento logo abaixo. Veja:


"Spent 24 hours, I need more hours with you
You spent the weekend getting even, ooh
We spent the late nights making things right between us"
(Passaram-se 24 horas, preciso de mais horas com você
Você passou o final de semana se vingando, ooh
Nós passamos as últimas noites tentando melhorar as coisas entre nós)

Aqui o rapaz está com saudades da garota, até mesmo de seu ar vingativo. E qual é o rapaz que não fica apaixonado, que perde as estribeiras? Isso sim é amor! Como todo relacionamento sadio, tem os momentos difíceis e no último trecho parece que ele estava tendo uma DR com a garota.



"I spent last night on the last flight to you
Took a whole day up tryna get way up, ooh
We spent the daylight tryna make things right between us"
(Eu passei a noite no último voo para te ver
Levei um dia todo tentando chegar até você, ooh
Nós passamos o dia tentando melhorar as coisas entre nós)

O que fazemos por amor? O rapaz da canção é capaz de passar uma noite inteira só para encontrar com sua paixão. E você, tem se sacrificado pelo(a) seu(sua) namorado(a)?! Só é amor se existir sacrifício e perdas e uma pessoa só conhece a outra se conhecer também suas dores. 



"Maybe you've taken my shit for the last time, yeah
Maybe I know that I'm drunk
Maybe I know you're the one"
(Talvez você tenha suportado minhas merdas pela ultima vez, sim
Talvez eu saiba que estou bêbado
Talvez eu saiba que você é a garota certa)

Só suporta o outro e suas merdas se for por amor. Aqui também o rapaz apresenta o benefício da dúvida ao empregar a expressão "talvez". Mesmo com essa dúvida o rapaz tem certeza que a garota é a certa para ele. 


Música


Girls like you foi escrita em dó maior com 125 batidas por minuto. O dedilhar dos instrumentos, como guitarra e violão, são bem intensos e marcados na canção. O estalar de dedos (Ou de algum instrumento) também merece destaque. 

A canção mistura tendências pop com pop rock. 


Sucesso


A música atingiu a primeira posição da Billboard Hot 100 dos Estados Unidos, sendo nomeada ao Grammy Awards de 2019 na categoria de Best Pop Duo/Group Performance e entrando para a lista de Músicas do Verão do Youtube, permanecendo na terceira posição nos Estados Unidos. 


Essa foi a análise de hoje. Gostaram?! Deixei passar alguma coisa do clipe? Digam nos comentários! J-J

P.S.: O quadro Entre Frames entrará em um período sabático agora por conta do Hiatus de inverno, retornando dia 5 de setembro. Até lá!














Por: Emerson Garcia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design