quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Entre Frames #21: Ceasefire - For King and Country





Estou aqui para proporcionar entretenimento e conhecimento à vocês. Está no ar mais um Entre Frames! Na edição de hoje analiso o clipe Ceasefire da banda For King and Country. Lançado no dia 27 de julho de 2016 no Youtube, o vídeo foi produzido como promoção do filme Ben Hur (2016). O clipe tem quase 9 milhões e 500 mil visualizações, 59 mil likes e 1,2 mil deslikes

Ceasefire mistura cenas do filme com de clipe. Nessa análise, me ative falar dessas últimas, já que ainda não assisti ao longa. 

For king and country é uma banda formada por dois irmãos e músicos que conheci há uns 5, 7 anos atrás. Seu estilo é pop gospel. FK&C possui músicas dançantes, reflexivas e emocionantes.

Bem, agora é a hora de apertarem o play e assistirem ao clipe:





Selecionei vários pontos dos clipes por tópicos. Vem comigo!



Estética




Com o tema de fogo no título e na letra o clipe possui cores quentes, são elas: amarelo, amarelo queimado e dourado. Desse modo, o clipe apresenta frescor e calor por conta disso. Não há variações de estética no clipe, ou seja, do início ao fim ele mantém suas cores. Esse efeito se sobressalta com a fotografia do filme, que possui uma coloração e matiz totalmente diferente.


Luz natural



O clipe utiliza muito a luz natural, ou seja, ele aproveita a luz do sol e das janelas. O uso da luz natural talvez explique a estética do clipe. Muitas vezes, como veremos adiante, a luz do sol produz o efeito de silhuetas nos cantores e banda. Esteticamente falando, a utilização da luz natural deu um ar interessante. 


O ambiente e os personagens

O clipe é todo ambientado no que parece ser uma produtora de itens oriundos do ferro e aço, pois há ferreiros que trabalham com serras que emitem faíscas por todos lados. Esse efeito contribuiu com a estética do vídeo, como veremos mais à frente. 

No clipe há uma mesclagem dos cantores, músicos e construtores. Eles atuam e convivem no mesmo ambiente. 


Movimento de câmera

Mesmo que o clipe se passe em apenas um ambiente (tópico anterior) a câmera é dinâmica e se movimenta de forma criativa pelas cenas, seja focando nos cantores, músicos ou nos ferreiros. Há vários closes nos rostos dos cantores ou nos itens construídos, assim como movimentos de dentro para fora (4:09-4:12). 


Closes


Para descrever esse tópico cito os trechos e explico logo abaixo:

- troca de closes: um recurso bastante utilizado no clipe foi o de alternar closes entre os cantores/irmãos Joel e Luke Smallbone (2:09-2:10). Isso trouxe dinamismo. 




- foco: em outro trecho focou-se nos ferreiros (0:45-0:48) e em seus instrumentos - martelo e serra elétrica no ferro. 




Simetria e centralismo 

Em sua maior parte Ceasefire é simétrico e centralizado, o que trouxe certo equilíbrio e harmonização ao mesmo. Cito os trechos em que isso ocorre:

- Centralismo dos cantores (0:00-0:02);




- Equilíbrio dos cantores, músicos e ferreiros (2:43-2:45);



- O clipe finaliza com os cantores lado a lado de forma simétrica (3:54);


- Simetria do Luke. Ele abre os braços ao mesmo tempo das faíscas (1:16); 



- Cantores nas extremidades do vídeo (3:20); e



- Luke Smallbone aparece centralizado no clipe. (0:11)


Descentralismo

Há cenas que exploram o descentralismo, mesmo que possa não parecer, como no momento que Joel surge na lateral direita (0:17-0:19). 



Alinhamento

O alinhamento dos atores do vídeo é interessante e certinho. Destaco o trecho 0:45 e o final do vídeo, em que os cantores, músicos e ferreiros aparecem alinhados lado a lado, como um exército, o que demonstra união e força - o cessar-fogo, como diz o título da canção. 



Formas simétricas e geométricas

O clipe não somente é simétrico, como apresenta objetos e itens simétricos e geométricos (0:07-0:10). Merece destaque aqui as janelas e mesas retangulares, como os próprios retângulos e quadrados das paredes da cena. 


Efeitos artísticos



Como já adiantei, o clipe tem vários momentos artísticos protagonizados, principalmente, pelas serras elétricas no momento que esmiuçam o ferro (0:03-0:04). Por vários momentos o clipe se enche de faíscas de fogo que brilham em nossos olhos (0:23-0:28). É um efeito grandioso, que combinou com a predominância dos tons de amarelo. 

É incrível ver o trabalho dos ferreiros e o que eles são capazes de construir. No clipe constroem um capacete e uma espada (0:49), objetos bastante utilizados no longa Ben Hur. Entre 1:01 e 1:03 a atividade dos ferreiros se torna mais intensa e vistosa. 


O instrumental do clipe também conta!



Nessa análise já falei dos cantores e dos ferreiros, mas os músicos também tem seu valor e abrilhantaram o clipe. O vídeo é muito sonoro e instrumental. Há partes em que foca-se nos instrumentistas e instrumentos. O curioso é que existem instrumentos que não estava acostumado a ver e ouvir, como tambores e um com vários metais. 

O interessante é que houve uma sincronia entre o toque de tambores e os martelos e instrumentos dos ferreiros (0:44) e também de um instrumento com vários metais com os tambores e bateria (1:04).  

O ápice do vídeo é na parte instrumental, quando foca-se nos instrumentistas (3:03-3:17), em que os cantores pulam e mexem seus corpos (3:03-3:04). É como se diz no linguajar musical: o ponto alto e forte da canção. 


O que essa frase significa?


Ceasefire é um clipe cheio de significados e reflexões (como veremos adiante). O curioso é que em muitas partes os cantores utilizam da expressão corporal para dar sentido às frases. Destaco cinco frases ditas no clipe e seus significados:


1. "Ceasefire": a palavra significa "cessar-fogo" e quando foi pronunciada no clipe, Joel colocou a mão pra frente, como se estivesse impedindo o fogo (2:28-2:29). 



2. "Transformar nossa dor em esperança": para quem pedir que nossa dor seja transformada em esperança? Joel tem a resposta: à Deus. Nesse trecho ele estende as mãos como se estivesse pedindo clemência ao Todo Poderoso (2:41-2:42).




3- "Ensine-nos a viver humildemente Amar incondicionalmente": a frase no clipe é um reconhecimento de que o ser humano precisa ser transformado. Nesse trecho Joel bate no peito (2:46-2:54), não como um fariseu, mas como um publicano (Entendedores da Bíblia entenderão!). 




4- "E concede-nos a Tua paz": para Joel a paz possui uma forma circular. Afirmo isso, pois quando a frase é pronunciada o cantor faz uma espécie de bola com as mãos (3:00). 




5- "Permanecendo lado à lado": uma das expressões mais bonitas e incríveis do vídeo é a que os cantores/irmãos estão em clima de cumplicidade e um ao lado do outro (3:33). E o que seria estar ao lado do outro? O que significa cessar-fogo? Vem comigo no próximo tópico!




Estar lado a lado e cessar-fogo



Em um mundo cada vez mais dominado pelo ódio e pela falta de amor, é necessário esquecer as diferenças, unir-se e deixar as guerras de lado. Fazer isso não é tarefa fácil, pois estamos falando de seres humanos com suas diferenças e interesses. Cessar-fogo, portanto, é uma atividade árdua, pois estarmos falando de nações e pessoas em conflito. A tendência é cada lado defender seus pontos de vista e pensar em si próprio. Mas que tal  fazermos como os cantores/irmãos e ficarmos lado a lado (3:17)? É claro que nesse processo haverá perdas, mas muitos serão os ganhos e pontos positivos. 

Ceasefire é um pedido claro de pacifismo e anti-guerra. O produtor executivo do longa Ben Hur, Roma Downey, expressou em comunicado a mensagem tanto da música/clipe como do filme. Ele disse o seguinte:

"Nosso país hoje está cheio de tanta raiva, tensão e violência, e essa música e nosso filme espalham uma mensagem de perdão e reconciliação que é necessária agora mais do que nunca."


Sabe, Joel e Luke me ensinaram uma verdadeira lição: que podemos deixar as diferenças de lado, nos unirmos e vivermos em comunhão. O entreolhar dos dois ao final do clipe (3:51) é acalentador e trouxe esperança ao meu coração. Viva o amor e não a guerra!


Letra


Já adiantei um pouco no tópico anterior do que fala a letra. Ou seja: amor, união, paz, alteridade. Destaquei os trechos que achei mais interessante:


"How do we save a life
Pointing fingers?"
(Como salvamos uma vida
Apontando os dedos?)

Como propagar o amor por meio do julgamento e ódio? São coisas totalmente opostas.


One by one, we will call for a ceasefire
One by one, we will fight for a better end
One by one, we could rewrite the headlines
Standing side by side
One by one, love is building an empire
One by one, reaching out to our enemies
One by one, we will make it to the finish line
Standing side by side
Ceasefire
(Um por um, nós clamaremos por um cessar-fogo
Um por um, vamos lutar por um final melhor
Um por um, poderíamos reescrever as manchetes
Permanecendo lado a lado
Um por um, o amor está construindo um império
Um por um, alcançando nossos inimigos
Um por um, nós vamos até linha de chegada
Permanecendo lado a lado
Cessar-fogo)

A solução para a falta de amor é a união. E a união não ocorre instantaneamente, mas "um por um". Uma pessoa sozinha não consegue cessar-fogo, mas se ela estiver unida com outras, o efeito será maior.


So easy to cast the first stone
It's harder to search your own soul
(Tão fácil atirar a primeira pedra
É mais difícil procurar sua própria alma)

Esse trecho salienta que é mais fácil olharmos para nossa volta, do que para dentro de nós mesmos. 


Música

No início, a música apresenta notas suaves do piano, depois ela cresce com o instrumento de metais, tambores e violinos. Tem um trecho em que as vozes dos cantores se sobressaem nos instrumentos e em outros os instrumentos são o verdadeiro destaque, como conversamos nesse post. O ritmo é pop rock.


Essa foi a análise de hoje. E vocês, se entreteram com o clipe? Digam nos comentários! J-J














Por: Emerson Garcia

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Véu voador de noivas: será que essa moda pega?


Uma tendência na China tem feito a cabeça das noivas. Trata-se do chamado Véu voador. Parece truque de filme de Harry Potter o véu voar pelo salão da cerimônia e pousar perfeitamente sobre a cabeça da noiva, mas não, há muita tecnologia envolvida. Assista ao vídeo abaixo:




É possível perceber trilhos controlados por roldanas (rodízios) instalados no teto pelas pontas da parte de trás do véu, que é arrastado acima da cabeça da noiva. Em determinado momento, ele é solto e cai de maneira graciosa (ou fantasmagórica, você decide) sobre ela. No gif abaixo é possível perceber o artefato:




É como se fosse dois passarinhos a levar o véu, diria os românticos de plantão. Mas vimos que não.

Isso demonstra que o mercado de casamentos tem apresentado novidades bastante criativas, que tem fugido de clichês como: noiva de branco, o beijo após o sim, madrinhas com vestidos iguais. A novidade já é moda na China desde o ano passado, mas ainda não vi nenhum país aderindo.

E você, o que achou dessa ideia? Será que a moda pega? Diga nos comentários! J-J


Por: Emerson Garcia

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Rádio Bagaralho: Programa "Nos Embalos da Vitrola" #7







Olá ouvintes da Rádio Bagaralho FM (Rádio Bagaralho, a rádio do... povo). Aqui quem fala é o locutor Arthur Claro, aquele que é igual porém diferente. Com o oferecimento da Pharmácia Philadelphia (onde o freguês começa com F) começa agora o programa Nos Embalos da Vitrola.



Fall out boys - Dance, Dance






Jennifer Lopez - On the floor







Madonna - Hung up






Marcelo D2 - Loadeando





Queridos ouvintes, quero agradecer a todos e espero que continuem ouvindo a Rádio Bagaralho. Uma boa segunda-feira e uma semana repleta de felicidades. Beijos e abraços. J-J























Por: Arthur Claro

sábado, 30 de novembro de 2019

Juntos a magia acontece: Caravanas de Natal da 'Coca Cola'




O conceito a ser trabalhado esse ano é Juntos a magia acontece, com o intuito de valorização dos laços que conectam as pessoas. Victor Bernardes, diretor de marketing e comercial da Brasal, engarrafadora local da Coca-Cola, explica o tema:

"Aqui as diferenças são somadas para resultar em algo novo, inovador, inspirador".


A campanha 2019 da Coca-Cola foi lançada em um break exclusivo no Fantástico e em mídias digitais. Embalagens com a estampa do bom velhinho foram confeccionadas para pontos de vendas em todo o país. A ideia é difundir o conceito e o papai noel, e não a marca. A diretora de marketing da Coca-Cola Brasil, Poliana Sousa, explica a ideia das embalagens e das caravanas de natal da marca:

“Queremos levar a magia e o encanto do Natal para dentro dos lares por meio de nossa campanha. Vamos juntar as pessoas ao redor da mesa com uma embalagem decorativa cujo destaque é o Papai Noel, e não a marca.”




A propaganda, assinada pela WMcCann, apresenta um protagonista negro que compra uma garrafa de Coca e um pão para um velhinho, que não pode entrar na lanchonete por conta de sua condição social. Ao oferecer o lanche pra ele, o velhinho lhe dá um gorro natalino e a "magia acontece". O vídeo faz uma pergunta O que é especial no natal? e mostra diversas cenas com as respostas. Assista-o:





O clipe é finalizado com uma carreta natalina da Coca-Cola e uma belíssima cena. 

Essa é a primeira oportunidade que a marca de refrigerantes abre mão do protagonismo de sua logo dos rótulos por uma estampa natalina, somente. As embalagens de edição especial estarão disponíveis nas versões original e sem açúcar, em latas e pets de 310 ml, 350 ml, 2L, 2,25L, 2,5L, 3L e RefPet. 


Caravanas



Aqui no Distrito Federal as caravanas se iniciarão no Areal, Arniqueiras e Park Way no dia 30 de novembro. O fim da carreata será na cidade de São Sebastião, no dia 21 de dezembro. Abaixo você pode ver o calendário completo das caravanas:




A carreata passará em minha cidade (Ceilândia) no dia 13 de dezembro. Nunca fui à nenhum evento natalino da Coca-Cola e tenho vontade de ver essa caravana iluminada, decorada e tocando músicas temáticas. Seria um sonho realizado? Sim, seria. 

Natal é um tempo de reflexão e a ideia da Coca-Cola esse ano é refletir que apesar das diferenças - sejam sexuais,raça, cor e religião - há laços maiores que conectam as pessoas. No caso do vídeo promocional, são pequenas atitudes, como presentear indivíduos, seja com um gorro natalino ou com um lanche.

Lembrando que não recebi nenhum mimo ou produto da Coca-Cola para falar dela nesse post, mas bem que deveria. Que todos tenham um ótimo natal. Viva a magia natalina! J-J


Mais informações 
Instagram Coca-Cola Brasil 
Instagram Brasal Refrigerantes


Por: Emerson Garcia

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Quinta de série: Brooklyn nine-nine

** Publicado originalmente em 21 de novembro de 2019

Pode conter spoilers!






Hoje o Quinta de série está show, show, show, show, show, show, show, show (Amantes da série do título entenderão a frase). A produção em questão é Brooklyn nine nine, uma sitcom que estreou em 17 de setembro de 2013 e que já conta com seis temporadas, totalizando 130 episódios. B99 foi criada por Dan Goor e Michael Schur; com produção de Andy Samberg, Marshall Boone, Dan Goor, Michael Schur, David Miner, Phil Lord e Chris Miller; e roteiro de Andrew Guest. O elenco conta com Andy Samberg, Stephanie Beatriz, Terry Crews (o pai do Chris em Todo mundo odeia o Chris), Melissa Fumero, Joe Lo Truglio, Chelsea Peretti, Andre Braugher, Dirk Blocker e Joel McKinnon Miller. De 2013 até 2018 a série foi exibida pela FOX. Após ameaças de seu cancelamento foi comprada pela NBC em 2019. 

B99 (Lei & Desordem no Brasil)  é centrada em uma delegacia de Nova Iorque e conta o dia a dia nada comum de policiais, sargentos, agentes e secretários. A unidade passa por uma série de transformações quando o Capitão Raymond Holt passa a comandar o lugar. Ele é rígido e severo e pretende colocar ordem, tarefa não muito fácil pois o agente Jake Peralta é um verdadeiro palhaço, que leva as coisas na brincadeira, apesar de sua inteligência e perspicácia.

Acontece que no meio disso, o Agente Jake Peralta e a Agente Amy Santiago fazem uma aposta de qual dos dois é o melhor profissional e quem consegue capturar mais criminosos e resolver crimes. Claro que será sinônimo de muita competição e caos dentro da B99

A série, portanto, é cheia desses 'figuraças'. Apesar de ser rígido,  o Capitão Holt tem um senso de humor e descontração incríveis, além de não esconder de ninguém que é um gay casado, fazendo questão de colocar uma mini bandeira LGBTQ+ em seu escritório. Ao lado dele, está o palhaço Jake Peralta; a séria e bissexual Rosa Diaz; o melhor amigo de Jake e expert em gastronomia, Charlie Boyle; a organizadinha, Amy Santiago; a secretária descolada e que gosta de trolar os outros, Gina Linetti; o musculoso e em forma, Sargento Terry Jeffords; os preguiçosos e veteranos, Hitchcock e Scully. 




O Capitão Holt faz de tudo para que o grupo de ecléticos colegas disfuncionais se torne o que há de melhor no Brooklyn. Claro que ele terá um trabalho duro pela frente, mas a cada episódio vemos o crescimento profissional de todos os personagens e o quanto eles amadurecem. 

B99 é uma série de comédia com humor negro, sarcástico porém engraçado, com cenas de ação e aventura. Não faltam crimes e casos à serem desvendados pelos policiais. Cada episódio, portanto, encarrega-se em apresentar um caso à ser solucionado.





Apesar de possuírem uma vida profissional, é enfatizado  a vida pessoal dos personagens. Trabalha-se o relacionamento de Holt com seu esposo; o relacionamento familiar e com as filhas de Terry; as aventuras de Jake Peralta fora da corporação, entre outros. B99 não se resume ao escritório, mas os personagens se encontram em bares, confraternizações e outros ambientes, em épocas como o Natal, Dia de ações de graça, casamentos e despedidas de solteiro. Os personagens, portanto, se relacionam tanto dentro como fora da corporação. 

Com uma câmera única, parecida com as utilizadas em documentários, a série apresenta certo dinamismo por conta das filmagens bruscas e rápidas, focando nos rostos dos atores e nas cenas. 


Personagens

B99 possui 9 personagens fixos, sem contar com os regulares e recorrentes.  Na sexta temporada teve a saída de um personagem (Que por  sinal era um dos que mais gostava) e a entrada de dois personagens fixos (Eles já eram recorrentes e entraram no elenco principal da série). Destaco-os logo abaixo:





Jake Peralta: grande protagonista da série, mas o mundo não gira ao redor dele, já que B99 explora todos seus personagens muito bem. Jake é um agente inteligente, mas muito engraçado. Ele tem suas caras e bocas e um jeito bem peculiar de lidar com os casos. É imaturo, mas essa característica vai sumindo ao longo das temporadas. Jake é feminista e odeia o fanatismo e a homofobia. Tem uma competição com Amy Santiago. No decorrer das temporadas apaixona-se e casa-se com ela. 




Amy Santiago: extremamente organizada e centrada no que faz. É uma grande competidora com Jake Peralta. Bate de frente com ele para ser a melhor detetive e líder. Ela faz parte do principal relacionamento da série, mas nunca foi reduzida ao "interesse amoroso" da produção. 




Capitão Raymond Holt: chefe da corporação, gay assumido e casado. Sua sexualidade é ao mesmo tempo um dos assuntos menos importante e mais importante da série. Holt sendo gay não define seu personagem. A produção trabalha nos obstáculos que o capitão enfrenta por ser gay e alegre em sua vida pessoal e profissional. Apesar do ar de seriedade, é bem humorado. 





Rosa Diaz: a mais séria do grupo e não gosta de brincadeiras. Vive com a cara enfezada, então é difícil saber quando ela está bem ou mal humorada. É misteriosa e seu mal humor não precisa de explicações. 






Terry Jeffords: é apaixonado por iorgutes e por suas duas filhas gêmeas. Preza pela atividade corporal e por exercícios de musculação. Apesar da aparência troglodita tem um grande coração, sendo um homem de família amoroso e emocional. 






Charles Boyle: melhor amigo de Jake Peralta, faz de tudo por ele e é seu parceiro na maioria dos casos. Possui um gosto culinário bastante peculiar, o que  acaba fazendo dele o personagem gastronômico do grupo. 






Gina Linetti: secretária da 99, possui um senso de humor apurado e sempre trola seus colegas de trabalho. É o braço direito do Capitão Raymond Holt. Está no núcleo da comédia da série. 





Hitchcock: um policial veterano, que está na corporação apenas para fazer volume, sentar-se no sofá da sala de descanso e comer sem limites. Seu melhor amigo é Scully, por quem divide uma série de gostos. Apesar da amizade eles brigam muito. 





Scully: detetive das antigas, extremamente inteligente, apesar que a preguiça não deixa fazer muitas coisas. Pode não possuir valor aparente, mas, ao lado de Hitchcock, já solucionou muitos casos. Seu melhor amigo é Hitchcock.  


O dia de Halloween




Desde a primeira temporada já é tradição ter o famoso desafio de Hallowenn da 99, que consiste em esconder um artefato misterioso nas intermediações da delegacia para que os policiais, agentes e a secretária encontrem. Aquele que encontrar é detentor de um cinturão.




Já teve seis desafios de Hallowenn e nenhum foi igual ao outro, pelo contrário foram criativos e interessantes. Considero esses episódios um dos melhores de toda a série. São divertidos, emocionantes e te deixam com a adrenalina à flor da pele. 


Frases ilustres da série 

Comecei esse post com uma das frases mais ilustres e que mais gosto da série ("Show, show, show, show...") dita por Jake Peralta em várias ocasiões. Abaixo cito mais algumas e as comento:


1- "Esse é o título do seu vídeo de sexo"

Já foi dita por vários personagens, mas principalmente quando Jake quer tirar a Amy do sério.


2- “Jake: Beleza. Aqui está minha arma e meu distintivo.
Holt: Eu não preciso deles. Você ainda não está suspenso, você está em licença administrativa.
Jake: Você nunca me deixa fazer nada legal!”




A relação espinhosa entre Jake e Holt é um tanto interessante, vai?!



 3- “Minha mãe chorou quando eu nasci, porque ela sabia que nunca seria melhor do que eu.”



A modéstia da Gina me impressiona, fala sério!



 4- “Quase me faz querer levar as coisas a sério o tempo todo, mas eu sou como “peitos, peidos, peitos, quaisquer que sejam.”




Não dá pra levar o Jake à sério, por mais que ele tente.


5-  “Será que podemos comer?! Meu corpo está começando a digerir a si mesmo. Terry precisa de nutrientes!"




Terry e sua obsessão por manter seu corpo sarado e cheio de nutrientes. Uma geladeira de iorgutes é pouco para ele. O mais interessante é que apesar de sua aparência dar medo, Terry é um amor de pessoa.  




6- Charles: Podemos encher o armário com creme de barbear e cabelos soltos. 
Rosa: Eu gostei disso. Eu não posso acreditar que estou considerando uma opção não-violenta.”




Rosa sempre anda munida com suas armas e facas, então um momento de não-violência é para ser apreciado.


7- “Transforme sua maior fraqueza em sua maior força. Como Paris Hilton e sua fita de sexo.”




Nunca rejeite um conselho de Gina Linetti. Aqui ela ainda faz uma brincadeira com uma das frases mais ditas na série ("Esse é o título da sua fita de sexo").


8- “Amy: Rosa está sempre vestindo sua jaqueta de couro.
Rosa: É a única sem nenhuma gota de sangue nela”




Cuidado com a sanguinária Rosa!



9- “Esse carro é sua superpotência! Thor nunca seria capaz de apostar o seu martelo, e Neil Patrick Harris nunca seria capaz de apostar seu carisma!”




Autoconfiança e otimismo são tudo na vida, não é Charles?!



10- “Toda vez que você fala, eu ouço aquele som que toca quando o PacMan morre.”




Gina também tem seus momentos de durona, como a Rosa. 



Aberturas

A série já conta com duas aberturas. A primeira com Chelsea Peretti, intérprete de Gina, e a segunda com Dirk Blocker e Joel McKinnon Miller, intérpretes de Scully e Hitchcok. Após a saída de Chelsea (assunto do tópico a seguir), a alternativa foi subir dois personagens regulares para o elenco principal. Assista as aberturas:









As aberturas apresentam todos os personagens principais em poses interessantes e uma música bem para cima. 


Saída de Gina Linetti



 
O quarto episódio da sexta temporada marcou a saída de Gina Linetti da série. Foi um episódio, digamos, que honrou a personagem. Chelsea Peretti revelou em entrevista que a decisão de sair do show "não foi totalmente sua" e que ela apostará em projetos de sua carreira como comediante. 

A saída de Gina não foi definitiva, pois deixou pontas soltas para seu retorno, ou seja, ela pode voltar como atriz convidada. Inclusive em um episódio mais à frente reaparece em uma nova profissão, a de Digital Influencer (Até mesmo acreditei que a personagem estava de volta, mas me enganei). Chelsea deixou o seguinte recado para os fãs de Gina (Também sou um!):

"Quero agradecer por todas as horas que vocês assistiram a Gina sendo Gina: confiante, idiota, mas inteligente e cheia de ritmo e radiação de celular."



Gina era uma das personagens que mais gostava da série. Me divertia à beça com ela. Teve alguns episódios em que realmente ela roubou a cena. Uma pena ter saído. A 99 não é a mesma coisa sem ela.


Audiência 

A estreia da série foi vista por mais de 6 milhões de telespectadores. As três primeiras temporadas teve uma média de 3 milhões e 500 mil de espectadores. 

Entre a quinta e sexta temporada a série mudou de Casa: saiu da FOX e foi para NBC, mas isso não teve resultados negativos já que a estreia na atual Casa teve a maior audiência da sitcom em dois anos, ou seja, foram 3,6 milhões de pessoas assistindo, o que é 71% maior do que os números da quinta temporada, na FOX



Prêmios 



Desde seu início, lá em 2013, a série tem colecionado muitos prêmios. O primeiro deles foi que logo em sua primeira temporada ela ganhou o Globo de Ouro de Melhor série de televisão de comédia e musical. No mesmo ano, angariou o prêmio de Melhor ator em série de comédia e musical para Andy Samberg, o intérprete de Jake Peralta.

Depois desses títulos também ganhou: o de Ator de Comédia TV no American Comedy Awards para Andy Samberg (2014); o de Melhor ator secundário em série de comédia no Critics' Choice Television Awards para Andre Braugher, o intérprete de Capitão Holt (2014 e 2016); o de Conquistas e contribuições excepcionais para as representações positivas dos latinos na mídia no NHMC Impact Awards para Melissa Fumero, intérprete de Amy Santiago (2015); o de Melhor protagonista em série de comédia no Poppy Awards para Andy Samberg (2016); o de Melhor série de comédia no GLAAD Media Awards (2018); o de Melhor atriz coadjuvante - TV no Imagem Awards para Stephanie Beatriz, intérprete da Rosa Diaz; e Melhor atriz coadjuvante de comédia ou musical no Gracie Awards para Stephanie Beatriz. 


Sobre a 7ª temporada 

A série foi renovada para sua 7ª temporada que estreará em 6 de fevereiro de 2020, às 20h. Isso prova que a produção é um verdadeiro sucesso e que a última temporada obteve elevados números de audiência.



Sucesso e Crítica



O que faz de B99 uma das melhores comédias da atualidade?! Bem, a série é uma sátira de programas policiais que uniu três das mais incríveis mentes da comédia norte-americana e dispôs de um elenco coeso, texto rápido e afiado. Além disso, é uma série dinâmica, tanto nas cenas, diálogos ou até mesmo movimentos de câmera (como falado).

Sobretudo, B99 trata de temas polêmicos e fortes - homossexualidade, mulheres na polícia e preconceito racial - de forma despretensiosa e leve. Claro, que muitas pessoas confundem o tom da série e a consideram politicamente incorreta, mas essa foi a forma que ela encontrou de tratar desses assuntos.

Os personagens, por sua vez, são ricos e cada um possui um perfil que fará com que você se apaixone.

A edição é perfeita, assim como as descrições de horários e lugares onde os personagens se encontram. Sem contar, como já falado, dos movimentos de câmeras, que a deixam com um tom mais de documentário. Enfim, recomendo e muito essa série de comédia policial. J-J











Por: Emerson Garcia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design