quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Crianças a mercê da engenharia social

 
Nossos pequenos em perigo | DiárioDigital.


Ser criança é uma maravilha. Muitos dizem que a adolescência é o período mais vindouro ou a tão dita “melhor idade”, mas creio que a infância é a melhor fase da vida de um ser humano. Tão inocente de pecado, tão puro sobre as coisas do mundo e da vida, tão lúdico e até fofinho. Mas nos últimos anos, digo, há mais de um século pelo menos, a criança está a perigo dos loucos da engenharia social que planeja uma ‘sociedade perfeita’.

Já falei sobre os perigos de expor os pequenos a ardilosa e macabra ideologia de gênero, onde querem convencer que o “ser homem” e o “ser mulher” não passa de ‘constructos sociais’, mas já provei que é mentira. Uma pseudociência e sem base biológica e sociológica para tal. Apesar de ter a menção da palavra “gênero” retirada do Plano Nacional de Educação, o governo brasileiro trapaceou e tentou instalar a palavra maldita via legislativo estadual, municipal e distrital.

Até agora não conseguiram, mas o Partido dos Trabalhadores – obediente com as ordens internacionais – queria criar no MEC o "comitê de gênero”, mas a pressão de parlamentares foi tanta que o governo desistiu (Só que não mesmo). Apenas o nome foi trocado para “comitê de combate à discriminação”. Manobra!


Confesso: esqueci da foto que a imprensa não mostrou


Onde está o conselho tutelar? | YouTube.


Quando falei do crime de vilipêndio a fé alheia na parada gay de 2015, esqueci de mostrar a foto que nenhum grande órgão de imprensa mostrou ao público. A desta criança travestida e fazendo performances homoeróticas. Se estas imagens fossem de conhecimento do público, garanto que a Parada Gay seria extinta. Veja e tire suas conclusões (aos 27 segundos):




Sabe qual foi a reação da imprensa? Foi apenas “desmascarar” algumas fotos que de fato não eram da parada gay deste ano, mas esteve de fora esta foto. O ativismo dentro das redações é tanto, que assuntos como esse caem na Espiral do silêncio. Parlamentares tocaram no tema. A alternativa web rádio Radiovox também abordou o assunto:





Sexualização das crianças: prato cheio aos pedófilos

Pelo menos a respeito da exposição da MC Melody foi irradiado pelo Brasil a fora e no Jovem Jornalista. Um ‘pai’ expôs sua filha ao mundo do funk – que, aliás, de funk não tem nada – com trajes sumários e toda a baixaria que é marca do nosso século XXI.

MC Melody: erotização infantil | Facebook.


O que me pasma é que certos libertários usando os argumentos de “liberdade de expressão”, “direito autoral” e “viva e deixe viver” acabam dando guarida a sexualização de um ser humano que nem tem noção da exposição de seu corpo e a dão de 'totem' aos pedófilos. Veja o que esse imbecil diz: 




Será que ele mediu os efeitos colaterais disso ou tudo agora é ‘liberdade’? É revoltante.


Simone de Beauvoir e a pedofilia


Essa nunca me enganou.


Pesquise! Mas você sabia que Simone de Beauvoir tinha grandes interesses a cerca da erotização infantil? E que junto com seu amante Jean-Paul Sartre, e um montão de ‘pensadores’ da esquerda francesa, assinaram uma petição em diminuir a idade de consentimento sexual e a libertação de três indivíduos de explorar sexualmente  crianças entre 11 e 14 anos? Veja um trecho publicado no jornal francês Le Monde dessa carta com as bênçãos da feminista:

“Um tempo tão longo de prisão para investigar um simples caso “vicioso” em que as crianças não foram vítimas de qualquer violência, mas ao contrário, testemunharam perante os magistrados que consentiram – embora a lei atualmente negue-lhes o direito de consentir – um tempo tão longo na prisão nós consideramos escandaloso em si. Hoje eles estão em risco de ser sentenciados a uma longa pena de prisão, por terem tido relações sexuais com menores, tanto meninos quanto meninas, ou por terem encorajado e tirado fotografias de suas brincadeiras sexuais. Nós acreditamos que há uma incongruência entre a designação como “crime”, que serve para legitimar tal severidade, e os fatos próprios; mais ainda entre a lei antiquada e a realidade cotidiana em uma sociedade que tende a conhecer sobre a sexualidade de crianças e adolescentes[...]”.


E tem muito mais aqui. Assim com Simone, Sartre e companhia, os pedófilos afirmam que há crianças que possam consentir em ter relações sexuais sem prejuízos mentais e sociais. Você já ouviu falar de que tem que deixar as crianças se masturbarem em paz para ‘descobrirem’ o corpo? Um horror.

Falando nisso, o ativismo homossexual e o movimento pró-pedofilia estiveram ligados – oficialmente – via ILGA (Associação Internacional de Gays e Lésbicas) até 1994 quando a Nambla (Associação Norte-Americana de Amor entre Homens e Garotos) foi expulsa do seio da organização LGBT. Mais detalhes neste link. De todo modo, ambas defendem a exploração da criança e ‘descobrir’ sua sexualidade sem as “amarras da repressão ultraconservadora”. A meta principal é ter a criança como motor da revolução comportamental e destruir os ditos “antigos valores” e a “moral”:

“É sabido pela psicologia que para mudar a mentalidade de alguém, basta mudar-lhe o comportamento, pois o indivíduo lutará para adequar o pensamento às ações praticadas anteriormente, de modo a reduzir a dissonância cognitiva. Portanto, a mudança da mentalidade é o alvo principal, fazendo de crianças e adolescentes militantes eficientes pela destruição de todos os padrões morais.
Ao contrário do que muitos podem pensar, a Ideologia de Gênero não torna as crianças homossexuais, mas as transforma em órfãos incapazes de perceber a realidade justamente porque habituam-se a adequá-la aos seus desejos e às ideologias do momento. Convertem as crianças a meros brinquedos de adultos.


Nada é por acaso. Proteja seus filhos da corrente revolucionária. Aos poucos vão fazer de tudo para legalizar a prática pedófila, de tal forma, que ninguém saberá como é que começou tudo isso. Aqui no Brasil a prática de abusar sexualmente de menores de idade já está caminhando de forma discreta e sombreada. Quem se lembra da Lei Federal nº12594/2012 sancionada por Dilma Rousseff que libera visita íntima para preso menor de idade? Veja:

CAPÍTULO VI
DAS VISITAS A ADOLESCENTE EM CUMPRIMENTO DE MEDIDA DE
INTERNAÇÃO
Art. 67.  A visita do cônjuge, companheiro, pais ou responsáveis, parentes e amigos a adolescente a quem foi aplicada medida socioeducativa de internação observará dias e horários próprios definidos pela direção do programa de atendimento.
Art. 68.  É assegurado ao adolescente casado ou que viva, comprovadamente, em união estável o direito à visita íntima.
Parágrafo único.  O visitante será identificado e registrado pela direção do programa de atendimento, que emitirá documento de identificação, pessoal e intransferível, específico para a realização da visita íntima.


E quem não esquece da decisão judicial que absolveu um homem acusado de abusar de meninas de 12 anos sob o argumento de que “elas se prostituíam”? Com certeza isso cria uma jurisprudência e precedente para legalizar o sexo entre adultos e crianças.


Leis tirânicas. Crianças sem limites


A lei da palmada tem o patrocínio da rainha da Suécia, do Governo Federal e da Xuxa. A serviço do banditismo.


Os responsáveis pela educação dos filhos são os pais. Mas, por quanto tempo? Joguem na internet vários projetos para tirar dos pais e mães a tutela das crianças e transferí-las ao Estado. Encontrarão muita coisa. Um desses mecanismos é criar leis que proíbam os pais de darem palmadas aos filhos sob a desculpa esfarrapada de evitar “agressões e traumas às crianças”. Mentira! Todos nós já grandinhos já levamos umas palmadas do pai e/ou da mãe e ninguém ficou traumatizado e com efeitos colaterais.

Meu pai, turrão e militar francês, Louis-Jacques Blanche, e minha mãe, Maria Isabel (ou Maribel como a chamava aquela doce mulher) me davam umas palmadas e agradeço porque eu era traquina. Já “corrigi” meu filho Henrique Blanche. Hoje ele é um homem feito e está servindo a Legião Estrangeira, cumprindo a tradição dos Blanche em nome da França. O máximo de trauma que meu filho teve foi não ter a mãe, minha saudosa Manuela, por perto. 

O Brasil aprovou e sancionou a lei da palmada, ou hipocritamente batizada de “Lei do Menino Bernardo” – este morto num plano macabro envolvendo o pai e a madrasta do garoto. Tanto Bernardo quanto Isabela Nardoni NUNCA PRECISARAM DE LEI ESPECÍFICA para que seus assassinos fossem julgados e punidos. Apenas de esforço e vergonha na cara por parte do Estado brasileiro.

Esta lei é perigosa para a estabilidade da família. Até agora não houve uma campanha midiática para promover a lei, mas imagina se as crianças brasileiras estiverem cientes dela. O banditismo infantil será legitimado com as bênçãos do governo brasileiro, da Silvia Sommerlath – rainha-consorte da pornográfica e anárquica Suécia - e da apresentadora  de televisão Xuxa Meneghel.

O professor Olavo de Carvalho relata sobre a lei e até conta de um dissidente do regime militar brasileiro que preferiu voltar a conviver na ditadura brasileira do que no estado sueco de bem-estar social:





O livro que o filósofo e jornalista cita está disponível aqui. O Paraíso Sexual Democrata, de Janer Cristaldo mostra o quanto a sociedade sueca foi estragada em todos os níveis. ESQUEÇA O QUE VOCÊ JÁ OUVIU FALAR SOBRE O PAÍS. MENTIRAM PRA VOCÊ

No segundo vídeo, Olavo de Carvalho revela que leis como essa não é de origem brasileira e está sendo aplicada no mundo todo, além de narrar os efeitos colaterais desta legislação:





A obsessão ao dinheiro dos cegos e bobos ignoram esta crise da sociedade sueca. Mas é claro que veio as consequências. Em 2013, Via agência francesa AFP, o site Terra relatou os pequenos tiranos nórdicos que cresceram sem limites sob a proteção do governo e suas leis abomináveis. Assim diz um estudioso sobre o tema:

"É óbvio que é preciso escutar as crianças, mas na Suécia isso já foi longe demais. São elas que decidem tudo nas famílias: quando ir para a cama, o que comer, para onde ir nas férias, até qual canal de televisão assistir." 


Do jeito que anda o Brasil, a carga de violência por parte das crianças aumentará muito mais do que na terra nórdica. Que Deus nos livre disso.

Também se trata de mera coincidência (mas não é coincidência) um projeto de lei de autoria do ex-BBB  Jean Wyllys (PSOL/RJ) e Érika Kokay (PT/DF) para mudar as leis de mudança de sexo, porém, abrindo o leque para que MENORES DE IDADE MUDEM DE SEXO MESMO SEM AUTORIZAÇÃO DOS PAIS:



PROJETO DE LEI Nº _________/ 2013
(Dep. Jean Wyllys e Érika Kokay)
Dispõe sobre o direito à identidade de gênero e altera o artigo 58 da Lei 6.015 de 1973.
LEI JOÃO W NERY
LEI DE IDENTIDADE DE GÊNERO

Artigo 5º - Com relação às pessoas que ainda não tenham dezoito (18) anos de idade, a solicitação do trâmite a que se refere o artigo 4º deverá ser efetuada através de seus representantes legais e com a expressa conformidade de vontade da criança ou adolescente, levando em consideração os princípios de capacidade progressiva e interesse superior da criança, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente.

§1° Quando, por qualquer razão, seja negado ou não seja possível obter o consentimento de algum/a dos/as representante/s do Adolescente, ele poderá recorrer ele poderá recorrer a assistência da Defensoria Pública para autorização judicial, mediante procedimento sumaríssimo que deve levar em consideração os princípios de capacidade progressiva e interesse superior da criança.

§2º Em todos os casos, a pessoa que ainda não tenha 18 anos deverá contar com a assistência da Defensoria Pública, de acordo com o estabelecido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.


O PLC dos deputados esquerdistas é um atentado a família pelo motivo de tirar dos pais a autoridade sobre seus filhos acerca da questão do sexo da criança. Ela claramente cria uma brecha para tirar o poder pátrio em prol da malfadada ideologia de gênero. Uma lástima.


Somente depende da gente e de mais ninguém

Proteger as crianças é vital para a sobrevivência de uma civilização. Se você não confia na educação acadêmica das escolas ensine seus filhos em casa. A prática do homeschooling - ou ensino doméstico – na qual os alunos se saem melhores do que os estudantes das escolas regulares.

Outra é lutar contra leis e decretos que deixem as crianças em perigo e nas mãos dessa gente que faz qualquer barbaridade por “um mundo melhor”. Não espere nada do governo. Já mostrei que ele está contra sua família e as crianças. 

Seja presente e uma boa referência aos pequenos. Palavra comove, mas exemplo arrasta. Seus filhos são o resultado do esforço genético de seus antepassados e neles estão a certeza da continuidade de seu sobrenome. Se seus filhos são adotados, eles é que vão herdar o seu legado e seus valores e a certeza de dever cumprido.

Por último, mas não menos importante eu peço que assinem este abaixo-assinado para que a Cepal (Comissão Econômica para América Latina e Caribe) não ceda a macabra ideologia de gênero. Assine aqui.

Valeu pessoal! J-J




Por: Pedro Blanche

8 comentários :

  1. É dificil esse assunto!!!
    Muitos pais hoje em dia tratam as crianças como se fossem adulto!
    O caso de Melody é so mais um entre tantos.
    Cada dia mais as crianças vem perdendo mais a sua infância, e assim, pulando uma fase importantíssima para o desenvolvimento tanto social, como moral!
    É uma pena...

    beijus

    http://acidadeliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Postagem super polemica mais os pais estar sem limiter com os filhos
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Pra mim todas as fases são ótimas, só a gente saber aproveitar :) Ah, é uma tristeza a ''infância modelo'' que alguns tem apresentado pra nossas crianças. Mas pra mim, o pior de tudo são os pais, se eles realmente exercem sua paternidade a sociedade mudaria.

    rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Eu só lamento quando encontro cenas assim..
    Não sou contra a aparição infantil como em programas, desde que o programa seja feito para o publico infantil

    Agora quando vejo esse tipo de aparição como o da parada e da Melody fico me questionando onde está o conselho tutelar =/

    ResponderExcluir
  5. Não posso dizer que concordo totalmente com você. É um assunto muito amplo, claro. Mas não vejo as coisas tão radicalizadas desse jeito.

    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se depois de você estar consciente do alto perigo que as crianças estão passando como pedofilia, sexualização adiantada e instrumento de engenharia social como a "Ideologia de Gênero" e o banditismo via "leis da palmada", você ainda não vê as coisas tão radicalizadas, ou você não leu direito o vasto material ou és condescendente com tudo isso.

      Excluir
  6. Esse é mesmo um assunto muito polêmico e que eu acho que ainda evará algum tempo para que as crianças sejam realmente protegidas legalmente contra tantos abusos cometidos por pessoas insanas e maldosas.Uma das melhores fases da vida é a infância, e é uma pena que hoje em dia essa fase parece que é cada vez mais encurtada. Abraços

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Erotizações ou sensualizações precoces não se resumem às sexualizações precoces, mas também às romantizações precoces, as quais envolvem afetividades, como afagos, amplexos, cócegas, euquímanos e ósculos, canções, danças, pinturas, poesias e assim sucessivamente. Sobre as pedofilias, não somente existem as físicas, mas também as emocionais, as jurídicas, as políticas e as religiosas.

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design