terça-feira, 14 de agosto de 2018

O desafio de gravar uma cena musical para uma novela



Uma cena que foi ao ar no dia 25 de julho na novela das 6h, Orgulho & Paixão, despertou a minha curiosidade. O trecho de 7 minutos e 30 segundos apresentou inovação na TV brasileira e teledramaturgia, pois foi todo gravado em musical, que envolveu interpretação, dança, coreografia e canto. A cena foi uma homenagem do autor, Marcos Bernstein, aos musicais famosos da Broadway.

Não me recordo de uma cena musical em novelas, a não ser esta que assisti recentemente. O máximo que lembro nesse sentido são os clipes musicais da Chiquititas e novelas com temas musicais, como Cheias de Charme, Rock Story e MalhaçãoQuando se fala em séries, a lista também é memorável, como: episódios musicais de Once upon a time, Dr. House e Grey's Anatomy e os filmes Mamma Mia, High School Musical e La la land




É incontestável a máxima que os musicais ganharam espaço, fama e sucesso, não só no Brasil como em todo o mundo, tornando-se fonte de entretenimento, arte e criatividade. A Broadway é o grande berço. Como não memorar os espetáculos O fantasma da ópera, Les Miserables, A Bela e a Fera, The Lion King e Chicago?

A cena de O&P bebeu da fonte desses e de outros musicais, mas foi totalmente original em seu resultado, já que foi a primeira vez que inovou-se dessa forma em uma novela e mais em específico, de época. Tal inovação não foi apenas para dizer que criou-se algo novo na teledramaturgia, mas há todo um contexto e justificativa. Se os espetáculos da Broadway são sucesso desde o século 18 e a novela se passa no século 19, por que não unir esses dois pólos? A escolha da melodia - ópera - também possui um porquê: era muito comum em 1910. 





O desafio de gravar uma cena musical para uma novela perpassa por: empenho dos atores (muitos sequer cantaram em cena); preparação da cena; e gravação diferenciada. 

Os atores foram além da interpretação e encenação. Agora, não era requerido deles apenas decorar falas ou atitudes, mas que cantassem, encenassem, dançassem e até mesmo sapateassem, tudo isso ao mesmo tempo. Não houveram dublês nas cenas, mas foi os próprios atores que encenaram. Foi incrível ver o ator Ary Fontoura sapateando em cena, por exemplo.





O cuidado em ambientar, alocar objetos e escolher figurinos também foi primordial para o bom andamento da cena. Figurinos de época e para dança foram escolhidos, assim como sapatos ideias para o sapateado. 

As cenas em plano-médio, com o foco nos personagens e seus diálogos (comuns nas novelas), agora abre espaço para gravações em vários planos, assim como ocorre no cinema. Cada cena é gravada e regravada para depois ser mesclada uma à outra na edição. O trecho épico envolveu personagens que cantavam em primeiro plano, outros que dançavam ao fundo e mais alguns, que dançavam e sapateavam em um terceiro. O espectador não mais assistia à uma cena ou diálogo comum, mas da Broadway mesmo, digna de filme ou de uma peça de teatro, em que percebeu as atitudes, frames e ações nos mais variados ângulos. 





Se fazer com que uma cena de novela - com ações e diálogos acertados - fique bem redondinha, já é difícil, imagina quando se une interpretação, canto e dança? Tal trabalho duplica ou triplica. Por isso, foi importante um empenho conjunto para realizar, produzir e gravar esse pequeno trecho de 7 minutos. Quase todos os personagens da trama se envolveram na cena e a equipe de produção e cenografia se reuniu e trabalhou com empenho e dedicação. 

O resultado foi incrível. O autor viu em cena seu favoritismo por operetas, a originalidade de um trabalho e a oportunidade para que atores crescessem e se desenvolvessem:

“É muito emocionante poder oferecer para o público um musical em uma novela, feito com muito carinho. Na minha opinião é algo único, fico muito feliz com essa oportunidade. A criação das cenas teve participação fundamental do Victor Atherino e, mais do que tudo, da colaboradora Flavia Bessone, que escolheu as músicas e fez a versão delas”.



Agora, assista a cena e tire suas próprias conclusões:






Perceberam que não foi uma cena simples, mas cheia de nuances? A cena emociona, alegra, descontrai, entretêm, nos deixa vidrados, envolvidos com a história e nem um pouco enfadados com a cantoria. Achei louvável a inserção de elementos musicais na teledramaturgia e fico feliz pois mais doses de fantasia, sonho e diversão serem trabalhadas em um gênero que sabemos que já tem muito disso. J-J



Por: Emerson Garcia

13 comentários :

  1. Achei bem interessante :)

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Niguem sabe do trabalho por trás das cameras né, até para um video curto no youtube que a gente pensa que é fácil e rápido demanda tempo e esforço. Eu adorei essa cena vi ela no dia que passou na novela! Beijão

    http://www.cherryacessorioseafins.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Belíssima cena! Deve dar realmente muito trabalho fazer tudo isso, mas o resultado compensa;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Oi Emerson, interessante essa cena musical. Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Eu vi essa cena e simplesmente fiquei encantada! Legal você ter trazido isso. Vou rever pq foi lindo!

    Missmoon | Blog - Por Neila Bahia
    Moda, Livros e Tarot.
    Blog Instagram

    ResponderExcluir
  6. Uau, que demais saber dessas curiosidades por trás das câmeras.
    Ate mais.

    http://www.vempracablog.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Jovem
    Nem imagino o trabalho que isto dá!!
    Mas deve ser uma grande diversão durante as gravações e depois sai um resultado fantástico como esse!!
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Nos siga nas redes sociais: Fanpage e Instagram

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design