segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Discurso de ódio e o idiota útil!



Todo esquerdista (e posso afirmar com absoluta certeza que todos mesmo) apresentam o discurso de defesa dos mais oprimidos, um discurso populista de que o governo tem que fazer o bem pra sociedade. Mas, para isso, divide a sociedade em classes. Mulheres são diferentes de homens, cristãos diferentes de ateus, heterossexuais diferentes de homossexuais, brancos de negros e por aí vai.

O argumento para defender a mulher é que a sociedade é machista. Para defender o homossexualismo é que a sociedade é conservadora demais. Para ser a favor dos negros é dizer que eles foram escravos no passado e agora são coitadinhos. Fora tantas outras justificativas que já inventaram que ainda não sei. 

Quando esses argumentos são derrubados - ou ignorados - por serem extremamente chulos, nos é atribuído o “discurso de ódio” ou títulos como homofóbico, machista, coxinha ... São inúmeros títulos e a cada dia o número cresce.

A toda ideia que diverge do ideal de minorias é dado o nome de discurso de ódio. Só não vejo como pode ser taxado de ódio dizer que o negro é tão capaz quanto o branco; que o homossexual não é vítima alguma da sociedade; ou que a violência contra a mulher nada tem a ver com o machismo. No mínimo são argumentos que nos fazem ter uma ideia diferente, mas para aqueles que separam a sociedade, inferiorizam para poder lutar por uma igualdade já existente isso é incitar o ódio. Não vejo diferença em dizer que a mulher apanha por causa que o homem é homem. Isso incita ódio das mulheres contra os homens, por exemplo.



Esses idiotas são extremamente úteis para a esquerda tomar o poder, tanto que a campanha do Lula já mostrava isso. Ele usava dos sindicatos e incitou durantes suas campanhas grevistas sindicatos, sindicalizados e  a classe trabalhadora contra o empresário. O bonito discurso do Partido dos Trabalhadores que ia melhorar as condições de trabalho, salários e carga horária acabou iludindo o necessário para os levar ao poder máximo do Estado. Quando chegaram lá não foi o que se viu.

O PT, o escândalo na Petrobrás, a Operação Lava Jato e o impeachment da Dilma é o resultado da esquerda no poder. Universidades preenchidas por um programa social que não passa da obrigação do governo de patrocinar a educação que é cobrada nos impostos, criando seres que acham que devem ao poder. Um poder que afundou a economia do país e desvalorizou a empresa estatal brasileira de maior lucro. E é apenas um pequeno começo do que ideais comunistas podem fazer. Tome como exemplo as diferenças sociais entre as duas Coreias ou os relatos sobre as diferenças entre a atual Rússia e a União Soviética.




São exemplos extremos eu sei, e nem citei Cuba. Mas procurem saber como começaram os discursos políticos antes de chegarem a tal ponto e por favor não seja um idiota útil e nem acuse ninguém de discurso de ódio. Observe o seu primeiro! J-J


Por: Stephanie Ferreira

12 comentários :

  1. Bem interessante está reflexão.

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Stephanie, eu sugiro que se informe antes de escrever e publicar algo. Suas opiniões não possuem nenhum embasamento histórico nenhum. O feminismo luta contra o machismo, dizer que não existe machismo e que não vivemos numa sociedade patriarcal é não querer enxergar mesmo. Mas tranquilo, ninguém te obriga a ser feminista ! Dizer que os negros se embasam numa escravidão que ocorreu a séculos atrás, para se fazerem de coitadinhos é muito (e no mínimo) ignorante da sua parte. Pega os números de violência, da população carcerária. Veja como são majoritariamente negros presos. Significa que eles possuem o gene do crime ? Que os policiais só prendem negro? Ou que são a parcela da população que está marginalizada e com pouca oportunidade? Isso vem desde o período da escravidão sim, em que com o crescimento dos centros, os recém libertados escravos ocuparam os morros e periferias. Não existe uma vitimização, mas uma total falta de sensibilidade da sua parte. Quanto a causa gay. Uma pessoa é esfaqueada e agredida na rua só por estar de mãos dadas com a pessoa do mesmo sexo, ou apanha por usar uma vestimenta que socialmente se diz que é do ' outro sexo ' , e isso é vitimização? Esse tipo de discurso me faz rezar para que o Islã se instaure no país e comece a querer obrigar todos a seguir suas diretrizes. Acredito que você seja cristã para ter um pensamento atrasado desse, mas nunca é tarde para aprender com os próprios erros. Eu te recomendo sinceramente uma lida a respeito da luta feminista, história do Brasil, geografia geopolítica e também assiste Black Mirror, o episódio das baratas. Acredito que vai ser de grande valia pra ti e pra sua vida ! Se você hoje vive uma vida boa e confortável, não diminua a luta de quem não tem sua sorte..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Esse tipo de discurso me faz rezar para que o Islã se instaure no país e comece a querer obrigar todos a seguir suas diretrizes."... por favor, explique como o Islã, uma religião notoriamente patriarcal, machista (a mulher é serva, não parceira), escravagista, absolutamente intolerante ao homossexualismo e que prega a execução dos infiéis e a Jihad, de modo a inexistir pluralismo religioso, poderia modificar favoravelmente o quadro de desigualdades narrado por você? Só pode ser um troll.

      Excluir
    2. Na verdade vai além de ser favorável a mim, mas mostrar o quanto é gostoso enfiar sua religião na goela das pessoas a força. E fico feliz que foi a única parte que não concordou com o que eu disse!

      Excluir
    3. Está provado, então, que não passas de um troll... é evidente que a instauração do Islã não melhoraria em nada (ao contrário, agravaria) o suposto quadro de desigualdades narrado por você. Assim, seu desejo de "mostrar o quanto é gostoso enfiar a religião na goela das pessoas à força", não passa de revanchismo barato e absolutamente incoerente com toda a preocupação que pretende demonstrar com o ser humano vitimizado pelas "desigualdades" sustentadas por você.
      Evidentemente não discordo apenas desta parte do seu texto, que está repleto de hipocrisia e sofismas esquerdistas do início ao fim, mas bastou ressaltar este trecho pra mostrar que seu "inconformismo contra as desigualdades e a favor das minorias" não passa do mais genuíno ódio aos cristãos travestido de bom-mocismo.
      Fica o alerta aos desavisados que se dispuserem a ler sua crítica: eis aí um excelente exemplo de hipocrisia esquerdista!
      Abraço.

      Excluir
    4. vemos o errado, e o mais errado ainda...
      cristão, ateu, esquerdista, direita... independente de sua religião ou preferencia, todos prezamos pelo bem da sociedade. Dizer que alguém pratica "hipocrisia esquerdista" seria uma forma de "rotular" uma pessoa, uma ideia pré-conceituosa. Falar sobre quaisquer tipos de violência não exige falar sobre sua "prioridade política", e sim sobre o problema em si: o que leva a fazer isso, por quê, quem. Não misturem política, ou religião a uma decisão considerada incoerente, pois suas procedências não definem o jeito de agir, e sim de pensar

      Excluir
  3. " O bonito discurso do Partido dos Trabalhadores que ia melhorar as condições de trabalho, salários e carga horária acabou iludindo o necessário para os levar ao poder máximo do Estado. Quando chegaram lá não foi o que se viu. "

    Realmente o ideal está agora né? Sem aposentadoria, jornada de trabalho de 12 horas, diminuição do salário legalizada, e fim da multa sobre o FGTs para demissões sem justa causa. Vitória para o trabalhador. Ops. Só que não!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah claro o Temer foi eleito pelo povo de oposição a Dilma mesmo né? Isso é projeto da chapa do PT, só cego não vê isso.

      Excluir
  4. Uauu, adorei o post. Que post hein!! Bela reflexão, daquelas que o post acaba e os pensamentos sobre o assunto continuam a todo vapor.

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
  5. É muita gente "cega" adotando acusações de ódio por aí haha! Adorei o post, muito bem elaborado!

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com.br

    ResponderExcluir
  6. Stephanie, não afirme nada com absolutamente certeza, pois você generaliza algo que não é de comum a todos, nem todo coxinha é burguês, mas muitos burgueses são coxinha. Sim falei mal dos anti-PT, eu não escondo de ninguém que sou PETISTA, como não escondo que amo e odeio o meu país na mesma proporção e nem por isso saio dele para morar nos Estados Unidos para limpar bosta de americanos por dólar como muitos "brasileiros" que não limpam bosta aqui por real, mas se acha um máximo por receber em dólar. A proposta de falar sobre o Discurso do Ódio até foi boa, mas você colocou um ponto de vista sobre como você vê que só existe discurso do ódio no lado da esquerda. Mas não vou ficar defendendo meus argumentos.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Arthur o discurso de ódio que eu escuto parte da esquerda por eu ser de direita, o debate é livre, eu estou certa do que falei e expus meu nome quanto a isso, tudo que eu falei tenho argumentos para defender cada ponto de vista, defenda o seu tbm.

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design