sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Up: a superação nos filmes da Pixar



A animação Up - Altas aventuras (2009), com direção e roteiro de Pete Docter (Wall-E, 2008) e Bob Peterson (Procurando Nemo, 2003), e trilha sonora de Michael Giacchino (Lost), tem a capacidade de nos fazer flutuar do início ao fim. A animação da Pixar trouxe elementos primordiais de animações anteriores.
Em Wall-E, Pete Docter pôde mostrar valores como a amizade e o amor fraternal entre dois robôs. Já em Up, vemos todos esses elementos mais estilizados. De maneira sensível e bem humorada, a animação chega mais próxima à realidade, mesmo utilizando elementos cinematográficos superrealísticos.
O fio principal da história é mostrar a última peripécia de um homem que se vê a margem do fim da vida. O filme, portanto, emite a mensagem que se pode sonhar, e que isso não tem idade.
A produção se encarrega de traduzir para as pessoas de que forma se pode imaginar. Os primeiros 15 minutos são criativos e belos, utilizando até do próprio cinema para dar essa sensação. O filme vai se construindo a partir de pequenos gestos, que, atrelados à trilha sonora, à fotografia colorida e às sequencias de ação, em que se perde o fôlego, fazem com que a animação seja mágica e encantadora. Ao mesmo tempo que diverte, Up emociona. Ao mesmo tempo que enche os olhos dos espectadores de cores, também pode, pelas pequenas coisas, trazer grandes ensinamentos.
Em Procurando Nemo, a família é importante, sendo o foco da história. Nesse filme percebe-se do que um pai peixe-palhaço é capaz para recuperar seu filho, passando pelas mais extraordinárias experiências ao lado de um peixinho-fêmea com amnésia. Já em Up, vemos do que um idoso é capaz para satisfazer o desejo da esposa. Sendo corajoso para viajar em uma casa flutuante sustentada por balões até fincá-la em uma montanha na América do Sul, enfrentando intempéries climáticas, a chatice de um escoteiro, além de cães ferozes.
A Pixar, portanto, deixa essa marca autenticada em suas animações. Utilizando sempre de cenas que envolvem os mais variados gêneros para encantar, não só crianças e adultos, com suas histórias de superação.
Em se falando da trilha sonora, Michael Giacchino é versátil. Sabe dar valor dramático quando a cena necessita; e dar um tom de suspense quando é primordial. E Up é cheio desses momentos um tanto quanto versáteis e flexíveis. Em Lost, Giacchino utiliza os mesmos recursos que aparecem em Up.
Por ser uma série que passa por três momentos principais, Giacchino percebe quando a cena precisa de um toque mais calmo, quando de um mais empolgante, e quando de um mais misterioso. O público da série se emociona com a morte de uma personagem querida por conta do que a trilha é capaz de fazer devido ao seu toque calmo e comovente; assim como fica ansioso com os toques rápidos. Nos dois produtos, Up e Lost, a trilha é importante para a compreensão da expressividade dos atores e do que acontece na cena. É com ela que podemos sentir e participar das tramas.
É preciso entender que a beleza de Up não se encontra somente nas ricas cores que enchem a tela ou no rigor gráfico da composição visual da animação, e muito menos nas sequencias fantásticas, e na trilha sonora impecável. A beleza da animação encontra-se principalmente no desenvolvimento da história, que tem a capacidade de prender e fazer as pessoas flutuarem; nas personagens tocantes, divertidas e envolventes que as cativam; e a sensibilidade que ela é capaz de transmitir. O filme, portanto, eleva o espírito do espectador de uma forma emocionante da mesma forma como os milhares de balões coloridos fazem com os personagens da trama. (JJ)


Trailer

Por: Emerson Garcia

6 comentários :

  1. Já assistir Wall-e e Procurando Nemo. Achei os doisa demais. Up Aventura nas Alturas estou louca para ver. Parecer ser muito engraçado. Os desenhos da Pixar, são muito bons. Parecem reais.

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Up é ..é..ah não tenho palavras...é uma história triste, feliz, encantadora, cheia de aventura.

    A Pixar cada vez mostrando que tem sim as melhores histórias.


    Por Samara Correia

    ResponderExcluir
  3. Quando eu vejo os filmes da Disney Pixar desisto da especização em design de produtos... :T

    eu to querendo MUITO assistir esse filme, o trailler é muito massa.

    Eu não assisti Wall-e mas Nemo é meu xodó dos filmes de animação :)

    xoxo

    ResponderExcluir
  4. UP É MARA!! Como diz nossa querida amiga Samara relativista!!
    Eu assisti esse filme e tbm fiz uma crítica sobre ele.
    Uma coisa que pude perceber é que os itens mais coloridos do filme tem uma importância significativa para cada personagem. Os balões, os bottons, a Kevin, a casa... enfim... presta atenção!!
    Beijos querido
    =*****

    ResponderExcluir
  5. Tudo o que é da Pixar é bom. Incrivel!

    ResponderExcluir
  6. Gosto muito de filmes de animaçao... mas esses bonequinhos nao me convenceram. :P

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design