quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Concurso público Vs. Liberdade de trabalhar

Acerte nesta “loteria” e ganhe mais que uma Mega-Sena. A vocação a gente deixa para mais tarde.

Países onde a liberdade econômica é sufocada, como o Brasil, a alternativa de sair da miséria é o serviço público. Afinal de contas, o empresário tem dificuldades de manter seus negócios por conta da burocracia imposta pelo Estado. O mapa interativo da Heritage Foundation comprova que quem procura fazer um negócio próprio, ou uma vaga de emprego aqui, está totalmente ferrado.

Liberdade econômica: quanto mais verde, menos pobreza, e muita opção de Empreendorismo.


O excesso de “direitos” aos trabalhadores e a desenfreada transferência de renda empobrecem um país e impede seu crescimento. Nesse cenário, o que fazer para sair da pindaíba? O CONCURSO PÚBLICO! Nas últimas duas décadas, aumentou-se a procura por tudo sobre o assunto: livros, apostilas, cursinhos, videoaulas. Não condeno quem deseja financeiramente estar despreocupado para sempre. Afinal de contas, as vantagens de ser um empregado do governo são tantas, como essa aqui:


“LEI Nº 8.112, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1990
Regime jurídico dos servidores públicos civis da União
Art. 21.  O servidor habilitado em concurso público e empossado em cargo de provimento efetivo adquirirá estabilidade no serviço público ao completar 2 (dois) anos de efetivo exercício.
Art. 94.  Ao servidor investido em mandato eletivo aplicam-se as seguintes disposições:
II - investido no mandato de Prefeito, será afastado do cargo, sendo-lhe facultado optar pela sua remuneração;
III - investido no mandato de vereador:
 a) havendo compatibilidade de horário, perceberá as vantagens de seu cargo, sem prejuízo da remuneração do cargo eletivo;
b) não havendo compatibilidade de horário, será afastado do cargo, sendo-lhe facultado optar pela sua remuneração.”


Escolher o salário conveniente, vantagens pecuniárias, gratificações... Ai que maravilha! O problema que aponto é que o interesse ao serviço público é apenas monetário. O resultado disso tudo é um péssimo serviço ao contribuinte; a morosidade de prazos e entregas; e nenhuma motivação em manter-se eficiente.


Servidor público ou funcionário público?
Apesar de estes dois termos serem iguais, estes são diametralmente diferentes no contexto que colocarei agora. Um servidor público é este que veste a camisa e trabalha incansavelmente em melhorar o sistema estatal. Não precisa ser um Lineu Silva – fiscal sanitário da repartição pública do seriado A Grande Família (Globo, versão de 2001-2014) – mas sabemos que o servidor está lá para servir ao contribuinte. Já o funcionário público apenas procrastina seus serviços, mal resolve as dúvidas de quem precisa saná-las, arranja um modo de chegar tarde e sair cedo. 

Entendeu? Tirando as profissões que considero serem ocupadas por pura vocação, por exemplo: médicos, enfermeiros, policiais, bombeiros, advogados – os serviços públicos brasileiros são deficitários porque não há o desejo de se servir ao público. Todo ano sai concursos e processos seletivos, e dá-lhe memória em decorar decretos, leis e adivinhar as pegadinhas do aplicador das provas.


Baixa qualidade e péssimo retorno ao contribuinte
Por mais que haja os cursos de aperfeiçoamento oferecidos pelo Estado, a eficiência não se reflete. Quantos documentos esperam para terem o veredicto final? Com tantas greves no funcionalismo para aumentar seu soldo, até quando o povo vai suportar pagar tanto imposto para sustentar uma máquina estatal já inchada?

Num país como o nosso, a liberdade econômica é enforcada e a saída é ser parte da máquina do governo. Não tem jeito. Tem que sobreviver, porque a coisa não está fácil para ninguém. Todavia, até que ponto isso vai? Só sei que o serviço público não tem o menor risco de ser eficiente. O salário está garantido com calendário e tudo. Enrola aqui, adia ali, e aquela papelada ganha ares de “torres Petronas”. Não é oferecido ao indivíduo uma alternativa viável de ganhar dinheiro. E o Brasil continua seu rumo ao caos total. Quem mais retratou esse cenário foi o jornalista Luiz Carlos Prates (hoje na RedeTV!):




Quantos sonhos e projetos foram deixados de lado para garantir um sossego financeiro na repartição? Quantos talentos estão desperdiçados ao lado de uma escrivaninha, apenas por dinheiro? Se ao menos a entrada no emprego público fosse com a vontade de mudar o status quo da sociedade, meio caminho estaria dado, mas não há saída para ganhar dinheiro por conta própria. J-J


Por: Pedro Blanche

30 comentários :

  1. Concurso publico sonho de muita gente né!
    Muitos querendo se servidor e outros tanto ser funcionario kkkkkkk Adorei o texto

    Bjuuu
    Juliana Medeiros
    www.blogjumedeiros.com

    ResponderExcluir
  2. Aquela imagem do servidor público preguiçoso é uma generalização. Depende do cargo! Já viu os professores que trabalham nas redes públicas e são concursados? Eles também são servidores públicos. Pessoas que trabalham em tribunais e fóruns também não são assim tão folgados, principalmente em cidades pequenas, onde tudo é desorganizado e têm que trabalhar de manhã e de tarde para que tudo funcione. Não estou dizendo que não tem preguiçosos, tem, e MUITO, mas é generalização falar que servidor público não se empenha, não sua.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com o que disse. Aqui eu mostrei uma das visões. Não quer dizer que tenha várias.

      Excluir
  3. É verdade!
    Em meio a crise o aumento pela estabilidade no trabalho é notável.
    Concordo também que por causa disso, muitos deixam de ter o trabalho dos sonhos.
    Eu sou funcionária pública e gosto do que faço!


    Blog Breshopping da Dany
    SORTEIOS Breshopping da Dany SORTEIOS
    Instagram: @breshopping_da_dany
    Twitter: @brechodanylins

    ResponderExcluir
  4. Hello from Spain: in my country be an officer of government is the best job. Officials have rights and a steady paycheck. The problem is that the Administration is malfunctioning. It is necessary that the country allows the creation of private companies to create jobs and overcome the crisis. I read that in your country is the same as in my country. Keep in touch

    ResponderExcluir
  5. Triste realidade. Sem mais!

    www.revistadarafa.com.br

    ResponderExcluir
  6. Great post dear, thank you for visiting my blog. Keep in touch, pls. Best regards from Sarajevo.

    http://mylovelyfashionbih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Te dou meus sinceros parabéns, muito reflexivo seu texto - além de pontuar muitas de opiniões pessoais minhas. Fico triste com nossa situação econômica, e mais ainda pelo sonho enraizado das pessoas que acham que somente assim podem se estabilizar economicamente.
    Meu medo é que a máquina entre em pane, pois se todos continuarem ingressando no serviço público sem servirem como devem servir, daqui a pouco o Brasil existirá apenas para manter os órgãos funcionando ahhaahah. Nós de Brasília sabemos que a crise politica da gestão passada afetou o pagamento de vários servidores, e espero que isso sirva de lição para que deem uma injetada na iniciativa privada, senão entraremos em um caos sem volta hahaha.

    Uma pena que o país não oferece essa oportunidade para que talentos ingressem em suas áreas vocacionais, ao invés de inchar o que já está saturado (e oferecendo um péssimo retorno pra completar).

    Gostei muito de suas considerações.

    Faroeste Manolo
    Página Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato. Falta qualidade e estabilidade no trabalho privado.

      Excluir
  8. Alguém disse que essa visão generalizada depende do cargo, mas depende da pessoa mesmo. Vestir a camisa, ser honesto, ter comprometimento, são qualidades individuais que acompanham quem as detém em qualquer cargo ou função que desempenhe - seja qual for sua motivação.

    www.nemteconto.org

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo! Que no serviço público tenha mais pessoas comprometidas e empenhadas.

      Excluir
  9. Concurso público nunca me encheu os olhos, não é pra mim. Acredito que há muitos talentos desperdiçados, mas acho que as pessoas nem se atentam ao dom que podem possuir.

    Bjs, rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. E no serviço público, muitas vezes esse talento não é desenvolvido.

      Excluir
  10. Confesso que só passei aqui para te dizer o quanto curto o conteúdo diferenciado de seu blog e que sempre estou por aqui acompanhando o seu trabalho.
    Continue assim.

    pitangarosaa.blogspot.com.br

    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Myllena. Fiquei feliz com seu comentário.
      Grande abraço.

      Excluir
  11. Meu sonho é ser concursada, aqui em Brasília mesmo o mercado para o jornalista é ótimo apenas no serviço público devido o centro do poder do País estar aqui, para jornalismo o foco no serviço público e a ASCOM,

    http://www.caprichadissimas.com.br/
    @blogcaprichadissimas
    Beijoos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho percebido isso. Estou procurando emprego na área há meses e nada ainda.

      Excluir
  12. O concurso publico é um sonho para muita gente, acho que a maioria pensa em ganhar bem e só e não em crescer profissionalmente logicamente que depende da pessoa não é com todo mundo. A questão da liberdade é muito complicada, eu nunca pensei em entrar em algo assim acho que não é para mim.

    www.descrevendonuvens.com
    www.faceboook.com/descrevendonuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Existem casos e casos. A maioria das pessoas quer ter a certeza da estabilidade, e não vejo outra forma de obter isso se não for por concurso.

      Excluir
  13. Falando do seu post e do comentário de um colega aí em cima: Eu tenho várias opiniões sobre concursos públicos e essa questão toda aí, porque minha mãe é servidora pública e trabalha feito uma condenada, sabe? Acho que isso é muito relativo, mas em questão disso de liberdade, realmente super concordo. Até porque acho difícil conseguir emprego na área e empresa que você quer certinho, sempre tem algum empecilho. Só sei que hoje em dia se a gente quiser ganhar um bom salário, só mandando muito bem em um concurso público.

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou tudo! Existem casos e casos. Mas que nem você falou, estabilidade só em concurso.

      Excluir
  14. Todo mundo querendo prestar concurso publico, querendo ou não gera uma estabilidade neah, e a maioria das pessoas querem estar estabilizados
    beijos http://www.blogdaxavier.com.br/

    ResponderExcluir
  15. adorei o post e concordo plenamente. aqui em Portugal a situação é semelhante... é muito difícil manter um negócio, há poucas oportunidades de trabalho e os poucos que existem oferecem más condições e baixos salários... é triste!

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design