quarta-feira, 27 de abril de 2016

Entendendo a bagunça – parte 1: ex-BBB precisa ser cassado imediatamente!

Lá vamos nós! | Diversas imagens de internet


Esta é uma série de textos para entender os pormenores pós-impeachment e ela não terá um número de partes definidas por haver possibilidade de um extra. “Papo reto” e sem “muralismos” – termo criado por Dias Gomes em definir os que ficam em cima do muro – porque não tenho medo de “ofendidos” e “especialistas” dispostos a derrubar argumentos por meio de ofensas e chavões ao modo papagaio.


Cuspe como resposta a agressão injusta

No dia 17 de abril de 2016, o ex-BBB que ascendeu ao cargo de deputado federal via quociente eleitoral cuspiu em direção ao seu colega de parlamento. Ele disse que foi ofendido pelos diversos xingamentos por parte de seu desafeto além de agressões físicas, portanto validando seu ato como uma “resposta a agressão injusta”. Porém, como mentira tem perna curta, vídeos demonstram claramente o oposto. Confira:





O próximo vídeo mostra que o deputado do PSC do Rio de Janeiro não deu sequer um puxão de orelha no parlamentar. Em outro ângulo:





“Eu não saí do armário para o orgulho para ficar quieto ou com medo desse canalha.”


O deputado do PSOL – dizendo não ter medo de seu desafeto, mas fugiu de imediato desfazendo o excerto de seu textão no Facebook – deblaterou de todas as formas: afirmou, disse que faria de novo, declarou ser vítima disso e aquilo, uma fanfic de dar inveja a qualquer mocinha feminista ao mentir em rede social alegando estupro ou algo assim. Hordas aliadas - direta e indiretamente ligadas às esquerdas - conseguiram captar um vídeo do filho do capitão da reserva cuspindo em direção ao parlamentar LGBT numa clara tentativa de “igualar” e dar “equilíbrio” a questão.




Ao contrário do ato do ex-BBB, que claramente planejou a agressão, o filho do ex-militar respondeu “na mesma moeda” numa atitude instintiva. Em qualquer tribunal isso é visto como atenuante a clara agressão injusta.

É evidente que fui ver qual era a nova versão da defesa do parlamentar de Alagoinhas. Achava que era um vídeo onde desmistificaria a série de vídeos mostrada para acusá-lo, mas não passa de um compilado de vídeos que não prova o que ocorreu no dia, mas um “dossiê” fora de foco com vistas a atingir o deputado de Campinas:




Além do vídeo e mais um textão que sua assessoria de comunicação escreveu afirmando ser vítima de uma armação, não temos mais nenhuma prova, apenas as suas palavras. Nada gravado em áudio ou vídeo. ATENÇÃO: É HUMANAMENTE IMPOSSÍVEL QUE NAQUELE DIA COM O PLENÁRIO LOTADO DE TESTEMUNHAS, NEM MESMO A MÍDIA, SUA FORTE ALIADA, CONFIRMOU-SE AS FALAS DESTE SENHOR.


Mentiras e calúnias do MBL e de Reinaldo Azevedo

Pagando de bons moços isentos de tudo, um integrante do Movimento Brasil Livre (MBL) e o jornalista Reinaldo Azevedo fizeram a velha tática do muralismo. Pegando duas situações diferentes e igualando-as burramente. Confira:







Comento: Fernando Holiday é um garoto ingênuo. Ouço sobre a lenda dos ratos, através do meu pai, desde a primeira guerra mundial. Como dar credibilidade num movimento que se diz contra o PT cair na narrativa da própria organização que alega lutar? Já Reinaldo Azevedo é uma vergonha. Eu e muita gente que monitora as atividades jornalísticas sabemos da sua raiva e animosidade contra o ex-militar. Ele está em seu direito. Mas nunca se pode usar de seu ofício de jornalista para mentir e deblaterar sobre seu desafeto.

Vocês já repararam que tanto Fernando Holiday quanto Reinaldo Azevedo tentam igualar os dois políticos como “dois extremos iguais que se merecem”? Observe que a narrativa dos dois são equivalentes e harmônicas sem tirar nem pôr. Ambos usam de mentiras e calúnias para denegrir a imagem do parlamentar do PSC. Isentões, eles são!


Paulo Eneas dando uma surra textual e histórica ao militante ingênuo do MBL | Facebook/Fernando Holiday e Paulo Eneas


Tanto o militante do MBL quanto o “tio Rei” ignoram os fatores e variantes para dizer que “todos são a mesma coisa”. Falsos moralistas e falsos bons moços usando de seu prestígio para desinformar a população. Não gostar de alguém é uma coisa, mas usar de mentiras e calúnias para justificar suas antipatias à idem é uma trapaça rasteira.


O deputado do PSOL precisa ser cassado imediatamente!

Por ter cuspido e premeditado tal ato nojento, o ex-BBB fantasiado de parlamentar precisa ser cassado imediatamente. Seus argumentos de que não cometeu quebra de decoro parlamentar porque o Congresso Nacional não tem decoro – e isso sabemos desde 1900 e guaraná de rolha – é a mesma coisa de dizer que rouba porque os outros roubam. Comigo não tem essa lorota, não!

Divergências de qualquer natureza nunca podem transcender os limites do que conhecemos como civilizados. Se ele não for cassado, então o parlamentar que fora cuspido tem todo o direito de retribuir a “gentileza”. O capitão da reserva deve e tem a obrigação de processar o sujeito do PSOL não porque não gosto dele, mas não fazer isso é dar guarida a qualquer agressão.

Começa com um cuspe, depois com socos e chutes e termina com tiros e assassinato – vide o caso em que o senador Arnon de Melo (pai de Fernando Collor de Mello) matou seu colega José Kairala em vez de acertar em seu inimigo político Silvestre Péricles.

1963: pai de Collor de Mello mata colega em vez de inimigo político | O Globo 



Seu ato abominável serviu de referência ao ator José de Abreu, que cuspiu em um homem e em uma mulher, de uma "performance" ao estilo da pseudoarte cuspindo na foto do deputado desafeto - que na mera opinião se trata de uma "masturbação às avessas" sobre uma imagem. No mais, por conta de que sua condenável atitude pode ser repetida nas ruas, avenidas e no nosso cotidiano causando reações nervosas e agressivas de dimensões desconhecidas. POR ISSO TAMBÉM O DEPUTADO BAIANO TEM DE SER CASSADO: EXEMPLO DE ÓDIO E RAIVA À POPULAÇÃO BRASILEIRA.


A "cusparada gay" | Facebook/ João Spacca


Considerações finais e pendências a serem acertadas

Acerca do agente da Polícia Federal que cuspiu de volta no ex-BBB – e que tanto o MBL quanto a grande mídia tentaram “igualar” dois atos diferentes – ele rebateu as acusações de ser mentiroso. Aliás, os que acusaram demoram dois dias de garimpo eletrônico para montar tal mentira.

No SBT, o último programa Conexão Repórter, do Roberto Cabrini, a edição foi feita de forma desigual e sensacionalista. Além disso, ela misturou o tema atual com uma edição antiga só para encher linguiça. Ao mesmo tempo, o programa faz um de vítima - por uma peça partidária - e o outro um algoz ligado a grupos neonazistas.

Apesar de tudo estar filmado, o deputado de esquerda volta a mentir no programa do Cabrini: diz que não planejou cuspir (mas disse que ia cuspir); disse que foi xingado antes (mas não há áudio e vídeo); e ainda defende seu ato irresponsável. Não tem outra: ele tem de ser cassado porque há provas de suas atitudes e não porque “foi fulano que me disse”.


As pendências que serão acertadas nos próximos textos são: Carlos Alberto Brilhante Ustra; Reinaldo Azevedo desmascarado; Uma oposição de mentira e crimes da esquerda são perdoados. 


Até mais, pessoal. J-J


Por: Pedro Blanche

8 comentários :

  1. A cada dia que se passa eu sinto mais medo com o rumo que as coisas andam tomando.

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Controle seu medo, pois todos nós o temos. O medo é nossa defesa e nosso empecilho. Abraços! | PEDRO BLANCHE

      Excluir
    2. Eu não!, fico feliz! É bom ver que existe oposição de verdade! E estou de um lado. Logo, não tenho por que ter medo, pois a luta é cativante e não sombria!

      Excluir
    3. Muito bem, Rafael. É assim que se fala. Volte sempre ao blog JOVEM JORNALISTA! | PEDRO BLANCHE

      Excluir
  2. Acho tudo um absurdo, é odio pra todo lado.
    As pessoas da nossa geração vão morrer cedo por stress.
    kisses

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O importante é tirar o monopólio da bondade e da vitimização como o ex-BBB e et caterva tem. Beijos para você também! | PEDRO BLANCHE

      Excluir
  3. Nunca gostei desse Jean, uma pessoa que fala tanto sobre repeito e é tão desrespeitoso.
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O exemplo tem de começar cima, mas o deputado não o fez, apenas ele mede o mundo de acordo com a sua orientação sexual, além de espalhar seu último ato como "exemplo a ser seguido". Reprovável. Abraços ! | PEDRO BLANCHE

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design