segunda-feira, 18 de abril de 2016

As últimas palavras antes de morrer

*Esse post pode e vai conter spoilers.



Olá, gente. Estou aqui para falar sobre Quem é você, Alasca? do João Verde, que acredito que... Não vou superá-lo tão cedo. Tudo o que eu disser a partir de agora, será a minha opinião. Tentarei ser um pouco imparcial, mas só um pouco, pois estou completamente sem reação após ler esse livro. Então vamos lá.

Era uma vez uma pessoa que gosta de romances (essa pessoa é o João Verde), mas ele não gosta de romances típicos, ele gosta daqueles que nunca dão certo e seus personagens se fodem e quando você acha que eles vão ser felizes para sempre, eles se fodem de novo. Tá, tá, os livros tem uma moral. Ok. Mas gente, qual a finalidade de tanta sofrência junta? Agora, uma pergunta para o Senhor João Verde: Você sofreu tanto assim por paixões que não deram certo, meu caro? Porque simplesmente não tem outra explicação. Nenhum dos casais dos romances do JV ficam juntos. Isso me indigna muito.




Prosseguindo, Miles é um garoto que tem sérios problemas psicológicos e gosta de decorar as últimas palavras das pessoas. (Sabe, a última coisa que dizem antes de morrer...) Então, ele se depara com a última frase de François Rabelais que disse que “estava em busca do seu Grande Talvez”. Indignado com essa última fala, ele decide partir em busca do seu próprio Grande Talvez. Com isso, ele vai para um colégio no Alabama, onde conhece o Coronel, Alasca e Takumi. Ele acaba se apaixonando por Alasca, mas ela, além de ter uma personalidade muito forte, também tem namorado. Algumas coisas rolam entre eles e... passado um tempo, Alasca sofre um acidente e morre.  Depois disso, os amigos passam o resto da estória tentando descobrir o que aconteceu com Alasca. Teria ela se matado ou foi apenas um acidente? Onde Alasca estava indo quando sofreu o acidente? Entre outras perguntas.




Eu li esse livro rápido. Mais rápido do que eu gostaria que tivesse lido, mas sinceramente... Não gostei do livro. De todos que já li do João Verde, A Culpa é das Estrelas vai continuar sendo o melhor até sempre. Pode me chamar de modinha, do que quiser, mas é apenas a minha verdade. O João Verde conseguiu me surpreender com Hazel Grace e Augustus Waters. Surpresa que não tive ao ler Quem é você, Alasca?. Eu sei que muita gente gosta desse livro, mas eu só gosto mesmo da personagem Alasca. A estória é totalmente descartável.

E digo mais, eu só assistiria um longa-metragem de Quem é você, Alasca?, se a Alasca fosse interpretada por Kaya Scodelario. Depois de vê-la em Skins, eu não consigo imaginar outra pessoa interpretando-a. A Kaya não interpretaria a Alasca. A Kaya seria a Alasca. 




Então é isso, não tenho mais a acrescentar não. Espero que não tenham ficado com muita raiva de mim ou de meus comentários um tanto quanto maldosos, mas esse livro poderia ter me desapontado menos. J-J



Por: Thiago Nascimento

14 comentários :

  1. Confesso que o único livro que eu li do John Green foi "A Culpa é das Estrelas".Já li muitas resenhas sobre "Quem é você,Alasca?",mais ainda não tive aquela vontade de ler o mesmo,mais depois desse post estou pensando se devo inclui-lo na minha lista de leitura.

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vou falar que não deve adicioná-lo a sua lista, mas não espere que ele seja tão bom quanto “A Culpa é das Estrelas” (que eu adorei, a propósito). Tenta a sorte e veja no que dá.

      Excluir
  2. Boa resenha. Na verdade, não gosto muito do autor, mas quem sou eu para opinar. Não tive mesmo vontade de ler este, até pela leitura do outro, mas pensei que só tinha sido eu hahah

    Bjokas e uma maravilhosa semana,
    Blog: DMulheres
    Instagram : @dmulheres

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não tenho problemas com autores e sim com a história. Até porque, gosto do jeito que ele escreve. Mas a história em si não me agradou muito. =/

      Excluir
  3. Eu gostei mais do livro do que o filme, tenha uma semana abençoada.
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você se confundiu, minha querida. “Quem é você, Alasca?” ainda não tem filme. :P

      Excluir
  4. Olha, até agora nenhum livro dele me deu vontade de ler, sério. História adolescente para chorar não é comigo, respeito quem gosta, mas não chego nem perto deles na prateleira. Para piorar tem um final previsível? Mais uma na lista de não vou ler, junto com a culpa é das estrelas....

    Bjos
    JuJu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha. Não acho os livros do João Verde como “livros adolescentes para chorar”. Até porque, o único livro que achei que teve algo triste foi “A Culpa é das Estrelas”. Mas uma coisa é certa: os livros são completamente para adolescentes. Não vá lê-los esperando muita coisa, que vai ser uma decepção maior que a minha. Acho que meu erro foi ter criado expectativa demais.

      Excluir
  5. Nunca li nenhum livro dele, porque não gosto de histórias tristes, e todos os livros dele me passam essa impressão :P

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os livros deles não são histórias tristes. Ele coloca mais realidade em suas histórias do que muitos autores por aí. Aquele negócio de “todo mundo consegue seu final feliz”? Não! Decididamente não.

      Excluir
  6. Confesso que já tinha ouvido falar desse livro e até fiquei curiosa pra ler, mas depois da sua resenha estou pensando se realmente vale a pena rs. Não gosto muito de livro assim, sei que é clichê mas ainda prefiro o bom e velho "final feliz"
    Beijos,
    #fiquerosa

    Fique Rosa | Meu Canal YT

    ResponderExcluir
  7. Olá, eu gostei bastante desse livro. Não é o meu favorito do John Green, porque ainda prefiro ACEDE, mas é melhor que Cidades de Papel.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não li “Cidades de Papel” então não posso opinar ainda. Mas gostei do longa. ACEDE é, de longe, o melhor livro do João Verde. Nem "Will e Will" (que ele escreveu com o David Levithan) que eu gostei pra caramba conseguiu superar ACEDE.

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design