terça-feira, 17 de maio de 2016

Alice: Madness Returns

Amanhã (18) Dia da Luta Antimanicomial, será um dia pra se combater métodos psiquiátricos e o fim de manicômios com realidades tão cruéis. Essa data foi criada com o objetivo de acabar com a psicofobia e pra mostrar que as pessoas com transtornos mentais também são gente.




Com isso, falarei hoje de um dos jogos eletrônicos que se passa nesse universo: Alice – Madness Returns. Todos conhecem a estória de Alice no País das Maravilhas, certo? Alice desce na Toca do Coelho, para o País das Maravilhas, onde encontra o Chapeleiro Maluco, a Rainha de Copas, o Gato de Cheshire e outros.

Alice: Madness Returns é a continuação do jogo Alice: American’s McGee. Madness Returns foi lançado em 2011 para PC, Xbox 360 e PS3. American’s McGee foi lançado para PC em 2000. Já dá para perceber, pela distância de lançamento, que eles tem jogabilidade e efeitos gráficos completamente diferentes.




Em Madness Returns, Alice encontra-se em uma situação delicada. Ela está internada, passando por tratamento psicológico. Ela acaba “sendo chamada” no País das Maravilhas porque tudo está corrompido. Lá está em ruínas.

Sem entender muito o que aconteceu ou o que estava acontecendo, Alice começa a tentar salvar o País das Maravilhas do que estava o deixando daquele jeito, com a ajuda do Gato Cheshire, que não está tão fofinho de quando lembramos dele.




Muitas coisas aconteceram com os personagens de Alice. Eles não estão como os conhecemos das estórias. O Chapeleiro está em pedaços. A Rainha está mais louca e histérica que o normal. Vários dos bichos foram corrompidos. E por quê?

A estória deixa essa questão de: “Alice está sonhando ou é tudo real?”. O que é relativo, levando em consideração que para nós, ela está sonhando. Mas para ela, que viveu tudo aquilo, é absolutamente real. Então, quando Alice, no começo do jogo, aparece em um sanatório e, um pouco mais tarde, dizem para ela que o País das Maravilhas precisa dela e o País está corrompido, deixa bem evidente que a loucura de Alice corrompeu o País das Maravilhas.


“Está tudo na sua cabeça, Alice.” 


No jogo, Alice é uma orfã que ficou traumatizada com a morte de seus pais em um incêndio. Ela foi internada no Asilo Rutledge depois de sua tentativa de suicídio. Durante uma sessão com seu psiquiatra, Alice é pega por uma alucinação e acaba retornando ao País das Maravilhas.

A estória final do jogo é um pouco sombria, talvez até um pouco pesada demais para “uma estória de criança”. Eu diria que está mais para um conto dos irmãos Grimm. Alice descobre, no final, que o seu psiquiatra está tentando apagar suas memórias da noite do incêndio para transformá-la numa espécie de brinquedo sem memórias para serem usadas por molestadores por um preço.

Seu psiquiatra logo assume a forma de vilão da estória no País das Maravilhas como o Doll Maker (O Fabricante de bonecas). Ao derrotá-lo no País das Maravilhas, Alice percebe que deve exterminá-lo também no mundo real. Então, ela o empurra nos trilhos do trem. Em seguida, Alice tem uma visão de Londres misturada com o País das Maravilhas que, apesar da destruição causada, estão salvos.


Alice e o Doll Maker


É claro que tem muitas referências a versão original de Alice no País das Maravilhas, só que muito sombrias.

Eu falaria sobre American’s McGee também, mas eu só joguei a primeira parte do jogo porque não tive nervos para os gráficos (Fazer o que?). Então, se vocês têm curiosidade de saber mais sobre os jogos, é só jogá-lo. J-J












Por: Thiago Nascimento

17 comentários :

  1. Já perdi horas do meu dia jogando Alice – Madness Returns ahuhauhuhauha <3

    ResponderExcluir
  2. Que babado não sabia deste dia, postagem ótima
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  3. O primeiro Jogo Alice Madness Retorn é muito bom, bem psicodélico :D Ansiosa para ver o novo!!

    Beijocas

    www.vidabonita.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não consegui jogar o antecessor desse. Não me adaptei aos gráficos.

      Excluir
  4. Nossa, pesadíssimo o jogo hein? Fiquei curiosa, apesar dos gráficos sombrios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem é tão pesado assim. Se você não prestar atenção nos detalhes, você nem percebe Haha

      Excluir
  5. Não sabia do dia e nem do jogo. hahaha Fiquei interessada!
    Beeijos

    www.marinaalessandra.com

    ResponderExcluir
  6. Não sabia sobre esse dia e acho bem louca essa teoria da Alice, prefiro continuar acreditando nos contos da Disney mesmo, porque esse jogo (só pelos prints) já me deu medo, haha!

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que isso! Já leu os contos dos Irmãos Grimm? Você não ia querer mais saber das princesas da Disney. Hahaha

      Excluir
  7. Já tive a oportunidade de assistir um gameplay deste jogo e de fato ele é bem macabro e sombrio(totalmente diferente do que apresentado pela Disney).

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Genty que loucura esse game hahaha, mas tem tudo a ver com o filme da Alice.
    Acho que ela era meio louca ou usuária de algo rs
    kisses
    http://www.colecionadorademoda.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHA! Usuária de algo. Hahaha. Acho que ela é maluca mesmo.

      Excluir
  9. Não estou por dentro deste assunto, mas achei-o interessante.


    Beijinho meu,
    http://danielasilva.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  10. Eu acho que sou uma das poucas pessoas que não gostam de Alice no país das maravilhas, mas não sabia que tinha jogo da Alice, achei interessante, bjus!

    bomhumornaosaidemoda.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Não gosto da história da Alice e esse jogo, super pesado!

    rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design