quinta-feira, 21 de junho de 2018

Quinta de série: Young Sheldon

Pode conter spoilers!






Mais um Quinta de série no ar, galera! A série dessa semana chama-se Young Sheldon (já fiz um Primeiras Impressões sobre aqui). Derivada de The Big Bang Theory (falada no blog), a produção já conta com uma temporada completa de 22 episódios. A série é exibida pela CBS e Warner Bros, criada por Chuck Lorre (TBBT e Mike & Molly) e Steven Molaro e produzida por Timothy Marx. O elenco conta com Iain Armitage, Zoe Perry, Lance Barber, Raegan Revord e Montana Jordan e narração de Jim Parsons (TBBT).

YS conta a história da juventude do nerd mais amado e odiado de TBBT: Sheldon Cooper. Nela, Sheldon está com 9 anos de idade e os traços de brilhantismo, antissociabilidade e chatice que conhecemos começavam a aparecer. Ele é um garoto peculiar, que entra no Ensino Médio muito cedo e tem que lidar com a escola, sociedade e, principalmente, sua família - que ao contrário dele é bem comum.

A mãe de Shelly, Mary, é uma dona de casa religiosa e simples. O pai, George, é um treinador de futebol fracassado. Sua irmã gêmea, Missy, não parece em nada com ele tanto física, como psicologicamente. Georgie, o irmão mais velho, é burro e mal educado. Cada um deles aprende a lidar com a genialidade de Sheldon Cooper, que acaba por ser o centro das atenções da família. Tarefa não tão difícil para sua avó, Meemaw, que admira seu jeito genial de ser. 





YS foca na dinâmica familiar, em como lidar com gênios na família e nos conflitos, desafios e peculiaridades do jovem Sheldon. Há, quase sempre, uma carga dramática ao explanar esses temas, mas os momentos bem humorados e divertidos estão presentes. 

Tecnicamente, a produção não conta com o recurso "saco de risadas", costumeiramente usado em sitcoms. O estilo de câmera também é diferente do utilizado no gênero: as filmagens são em estilo de filmes com apenas uma câmera; e não com cortes e closes, com multicâmeras como em TBBT. A fotografia de YS também é melhor trabalhada e produzida, assim como o figurino e trilha sonora.


Personagens

Vários personagens interessantes, criativos e divertidos aparecem de forma recorrente em YS. Não falarei de todos, pois o post ficaria maior do que precisaria. Desse modo, falarei dos principais e de apenas alguns recorrentes. Veja:



Sheldon Cooper: protagonista da história, Sheldon tem uma mente única, capaz de fazer cálculos matemáticos difíceis, com ideias físicas avançadas e a capacidade de realizar experimentos científicos dignos de um PhD. É apaixonado por física, astronomia, pelo programa do Dr. Próton, revistas em quadrinhos e trens. Apesar do enorme Q.I., Sheldon não possui uma boa socialização e compreensão do comportamento humano, o que o deixa mais peculiar ainda. Shelly também questiona a existência de Deus. Para ele, a única religião é a ciência. 




Mary Cooper: é a matriarca da família Cooper. Ela é protetora ao extremo com relação ao Sheldon, o que gera ciúmes em Missy e Georgie Jr. É religiosa fanática e vez ou outra tem algum embate com Shelly por conta disso. 





George Cooper: patriarca dos Cooper's, é treinador de futebol em Medford High. A genialidade de Shelly não é encontrada nele, o que faz as pessoas à sua volta duvidarem que seja mesmo pai do garoto. Tem dificuldades de lidar com o gênio mirim, mas é cheio de amor e proteção para com ele e seus irmãos. 





Georgie Cooper Jr.: é o irmão mais velho de Sheldon e muito diferente dele. Georgie é burro, não gosta de estudar e tem costumes que fogem à qualquer regra de etiqueta. Despreza Sheldon por ameaçá-lo com sua inteligência e confiança. 





Missy Cooper: é a irmã gêmea de Sheldon, que vive o provocando e competindo com ele (Aquela coisa de irmãos né?!). Missy é alegre, sociável, ama lazer e possui uma mente evoluída para alguém de sua idade. Missy aproveita os prazeres de sua idade como ninguém. 





Meemay (Connie): ama seus netos e sua filha Mary mas não gosta tanto de seu genro George. Possui paciência e compreensão com a genialidade de Sheldon, por quem tem uma relação de amizade interessante. Meemay tem a mente aberta sobre as coisas da vida, ama bons drinks e namorar. 





Tam Nguyen: melhor amigo de Sheldon (Quer dizer, o único amigo dele). Tam é um vietnamita-americano que apresenta à Sheldon o mundo dos jogos RPG e quadrinhos. 





Dr. John Sturgis: é o interesse romântico (OTP) de Meemay. John é um professor de física da faculdade apaixonado pela avó de Shelly, só que ela é uma senhora difícil de lidar. Em três episódios, já me apaixonei por esse personagem - ele é fofo, romântico, inteligente e tem uma voz engraçada e gostosa de ouvir. 



Referências noventistas


YS se inicia no final dos anos 80 e início dos 90, em 1989. Há inúmeras referências aos anos 90, desde músicas, veículos, figurinos, cortes de cabelo, até programas de TV, filmes e bandas. O cabelo de Georgie, por exemplo, estava super em alta na época, assim como as roupas xadrez e o jogo Dungeons and Dragons. Veja:






































Young Sheldon já começa com referências noventistas quando é tocado Walk Of Life de Dire Straits, uma banda da época retratada. Ouça:






Ô, saudades dessa época heim? Ouça outras soundtracks de YS aqui.



Estrutura dos títulos dos episódios


Cada episódio tem um título com três palavras que fazem referência aos momentos e situações vividos nele. Veja alguns: Rockets, Communists and the Dewey Decimal System (1X02), An Eagle Feather, a String Bean and an Eskimo (1X10), Killer Asteroids, Oklahoma and a Frizzy Hair Machine (1x16) e Vanilla Ice Cream, Gentleman Callers and a Dinette Set (1X22).



Curiosidades


YS tem várias curiosidades, algumas delas que nem tinha conhecimento. Confira uma seleção que fiz:




1- Jim Parsons que teve a ideia do spin-off

Sabia que foi o próprio intérprete do Sheldon adulto quem teve a ideia da série derivada?! Ele tem o costume de conviver bastante com seu sobrinho, que é inteligente e um gênio, e foi daí que surgiu a inspiração para YS.






2- Atrizes familiares


A mãe de Sheldon em TBBT possui muitas semelhanças físicas com a do jovem Sheldon, isso porque as atrizes na vida real são mãe e filha! Isso mesmo! Laurie Metcalf é mãe de Zoe Perry!






3- O ator que faz o pai de Sheldon já esteve em TBBT!


Você sabia que o intérprete de George já apareceu em um episódio de TBBT? No décimo-primeiro episódio da quinta temporada de TBBT, Lance Barber interpreta Jimmy Speckerman - um valentão que fazia bullying com Leonard nos tempos da escola. 






4- Easter-eggs

A melhor curiosidade! Em YS há muitas referências e easter-eggs à TBBT, como a canção Soft Kitty, o programa do Professor Protón e o amor de Sheldon por trens.



É possível haver um crossover entre TBBT e Young Sheldon?


Sim, é possível porque TBBT já utilizou de vários flashbacks e de histórias contadas sobre a vida não só de Sheldon, como de seus amigos nerds. Desse modo, é permissivo que em YS se tenha flashforwards (momentos do futuro de Sheldon) e em TBBT flashbacks da infância e juventude de Sheldon. A produção também poderia criar uma timeline alternativa e trazer o jovem Sheldon para os dias atuais em TBBT e levá-lo, adulto, para os anos 90. 

Contudo, Chuck Lorre disse que há um desafio à frente se os produtores forem pensar em um crossover das duas séries:


"As pessoas entram na sua vida em 1989 e o impactam de muitas formas, então, estamos procurando maneiras de entender como que The Big Bang Theory poderia influenciar a história contínua de Young Sheldon".



Outra ideia é trabalhar com as versões adultas de personagens de YS em TBBT, inclusive no final da décima-primeira temporada desta última vimos as versões adultas de Missy e Georgie Jr. Veja o comentário de Lorre sobre isso:


“Existem pessoas jovens na vida de Sheldon que talvez nós venhamos a conhecer na sua fase adulta." 


Por último, percebemos uma sincronia entre as séries e como elas se complementam. Histórias, memórias e personalidades de personagens narrados em TBBT são trabalhados por outro ângulo e, às vezes, mais à fundo em YS. Sinto que há muito ainda à ser explorado nesse sentido. 



Audiência




YS obteve uma aprovação de 71% no site Rotten Tomatoes e uma classificação de 6,8 em uma escala que vai até 10. 


Crítica




Esta é uma série rápida, simples, mas com muitas lições e histórias nos bastidores. Talvez ela seja mais reflexiva que sua série-mãe por tratar de temas como: criação de filhos, preconceito, religião, ciência, família, genialidade e síndrome de Asperge. O tom dela varia entre drama e comédia, mas sem torná-lo artificial. YS emociona, reflete e faz sorrir.

A interpretação dos atores estão incríveis, principalmente de Iain Armitage como Sheldon; Annie Potts, Meemaw; e Zoe Perry, Mary. 

As referências aos anos 90 e à TBBT foram muito bem colocadas. A fotografia e figurino, por sua vez, estão bem produzidos e montados.

Esta é uma série para quem já tem alguma certa afinidade com o Sheldon Cooper adulto. Mas para quem não tem ou não assistiu à TBBT, também é válida por tratar de temas importantes e por estar fora da órbita de roteiro da série-mãe. 



Sobre a segunda temporada


A série foi renovada no dia 6 de janeiro de 2018 pela CBS. Parece que o carisma do protagonista e de outros personagens caíram no gosto do público. Veja o que o presidente da CBS Entertainment disse sobre o segundo ano do jovem Sheldon:

“Mal podemos esperar para ver a visão dos produtores sobre como a família Cooper lidará com Sheldon ficando mais velho e mais inteligente”.


Espero que tenham gostado do QdS de hoje. Esse é mais um entretenimento para cada um de vocês! J-J










Por: Emerson Garcia

13 comentários :

  1. Se eu já não suportava The Big Bang ... vou passar longe desse, nunca verei!

    https://clebereldridge.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro TBBT e ainda não assisti, mas ta na lista!

    Mari Dahrug
    https://www.rabiskos.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Jovem
    Sabe que eu tinha esse disco em vinil dos dire straits!!! Quanto à série eu já disse aqui que não assisto tv mas tem uma história super interessante.
    Xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que relíquia que você tem então! O som deles é muito bom.

      Excluir
  4. Adoro o Sheldon, quero muito assistir essa;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Já ouvi falar dessa série, e por ser um personagem que gosto muito está na minha lista para assistir futuramente!
    Beijos

    www.estiilocarol.com

    ResponderExcluir
  6. Boa noitee! Tudo bem?
    Todo mundo ta falando muito desse spin off mas ainda não assisti ele não.
    Tô voltando das férias bem animada com o blog e tem post novo sobre a minha viajem lá.
    Muito obrigada pelo seu comentário.
    Volte sempre!

    ~ miiistoquente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista, vale a pena. Em breve leio o seu post novo, ok?

      Excluir
  7. Já ouvi falar bastante desta série mais nunca assisti.

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Nos siga nas redes sociais: Fanpage e Instagram

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design