quarta-feira, 6 de junho de 2018

Semelhanças técnicas entre 'Segundo Sol' e outras obras de João Emanuel Carneiro: identidade autoral ou falta de criatividade?



Recentemente (14 de maio) estreou a novela das 9h da Globo, Segundo Sol. Acompanho a trama e percebi como se assemelha tecnicamente à outras produções do mesmo autor, João Emanuel Carneiro. Segundo Sol (2018) tem elementos técnicos parecidos com Avenida Brasil (2012) e A regra do jogo (2015-2016). Por essa vocês não esperavam, né? Os aspectos que percebi idênticos são o congelamento da cena final de cada capítulo e a abertura. 

Indiretamente, devo esse olhar aguçado sobre a TV brasileira ao colaborador Layon Yonaller - que nos inspira com suas observações de detalhes, gafes e erros de português da TV no quadro de grande sucesso no blog, o Eu vi. Logo no primeiro dia que assisti, pude perceber essas semelhanças técnicas, fazendo ligações e comparações. Sou extremamente visual, observador, além de memorizar elementos, entre outras coisas.

Tais semelhanças técnicas entre Segundo Sol à outras novelas do João Emanuel Carneiro me levaram à seguinte reflexão: elas servem como identidade autoral, uma marca do autor ou configuram a falta de criatividade de produtores, técnicos e editores? É uma questão a ser refletida.

O congelamento de cenas finais de Segundo Sol, Avenida Brasil e A regra do jogo, por exemplo, é uma coincidência ou uma marca das novelas de João Emanuel Carneiro? Nas três tramas o efeito sonoro é parecido, assim como o recurso de zoom e close no rosto do personagem. A trilha instrumental é praticamente a mesma, exceto que na de A regra do jogo foi adicionado um barulho como "de corrente". Veja:










É claro que cada um dos congelamentos de cenas finais das obras tem suas peculiaridades - Segundo Sol a imagem fica amarelada e depois totalmente branca; Avenida Brasil com um fundo de bolinhas pretas, brancas, cinzas e vermelhas; A regra do jogo a imagem fica amarelada e ainda tem o "barulho de corrente" - mas a essência é a mesma. 

Entre Segundo Sol e A regra do jogo a semelhança fica mais estreita (vídeo acima): em ambos os congelamentos a tela fica amarela! 

Outra semelhança técnica que percebi foram entre as aberturas de Segundo Sol e Avenida Brasil, algo gritante e visível. Há uma repetição de cenas e recursos na abertura da atual novela das 9h com relação à da Carminha. Nesse ponto, não posso dizer que tem a ver com a identidade do João Emanuel Carneiro. O que acho que faltou foi criatividade mesmo. Assista os trechos que selecionei e compare:





Ambas as aberturas trazem figurantes dançando uma música. O recurso é o mesmo: slow motion para focar nas danças e remelexos. Se existe uma diferença é que os figurantes da abertura de Segundo Sol estão em um lugar à céu aberto e com seus rostos visíveis, enquanto na de Avenida Brasil estão em uma espécie de boate e sem mostrar seus rostos, com uma espécie de efeito sombreado. Fora isso, tudo é igual: música dançante, movimentos e efeitos de câmeras e enquadramento.

Espero que essas semelhanças técnicas tenham a ver com a identidade autoral, e não sejam uma coincidência. Nesse caso, mostrarão a falta de criatividade dos produtores, técnicos e editores para criar congelamentos de cenas finais e aberturas, algo bem parecido como aconteceu com a vinheta de carnaval da Globo esse ano. A produção técnica pode ser o menos importante em uma obra, mas que eu observo isso, observo. J-J



Por: Emerson Garcia

12 comentários :

  1. Oi Emerson, tudo bem? Eu dificilmente vejo novela, mas esse autor desde Avenida Brasil me faz ver algumas cenas de suas novelas. Acho que tem um pouco de identidade autoral sim, mas quando se repete várias vezes, de fato, acaba faltando criatividade e originalidade.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acredito que é uma marca dele, mas é exatamente isso que falou.

      Excluir
  2. Eu não sei uma opinião formada, mas as vezes é falta de criatividade mesmo, ou nem isso.. é só porque a pessoa está confortável fazendo aquilo.. sei lá..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, Monique. Se fez sucesso, repete-se a fórmula.

      Excluir
  3. Ainda não assisti essa nova novela, mas confesso que acho um pouco de criatividade não só com esse autor mas de forma geral. Acho que por isso cansei das novelas.. rs Bjs

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei do seu ponto de vista, Mayara. É difícil ver uma novela nova que trate de assuntos diferenciados.

      Excluir
  4. Eu não sei ver novela, então não sou boa para fazer um comprativo. Mas acredito que pela fama que tem não deve ser falta de criatividade, se algo que foi feito deu sucesso e rendeu lucro a tendência e repetir e aperfeiçoar.
    http://www.cherryacessorioseafins.com.br

    ResponderExcluir
  5. Não sou muito fã de novelas, ainda mais da globo. Mais adorei suas observações
    beijos

    www.estiilocarol.com

    ResponderExcluir
  6. Não tenho assistido muito novela, mas acho que pode ser falta de criatividade, já que tenho impressão que muitos temas das novelas acabam se repetindo...

    Mari Dahrug
    https://www.rabiskos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Tudo se renova e é reaproveitado.

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Nos siga nas redes sociais: Fanpage e Instagram

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design