segunda-feira, 18 de junho de 2018

As Taças da Copa do Mundo: histórias, significados, design e logomarcas do objeto mais cobiçado da terra

                                                   Lado a lado: Taça Jules Rimet e Taça Fifa. | Internet


Você conhece as histórias e significados do Troféu da Copa do Mundo? Sabia que desde que a Copa estreou em 1930 já foram dados dois prêmios diferentes? Esse, com certeza, é o objeto mais cobiçado pelas seleções que competem durante os mundiais. Por trás dele, existem significados, roubos, curiosidades sobre os materiais, design, cores e imagens. A Taça é tão famosa e emblemática que já foi utilizada na logomarca de várias Copas do Mundo durante a história. 



O início de tudo


Jules Rimet à esquerda da foto, entrega a taça para um membro da Fifa. I Fifa



Desde o início das competições, em 1930, a Taça era conhecida como Coupe du Monde. A partir de 1º de julho de 1946, ela ganhou o nome de Taça Jules Rimet durante um congresso de Luxemburgo - em homenagem ao então presidente da Fifa e idealizador do torneio. 

Após a confecção do troféu, Jules Rimet regulamentou que para um país obtê-lo era necessário conquistar a Copa por três vezes. Desse modo, o detentor da Taça Jules Rimet só surgiu após nove copas, durante o Mundial de 1970, quando Brasil, Itália e Uruguai haviam vencido duas competições cada um. Foi o Brasil quem ficou com ela pela primeira vez, após derrotar o Uruguai nas semifinais (3 X 1) e a Itália na final (4 X 1). 


Pelé ergue a Taça Jules Rimet ao lado do General Emilio Garrastazu Medici após vencer a Copa de 1970. I Internet



Na época, a Taça Jules Rimet era extremamente cobiçada, sendo que ela já chegou a ser escondida dos nazistas em uma caixa de sapato por Ottorino Barassi, presidente da Federação Italiana de Futebol (FIGC), além de ter sido roubada em 1966 e 1983.

A Taça Jules Rimet foi substituída pela Taça Fifa em 1970 e foi apresentada pela primeira vez na Copa de 1974, na Alemanha. Ao contrário da Jules Rimet, a da Fifa é de posse transitória e não pode ficar no país campeão, sendo substituída por uma réplica. 



As duas Taças


Agora, conheça detalhes, tais como processo de criação, composições e design, de ambas as taças. 


Jules Rimet





O troféu fora criado pelo artesão francês Abel Lafleur e era composto de prata e ouro, sendo que a parte interior era desse último e a visível daquele. Ele possuía a imagem da deusa Nice - Nike - (deusa grega sinônimo de vitória) e uma figura octogonal no topo em uma base azul feita de lápis-lázuli. A taça media 35 cm e pesava 3,8 kg. Lafleur teria demorado 3 meses para concluí-la. 


Deusa Nike I Internet



Abaixo você pode ver todas as copas que teve como prêmio a Jules Rimet:


Fonte: EBC



Taça Fifa


Criada pelo escultor italiano Silvio Gazzaniga (saiba mais aqui) e produzida por Milano Bertoni, a Taça Fifa possui duas figuras humanas que seguram o globo terrestre, duas faixas verdes na base e é toda feita de ouro e malaquita (mineral carbonato). Ela mede 36,5 cm (maior que a Jules Rimet) e pesa 6,17 kg (mais pesada que a Jules Rimet) - sendo 5 kg de ouro 18-kilates - em uma base de 13 cm de diâmetro. A Taça Fifa também é conhecida como Mister-Ball (Senhor Bola, em português), em alusão aos inventores do futebol. 


Detalhes da Taça Fifa. I Internet



Silvio explicou que os dois homens do objeto estão em um momento de alegria e vitória ao comemorarem com os braços estendidos:

"As linhas saem da base, subindo em espirais, estendendo-se para receber o mundo. Das notáveis ​​tensões dinâmicas do corpo compacto da escultura, surgem as figuras de dois atletas no momento emocionante da vitória."



Foi Silvio Gazzaniga o designer da atual Taça da Copa do Mundo. I Internet



Gravada na parte inferior está a frase Fifa World Cup (Copa do Mundo Fifa, em português) e na base - em uma parte não visível quando a taça é exposta verticalmente - os nomes dos seis campeões desde 1974 (Alemanha - 1974, 1990 e 2014; Argentina - 1978 e 1986); Brasil - 1994 e 2002); Itália - 1982 e 2006; Espanha - 2010; e França - 1998). Em 2038, o espaço para a a colocação das placas com os nomes dos países campeões se esgotará e com isso a Fifa pode aposentar a taça e trocá-la por uma nova. 






O SporTV divulgou uma reportagem com detalhes da confecção da taça mais cobiçada do mundo. Assista:








Abaixo você pode ver todas as copas que teve como prêmio a Taça Fifa:



Fonte: EBC



Roubos



A Taça Jules Rimet foi roubada duas vezes. A primeira em Londres (1966), e a segunda no Rio de Janeiro (1983). O primeiro caso teve um final feliz, o segundo não. 


Londres

Era 20 de março de 1966 quando a Jules Rimet foi roubada após ser exibida no Westminster Central Hall na Inglaterra. Ela só fora encontrada sete dias depois por um cachorro chamado Pickles, envolta em um jornal numa cerca-viva de um jardim em South Norwood. O cachorro foi tido como herói e recebeu até mesmo honrarias. 



Cachorro Pickles recupera a Taça Jules Rimet em Londres em 1966. I Internet




Rio de Janeiro



Em dezembro de 1983 a taça fora roubada novamente e jamais encontrada (Acredita-se que os ladrões a derreteram para vendê-la). Quatro pessoas foram condenadas pelo seu roubo. A Rede Globo fez uma reportagem simulando a ação criminosa (A repórter era a Glória Maria). Assista:







Após esse fato, a Confederação Brasileira de Futebol se dispôs a fazer uma réplica do troféu. Esta foi criada por Eastman Kodak que utilizou 1,87 kg de ouro. O troféu foi concluído em 1986. 



Réplica da Taça Jules Rimet. I Internet





Medida de Segurança


Como medida de segurança, a Fifa criou réplica da taça utilizada, até hoje, nas celebrações pós-partida final. Atualmente, não é permitida a permanência da taça original no país vencedor. Esta está no Museu Nacional de Futebol, em Preston. 



Países que já foram premiados com as Taças



8 países - Brasil, Alemanha, Itália, Uruguai, Argentina, Inglaterra, França e Espanha - já ganharam Copas do Mundo e foram premiados com as Taças Jules Rimet e Fifa. O Brasil encabeça a lista com 5 prêmios e é o único país pentacampeão, seguido das tetracampeões Alemanha e Itália, bicampeãs  Uruguai e Argentina e campeãs Inglaterra, França e Espanha. Veja o total de títulos em uma tabela disponibilizada pela Wikipedia:







Inspirações para Logos


Na história da Copa do Mundo apenas dois eventos foram inspirados na Taça Fifa, são eles: Copa do Mundo Brasil (2014) e Copa do Mundo Rússia (2018). 





















Outros três tiveram alguma alusão à taça ou premiação, mesmo que discreta. Nesta última lista estão: Copa do Mundo Coreia do Sul e Japão (2002), Copa do Mundo Alemanha (2006) e Copa do Mundo África do Sul (2010). 


















Falarei de cada um desses logos agora com detalhes, focando nas cores utilizadas, composições, inspirações e histórias. 



Brasil (2014)




A logo traz as cores do Brasil e o "2014" vermelho. Além disso, a palavra "Brasil" aparece "abrasileirada", com "S". A logomarca são três mãos que parecem agarrar o prêmio e que formam a imagem da Taça Fifa. Muito criticou-se o uso do vermelho por não estar contido na bandeira do Brasil. Ficaria melhor se inserisse o azul no lugar. Além disso, a logo não foi aprovada por todos, que a consideraram de péssimo design

Confira sua concepção:






O designer Felix Sockwell redesenhou a marca, corrigindo proporções (A oficial alargou a Taça mais do que devia), modificando o esquema de cores, além de trazer de volta o "Z" no lugar do "S" na palavra "Brasil". O resultado final ficou mais satisfatório:






Rússia (2018)




A logo traz as cores da bandeira russa (azul, branco e vermelho) e tons dourados. Ela fora inspirada nas famosas matrioskas - bonecas tradicionais russas - e no desenvolvimento aeroespacial russo, o qual o país se orgulha. Na base da arte há uma figura humana que parece querer "agarrar as estrelas" em alusão ao fato do país ser o primeiro a mandar um homem ao espaço. As cores vermelho e dourado também representam uma lenda folclórica russa: a do Pássaro de Fogo - que possui cor vermelha e asas flamejantes amarelas. 

Veja a apresentação da logo pela primeira vez em uma praça de Moscou em 2014:







Coreia do Sul/Japão (2002)

A logo apresenta a figura minimalista da Taça Fifa utilizada pela primeira vez. Esta foi uma arte futurista que trouxe cores como vermelho, azul e branco tanto na taça como em palavras em alusão aos países Coreia do Sul e Japão, que tem em suas bandeiras essas mesmos tons. A fonte das palavras "Korea Japan" tem um ar oriental, além disso o "2002" forma uma espécie do símbolo do infinito. 




Alemanha (2006)




Mais uma vez incorpora-se a Taça Fifa minimalista, mas de forma mais discreta que anteriormente. O objetivo é tornar a logo mais humana com carinhas sorridentes. As cores das faixas amarelo, vermelho e preto fazem referência à bandeira do país-sede, além disso a composição - se analisada em sua completude - forma os algarismos 0, 0 e 6, ou seja, 2006! O 6, por sua vez, remete à um apito de árbitro. Interessante essa minha observação, né?




África do Sul (2010)




A logo de 2010 se parece muito com um selo postal e traz a logo minimalista da Taça Fifa em tom de azul. No desenho também há a figura geográfica do continente africano e um jogador de futebol que chuta a Jabulani. As cores preto, azul, vermelho, laranja, verde, branco e amarelo representam a bandeira da África do Sul. A fonte utilizada em "South Africa 2010" lembra bastante às de placas de safaris e zoológicos africanos. 



O objeto mais cobiçado do mundo tem muitas histórias e curiosidades. Além disso, já serviu de inspiração para a criação de várias logos. Gostaram do post de hoje? Digam tudo nos comentários! Amanhã a Semana da Copa será encerrada. J-J

























Por: Emerson Garcia

8 comentários :

  1. Gente, adorei a história do cachorrinho Pickles! Pena que ele não estava aqui no Brasil na época do roubo, né? Hahaha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena mesmo kkk. Ele salvaria a Taça, com certeza.

      Excluir
  2. Não conhecia a história das taças, adorei! Danadinho (e fofo!) esse Pickles;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Olá JJ tudo bem???


    Nossa quanta informação bacana!!! Não sabia de tudo isso!!!


    Beijinhos;
    Débora.
    https://derbymotta.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Débora. Aqui você sempre se informa.

      Excluir
  4. Adorei saber da história das taças e que triste saber que a segunda taça foi roubada no Brasil, hahah
    Beijokas,
    DMulheresInstagramFanpage

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Nos siga nas redes sociais: Fanpage e Instagram

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design