quarta-feira, 8 de julho de 2015

#SomostodosMaju: Preconceito racial ou manobra?



No post de ontem, Pedro Blanche falou do racismo e preconceito que as pessoas, contra a redução da maioridade penal, possuem. Se por um lado, se quer proteger os homens negros, por outro, sublimarmente, se age com preconceito. A pauta da vez, tem a ver com que Pedro refletiu: o preconceito que Maria Júlia (Maju), moça do tempo do Jornal Nacional, sofreu no último dia 03.  

As ofensas foram várias. Veja bem: uma mulher, negra, na posição de "moça do tempo", de um jornal de renome (Jornal Nacional), que tem se destacado na mídia. Seria comum injuriá-la? Por suposto que sim. Estamos em uma sociedade ainda machista e racista, querendo ou não.


Seria coincidência os ataques à Maju  serem após seu marido ser acusado de estar envolvido na Operação Lava Jato? Uma manobra política dos 'petralhas' para colocar o foco na moça do tempo? Talvez.

Será que a Globo não aproveitou dessa manobra para promover-se e ser a embaixadora contra o racismo? Veremos todas essas questões agora.


O preconceito ainda existe
"Preta imunda", "Ela já nasceu de luto", "O tempo ficou seco igualmente a um carvão". Essas foram algumas das ofensas que a jornalista sofreu no Facebook. Os ataques foram coordenados, e publicados ao mesmo tempo. Mais de 50 de perfis fakes, utilizados por haters, que logo saíram do ar. Como bem falado pelo Thiago, as mulheres ainda são muito reprimidas na sociedade. 




A própria mídia, demorou muito para aceitar a negra (e o negro também), e quando aceitava era por obrigação. Uma moça negra na novela, só se fosse empregada doméstica, prostituta ou ladra. Quando admitiu-se uma protagonista negra, a produção não foi aclamada. O grupo de Axé, deveria ter a "loira" e a "morena", mesmo que a "morena" esteja mais para o tom claro. Atualmente, a novela Verdades Secretas tem uma modelo de cor escura, mas parece que é só "pra cobrir elenco". A personagem não tem a sua importância. Aliás, se ela teve alguma, foi a de retratar o estupro no mundo da moda. 

E quando a mídia propõe-se em colocar uma mulher negra para ser a moça do tempo?! Pode ser um avanço, mas ainda será visto, por alguns, como uma mera obrigação. A própria pessoa com 'melanina elevada', se verá na obrigação de ser melhor do que a branca. E quando não é isso, é a padronização de estereótipo que predomina ("Em pleno século 2015 ainda temos preto na TV").

Felizmente, o caso de Maju teve um final bom. A repercussão nas redes sociais, de pessoas que a defenderam no "tribunal da internet", foi imensa. A jornalista ainda teve a oportunidade de dar resposta ao vivo, e de dizer que está acostumada com ataques, e não se deixa esmorecer. Por outro lado, nem todas as pessoas possuem a estrutura psicológica (quiçá uma TV ao vivo) para se defender desses haters


Haters impunes
Se os ataques, feitos a jornalista, foram de perfis reais, com nome, sobrenome e endereço, que sejam julgados pela justiça exemplarmente. Mas, e se foram por haters, sem rostos, que deletam seus perfis logo após o ataque?! Aí é mais complicado. 

E complicado, porque a própria internet dá essa brecha. Você pode criar um perfil no Face, usar determinado IP, mas nada impede que você o exclua, e a polícia não consiga rastrear de onde veio as ofensas (CSI Cyber também é cultura).

Maju não foi a primeira a ser atacada por um hater, e esse sair impune. Aconteceu nas eleições, quando uma "eleitora racista do Aécio" criou um perfil fake petista, e logo o excluiu. Aconteceu quando Danilo Gentili ofereceu bananas a um jogador negro, que sofria em campo, e saiu impune disso na justiça.






Sabe-se, até o momento, que foi uma conspiração, realizada por vários perfis (não se sabe se todos são falsos), e que alguns deles já estão fora do ar. Teve um final feliz para a Maju? Ok. Mas como se dará continuidade às investigações?! Por certo, esses haters não devem sair impunes. Isso é injúria e difamação. Se for algo ligado a uma organização, que a mesma seja punida. Se for uma empresa especializada em redes sociais, que a imprensa não perca o interesse pelo assunto. Se for algo ligado a partido político, que não se tenha medo de enfrentá-lo.


Manobra política?
Provou-se que o PT criou um perfil falso para denegrir a imagem de Aécio Neves? Não, não se provou. O que existe são especulações que, no final das contas, ficaram por isso mesmo. No caso Maju, tem se falado de manobra política, logo após seu marido ser envolvido na Operação Lava Jato, mas nada confirmado ainda.


Se o caso de Maju confirmar-se como manobra política do PT, chegamos ao nível de maior absurdo. Utilizar de violência gratuita, e racismos sem precedentes, para proclamar a barbárie, autoritarismo, escrotidão humana. E eu achando que isso só acontecia em House of Cards. Uhuuuum...


Oportunismo?
O Jornal Nacional deu direito de resposta à Maju, e além disso, criou uma campanha de mobilização social chamada #SomostodosMaju, onde Renata Vasconcelos e William Bonner a abraçaram. Por que não se fez uma campanha anterior, #SomostodosHeraldoPereira ou #SomostodosTaísAraújo, já que esses dois estão a mais tempo na casa?!



Deixemos Taís Araújo de lado (Não é preconceito, tá?!) e falemos de Heraldo Pereira. O jornalista é negro e repórter da Globo há 30 anos, e desde 2002, há 13 anos, faz parte do time do Jornal Nacional. Ele sofreu preconceito, e ganhou uma causa na justiça contra Paulo Henrique Amorim, que foi condenado por "injúria racial", em 2013, 2 anos antes do caso Maju. Ele não foi aclamado pelo jornal, o mesmo de Maju; não teve direito de resposta, ao contrário da moça do tempo; e, nem sequer, foi absolvido ou defendido pelo "tribunal da internet". Maju, sim. Por que disso? Seria pra promover Maju a um programa de entretenimento ou para aumentar a audiência do jornal?!


Diga 'não' ao preconceito
O preconceito e racismo deveriam ser banidos da sociedade, não porque é uma obrigação, ou porque é bonito ser politicamente correto, ou ainda, porque quero promover algo ou conseguir audiência. Ele deve ser combatido sem segundos interesses. E é isso. J-J





Por: Emerson Garcia

26 comentários :

  1. Eu ainda fico pasma com o tanto de gente dessa espécie que existe nesse mundo, como as pessoas podem ser cruéis. É triste !

    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As pessoas não têm limites, quiçá escrúpulos.

      Excluir
  2. Manobra ou não, qualquer tipo de preconceito é condenável e deveria ser punido.

    ResponderExcluir
  3. Texto bastante crítico, não tinha visto o acontecido por esse lado. De qualquer forma, racismo é um dos muitos preconceitos que ainda existe no Brasil, infelizmente. É triste saber que ainda hoje, depois da sociedade "ter evoluído" tanto, ainda haja pessoas com esse nível de pensamento :/ Parabéns pelo texto
    http://wave-over-wave.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Vanessa. Quis abordar esse assunto por vários lados, pra deixar bem explicado. Ainda tenho dúvidas se a sociedade evoluiu, ou não. Rsrs
      Boa semana!

      Excluir
  4. acho muito titititi pra pouca coisa, assunto complexo né?
    Se na novela nao poe negra acham ruim, se poe num papel pequeno acham ruim, se o personagem é estrupada e negra acham ruim e blablablá pra por negro na novela so em papel de destaque? Acho que o preconceito está nas cotas, em fim.
    Sou CONTRA qualquer tipo de preconceito, e essas pessoas deveriam ser presas.


    Bjuuu
    http://www.blogjumedeiros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Visão crítica e bem interessante. O preconceito existe até quando não se pretende tê-lo. Coloca-se uma negra em novela, em papel de destaque ou não, e as pessoas verão defeito. Belo argumento. Parabéns.

      Excluir
  5. Eu achei muito feio a atitude dessas pessoas!
    Fiquei com vergonha de morar no mesmo pais que essa gente

    http://gotasdecaffe.blogspot.com.br
    https://www.facebook.com/GotasdeCafeblog
    Curte a Fanpage?
    xxx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Existem pessoas que são desumanas.

      Excluir
  6. É até um absurdo isso, eu pleno século XXI esse preconceito racial, todos nós temos origens de negros, são poucos os brancos 100% no Brasil, fico triste quando vejo essas coisas. Bjs

    http://modern-rapunzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. O Brasil é um país totalmente miscegenado. Pude mostrar isso em outro texto aqui no blog, também.

      Excluir
  7. Não da pra acreditar que ainda exista preconceito racial, e ainda por cima com manifestações tão agressivas. Isso me deixa revoltada.
    Com certeza #somostodosmaju

    www.revistadarafa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As ofensas foram graves demais. Muito fortes. #somostodosMaju

      Excluir
  8. No mundo que vivemos não ficaria surpresa se realmente fosse uma manobra. Mas para mim seria ainda mais ridículo. Sendo ou não, o racismo é algo tão ilógico e quem pratica deve ser punido.

    Bjs, rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Eu não fico sem palavra com esse grande preconceito
    mais eu tiro por mim uma menina ja mim disse minha
    mãe nao quer que eu fique perto de pessoas negras.
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=eNNlFtDc1-o
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. O preconceito pode vir de berço também.

      Excluir
  10. Eu tinha visto algumas postagens no face sobre o assunto, mas nunca tinha ido pesquisar para saber o que realmente tinha acontecido. Agora vendo aqui através do seu post, não consigo acreditar tamanho absurdo.
    Como podem existir ainda pessoas "nesse nivel", que façam esse tipo de piada, e o pior é que não é só uma piada para serem engraçadinhos, eles acreditam no que falam. E eu que pensei que não existisse mais o tal do racismo, me enganei.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  11. Eu vi no Twitter e não tinha entendido nada. Fiquei meio sem entender essa "revolta" do povo do nada só por ela ser negra e ser jornalista, pensei que o povo brasileiro já tinha passado dessa fase.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foram protestos ordenados e simultâneos. Algo de estranho aconteceu, eu acho. Mas estranho mesmo é o racismo e o preconceito.

      Excluir
  12. Um absurdo que nos dias atuais ainda existam tantas pessoas vomitando preconceito/racismo por aí afora, pura ignorância!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ignorância mesmo, já que todos têm raízes negras. Se não todos, a maioria.

      Excluir
  13. Seu post ficou muito interessante pelo fato de explorar todos os lados da moeda. Uma matéria digna de ser lida. O que eu posso acrescentar? Se foi uma estratégia, ela deu muito certo, pois mostrou que ainda existe racismo no Brasil (o que não é mentira, mas muitas pessoas fingem não ver) e que ainda temos muito o que lutar. Quanto às acusações ao seu marido, é outro problema que o brasileiro se recusa a enxergar ... Complicado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Suzana. Ouvir isso dos meus leitores é gratificante. O episódio mostrou exatamente isso: que ainda existe preconceito no Brasil.

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design