terça-feira, 21 de julho de 2015

Deixai os pequeninos apresentarem programas infantis




A decisão judicial de retirar os apresentadores mirins do comando do Bom dia e Cia na última semana (15), levantou uma discussão: será que os pequeninos foram vítimas de exploração infantil, como alegou a Justiça?! 

Matheus Ueta e Ana Júlia estavam a um bom tempo na frente do programa, desde o fim de Carrossel. Não faziam um trabalho pesado. Nem tinham as marcas disso em seus corpos. Não deixaram a escola. Não foram afetados em suas notas escolares. Embora, a apresentação do programa, configure um 'trabalho', já que ambos são contratados, recebem por isso e trabalhem em um horário definido, não pode ser considerado exploração infantil. E vou explicar o porquê.

Trabalho infantil é quando a criança é escravizada, quando sua mão de obra é utilizada, quando tem jornadas de trabalho desumanas, e, sobretudo, quando deixam de estudar (talvez faça uma reportagem sobre o tema em breve). Segundo o PNAD (Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio), em torno de 4,8 milhões de crianças e adolescentes, entre 5 e 17 anos, estão trabalhando no Brasil. E garanto a você que Matheus e Ana Júlia não estão incluídos nesses dados. Um alvará foi expedido para o Ministério Público do Trabalho, em que autorizava-as a apresentarem o programa, com seus dados, jornada de trabalho e uma advertência para cumprimento das obrigações pactuadas.

Para provar que apresentar um programa de TV não atrapalha os estudos, vamos trazer o exemplo dos então apresentadores do mesmo programa: Yudi Tamashiro e Priscilla Alcântara, que na época eram adolescentes, um pouco maiores que Matheus e Ana Júlia. Em uma entrevista, eles disseram que tinham tempo de apresentar o programa de manhã, e estudar na parte da tarde. É uma questão de administração e responsabilidade que o SBT tem não é de hoje.


Talento
O trabalho infantil, se não for do tipo 'ferrenho', escravo e explorador, pode trazer benefícios aos pequeninos. Ele pode gerar talentos, aptidões, bem estar e diversão. Não estou dizendo que toda criança deva trabalhar desde cedo. Nem que elas devam abrir mão da infância para encarar uma carreira. Não é isso. Mas se uma criança gosta de cantar, entrevistar, interpretar e apresentar, porque tirar a oportunidade dela de desenvolver esse talento?!

O elenco de Chiquititas e Carrossel (inclusive Chiquititas pode sair do ar pelo mesmo motivo dos apresentadores do Bom dia e Cia) é composto em sua maioria por crianças. Garanto a vocês, que são talentosíssimas, embora a novela não faça muito meu estilo. O SBT não obrigou nenhuma delas a atuarem. Elas estão no ar porque gostam do que fazem. O que aconteceria se elas saíssem do ar?! Imagine se Maísa saísse do Bom dia e Cia e não pudesse mais voltar a TV? Seria um talento desperdiçado. Ela nem Carrossel faria...

Programas infantis já foram apresentados por adultos também, e não gerava tanta controvérsia pela justiça. Eliana, Xuxa, Angélica e Jaqueline Popovic, foram algumas delas. Gostava das experiências, culinária, artesanato e músicas da Eliana. De um tempo pra cá, são crianças que apresentam esses programas, e acho que continua legal.


Outro lado da moeda
A pergunta: por que será que a justiça declinou o alvará que dava direito aos meninos apresentarem o programa? Pode ser o grande 'x' da questão, e pode colocar por terra o que falei até agora. Vamos ver como será o desenrolar dessa história. Enquanto isso, Sílvia Abravanel apresenta o Bom dia e Cia.

Excessos podem existir em empresas de comunicação, com relação a crianças. Não disse que elas estão imunes. Em 2009, Maísa foi proibida pela justiça de participar do Programa Sílvio Santos, no quadro Pergunte à Maísa, porque o juiz entendeu que ela estava passando por situações impróprias, como quando foi trancada em uma mala e quando assustou-se com um menino de máscara de monstro. Sílvio Santos riu dela em ambas as situações.

Na época, eu até fiz um texto criticando a decisão da justiça, e disse, que não via Maísa desprotegida, nem explorada, que Sílvio Santos era como um 'pai' pra ela; e que até a justiça não se preocupava com assuntos mais sérios, como a exploração sexual infantil. Hoje, eu penso de outra forma: Maísa foi explorada no Programa Sílvio Santos, sim. Hoje entendo que precisamos resguardar as crianças. Na época eu não fiz uma análise profunda, mas hoje percebo que ela foi 'abusada', porque já tinha um programa semanal, além desse quadro.




O musical de Miguel Falabella, Memórias de um gigolô, também sofreu censura da justiça, recentemente, por trazer dois atores-mirins na peça, Matheus Braga (13) e Kalebe Figueiredo (10). Segundo a decisão judicial, o texto da peça contêm uma linguagem inadequada, que prejudicaria os pequeninos, além de um deles ter que falar a palavra 'masturbação'. Concordo com a justiça, tão somente, por prevení-los de entrarem nesses conceitos sexuais mais cedo. É o mesmo que aceitar cantores mirins cantarem 'boquete', 'piru' e 'pau'. Se não fosse preciso que falassem 'masturbação', não concordaria com a decisão da justiça. Elas estariam desenvolvendo um talento, como até mesmo Falabella disse em um protesto no palco:

"O teatro, senhor juiz, muito pelo contrário, ensina esses dois jovens talentos a dominar a língua, a se expressar com clareza, a aguçar o raciocínio e a olhar o mundo com os olhos da poesia. E o teatro musical ainda por cima lhes ensina a música''.



O 'trabalho' infantil, observando todas essas premissas que expus, não é exploração nem escravidão. Continuo dizendo que criança tem que ser criança, mas dizendo também, que ela pode desenvolver seus talentos. "Deixai os pequeninos apresentarem programas infantis, fazerem novelas, peças de teatro, e até cantarem" (contanto que não sejam funks proibidões como "O Pedrinho vai botar, se prepara, se prepara, eu vou botar"). É um direito que elas possuem, desde que não deixem de estudar. J-J


Por: Emerson Garcia

24 comentários :

  1. Hello from Spain: In my country minors they are highly protected and without parental consent can not get on TV. In the TV programs we do not have children presenters. I think children need to have a normal life.And they have time to decide if they really want to work in the media. Keep in touch

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. They do not stop playing while standing on tv . I think we all need to have a dosage.

      Excluir
  2. É fato que algumas crianças são super-protegidas, enquanto outras (as menos privilegiadas, claro) são deixadas de lado... Uma tristeza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem isso mesmo! Tem alguma coisa errada aí.

      Excluir
  3. Oi,
    Eu amo o seu blog, sempre que dou uma passadinha nele fico sabendo de uma novidade . Semana passada levei um susto.
    Lá estou eu sem nada para fazer, resolvo ver Bom Dia e Cia. Na hora fiquei sem entender nada, vendo aquela mulher sem carisma e originalidade nenhuma apresentando o Bom Dia. Mas agora sei o motivo.
    Beijokas!!!

    http://viciadasemlivros911.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo elogio! Também acho ela sem carisma algum, mas parece que ela irá continuar junto com as crianças, quando elas voltarem. O SBT gostou da apresentação dela.

      Excluir
  4. Um fato que sempre esteve na "cara " o sbt sabe como proteger as crianças e não as explora de jeito nenhum, todos ali parecem se divertir e estudam bastante . O juiz tem que ver que o sbt é um canal um tanto infantil pois na sua grade é mais para crianças e como uma emissora responsavel ninguém é explorado. Tomara que isso acabe logo pois a marca do bom dia e cia é ser apresentado por crianças .
    Beijos
    http://sweetsafira.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Essa marca já tem uns anos. As crianças já voltaram a apresentar.

      Excluir
  5. Nossa, assunto bem difícil de comentar.
    Nem sei como me posicionar.
    Acredito que nenhuma criança estivesse trabalhando por obrigação, principalmente no SBT. Mas como leis e a justiça não avaliam em cima dos sentimentos e sim em cima de ações, tudo pode ser tratado como exploração infantil, mesmo a gente achando que isso é errado.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato. Parece que a carga horária deles estava alta, mas tudo já foi resolvido.

      Excluir
  6. Olha é dificil de compreender, mas o porque essas crianças não podem apresenta gente, o que tem a ver uma senhora apresentar programa infantil:? eu não vejo graças nisso, agora os funks da vida com vídeos pesados, pode? porque ainda não vi ninguem fazer nada sobre o assunto, a mc mellody mesmo ta ai cantando aquelas musiquinha falem bem ou falem mal, a justiça não faz nada sobre isso, já que é para barrar vamos barrar tudo de uma vez, excluir as páginas dessas crianças ai, se condena um tem que condenar todos então.. amei o post beijos http://www.blogdaxavier.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Vai entender né? A justiça até fez algo sobre a MC Melody e o Pedrinho, mas não adiantou de muita coisa.

      Excluir
  7. É dificil mesmo de compreender essa decisão, em geral crianças só podem estudar e brincar é essa a visão do ECA, mas algo que vi citando nos comentário como foi o caso da MC Mellody, Mc Pedrinho, pq a justiça não tomou uma posição? Crianças cantando músicas imorais, sei la inpróprio.

    http://www.caprichadissimas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela até tomou, mas eles continuam cantando e fazendo shows.

      Excluir
  8. Não concordo com a decisão da justiça. Eles estavam fazendo o que gostam, acredito que pra eles era uma diversão, ou seja, não era um trabalho, era um emprego. Imagino o quanto eles devem estar chateados...
    http://cristadelicada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficaram extremamente chateados e sem entender o que estava acontecendo. O fato que as crianças sempre encaram as situações com inocência e sem entendê - las direito.

      Excluir
  9. Eu nem sabia disso!! Fiquei sabendo por aqui..
    Não concordo com a decisão, isso não é exploração.. As crianças estão livres, falam o que querem (até dou risada com a inocencia delas rs) É um emprego, mas não abandoram nada para fazer isso.. =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Não deixa de ser diversão, mesmo sendo um trabalho.

      Excluir
  10. Eu não sabia dessa decisão da justiça. Confesso que acho bem difícil opinar sobre esse assunto... Acho que se for tudo "na medida", sem exploração, não tem nenhum problema;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Não acho trabalho infantil,acho que esse tipo de trabalho não é pesado,a justiça foi injusta, Silvia que tá no lugar ta muito ruim,espero que tudo se resolva

    ResponderExcluir
  12. Não sei muito o que falar sobre o post porque não é um assunto que eu conheço. Mas não acho que esse trabalho seja classificado como... como um trabalho normal. É como se as crianças já tivessem 14 anos ou mais e fossem jovens aprendizes, só que a carga horária as vezes é até menor. Por isso, não vejo problema neles fazerem esses programas e novelas.

    www.arrasandodeallstar.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design