quarta-feira, 5 de abril de 2017

A lição do povo paraguaio aos brasileiros


Paraguai: pequeno apenas no tamanho; grandioso moral como seu povo. | Wikipédia em Português

Caros leitores, os acontecimentos em torno da tentativa do presidente do Paraguai Horacio Cartes em se perpetuar no poder, que levou o povo se voltar contra os políticos, nos dá uma lição primária - porém vital - para a manutenção da democracia em qualquer nação. Não entro no mérito dos manifestantes terem invadido o parlamento paraguaio em Assunção porque ainda há suspeitas de que a esquerda tenha manejado este episódio.

Mas no geral, a população desta nação não esperou um Movimento Brasil Livre, nem combinar com a imprensa e nem por um comando dum "político profissional". A veia patriótica é inerente à personalidade dos paraguaios. Ela simplesmente não aceitou aquela decisão de criar uma reeleição no país (que em minha opinião é um instrumento de perpetuação dos poderosos, mesmo por meio de seus paus mandados - cof, cof, Dilma, cof, cof!) e limar a sua soberania.

Um exemplo que mostro é dos próprios paraguaios que não deixaram uma senadora aprovar em secreto o projeto de reeleição. Ela estava no salão de beleza, mas os cidadãos não deixaram barato:






Enquanto aqui no Brasil...

...Uma vergonha. Para protestarmos precisamos "nos organizar" no sentido de fazer uma micareta, um show. Temos que "ser estimulados" por terceiros para nos mexer e nem sempre nossas demandas são atendidas. O brasileiro - que tem fama de desobedecer leis e normas - não tem coragem de fazer o mesmo com governos ilegítimos em todos os níveis. Isolados em Brasília, e da grandeza de seus prédios frios e feios, não se tem coragem de enfrentar os poderosos.

É lógico que não precisamos ir até as vias de fato, mas devemos aprender (E muito!) com este vizinho pequeno, porém, patriótico e incansável.

P.S.: Se quiser saber mais do que acontece na América Latina sigam ela: Graça Salgueiro. Graça é autora do livro O Foro de São Paulo: a mais perigosa organização revolucionária das Américas que conta direitinho como esta gente chegou ao poder.

Até mais, pessoal. J-J








Por: Pedro Blanche

8 comentários :

  1. kkkkk de look você arrasou no palpite, uma resenha ótima
    livro maravilhoso, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  2. Eu acho legal tomar cuidado com o termo patriota, já que o pessoal do "Movimento Brasil Livre" se consideram isso e agora até perderam o apoio do Temer (seria um bem feito?). Quando ficamos muito obcecados por um país ficamos cegos e só vemos a nós mesmos. Gostei da comparação sim, acho que temos o que aprender, mas com cuidado porque da última vez que achei que estávamos indo pra frente tiraram a presidenta no golpe e agora acham ok deixar quem rouba no poder.

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carla, é desonestidade demais você associar o patriotismo como algo nocivo, venenoso. Golpe mesmo foi o PT ter sugado nossos recursos para sustentar ditaduras na América Latina e África e entregar a nação aos chineses e russos. O que Temer está fazendo é apenas terminar o serviço petista. | PEDRO BLANCHE

      Excluir
  3. Com certeza, aqui no Brasil até coisa séria vira carnaval.
    Um exemplo, na minha cidade quando tem protesto vem os trio elétricos com duplas sertanejas da região...e ainda querem ser levados a sério?
    Não consigo entender!

    Beijinhosss ♥
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pamela, é que o Brasil nunca passou por uma crise generalizada. Apenas pelo lado econômico. O brasileiro ainda tem de aprender a amar seu país assim como os paraguaios amam sua nação. | PEDRO BLANCHE

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design