terça-feira, 30 de junho de 2015

O dia em que o mundo coloriu as redes sociais




No último dia 26, uma comoção mundial tomou conta das redes sociais, após a aprovação da Casa Branca de legalizar o casamento homoafetivo em todo o território americano. O criador do Facebook, Mark Zuckerberg, inspirado na decisão, desenvolveu um aplicativo que colore as fotos de perfis dos internautas com as cores da causa gay. 

Artistas e pessoas comuns aderiram ao movimento. Marcas, tanto americanas, quanto brasileiras (algumas você vê na imagem acima) se multicoloriram. Os principais pontos turísticos do mundo, inclusive de onde saiu a decisão, ornamentaram-se com luzes coloridas (imagem abaixo). No meu Facebook, 20 pessoas coloriram suas fotos. 

Uns, disseram que o Face estava lindo, com as cores do amor e do respeito; outros, enfrentaram os adeptos da família tradicional; os cristãos foram contra, e disseram que as cores da causa gay referem-se ao "arco-íris cristão". Chegaremos a todas essas discussões, mas primeiro, uma pergunta precisa ser respondida: Por que a decisão americana causou esse frisson, principalmente nos brasileiros?! 




O Brasil multicolorido
A decisão americana de legalizar o casamento entre pessoas de mesmo sexo não era pra ser novidade. O EUA não foi o primeiro país a fazer isso. Aliás, o Brasil já permite a união homossexual desde 2011, quando o STF (Supremo Tribunal Federal) equiparou-a à união de heterossexuais. Em 2013, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) obrigou os cartórios a celebrar casamentos do mesmo sexo. Ambas as decisões não foram comemoradas com vigor. Muitos brasileiros não deviam nem saber disso antes do feito da Casa Branca. Comentários como: "Agora só falta o Brasil", "Quando poderemos casar no país?", "É possível casar no Brasil?"  foram constatados nas redes sociais.

Brasileiros comemoraram junto com os americanos, mas bem mais que eles. Avatares coloridos encheram o Face. Os americanos aderiram bem menos ao aplicativo multicolor que os brasileiros.

Isso mostra, mais uma vez, que os americanos que ditam as regras para o mundo. Já foi decidido aqui no Brasil? Ok. Foi decidido nos EUA? UAU! Mas tem que se levar em conta que se fala de duas culturas diferentes, que possuem leis também diferentes. No Brasil, a constituição reconhece a união estável entre homem e mulher.


Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento. (O grifo é meu. Constituição Brasileira, Artigo 226, parágrafo 3).


Nos EUA, não especifica-se a entidade familiar, por isso, a Suprema Corte legalizou a união estável de homossexuais. Antes era permitida em 36 dos 50 Estados (lá, os Estados tem mais autonomia). Agora, a decisão é para todo o país. A comemoração brasileira até que é compreensível, já que aqui, ainda não instituiu-se oficialmente o casamento gay, mas a união estável, sim. 

É curioso perceber, que a decisão nos EUA foi de 5 votos a 4. No Brasil, em 2011, foi de 10 a 0. Mas os brasileiros valorizam demais os EUA. Tudo vira festa, inclusive nas redes sociais.


Tudo multicolor no Face
Lésbicas, gays, simpatizantes, comemoraram a decisão da Casa Branca no Facebook. Não precisava gostar do mesmo sexo para aderir a campanha #CelebratePride e #LoveWins. Aliás, muitos disseram que "Pra defender os cães, não precisa ser cachorro"; "Pra combater o racismo não precisa ser negro"; "Pra lutar contra o machismo, não precisa ser mulher".




Vários amigos são heterossexuais e mudaram a foto de seus perfis. Em minha opinião, não precisa mudar a foto para dizer que você tem amor e respeito pelos homessexuais. Atitudes são mais importantes. Mas entendo a comoção social dos internautas. O que não entendo é a afronta de pessoas contra cristãos, e o autoritarismo de alguns para mudar o avatar a qualquer custo. Alguns dizem que se você não aderiu a modinha você é homofóbico. Não é por aí.





Outros, os ativistas gays, enfrentaram com veemência os cristãos no Facebook, por meio de afrontas e piadas de mal gosto.




Primeiro, não é porque nem todos aderiram ao #CelebratePride que se é homofóbico. Segundo, não é porque o silêncio de alguns prevaleceu, que se fará um boicote a uma rede social. Terceiro, como uma instituição brasileira pode boicotar uma empresa americana e universal? 

Alguns internautas, também, fizeram chacotas com figuras públicas, que são contra ao casamento homossexual.



Os "pacificadores" do Facebook quase obrigaram-nos, a colocarem riscos coloridos em suas fotos. Uma internauta até disse "Seria tão legal ver ele (Bolsonaro) assim". Eles não são obrigados. Assim como ninguém também é. Outra coisa: eles podem ser contra o casamento homossexual, mas perguntem-os se são contra os seres humanos?!


Contra o #CelebratePride
Nem todos os brasileiros comemoraram a decisão da corte americana. Tiveram os que não se manifestaram à favor, nem contra, mas também, os extremistas. Não precisa levar tudo para o lado da religião.

O símbolo do arco-íris diz respeito tanto a causa gay, quanto a cristã. Não é preciso polemizar uma simbologia, diferentemente do que aconteceu na Parada Gay 2015. Ali, o símbolo era cristão e ponto. O arco-íris é o mesmo símbolo do cristianismo e dos gays?! Sim, é. Mas em contextos e significados diferentes.




Aproveitar o fato, para evangelizar as pessoas também não é uma atitude sábia. Evangelize com outras ideias, com outras manifestações. Deixe a história de fotos coloridas para o #CelebratePride.




Tiveram aqueles que entraram na onda de fotos coloridas para discriminar o próximo e pra apontar o dedo e dizer que essa, ou aquela atitude, eram pecado. Você pode demonstrar o amor e o respeito sem a imagem colorida e uma mensagem tão forte, querido!




E por último, os que ficaram de "biquinho" com a campanha e não deram crédito a ela. Você pode não ser a favor do #CelebratePride, mas que tal deixar os outros serem?! Mobilizações sociais estão aí. Você não precisa aderir à elas, mas menosprezar também não. A causa gay foi legal pra alguns. A causa da fome pode ser legal pra outros.




Da cor que quiser
Esse evento mobilizou grande parte dos brasileiros. É interessante perceber como somos pautados pelos americanos. A atitude de quem mudou a foto de perfil demonstrou amor e respeito, sim. Mas quem não entrou no movimento, pode amar e respeitar os homossexuais. Marcas famosas mudaram suas logomarcas para apoiar a causa, mas não significa que os donos são gays. Faltou respeito, tanto da parte dos ativistas gays, como dos cristãos. A lição que fica é: respeite acima de tudo. Use as cores que achar conveniente. Não as use, se também achar conveniente. Somos livres. J-J


Por: Emerson Garcia

24 comentários :

  1. Eu acho que quem é contra o casamento gay é contra a vida sim, contra o ser humano. Não coloquei avatar colorido por preguiça, mas abomino quem começou a criticar isso usando o nome de Deus, sabe, me poupe.

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existe uma frase cristã que diz: "Deus ama o pecador, mas abomina o pecado". Talvez o pessoal contra o homossexualismo deva pensar assim: "Eu amo você como ser humano, mas não amo suas atitudes". Apenas uma conjectura e uma hipótese. Também abomino as pessoas que usam a religião. Elas acabam denegrindo os cristãos e a própria bíblia. Obrigado pelo comentário crítico. São bem vindos!

      Excluir
  2. Hello from Spain: in my country for years that gay marriage is legal. And this weekend also Facebook was filled with these colors. Everything that comes from America is well regarded. America's supremacy in all sectors. In my country everything American is best. You write a great reflection.We keep in touch

    ResponderExcluir
  3. Eu coloquei avatar colorido e visto a camiseta perante aos amigos gays, não ligo e nunca irei ligar para o que as pessoas pensam. Tenho uma irmã homofóbica que até no facebook ou até mesmo instagram ela deixa declaradamente que somos irmãs. As vezes parece uma piada o que ela diz, mas não. Existem muitas pessoas no Mundo que continuam com a mesma mentalidade que o azul não pode ser utilizado em meninas e vice e versa.

    Desculpe se eu desabafei aqui. rs

    Um abraço,

    www.purestyle.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem problema algum. Desabafe sempre!
      Acho que somos livres, como falei no final do texto. Você pode colocar o avatar colorido, e não ser gay, mas existem pessoas de mentalidade curta, como a sua irmã, que creio, quer impor a opinião dela.
      Sobre o azul ser de menino, rosa de menina... amanhã terá um texto sobre isso aqui. Que possa lê-lo.
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  4. Oi! Eu colori meu FB porque acho muito bacana o movimento. Não que seja necessário, mas legal. Os EUA geram uma comoção mundial muito maior do que a maioria dos países, acredito que por isso tanto frenesi em torno da legalização. Ah, só uma coisa, no Brasil é reconhecido o casamento entre pessoas do mesmo sexo pelo STF desde 2011, não apenas a união estável. Beijos

    www.chezb.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo esclarecimento, Bruna!
      Foi um movimento que nunca se viu no Facebook. Diria que um evento global que contagiou muitas pessoas. Estão dizendo que foram mais de 11 milhões de avatares coloridos. E também, que isso foi uma experiência do Mark Zuckerberg.

      Excluir
  5. Nossa, Que texto! Eu gostei das suas palavras, acho que o extremismo de ambas as partes desnecessárias. Acho que as pessoas nem sabem a definição do nome homofobico e vivem chamando todos que não são a favor. É triste ver tanta gente lutando por respeito sem saber o que é respeito e sem respeitar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Respeito deveria caber pra todas as pessoas, sejam ativistas gays ou cristãos. Pois é. Existe muita confusão em torno dessa nomenclatura. O significado é "quem tem pavor e quer agir com violência contra os homossexuais", mas o fato de muitos não concordarem com os gays, já é taxado de homofóbico.

      Excluir
  6. Quem não respeita os homossexuais não conhece o amor de Deus. E quem concorda com as suas atitudes não conhece a Bíblia. Chinelato.

    Bjs, rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Frase excelente que resume bem o post e o que quis dizer. Parabéns!

      Excluir
  7. É incrível como algumas pessoas para apoiar uma causa invalidam outra, ou então usam a agressão, nas variadas formas.
    Os pontos que você falou foram interessantes e mostram exatamente isso.

    Acredito sim que religião não tem nada a ver com o Estado, apenas deve-se existir respeito mútuo. Cada um no seu quadrado e obrigações.

    Como cristã, tenho minha opinião e sigo a Bíblia, mas não odeio de forma alguma ou vou tentar boicotar quaisquer que sejam as campanhas em prol da homossexualidade. Acho desperdício de vida.

    Parabéns pelo texto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Léa. O Brasil é laico, mas na prática vê-se outra coisa diferente. A intolerância prevalece.

      Excluir
  8. Se vc é a favor do casamento gay e colocou o avatar colorido. Parabéns é o seu direito lutar por aquilo que você acreditar.
    Mas eu vou vaiar aquelas pessoas que nem sabe o que é este avatar colorido e mesmo assim coloca só por modismo.
    Beijokas

    http://viciadasemlivros911.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! E as pessoas que não sabiam do significado, não estão no gibi.

      Excluir
  9. Eu concordo com você na opinião de que os EUA ditam as regras do mundo, para tudo.
    Acho que não é só nisso, mas em tudo, se o dólar cai ou sobre impacta a todos, se o presidente lá faz alguma coisa errada, todo mundo comenta aqui, etc..
    Em relação as imagens de crianças, agressão, etc que se espalharam junto com o colorido deste dia, acho ridículo, pessoas com pouca cabeça misturarem coisas que não tem nada a ver, acho que é por isso que ainda temos tanta discriminação e coisas ruins no mundo.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. E viva o império americano!
      Também achei um absurdo colocar fotos de crianças na miséria. Acabou banalizando a fome.

      Excluir
  10. Mais uma vez a massa humana só provou que faz as coisas por modismo ou para esfregar na cara dos outros. Infelizmente eu acredito que de todos que participaram só uma real minoria sabia exatamente a grandiosidade da coisa e sua história. Eu mesma não participei, mas por outros princípios, já escrevi aqui e já fiz alguns posts apoiando todas as formas de amor, inclusive comemorando quando o nosso país fez aniversário de legalização, você deve lembrar, comentou no meu post desse dia, mas como você disse mobilizações sociais estão aí, e todos são livres para fazerem o que quiserem, o livre-arbítrio existe a muito mais tempo que nós.

    :**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Cada um com seu princípio. Pode ser diferente, mas é a opinião da pessoa. Eu também sou a favor do amor.

      Excluir
  11. Que estar para jugar é DEUS,
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=eNNlFtDc1-o
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. acredita que eu nao sabia o significado do arco iris rsrs vi nas fotos mas to sabendo por vc amada
    bjos da mel
    http://artmelzinha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que o blog é uma fonte de informação.

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design