sábado, 20 de junho de 2015

Ensaio da cultura brasileira

Atenção: Esse texto pode ter trechos fictícios.


    

 
A nação brasileira foi colonizada por países europeus, principalmente Portugal, por volta de 1500, quando navegadores chegaram à margem de nossas terras e descobriram a civilização indígena, que possuía seus costumes. Os índios outrora pescavam seu próprio alimento, utilizando-se da natureza de forma sustentável. A cultura indígena se devia por rituais de danças e pela prática de religião, além de um idioma definido. Os portugueses introduziram sua cultura, através da catequização dos índios (mais tarde a religião oficial seria o catolicismo); do idioma português; além da troca de espelhos, pentes, e objetos que os portugueses trouxeram na viagem. A colonização ocorria à medida que a troca de culturas tornava-se latente.  




Nessa troca, o povo brasileiro começava a compor-se através da miscigenação. Esse fator seria visto fortemente quando os negros, vindos da África, foram trazidos pelos colonizadores como escravos, uma vez que os índios não queriam mais se submeter a esse domínio.  Quando os negros chegaram ao Brasil, o povo brasileiro tornou-se diversificado. Por isso, não é possível tratar o povo brasileiro como sendo uniforme, já que suas pessoas são as mais distintas possíveis. Um europeu ao vir ao Brasil deve ter em mente isso. Ele precisa ter a capacidade de tratar todos da mesma forma, sem distinções ou preconceitos. É complicado para eles isso, mas só dessa forma se estabelece um diálogo e um possível relacionamento. 

Para um português é mais difícil de criar esse vínculo com um brasileiro. O brasileiro ainda tem receio perante ao seu colonizador. Por isso, sempre que um português estiver no Brasil, ele precisa pedir desculpas, mesmo que o brasileiro não faça questão. Ao conversar com uma pessoa negra brasileira, o português deverá pedir perdão, mesmo sabendo que o negro não é africano. 




Ressalvo esses percalços, que o português precisa passar com um brasileiro, o relacionamento pode ser fácil, se houver sintonia e entendimento da cultura brasileira. Se um alemão chegar da forma como é em seu país, pode ser tratado como “estranho”, ao contrário de um estadounidense. Um estadounidense é bem recebido pelos brasileiros. O povo, conhecido pelas matas, pelo ouro, pelos animais do pantanal, é extremamente receptivo, alegre, piadista, divertido. Para um alemão ser bem visto, deve manter contato corporal, tais como: abraços, apertos de mãos, tapinhas nos ombros. Talvez isso soe como falsidade, mas é assim que funciona.

O povo brasileiro é extremamente solicito, hospitaleiro e receptivo. Basta um encontro para que ele deposite confiança na pessoa. É capaz de tratá-la como um familiar, levando-a em casa, contando sua vida por completo, dando presentes, e fazendo de tudo para que ela se sinta confortável, tornando-se amiga íntima. Contudo, basta um passo em falso por parte do amigo, para que o brasileiro possa se tornar seu arquiinimigo. Por isso, a dica principal para que um estrangeiro possa ser tratado bem é se portar de forma agradável sem ferir, de alguma forma, o brasileiro.




No Brasil, é visível identidades que o definem como um país único. O futebol é uma das grandes paixões. A maioria se identifica com esse esporte, fazendo com que a nação seja uma das melhores. É obrigação do estrangeiro ter noções de como funciona o esporte, caso contrário será taxado como inculto e “por fora” de algo tão marcante. O estrangeiro, entretanto, não pode dar a entender que sabe mais do que o brasileiro, pois isso o irrita fortemente; muito menos considerar sua nação como a que possui o melhor futebol. Tratar de futebol é um assunto que gera discussões fortes.




O carnaval, por sua vez, é algo marcante na festa do país. É obrigação do estrangeiro saber o significado e, sobretudo, dançar, nem que seja minimamente, o samba, caso contrário será taxado como palhaço e um peixe fora d’água. É costume no país, por exemplo, participar de festas, dançar incessantemente e consumir bebidas alcoólicas. O estrangeiro que não estiver disposto a fazer isso é descartado.

De forma geral os brasileiros não se importam com etiquetas e regras. Pelo contrário, eles são autênticos e liberais. É normal não possuir modos convencionais de alimentação e encontros. Os brasileiros preferem quebrar protocolos e regras. Geralmente, eles não são pontuais, por isso não se importam se você chegar atrasado ao encontro. Eles são diretos, sem meias-palavras. Eles possuem a característica da vida boêmia. Não se preocupam com problemas. Estão mais preocupados em se divertir. Muitos deles praticam a arte da malandragem e enganam as outras pessoas, passando por cima de escrúpulos e regras (é comum no Brasil pessoas deverem uma dívida pelo resto da vida). Faz parte da cultura brasileira praticar o sexo antes do casamento. O sexo após o contrato matrimonial é regra da religião católica, que ainda é praticada pela maioria das pessoas, contudo, muitos não a respeitam.

A sociedade brasileira possui traços híbridos, já que foi colonizada por países europeus. Para alguns estrangeiros é difícil relacionar-se com um brasileiro, devido alguns hábitos serem bem próprios. É necessário que alguns estrangeiros sejam menos acanhados na forma de relacionamento e serem receptivos à forma de tratamento dos brasileiros. J-J


Por: Emerson Garcia

20 comentários :

  1. Acho a nossa forma de receber as pessoas muito melhor do que ha de alguns paises.


    Que bom que voltou!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa receptividade não tem comparação. Se teve alguma coisa boa na Copa ano passado, foi isso.

      Excluir
  2. Great. I have new post also, and will be hape if you see too:

    http://mylovelyfashionbih.blogspot.com/2015/06/blog-post.html

    ResponderExcluir
  3. ótimo texto retratou um tipico brasileiro, mas não que todos brasileiros sejam assim, eu por exemplo não sei sambar, risos. Mas uma coisa é certa nós somos muito receptivos.

    http://www.tendenciateen.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. A intenção foi essa. Mas todo retrato tem suas variáveis. Eu também não sei sambar nada.

      Excluir
  4. Pois é ando meia sumida. Hehe'
    Muito bom o texto, representou bem o nosso Brasil de todos, adorei ver alguns pontos que não conhecia.
    Beijos
    neversaynever-believe.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Letícia! Seja bem vinda de volta!

      Excluir
  5. Nossa, que texto profundo. Quase aprendi mais do que nas aulas de história da escola kkkk. Você escreve muito bem, é um ótimo jornalista que sabe expressar sua opinião :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Achei o texto bem profundo e analítico, gostei de como abordou o tema!

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
  7. Nice post as always! Kisses!

    http://itsmetijana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Hello from Spain: this post is very interesting to know in detail the culture of Brazil. I know that the carnival is a big party. In your country there are lots of art and great figures of journalism.We keep in touch

    ResponderExcluir
  9. Ótimo arquivo, amei a sua publicação, facil e interessante !

    cheiadetrama.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Adorei o seu texto. Acho que nós brasileiros temos mesmo a nossa alegria e receptividade como nosso melhor cartão de visitas!!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E é um cartão de visitas e tanto, apesar dos nossos problemas sociais.

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design