sexta-feira, 5 de junho de 2015

"O Boticário" e o desafeto corporativo

 


Consumidores de O Boticário engajaram-se no boicote à marca após a divulgação de uma propaganda do Dia dos namorados que traz vários tipos de casais, e tem a trilha sonora de Lulu Santos, Toda forma de amor. A reprovação chegou ao Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) no último dia 2. No Youtube, abriu-se uma espécie de competição para ver se a propaganda tinha mais likes ou deslikes. O boicote, gerou uma espécie de desafeto corporativo. Ultrapassou a propaganda e atingiu a marca.

"Vou parar de usar Boticário porque é marca de gay", é o argumento usado para denegrir a marca. As mesmas pessoas que falam isso, são as que consomem produtos que dedicam parte dos seus recursos ao público LGBTs. Se esse boicote fosse legítimo, teríamos que: deixar de consumir o sabão da marca Ariel, porque o dono da marca é espírita; deletar o perfil do Facebook; jogar o Iphone no lixo; não tomar Coca-Cola, nem os seus produtos (Fanta, Sprite, Kuat, Aquarius Fresh, Del Valle, PowerAde); e não parcelar as contas com Visa e Master.

O merchandising e promoção social é presente em muitos produtos. A McDonald's dedica parte da sua verba às crianças com câncer. A O Boticário, com "Casais", quer promover a diversidade do amor. Posso (hipoteticamente) concordar com a doação de recursos para crianças com câncer, e discordar, sobre os diferentes tipos de amor e casais; mas nem por isso, deixarei de consumir os perfumes da marca. Eu tenho o Conexión, da O Boticário, e não vou quebrar o vidro. O mesmo acontece com a Natura. Não deixarei de consumí-la porque ela patrocina Babilônia.

As marcas não influenciam na individualidade das pessoas. Elas podem até influenciar estilos de vida, como se eu usar Iphone, tenho status; se usar Rayban, sou uma pessoa chique e na moda; se vestir Dudalina, Nike, Tommy e Calvin Klein sou uma pessoa bem vestida. Usarei O Boticário, e não virarei gay por isso. Comerei Sonho de Valsa, e não beijarei uma pessoa do mesmo sexo. Usarei os produtos da Motorola, que está com a campanha #EscolhaoAmor em que defende a união homoafetiva, e nem por isso preciso defender os homossexuais. Nenhum desses produtos me influenciam em suas filosofias. Os uso, porque eles me são úteis, e pouco me importo para onde seus recursos são revertidos. 











As marcas possuem diversos alvos. Qual o problema da MotorolaO Boticário dedicar uma das suas campanhas a algo atual?! Não é porque elas defendem esse grupo de pessoas, que elas se tornaram uma marca gay ou multicolorida. Aliás, o Silas Mafalafaia declarou: "Boticário, vai vender perfume pra gay!" Não precisa ser extremista a esse ponto, e achar que as marcas só terão um público-alvo a partir de agora. Aliás, a O Boticário tem perfumes pra mães, pais, homens, mulheres, crianças, adolescentes, jovens. Uma propaganda como Casais, mostra um ponto de vista, mas não significa que ela tenha só esse.





Boicotar uma marca, e não uma propaganda, é uma atitude no mínimo insana. Você tem o direito de não gostar do comercial, e isso te dá o direito de "deslikar" algo no Youtube, de levar essas reclamações ao Conar, ou de mostrar um ponto de vista cristão, ou pode até que não seja cristão, em revanche. Mas proibir alguém de comprar esses produtos e dizer que O Boticário só vai vender perfume pra gays é um desafeto corporativo um tanto quanto injusto. J-J


Por: Emerson Garcia

28 comentários :

  1. Hello from Spain: boycott brands is a very bad activity. Misbehavior.We keep in touch

    ResponderExcluir
  2. Achei ridículo esse boicote á marca. Quem já se viu? Dizer que quem usa vira gay. Mas o legal desses boicotes e etc, são os memes e vídeos que surgem. Você viu o vídeo do Luba? Tá muito legal! <3

    www.arrasandodeallstar.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O vídeo do Luba ficou bem humorado. Eu ri muito assistindo.

      Excluir
  3. Eu achei horrível como algumas pessoas reagiram com esse novo comercial do O boticário. Para ser sincera, não vi nada demais e muito menos algum tipo de propaganda que persuadia algum tipo de relação homo afetiva. Para os bons entendedores de mente sábias, sabe muito bem o intuito desta propaganda.

    Beijos! ♥

    http://pitangarosaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. São pessoas se abraçando e demonstrando carinho. Acho válida toda forma de amor.

      Excluir
  4. Quem já se viu boicotar um comercial só por que não te agradou? Se fosse assim eu boicotava o preço do iPhone por que ele não me agrada, boicotava o governos por que eles não fazem nada... E por aí vai.

    Beijos <3 parasemprenewyork.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha! Só Deus sabe quando vou poder comprar um iphone haha Governo... nem se fala!

      Excluir
  5. acho que cada um tem livre arbritio né? ,sei não viu, te indiquei numa tag, passa la se der
    unhas-e-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livre arbítrio é pra todos. Cada um responde pelos seus atos. Obrigado pela Tag. Em breve vou responder ;)

      Excluir
  6. Achei tudo isso um absurdo, e fiquei impressionada com tamanha demonstração de ignorância (e falta do que fazer!) desse povo que fala em boicote. Tanto auê e blablabla por causa de um comercial que mostra a realidade e fala de amor, nada mais do que isso. E esse Malafaia? rs Só rindo mesmo e implorando pra ele calar a boca! Muito bom o seu texto, como sempre;)
    Bjs e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Liduh. Sempre procurando melhorar.

      Excluir
  7. Gente fui ver o vídeo, porque não tinha visto, eu sou evangélica, sim sou evangélica, porém não vejo nada de mais com o comercial da boticário, uai hoje existem casal de mulher com homem, homem com homem, e mulher com mulher, então o que tem a marca fazer um comercial voltado para todos, em nenhum momento vi falando que o perfume foi criado para especificado grupo, o problema é que as pessoas querem criar muito polêmica . Beijos http://www.blogdaxavier.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. De forma alguma a O Boticário desmunhecou, Carolina.

      Excluir
  8. Gosh, esse vídeo ficou tão polêmico por causa disso né? Eu acho que eles não deveriam ter abordado esse assunto, sei lá, sabendo que iria causar esse ALVOROÇO todo né?
    Enfim, é muito complicado escrever ou falar sobre isso.


    Oie, tudo bem?Hoje tem mais um pouco de poesia pra colorir sua vida.Vamos conferir?http://www.wattpad.com/136011615-poesias-espalhadas-meio-sorriso-parte-ii

    beeijos
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Represálias sempre podem vir. Mas acho válido a marca mostrar esse ponto de vista.
      Vou ler as suas poesias depois.

      Excluir
  9. As pessoas as vezes fazem muito drama com as coisas..
    acho que o preconceito é muito forte ainda, acho que as pessoas pensam que isso pode ser epidemia, porque se aparecer em um filme, comercial, etc.. todo mundo vai copiar.. acho que as pessoas deveriam cuidar mais das suas vidas. Eu não apoio uma coisa ou outra, mas por favor, se uma empresa faz uma coisa diferente, já é apedrejada.
    Acho que todo esse alvoroço é sem fundamento :P

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compartilho da sua opinião. Somos seres pensantes. Uma propaganda não pode influenciar a esse ponto. Bom comentário!

      Excluir
  10. Ai acho toosco demais tudo isso, como se nossa, fosse um absurdo! Acho que não existe mais essa de "ninguém é obrigado a aceitar", como se fosse uma aberração! Tenho raiva só de pensar nas coisas que tenho lido.

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Uns comentários que só rindo mesmo hahaha

      Excluir
  11. Na democracia que vivemos hoje dar a sua opinião sobre qualquer assunto é permitido então por que não falar que você é contra? Toda vez que vejo uma postagem sobre assuntos do tipo mantenho a mesma opinião, se vai contra a Bíblia eu vou contra. As pessoas só enxergam a pessoa, mas por trás daquilo há algo bíblico baseando e isso já é mais do que suficiente! O Silas é bem radical esse é o jeito dele desde sempre, ele coloca a cara a tapa mesmo, e é isso que os cristãos devem fazer! Se Jesus dizia para não comer pão com fermento, algo aparentemente bobo, por que não parar de usar o produto? É hora da igreja se levantar e ajudar os que lutam contra o mundo, contra o que vai contra Deus, porque Ele não é um velho gaga que vive dizendo ''paz e amor'', Ele é Santo! Se soubéssemos a grandeza que Ele é, nem ousaríamos olhar para o céu.

    Bjs, rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estava digitando a minha opinião sobre o post quando de relance vi uma frase desse teu comentário e resolvi parar pra ler todo, desisti de expor meu ponto de vista porque seriam dois comentários quase iguais.

      E Emerson, excelente abordagem, concordo que uma marca não tenha influência no caráter, nem na essência de ninguém. Enfim, ótimo post! Bjs, sonhosdegiz.blogspot.com.br sonhosdegiz.blogspot.com.br

      Excluir
    2. Pois é, Samara. Estamos em uma sociedade democrática. Temos livre arbítrio pra tudo, inclusive para deixar de usar o produto. Bom comentário!

      Excluir
    3. Obrigado, Whenia. Essa abordagem deu um pouco de trabalho de escrever, mas está sendo ótimo ver a repercussão.

      Excluir
  12. É uma questão complicada, o Boticário lucrando mais pela polemica do que pelo comercial, enquanto Cristãos se tornam "radicais" demais, pois vivemos um mundo democrático, Jesus sentava com prostitutas e políticos ladrões justamente para nos mostrar que mesmo sem concordar com as práticas devemos aceita-las e respeita-las, podemos até apresentar nossa fé, mas não querer impor a todo custo uma religião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Religião não salva ninguém. O que salva é Jesus! Bom comentário!

      Excluir
  13. Com certeza! E cadê a democracia, né? Ser radical não leva á lugar nenhum. As pessoas se sentem no direito de reclamar, e eu concordo que cada um pode dizer e pensar o que quiser, mas existem problemas tão mais sérios e importantes que essa propaganda, se as pessoas usassem essa energia para uma coisa que realmente fizesse a diferença o mundo não seria como é, algo tão ínfimo e sem sentido, cheio de pessoas passando fome. Eu sou muito á favor do amor de várias formas, e nunca escondi isso. Não critico o jeito de pensar de ninguém, mas basta olhar para trás e todos verão como podemos ser pessoas melhores. Tudo tem seu tempo e tenho certeza que seremos seres muito mais evoluídos no jeito de pensar. "Não julgueis, para que não sejais julgados". Basta cumprirem o que diz na frase anterior.

    :**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. O problema é o julgamento exarcebado. Isso afasta o amor e deixa as pessoas doentes, sem prestar atenção nos problemas sociais do mundo. Bom comentário!

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design