segunda-feira, 29 de junho de 2015

A gravata que me mudou




Compridas, listradas, largas, finas, coloridas, sóbrias, brilhosas, de bolinhas, com estampas... Gravatas. Quem diria que um acessório como esse faria parte da minha vida?! E quem diria que seria tão importante?! Mais do que um acessório, esse apetrecho é quase inevitável na minha vida hoje em dia. E olha que eu relutei muito em usá-lo!!! Fiz até vista grossa para usar terno e paletó. 

Eu era daquela opinião: "Não preciso usar paletó, terno e gravata para ser jornalista, afinal o conteúdo é mais importante, do que a aparência!" Achava que as pessoas iriam me perceber como profissional vestido de qualquer maneira. Que credibilidade não tem a ver com o modo como me visto. Também tinha a filosofia: "O jornalista tem que adentrar no mundo dos outros, e chegar becado pode assustar as pessoas. É como se você fosse um et".

Hoje em dia, não vivo sem minhas gravatas. Tenho 10 e pretendo aumentar a coleção. As ocasiões pediram isso de mim e eu não consegui resistir. Tanto é que tem mais ou menos 1 ano que aprendi a dar nó em gravata. O tão temido nó!!! 

A minha força de vontade me ajudou nessa conquista. Agora sei fazer. E tive que aprender com esforço. Creio que quando a gente aprende a fazer as coisas sozinho é uma vitória. Não depender dos outros nesse aspecto é ótimo!! (Não sou egoísta, apenas acho que tenho que tomar as rédeas da minha vida em alguns pontos). E depois de 2h, lá estava eu com dois nós feitos por mim.

Sair sem gravata e paletó hoje em dia, é quase um pecado para mim. Claro, tem locais apropriados para isso! A apresentação de TCC foi um deles, assim como ir aos cultos, casamentos e trabalho. Creio que, independente das ocasiões, que ditam para eu usar gravata, a minha profissão é a que comanda e está na liderança dessa moda de gala. Não vejo mais um jornalista sem gravata, assim como não vejo um médico sem roupa branca, ou um advogado sem sua pasta, ou um atleta de Educação Física sem short, camisa e chuteira.

O jornalismo pra mim é a minha profissão de vida. É ele quem está ditando as minhas modas. É ele que está fazendo com que eu ande becado. E acho que também é ele que está fazendo eu ser reconhecido através da minha credibilidade e do meu terno e gravata. Aproveitando o espírito de aniversário: aceito gravatas! rs J-J




Por: Emerson Garcia

16 comentários :

  1. Ah, amei a crônica! Espero que ganhe bastante gravatas esse ano hahaha :)

    Bjs, viverserfeliz-renata.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei a crônica! Eu penso em ser jornalista também mas tá complicado entrar em uma faculdade =/
    http://descrevendonuvens.com/

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto. Gravata é uma aliada do jornalista hahaha

    Fiquei um pouco ausente no blog, mas agora voltei com tudo!
    E já tem post novo, vem ver: http://www.revistadarafa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba! Que bom que retornou. Gravata é um aliado e tanto do jornalista.

      Excluir
  4. Torcendo aqui para você ganhar muitas gravatas nesse aniversário! :)

    ResponderExcluir
  5. wwwww Nunca usei gravata.
    parabéns pela cronica
    Beijokas!!

    http://viciadasemlivros911.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. adorei a cronica, nunca usei gravata kkkkkk

    Bjuuuu
    http://www.blogjumedeiros.com/

    ResponderExcluir
  7. Acho que esse discurso de que "o conteúdo é mais importante, do que a aparência" é muito mal utilizado...rs, não que deixe de ser válido, acho realmente que o conteúdo é muito mais importante, mas acredito que as duas coisas devam se completar, assim como você encontrou o seu ponto de equilíbrio. As pessoas julgam sim pela aparência, muitas vezes inconscientemente,e isso pode afetar algumas decisões.

    :**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei muito do seu comentário, Carla. Hoje em dia a aparência também conta, querendo ou não. Ninguém quer andar por aí de qualquer jeito, sendo que pode se vestir melhor, né?

      Excluir
  8. Adorei o texto! Estudamos sobre marketing pessoal e é isso aí, você se veste e fala um pouco sobre quem você é. Mas o mais importante é se sentir confortável e dá pra ver que você se sente assim e ainda ama essas gravatas! hehe

    Blog @marinaamancio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marketing pessoal é uma mão na roda. Acho que todo mundo deveria fazer. Já tive aulas sobre que ajudaram a gostar de terno e gravata.

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design