segunda-feira, 15 de junho de 2015

Dezesseis Luas (Beautiful Creatures): Filme Vs. Livro



Todos nós sabemos que nenhum livro adaptado para o cinema é igual como deveria ser, e tem alguns detalhes que eles simplesmente tiram ou colocam, mudando alguns elementos da história – coisa totalmente desnecessária.

• Acontecimentos do livro que não tem no filme:


1º A Música:


Dezesseis Luas, dezesseis anos
Dezesseis dos seus mais profundos medos
Dezesseis vezes você sonhou com minhas lágrimas
Caindo, caindo ao longo dos anos...


No livro, um dos fatos mais curiosos, é que o Ethan (personagem principal) escuta uma música misteriosa que não entende de primeira. No filme, a música não foi mencionada.



2º Kelt:


Pronta?
Tão pronta quanto possível.


Kelt é nada mais do que uma espécie de telepatia e é outro fato que os roteiristas/diretores simplesmente decidiram ignorar.

Os protagonistas, Ethan e Lena, descobrem que por alguma maneira desconhecida eles podem se comunicar por Kelt. Não há muito do que falar sobre ele, até porque se os roteiristas quisessem que víssemos isso, teriam colocado na história do filme.


• Acontecimentos do filme que não tem no livro:


1º Larkin:


O Larkin no livro é duas-caras. Ele ajuda Sarafine em sua missão, juntamente com Ridley. No filme, o Larkin não muda de time, ajudando Macon ao invés de Sarafine. Roteiristas, quais foram suas intenções com essa modificação? Não entendi.



2º Janelas quebrando:


Na obra, Ethan conhece Lena na escola, e logo acontece o incidente das janelas se quebrando. E depois eles ‘se esbarram’ na estrada. No filme, essa ordem é invertida. Primeiro eles se conhecem na estrada e depois as janelas se quebram.


3º O Colar de Genevieve:


No livro, Ethan e Lena juntos, encontram o colar em Greenbrier enquanto estão conversando. No filme, o Ethan simplesmente “tropeça” nele enquanto está correndo.




4º Cavando o túmulo de Genevieve/Livro das Luas:


Mais uma das cenas importantes, divertidas, emocionantes e legais foi excluída do filme. No livro, Ethan e Lena, descobrem que o Livro das Luas está enterrado junto com Genevieve, Conjuradora que gerou uma maldição através de um Feitiço Proibido que tinha no Livro e para saber como desfazer, é preciso descobrir como foi feito. No filme, o livro simplesmente aparece na Biblioteca dos Conjuradores.




• Personagens – importantes – que não aparecem no filme:

1º Marian:

Marian Ashcroft é a bibliotecária da cidade, melhor amiga de Lila Evers, mãe de Ethan e de Macon Ravenwood, o recluso. Tá certo que a união de Marian/Amma foi para que Viola Davis aceitasse o papel, mas mesmo assim ainda senti sua falta na trama.



2º Ryan:

É prima de Lena e tem a habilidade de curar. No livro ela é fundamental para que a vovó cure Ethan.



3º Reece:

Reece, outra prima de Lena. Ela não é muito enfatizada, mas é outra personagem que eu gostaria de ter visto no filme.



4º As Irmãs:


As irmãs são tias-avós de Ethan: Prudence, Grace e Mercy. Todas elas o ajudam a descobrir fragmentos da história de seus antepassados. Achei que elas eram necessárias no filme e foram ignoradas.



5º Boo Radley:


É o cachorro Conjurador do velho Ravenwood. No livro, são os “olhos e ouvidos” de Macon na cidade. Ele segue Lena a maior parte da obra.



6º Mitchell Wate:


Pai de Ethan. Tudo bem que inclusive no livro, Mitchell aparece poucas vezes. Mas em uma das poucas partes que aparece, não foi para o filme.



• Elenco:


O verdadeiro amor tem um custo elevado.


Alden Ehrenreich foi um ótimo ator interpretando Ethan. Não tenho muito a reclamar dele. Mesmo sendo não muito conhecido, ele arrasou no papel de Ethan Wate.








O amor verdadeiro é uma força que deve ser reconhecida.

Alice Englert interpretou muito bem a minha querida Lena Duchannes. Ela também atuou em outros filmes como: Ginger & Rosa e 8.









Alguns segredos são melhor guardados na escuridão.


Acho que valeu a pena tirarem a Marian para convencerem a Viola de atuar como Amma no filme. Amma é uma vidente e também a bibliotecária de Gatlin e da Biblioteca dos Conjuradores. Ela foi simplesmente magnífica. Ela atuou em outros filmes como: Histórias Cruzadas e The Ender’s Game- O Jogo do Exterminador.





Além da Luz está a Escuridão.


Emma Thompson. O que dizer sobre essa mulher? Divou muito na pele da Sra Lincoln/Sarafine. Ela interpretou duas personagens: a Sra Lincoln, mãe de Link, melhor amigo de Ethan e; Sarafine Duchannes, maior Conjuradora das Trevas dos últimos tempos.







A amizade às vezes leva para um mau caminho.


Thomas Mann II interpreta Wesley Jefferson Lincoln, mais conhecido como Link, melhor amigo de Ethan. Embora ele seja um personagem muito engraçado e divertido e talvez, fundamental do livro, ele não aparece muito durante o filme, mas posso dizer, nas partes em que ele aparece a diversão é extrema.





A inveja é um pecado perverso.


Zoey Deutch interpreta Emily Asher, uma garota muito religiosa e ex-namorada de Ethan (não lembro disso ter sido mencionado no livro). Ela foi exatamente como eu imaginei a Emily. Essa é minha personagem menos favorita de todas.







Tentação é impossível de resistir.


Emmy Rossum dessa vez, aparece interpretando Ridley Duchannes, uma Conjuradora das Trevas, Sirena, que tem o poder de manipular as pessoas, principalmente os homens. Nem preciso dizer que ela divou tanto como Viola Davis e Emma Thompson. Essa sim é minha personagem mais do que favorita.



As Trevas se aproximam.


Jeremy Irons interpreta Macon Melchizedek Ravenwood, o recluso da cidade. Um homem que não gosta de sair de sua casa. É um Conjurador das Trevas que decidiu ser um Conjurador da Luz para proteger sua sobrinha , Lena, de ser invocada para as Trevas.







Então é isso! Eu recomendo que leiam os livros da saga Beautiful Creatures. Não se deixem levar pelos anúncios. Dezesseis Luas não tem nada a ver com Crepúsculo, exceto a parte do romance. Fã que é fã tem que assistir a adaptação cinematográfica só pra poder criticar. J-J


Por: Thiago Nascimento

12 comentários :

  1. Criaturas bonitas, é uma história que nos permite ver como você pode se relacionar duas pessoas de mundos diferentes, apesar de ser uma longa produção, é uma boa filme pode associar-se com os contos de fadas, por isso, se você acha que é uma produção orientada para os jovens adolescentes, finalmente deixará de ser uma história de amor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Às vezes, Dezesseis Luas, se torna chato porque o romance é muito intenso em algumas partes. Já cheguei a dormir lendo essas partes melosas demais do livro. Rs Obrigado pelo comentário.

      Excluir
  2. Esse costuma ser um problema de adaptações de livros para o cinema. Os roteiristas acabam tendo de deixar muita coisa bacana de lado. Uma pena!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem sempre os roteiristas fazem tantas besteiras. Esse exagerou.

      Excluir
  3. eu vi só o filme, nem sei se gostei, sei la kkk pelo jeito a adaptação pro cinema foi ruim, o livro parece ser bem mais interessante

    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Livro >>> (5 anos luz de distancia) >>> Filme. O livro é muito melhor. Não sei porque fui comparar os dois porque não há comparação.

      Excluir
  4. Não conheço, até porque esse tipo literário não me interessa muito... Mas pra quem gosta, é interessante.

    Bjs, rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. vi o filme e nao gostei, mas porque nao é meu estilo mesmo

    Bjuuuuuu
    http://www.blogjumedeiros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme é meio ruinzinho mesmo. Haha. O livro é muito melhor. Obrigado pelo comentário.

      Excluir
  6. Eu assisti o filme e não foi lá tão empolgante, não sou mt fã desse estilo então sempre fico um pouco confusa por falta de interesse... Mas quem sabe eu leia o livro e mude de ideia! O livro é sempre mais claro :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O romance deixa um pouco enjoativo, mas as partes sobrenaturais são muito legais. As da Ridley e Sarafine são excelentes. <3 Leia o livro sim, recomendo.

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design