sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Bitoca

Gente confesso que não iria postar nada aqui hoje pela falta de tempo. Mas o assunto que vi é interessante! Para começar esse post, responda o questionário abaixo:


Responda: Você já foi beijado(a) por seu(s) pais?

-Se você disse sim, continue respondendo, se não... Ahhh leia também!

Foi um selinho?

Foi em público?

-Se não, você vai achar esse caso estranho, se sim... bem... continue lendo!


Bem, você deve estar se perguntando: "Para que eu respondi essas perguntas?" Vi uma reportagem no Jornal Hoje e refleti. As perguntas que fiz a você te ajudará a refletir também. E a matéria é essa...


Trata-se de um pai que beijou a filha na boca. E não foi um selinho, que alguns pais dão em seus filhos como sinal de afeto e amor, foi um beijo mesmo, repetido duas, três vezes.

Me indignou essa situação porque o pai da menina não só a beijou como fez atos um tanto quanto estranhos. Se fosse carinho e amor, não chegaria a esse ponto, a tal ponto que a polícia foi chamada. Se fosse um selinho, como o pai alegou, ainda complementando que por ser italiano isso era um costume lá, não teria chegado a esse ponto, que eu confundi com um ato de pedofilia.

É de se estranhar um pai fazer isso em público. Sim! Já vi vários pais demonstrarem carinho dando uma “bitoquinha” na boca de seus filhos! Minha tia faz com minha prima, e minha cunhada faz com meu sobrinho, mas nada disso é em público! Enfim, só quis dar o meu ponto de vista.


A matéria repercutiu o Brasil inteiro, o advogado de defesa do italiano disse que as pessoas estão se precipitando demais, o site G1 deixou uma pergunta que você vê aqui. Ahhh... e já ia me esquecendo... a matéria se encontra aqui. (JJ)

Update: Das quatro pessoas que comentaram, duas já receberam selinho dos pais, e duas não.


Bom final de semana a todos!

Por: Emerson Garcia

5 comentários :

  1. Olha nunca recebi "selinhos" dos meus pais, minha mãe não gosta nem um pouco de quem faz isso, enfim, ela não acha certo...por uma questão de idéias...e pasme eu concordo com ela! Mas enfim ^^''

    Eu não estava lá no clube para saber como o tal Italiano estava se comportanto com a filha dele, se alguém achou estranho, é por que talvez tenha algo de estranho mesmo, afinal aqui tb é normal o tal selinho...

    Ah, se não tivesse estrangeiro no meio nem estaria esse alarde! Agora é esperar no que vai dá! Ou o cara fica presso e tals, ou vai ganhar um dinheiro bom com o processo...enfim!

    Por Samara Correia

    ResponderExcluir
  2. Tenho 30 anos e os meus pais sempre me deram beijinhos nos lábios. Nada do que descreves. Eram beijinhos só. Selinhos, se preferirem. Tenho um filho com 3 anos que me beija assim também. Na verdade, eu a minha mãe ainda damos selinhos. É um acto de afecto, de trenura.

    ResponderExcluir
  3. Também nunca recebi selinho da minha mãe...
    E quanto a essa história do JH, não sei o que é, mas que há algo errado aí, é FATO!
    Primeiro, se fossem apenas selinhos incoentes,ninguém teria chamado a polícia.

    Segundo foram brasileiros que chamaram a polícia, LOGO alguma coisa muito estranha realmente aconteceu, pq p. brasileiro se escandalizar com algo a ponto de chamar a polícia não é algo bobo.

    Terceiro os empregados do estabelicimento comercial, NUNCA vão dizer nada a respeito, a menos que queiram ser demitidos. E o lema n° de um comércio é: O cliente tem sempre razão, logo se o dono do negócio não se manifestou contra nada, não serão os funcionários que irão fazer isso.

    Abaixo o abuso de menores, pronto falei!

    ResponderExcluir
  4. Oie.
    Bom, eu já recebi beijinhos da minha mãe. Foi um selinho e foi em público, mas quando eu era menor. Foi uma demonstração de afeto.
    Bom, já o caso desse italiano, é outra coisa. Ele beijou a menina e ainda acariciou. Aí sim tem coisa de errado. Nunca vi nenhum pai fazer isso com uma filha. Ter uma demosntração de afeto tudo bem, mas fazer outras coisas aí já é demais. Isso para mim, é abuso de menores.

    Bom feriado!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Afetos, como afagos, amplexos, cócegas, euquímanos e ósculos devem ser evitados radicalmente, exordialmente em público. Na China e no Japão, ninguém afeiçoa fisicamente ninguém em público. Crianças têm de der amadas e respeitadas, nunca afeiçoadas ou afetivizadas, judiadas e assim sucessivamente. Nunca devemos fazer amizades, exordialmente íntimas, com elas causante as pedofilias.

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design