sábado, 25 de junho de 2016

Redesign de marcas: gradiente, flat e minimalista

As tendências que serão discutidas hoje.


Em 2016, o colaborador Layon Yonaller recriou a marca do Jovem Jornalista. Para quem não se lembra, ela trazia o nome do blog em apenas uma cor e estilo de letra.


Em uma madrugada, o Layon trabalhou na logo e tornou os dois 'J' iniciais em um novo design, como se o J fosse nossa identidade visual, de modo que todos que o visualizarem, se remetam ao blog. 



Uma simples mudança que fez toda a diferença. O J - como já puderam perceber em vários momentos - é temático e muda de acordo com as datas. Confira abaixo algumas adequações da nova marca:




Layon acertou em cheio, já que é tendência as marcas se adequarem a datas comemorativas e especiais.

Falando em marcas, parece que 2016 é o ano de mudanças de layout e design de muitas logos de empresas famosas, como o Instagram, Giraffas, Oi e Tim. A tendência comum entre elas, são as cores gradientes e projetos minimalistas. Como viram, o JJ também seguiu essa linha, ao trazer um J leve, simples, minimalista e eficaz. Todas essas mudanças podem não agradar a todos, daí a ideia desse post. Iremos ver: a tendência gradiente de marcas, logos minimalistas e o que podemos aprender com esse redesign de marcas.


Gradiente polêmico

Recentemente, o Instagram mudou a sua logo já tão famosa e conhecida. Ele aposentou a câmera, que confesso achar bonita  e já estava acostumado com ela. Agora, a marca traz uma câmera minimalista e um festival de cores sem fim.



As cores do gradiente variam do lilás, rosa pink, laranja até chegar no amarelo. A marca tornou-se jovem, atual e moderna. Mas para outros, tornou-se brega. 

O Instagram também adaptou seus aplicativos derivados, como o Boomerang e Layout. Acho importante a mudança de todas as plataformas quando uma marca recria sua identidade visual. O Insta fez isso. Por exemplo, quando tenho uma nova notificação do aplicativo no celular aparece o novo layout. Quando o JJ mudou a sua marca todas as fotos de perfis do Facebook, Instagram e Twitter foram atualizadas. 




Mesmo que a mudança tenha causado estranheza, tem que se levar em conta que essas marcas estão há um bom tempo no mercado e que houve um estudo anterior, antes de um redesign. Segundo os idealizadores da nova marca do Insta, o motivo foi deixá-la mais simplificada e também mostrar como as fotos e as histórias narradas pelos usuários da marca são diversas, assim como o arco-íris em degradê.

“O visual atualizado reflete o quão vibrante e diversa se tornou a narração de histórias de seus usuários.”, Instagram.


Talvez a mudança soou estranha pra mim, já que no meu celular (Android) o ÚNICO aplicativo em gradiente é o Instagram. Já para os usuários do IOS, parece que o aplicativo ornou com os demais, já que o IOS7 traz aplicativos com gradiente cítricos e um degradê em seu aspecto visual. (Quando ficar rico, compro um Iphone e me acostume com a nova marca do Instagram). 

Interface do meu celular e de um Iphone


Vocês devem ter visto que a Oi também aderiu ao gradiente, só que em minha opinião, não foi uma mudança radical, como a do Instagram.



Essa, talvez, seja a mudança mais significativa desde 2002 - ano do lançamento da marca. E aí, qual das duas (Instagram/Oi) causou mais estranheza pra vocês?

Veja como foi o projeto de criação da nova marca da Oi:

"O logo da Oi tem um conceito muito bom, partiu da ideia das entonações, timbres e intensidade da voz. Resultando num espectro de cores e formas orgânicas mutáveis", (Leonardo Santtos, Design Culture).


Já que o degradê tornou-se tendência, veja como ficariam outras marcas famosas com esse recurso. Depois vocês comentam no post se gostaram ou não.




Logos Minimalistas

Nunca neguei a minha paixão por tattos, marcas, objetos, pôsteres minimalistas (O JJ agora traz uma marca minimalista). Assim como marcas gradientes, as minimalistas podem funcionar bem, ou não. 

As logos do Instagram e Oi, discutidas no tópico anterior, não deixam de ser minimalistas, mas foram analisadas sobre o aspecto do gradiente e degradê. Quero trazer nesse tópico a Tim, Giraffas e Apple

Os idealizadores da nova marca da Tim merecem aplausos por redesenhar uma imagem que não nos remetia ao T - mesmo que significasse ondas sonoras. Agora, ela traz um T simples, eficiente e cheio de significado.


Não é um T propriamente dito. Na primeira vez que vi a nova logo, achei que fossem apenas "simples riscos". É incrível perceber como a nossa mente liga e completa as coisas. Creio que esse símbolo foi estudado por meio das propriedades da Gestalt - inclusive já fiz um trabalho nesse sentido e divulguei no blog. 

Emerson Garcia



O interessante da nova marca da Tim é que ela pode ter sido inspirada na cultura chinesa antiga. Discussões e polêmicas à parte - A quem pertence o símbolo? - a nova marca ganhou meu voto positivo. 




Vamos à uma marca minimalista que não funcionou agora: Giraffas! Chegou a hora de darmos adeus às girafas alegres, simpáticas e divertidas por essas:




Gostaram? Eu não. Parece que as girafas não tem vida e estão amassadas como um pastel. Em uma conversa que tive com o próprio Layon, ele me disse que sentia vontade de bater um papo e conversar com as girafas antigas, mas não com as novas. É interessante perceber que nem sempre o minimalista é a melhor saída.

A nova logo é moderna e baseada no design flat, mas peca por trazer girafas tão sem sal. Dá pra perceber que a tipografia das letras mantêm-se praticamente igual, deixando-a dinâmica e divertida; que deixaram as imagens planas e minimalistas, mas creio que poderiam mexer mais nos animais.


O design flat foca em imagens planas, tipografia e cor, simplifica elementos e faz uma abordagem minimalista. Os idealizadores da marca da Giraffas utilizaram somente a cor laranja, tipografia e o desenho. 

Se trabalhassem mais nos animais, como fez o ilustrador Luciano Ramos, talvez a nova marca seria mais atrativa.




A prática de deixar as marcas mais minimalistas, não é de hoje. Veja (E se surpreenda) como era a marca da Apple e o que ela se tornou:





Fala sério?! Quem trocaria a maçã mordida pela imagem do lado? (Alô, Samara Andressa!) Engana-se quem pensa que a mudança da marca foi APENAS porque a fruta é mais bonita do que a ilustração de livros antigos. Foi feito um estudo de branding, de um conceito elevado e alto nível de profissionalismo. Ou seja, houve MUITO ESTUDO.


O que se aprende com o redesign de marcas

Precisamos levar em consideração que as marcas não foram desenhadas por acaso e de qualquer maneira. Houve todo um estudo de branding nos bastidores. Até mesmo o design do JJ, um blog não tão conhecido, foi realizado com esforço e pesquisa.

Mesmo que não gostemos do layout das novas marcas, devemos compreender seu processo e o que elas significam. Tais significados devem ser bem trabalhados, para que não haja outro tipo de interpretação. A nova marca da Gol, pode ser bonita e inovadora, mas é preciso entender que os dois círculos que se entrelaçam formam a palavra GOOL, e não GOL. Muito cuidado com tudo isso. J-J








Por: Emerson Garcia

14 comentários :

  1. Adorei o post! A pouco tempo dei inicio a minha loja ecommerce, que leva o nome do meu blog e sei bem que trabalhar a marca é algo muito importante, requer muito estudo. Até porque, esse logo tem que transmitir muita coisa, para que as pessoas possam associar de fato a marca. Não é algo tão simples.

    Bom find! Grande beijo, Fran.
    www.delirioscotidianos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente não é simples.
      Boa semana pra você.

      Excluir
  2. Uma ótima maneira de inovar, criatividade é tudo.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi oi! Sou novo por aqui, acabei de criar um site. Se puder me dar umas dicas :)

    Http://blogrobsonvascovith.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gostei da postagem, como boa publicitária, sempre fico de olho nas novidades das marcas. A única ai que não tinha visto ainda era o do giraffas. Na verdade o que mais me incomodou foi o da Tim, não sei se ficou tão bom, mas com certeza ficou bem atual :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  5. sinceramente, tb já estava acostumada com o logo do insta como estava antes ASHAUHAUAHA

    http://www.16primaverasblog.com/

    ResponderExcluir
  6. Acho que o redesign funciona em alguns casos e em outros, infelizmente não. É sempre um risco mudar algo já tão conhecido (e às vezes amado) pelo seu público.

    ResponderExcluir
  7. Não gosto dessas marcas muito coloridas (efeito gradiente), gostava mais da câmera do Instagram. A logomarca do seu blog é linda, adoro a cor;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Oi Emerson! Eu ri bastante quando você falou da nossa conversa. As girafinhas do Giraffas são sem vida e gostei da alternativa de Luciano Ramos que mantem o design atual, porém com mais vida e simpatia. Parabéns pelo post porque gosto muito desse assunto de marcas e logotipos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse assunto também me atrai bastante, Layon. Ansioso pelo próximo post sobre o assunto.

      Excluir
  9. Sou publicitária e sempre fico de olho nessas mudanças de identidade visual das marcas pra saber o que está em alta ou não. O minimalismo está bombando, né? Confesso que gosto bastante! O gradiente já não me agradou muito, principalmente a logo do Instagram, achava melhor a anterior. A logo do seu Blog ficou demais, parabéns :))
    Beijos,
    #fiquerosa

    Fique Rosa | Meu Canal YT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Minimalismo é o que há! Uma pena que não veremos mais a câmera do Instagram né?
      Obrigado pelo elogio a logo! Os elogios também são estendidos ao autor da logo: Layon Yonaller.

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design