terça-feira, 30 de junho de 2020

Junho Vermelho: a doação de sangue salva vidas



Junho Vermelho é uma campanha da saúde com o intuito de incentivar a doação de sangue entre a população. O sangue é um dos elementos mais importantes de nosso organismo e, não havendo meios para fabricá-lo, sua doação é primordial, salvando vidas. Com isso, a campanha Junho Vermelho tem seu valor, assim como a doação de órgãos em setembro

O mês temático surgiu em 2015, com o movimento Eu dou sangue pelo Brasil. Desde então, o Junho Vermelho tem o objetivo de conscientização sobre a importância da doação de sangue. 

Além do movimento citado, escolheu-se comemorar o mês temático em junho por conta do Dia Mundial do Doador de Sangue, que ocorre desde 2005 com uma comemoração da Organização Mundial de Saúde (OMS) em 14 de junho. A data foi escolhida por também ser o nascimento do médico austríaco Karl Landsteiner, ganhador do Nobel e Fisiologia ou Medicina em 1930 pelo descobrimento do sistema AOB de tipagem sanguínea. 

A Junho Vermelho surgiu no estado de São Paulo, com a lei estadual de 15 de março de 2017 (nº 16.386), sendo promovida em todo o país a partir de então. 

A ideia do mês temático surgiu após a fundadora do Eu dou sangue, Debi Aronis, perceber que seu pai precisava de sangue devido uma doença grave e de observar que o período (junho, por ser frio e o mês das férias) estava com estoques baixos nos hemocentros e hospitais. Ela explica:

“Somente aqueles que enfrentam uma dificuldade e precisam da doação para que familiares ou amigos possam sobreviver sabem da importância desse ato. É um pequeno gesto, individual e gratuito, mas com consequências expressivas."


Com o mês de junho vem o aumento das infecções respiratórias, começam as férias escolares e os acidentes nas estradas aumentam. Consequentemente, os bancos de sangue registram uma queda de até 30% no volume de doações. A campanha, portanto, também é propícia por conta de todos esses fatores. 

Assim, o movimento ganhou corpo, envolvendo governo e população no mesmo propósito, levando em consideração que são realizadas 3,4 milhões de doações de sangue ao ano no país, de acordo com informações do Ministério da Saúde, e que esse número precisa ser aumentado. 

A campanha Junho Vermelho, portanto, é pulsante. Prédios e monumentos públicos são iluminados de vermelho esse mês; campanhas e peças publicitárias são veiculadas; e palestras e oficinas são realizadas. De acordo com Debi Aronis, existe uma facilidade de capacitação de ideias à respeito dos meses coloridos. A iluminação com led e seu baixo consumo energético facilitam a adesão à campanha. Leia sua explicação:

“Mas se por um lado a visualização da cor é imediata, a identificação da cor com a causa não é. Por isso a comunicação e divulgação são fundamentais. Se não, as pessoas ao verem uma fachada iluminada, não saberão a que causa se refere.”


O post de hoje tem como foco a campanha Junho Vermelho, levando em consideração que nem todos tem conhecimento dela. Ele discutirá os seguintes pontos: como funciona o movimento?; como se pode participar da campanha?por que a cor vermelha?; doação permitida à pessoas LGBTQ+; ideias; publicidades e propagandas sobre a Junho Vermelho; e como é feita a doação de sangue e quem pode doar?


Como funciona o movimento?

A Junho Vermelho pode acontecer de várias formas, algumas delas são: divulgação da campanha por meio de redes sociais; palestras sobre a importância da doação, de que forma ocorre o procedimento e explicações de quem pode doar; envolvimento de colaboradores para escolher um dia para todos vestirem vermelho; e a doação propriamente dita. 

Seja de que forma for, é possível apoiar o movimento. 


Como se pode participar da campanha?

A principal forma de participar da campanha é por meio da doação de sangue. Se você não puder doar, pelo menos incentive que outras pessoas a façam. Também é possível distribuir materiais informativos sobre a doação de sangue; divulgar vídeos e mensagens da campanha em suas redes sociais; e organizar eventos, como cafés da manhã, caminhadas, oficinas e palestras. 


Por que a cor vermelha?



O tom foi escolhido por ser a cor do sangue (óbvio), mas também porque é a cor que representa "pare", no trânsito. Na cultura humana adquiriu vários simbolismos, como riqueza, poder, sinônimo do proibido, do violento, do apaixonante e do amor. Não é à toa que o grande Sidney Magal canta "Ah, eu te amo Ah, eu te amo, MEU AMOR O MEU SANGUE ferve por você", um dos seus grandes sucessos. 

A palavra vermelho tem origem no latim vermillus, significando "pequeno verme". O vermelho é um substantivio masculino que significa cor muito viva, correspondendo "a um dos limites visíveis do espectro solar". A cor é associada AO SANGUE, ao fogo, algumas flores (tais como as rosas) e frutas maduras (como maçãs, morangos e cerejas).


Doação permitida de pessoas LGBTQ+




Falando em doação de sangue e em Junho Vermelho, recentemente (ainda em junho de 2020 - dia 14) a classe LGBTQ+ pode comemorar, pois ela pode doar sangue, após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), quando a pergunta sobre homens que fizeram sexo com homens nos últimos 12 meses foi excluída do questionário de triagem clínica da unidade. 

Essa decisão veio após anos de discriminação aos LGBTQ+ e de uma recomendação do Ministério Público para criar um novo protocolo de triagem



Essa foi uma vitória de toda a classe LGBTQ+.


Ideias


A doação de sangue por si só já é um ato interessante e nobre. Agora, imagine atrelá-la a ideias criativas e inovadoras? Nesse tópico, reuni 9 ideias para agregar à doação de sangue. Confira:


1- Viagens grátis para doar

Caso você queira doar sangue, a Uber está com a iniciativa de não cobrar a corrida em algumas cidades do Brasil.


2- Wasted Blood ou Sangue Desperdiçado

Com o intuito de conscientizar as pessoas sobre a doação de sangue de LGBTQ+, foi feito um vídeo que mostra o absurdo dessa classe não doar, sendo um sangue desperdiçado. Assista:







3- Doe sangue e saiba quando seu sangue salvar a vida de alguém

Um serviço do Reino Unido informa doadores quando seu sangue salvar ou melhorar a vida de alguém hospitalizado. Deve ser emocionante receber uma mensagem quando seu sangue salvou a vida de alguém, não é mesmo?!


4- Doador tem meia-entrada

Em 2019, o Senado aprovou o projeto que estende a meia-entrada aos doadores que doarem pelo menos três vezes em um ano. A dobradinha de doar sangue e ter meia-entrada em um estabelecimento de entretenimento nunca deu tão certo. 


5- Doe sangue e ganhe arte

O artista Rodrigo Cordeiro fez uma campanha magnífica em 2018 que consiste em o doador doar sangue e receber prints de artes feitas por ele. A campanha vale para qualquer hemocentro brasileiro. 


6- Doação de sangue no Facebook



A ferramenta Doações de Sangue permite que você encontre solicitações para doar pertinho de onde você reside. Esses pedidos adveem de hemocentros em áreas que precisam de voluntários com urgência. Para doar é preciso ter entre 16 e 69 anos. 


7- Curativos vermelhos




A BETC/Havas promovou, para a Fundação Pró-Sangue, uma intervenção em vários monumentos da cidade de São Paulo, colocando curativos vermelhos nos braços das estátuas de Manoel Borba Gato, Anhanguera, Cristóvão Colombo, Pedro Álvares Cabral, Padre Anchieta e outras. A ideia é identificar o curativo com o utilizado nas doações sanguíneas. A campanha também foi extendida para uma outra, a Eu dou o sangue: Quem doa o sangue merece ser reconhecido e para os jogadores do Corinthians que entrarão em campo com o curativo vermelho nos braços.


8- Desconto da 99 para doadores




A empresa de aplicativo de mobilidade oferece descontos de R$ 30 para doadores irem e voltarem de pontos de coleta de todo o Brasil. Além dessa oferta, os carros da companhia distribuíram panfletos e mais de 5 mil corações anti-estresse, com o código de desconto. 





9- Ministério da Saúde

A organização ressaltou a importância da doação para as pessoas por meio da ação Doe sangue regularmente e ajude a quem precisa, criada pela agência Fields360. Juntamente com a campanha, foi divulgado um vídeo, ações nas mídias sociais (com a hashtag #DoeSangue) e, também a presença de jogadores de futebol que exibiram o adesivo da campanha. 


Publicidades e propagandas sobre a Junho Vermelho

Selecionei 8 propagandas de doação de sangue (A maioria do Ministério da Saúde). Confira:








































Como é feita a doação de sangue e quem pode doar?

A doação de sangue pode salvar até 4 vidas, ajudando desde pessoas anémicas, com leucemia até quem sofreu algum acidente. A doação é um ato 100% voluntário. Muitas pessoas querem doar, mas não sabem como. Por isso, nesse tópico falarei desse serviço tão importante. 


A importância de ser um doador regular

Ser um doador regular ajuda em manter os estoques estáveis, fazendo com que aqueles que necessitem de transfusões regulares ou que passem enfermidades transitórias sejam salvos. 


Como é feita a doação de sangue?

O procedimento é totalmente seguro e realizado com materiais descartáveis, sendo que o doador é assistido por uma equipe treinada em hemocentros e hospitais. 

A cada coleta são retirados 450 ml de sangue, quantidade que o organismo repõe em até 72 horas, não havendo qualquer risco de qualquer problema para o doador. É importante, portanto, respeitar o intervalo entre as doações:

- homens devem esperar 60 dias entre uma coleta e outra ou realizar, no máximo, 4 doações em um ano; e

- mulheres devem esperar 90 dias para doarem sangue novamente ou realizar, no máximo, 3 doações no ano. 


Quem pode doar?

Como falado anteriormente, para doar é preciso ter entre 16 e 69 anos, ser saudável e ter peso acima de 50 kg. Caso tenha entre 16 e 17 anos é preciso uma autorização dos pais ou responsáveis e, se acima de 60 anos, ter realizado pelo menos uma doação até essa idade. 

O interessado em doar sangue precisa ir até uma unidade do Hemoes, apresentar um documento oficial com foto e responder a um questionário. Se tiver almoçado, deve aguardar três horas para fazer a doação. Se tomou a vacina da febre amarela deve aguardar 30 dias para fazer a doação. Já quem se vacinou contra gripe deve aguardar 48 horas para doar. 

No caso de pessoas que testaram positivo para o novo coronavírus podem realizar a doação após 30 dias sem apresentar sintomas. Quem estiver com sintomas gripais não pode comparecer para doação. 

É preciso estar alimentado e não ingerir alimentos gordurosos antes da doação e ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas. 


Critérios definitivos de impedimento

Entre eles estão: ter passado por um quadro de hepatite após os 11 anos de idade; ter evidência de alguma doença transmissível pelo sangue (Hepatite B e C, Aids, HTLV 1 e 2 e doença de Chagas); e/ou usar drogas ilícitas injetáveis.


Critérios temporários de impedimento

Entre eles estão: o período gestacional, período pós-gravidez (90 dias para parto normal e 180 dias para cesariana), amamentação (até 12 meses após o parto), ingestão de bebida alcoólica (aguardar 12 horas após o consumo), exames/procedimentos com utilização de endoscópio (últimos 6 meses), vacina da febre amarela ou sarampo (aguardar 4 semanas após a vacinação); e tratamento dentário cirúrgico (7 dias após o procedimento e/ou suspensão de medicamentos). 

























Se dúvidas persistirem, se informe no hemocentro mais próximo de você. Caso não faça a coleta no mês de junho, se programe  e realize a doação o mais cedo possível.


A campanha Junho Vermelho é um alerta para que as doações aconteçam não só nesse mês mas durante todo o ano. E você já a conhecia? Diga nos comentários! J-J


Por: Emerson Garcia

13 comentários :

  1. espero que os doadores de sangue sejam sempre muito valorizados
    boa semana:)

    ResponderExcluir
  2. Bom dia:- Dar sangue é uma das mais belas acções do ser humano. Poder salvar uma vida é a maior recompensa que pode existir.
    .
    Votos de um dia feliz
    Abraço

    ResponderExcluir
  3. É importante doar sangue para os que podem doar. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Eu já recebi duas transfusões de sangue, mas nunca doei, devia né??
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderExcluir
  5. Um gesto muito nobre
    Infelizmente não posso doar sangue, mas o meu marido e filhas fazem-no.
    Abraço

    ResponderExcluir
  6. é uma campanha muito linda
    aqui na minha cidade o pessoal se mobilizou desafiando um ao outro pela internet, foi um movimento muito legal de se ver

    beijo
    A mina de fé

    ResponderExcluir
  7. Se minha saúde fosse 100% com certeza doaria sangue, é uma campanha linda e ajuda a salvar diversas vidas.

    Beijos
    www.pimentadeacucar.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Èrmerson,
    mais um post supercompleto, bem elucidativo e incentivador para um assunto muito importante. Doar sangue salva vidas.
    beijos
    Chris


    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

    ResponderExcluir
  9. sin duda, un post excelente, buena iniciativa para concienciar.

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Nos siga nas redes sociais: Fanpage e Instagram

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design