sábado, 13 de janeiro de 2018

As estações do ano interferem na natureza, nas nossas relações e em nós mesmos ou "Curiosidades das estações do ano"




Começa hoje a Semana das estações aqui no Jovem Jornalista. O tema surgiu após uma conversa que tive com o colaborador Layon Yonaller. Achei o assunto interessante e abrangente. Para iniciar a semana, trarei algumas curiosidades e conceitos a respeito das quatro estações do ano - verão, outono, inverno e primavera. Procurei fugir de obviedades e de coisas que talvez já saibam. 

Desse modo, nesse post resgato um pouco da história, significados e nomenclaturas das estações, além de, é claro, muitas curiosidades! Vamos lá então?



Breve histórico das estações


Você sabia que até o século XVII o ano era dividido em apenas duas estações? Isso mesmo! O ano dividia-se em veris (bom tempo, estação da floração) e hiems (mau tempo, estação do frio).  Mais tarde o veris subdividiu-se em três subestações - primo vere (primavera), veranus tempus (verão propriamente dito) e aestivum (estio); e o hiems em duas - autumnus (outono) e hibernus (inverno). 

O sistema de quatro estações (verão, outono, inverno e primavera) surgiu a partir desses vocábulos com o intuito de dividir o ano em quatro segmentos iguais, com dois equinócios (primavera e outono) e dois solstícios (inverno e verão).

Alguns países, como a China e a Índia, adotam outros sistemas. Na China existem cinco estações (verão, veranico, outono, inverno e primavera), sendo que cada uma delas é associada a um dos elementos primordiais: verão (fogo), veranico (terra), outono (metal), inverno (água) e primavera (madeira). Já na Índia há somente três: seca e fresca, seca e quente e chuvosa. 

É interessante perceber que o sistema de estações tem a ver com questões ambientais mas também culturais de cada lugar ou país. Ele depende de questões climáticas, da agricultura, sazonalidade de terrenos e monções. 

As estações do ano são definidas de acordo com a insolação ou não da Terra através dos movimentos de translação. Claro que a minha intenção não é dar uma aula de geografia para ninguém, mas foi a partir dos movimentos e dos vocábulos que as estações foram criadas. Achei um vídeo interessante sobre a insolação terrestre no segundo semestre de 2013, assista:






De onde vem o nome das estações do ano? (Outros vocábulos)





"Hibernar" e "Inverno da alma" (Mônica Crema). I Internet



Os nomes das estações foram criados a partir de vocábulos latinos. Abaixo você pode ler o significado de cada uma das quatro estações:  


Primavera (primo vere): início da boa estação;
Verão (veranum tempus): período da frutificação;
Outono (tempus autumnus): tempo de ocaso; e 
Inverno (tempus hibernus): época de hibernação.


Cada vocábulo nos permite diversas conjecturas interessantes. Quando falamos que uma pessoa "faz primaveras" (referente a aniversários), dizemos que ela está entrando em uma nova fase, um novo ano de vida. Quando falamos "vou hibernar" ou que uma pessoa "hiberna", referimos a um tempo ocioso, em que não queremos ter contato com nada ou ninguém. O estado de hibernação de pessoas, animais, flores, plantas e frutas é antecedido pela primavera, quando os indivíduos ficam mais felizes e dispostos, os animais saem dos seus esconderijos e voltam à rotina e flores, plantas e frutas entram em sua melhor fase. As formigas aproveitam o veranum tempus e autumnus para estocar alimentos porque sabem que o tempus hibernus irá chegar. O "Inverno da alma" refere-se a períodos difíceis da vida humana - tragédias, depressão, perda, sofrimento. 









A partir dos vocábulos de cada estação, também é possível perceber outros, como: primaveril, primaveral, veranear, outonal, outoniço, invernada, invernia e por aí vai... De estio vieram estiagem, estiar e estival que fazem referência ao verão. É comum vermos a expressão "estiagem das chuvas" na mídia, jornais e revistas e ela faz referência à época do fim do verão e início do outono quando as chuvas cessam.




Verão







O verão inicia-se logo depois da primavera. Esta é o começo da boa estação e aquele é o tempo da frutificação. No hemisfério sul, o verão inicia-se em 21 de dezembro e termina no dia 21 de março; já no hemisfério norte, começa em 21 de junho e finda em 23 de setembro. 

Essa é a estação mais quente do ano, porque a incidência dos raios ultravioletas (UV) é maior. Quando se fala de verão logo vem a nossa mente sol, praia, muitas chuvas, água de coco, sorvete, picolé. É comum as pessoas viajarem para regiões litorâneas, por conta da estação (verão) e da época (férias laborais e escolares). 

Estudos comprovam que as reações emocionais das pessoas estão ligadas ao clima e a luz ambiental, por isso, elas são mais alegres no verão, que no inverno, por exemplo. O verão é também a estação mais violenta, em que ocorre mais assassinatos, tragédias, agressões e acidentes de trânsito (como Pedro abordou em outubro de 2015).

Várias expressões e conceitos vem a partir do verão. O horário de verão - que inicia-se em outubro e vai até meados de fevereiro - alude à essa estação do ano; amor de verão é algo intenso, solar, mas passageiro; corpo de verão faz referência às mulheres que buscam ter um corpo ideal para ir à praia; e "Rio 40 graus" está relacionado diretamente ao verão. 



Outono






Transição, ocaso e colheita estão relacionados à essa época. Várias mudanças ocorrem na natureza no outono: frutas caem e as folhas das árvores mudam de cor, ficam amarelas e vão ao chão. No hemisfério sul a estação começa no dia 22 de março e termina no dia 20 de junho; e no norte inicia em 23 de setembro e finda em 21 de dezembro. 

No outono os dias são mais curtos porque há menos luz solar incidindo sobre a terra. Como consequência, há uma redução da capacidade de fotossíntese das árvores, daí as folhas perdem a cor verde e caem. De cor verde, elas passam a ter tons vermelhos, laranja e amarelos devido a elementos como Flavonóides, Carotenos e Antocianinas. 

Nessa época, o número de doenças respiratórias também eleva-se, devido ao aumento da umidade e da diminuição da temperatura e luz solar. 

É no outono que se passa o romance Outono em Nova York que conta a história de um casal apaixonado que passa por transições e momentos difíceis, assim como essa estação.



Inverno







Essa é a estação mais fria do ano, em que as noites são mais longas que os dias. No hemisfério sul ela tem início no dia 21 de junho e término em 23 de setembro; no norte ela começa no dia 21 de dezembro e tem seu fim em 21 de março. 

No Brasil o inverno é bem rigoroso, sendo que em alguns lugares da região sul pode até mesmo nevar. No hemisfério norte, por sua vez, as temperaturas baixas e a neve são constantes. 

O inverno pode favorecer o desenvolvimento da depressão, por que a falta de calor é metabolizada pelo organismo e resulta em tristeza e desânimo. O nosso corpo e dentes podem reagir com tremores e podemos, até mesmo, esfregar nossas mãos por conta do frio, buscando algum aquecimento. 

É interessante perceber os filmes americanos natalinos que trazem as varandas das casas com bonecos de neve e com gelo cobrindo as calçadas, pessoas tomando bebidas quentes como chocolate e gemada e vestindo luvas de lã, casacos, sobretudos e toucas. O natal americano é mais espetacular que o nosso, de fato. E os americanos tem a sorte da data coincidir com essa estação do ano. O barato também é como nós brasileiros copiamos os americanos até nisso: compramos globos de neve para decorar nossas casas, bonecos de neve para enfeitar portas e árvores de natal e comemos refeições próprias para o inverno. MAS POXA VIDA! O NATAL AQUI NÃO É NO INVERNO, MAS SIM NO VERÃO! 



Primavera






No hemisfério sul a primavera tem seu começo no dia 23 de setembro e seu fim em 21 de dezembro; já no hemisfério norte ela se inicia em 20 de março e se finda em 21 de junho. Essa época é sinônimo de reflorescimento da flora e fauna e marcada pelas belas paisagens das flores. A temperatura é bastante agradável e os dias são mais longos e as noites mais curtas nessa época.

Também conhecida com estação das flores, a primavera é apreciada pela maioria (senão todas) as pessoas. Pássaros voltam a povoar os céus, as plantas florescem, os oceanos começam a se aquecer, animais como morcegos, ouriços e esquilos saem do estado de hibernação e "acordam". 

Uma festa milenar acontece na China na primavera local, a Festa da Primavera que começa no dia 23 de dezembro e termina em 15 de janeiro. Como o natal para o ocidente, este é o evento mais importante de todo o ano para os chineses (Saiba mais aqui e aqui).  



Festa da Primavera na China. I Internet 


A primavera também nos permite várias reflexões sobre as relações humanas e a vida. Falamos de florescimento de amizades e relacionamentos que outrora estavam em situações devastadoras; de esperanças, para quem viveu momentos difíceis e frios durante o inverno; e de segundas chances, para quem acreditava que situações ruins não teriam fim. A primavera, portanto, é sinônimo de transformação, fé e florescimento. 

Isso me faz lembrar o cd Esperança (DT7) que trazia uma mensagem, assim como um conceito e um encarte, de fé e esperança, que fora, não por acaso, gravado durante o inverno e lançado na primavera. A frase "A primavera chegou" ecoou não só nas letras, músicas e mensagens, mas até mesmo no encarte - que trazia uma capa com o solo sob os efeitos do inverno e uma pequena folha brotando e, internamente, os sinais da chegada da primavera por meio de folhagens, veja:





Mais curiosidades


Para finalizar o post de hoje, o Guia dos Curiosos do UOL divulgou diversas curiosidades sobre as estações do ano. Separei algumas delas, leia:

- Na primavera, os animais hibernantes acordam. Esquilos, morcegos, marmotas, ratos silvestres e ouriços estão entre os bichos que embarcam em um sono profundo para poupar energia durante o inverno.

- O primeiro dia de verão é conhecido como solstício de verão. O termo solstício vem do latim para "sol parado". Nesse dia, o sol fica numa posição que permite que seus raios atinjam a Terra de forma mais incisiva, provocando o aumento da temperatura.

- Há um truque para descobrir a temperatura do ar sem a ajuda de um termômetro: a frequência do cri-cri-cri do grilo oscila conforme a temperatura. É só contar quantos "cris" você ouve em 25 segundos, dividir esse número por 3 e depois adicionar 4, que você chegará a um valor aproximado da temperatura ambiente em graus Celsius.

- A Torre Eiffel, em Paris (França), é 15 cm mais alta durante os meses de verão, devido ao processo de expansão sofrido pelo ferro no calor.

- Durante o outono, é comum os habitantes do Polo Norte presenciarem o fenômeno da aurora boreal. Vista no céu polar, a aurora boreal consiste em descargas de elétrons e prótons emitidas pelo Sol, que se chocam com os átomos e moléculas existentes na atmosfera do local.






Surpreendentes essas curiosidades né? Achei engraçado descobrir a temperatura a partir de cálculos do "cri-cri-cri" do grilo; e interessante a curiosidade sobre o tamanho da Torre Eiffel durante os meses de verão. Sobre esta última, o site Todo Dia chegou a dizer que o monumento cresce cerca de 15 centímetros. Isso mesmo! 15 CENTÍMETROS! Esse fenômeno deve-se a uma lei física (com grifos):

"[...] segundo a lei pela qual o ferro se dilata com o calor, a torre, em consequência, tem de crescer. Calculou-se que a torre é 15 centímetros mais alta no verão do que no inverno. Essa dilatação do ferro, no calor, é que determina às ferrovias manter, de espaço em espaço, uma separação de alguns centímetros ao longo dos trilhos."



Sobre as estações



As estações do ano interferem na natureza, nas nossas relações e em nós mesmos, individualmente. Cada uma delas tem suas peculiaridades e diferenças. Espero que tenham gostado das curiosidades que trouxe e que vocês possam ver uma estação não apenas como um período do ano, mas como algo cheio de significados. Até o próximo post amanhã! J-J





Por: Emerson Garcia

8 comentários :

  1. Que matéria bacana!
    É bem interessante pensar que inúmeras coisas são cruciais para algumas ações e sensação, não é mesmo?

    Até mais. https://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Amei saber das estações.
    Bom inicio de semana,
    Beijokas,
    DMulheresInstagramFanpage

    ResponderExcluir
  3. Isso para mim é pura verdade, então gostei de ler,sim!

    XOXO|| diamonds-inthe-sky.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  4. Nossa, tinha bastante coisa que eu não fazia ideia! Gostei do post e de ter fugido um pouco do óbvio :3

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que agora sabe. Obrigado pelo elogio, Carla.

      Excluir
  5. Nossa, que legal! Nunca tinha pensado na origem das estações.

    Beijos ♥

    Jéssica || Fashion Jacket
    www.fashionjacket.com.br

    ResponderExcluir
  6. Gente, que post mais interessante! Curti bastante as informações e que loucura isso de a torre eiffel ser mais alta no verão haha não sabia que era possível!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo que as informações foram úteis pra você, Gabriela. Pois é, me surpreendi com essa curiosidade da Torre Eiffel também.
      Beijos!

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Nos siga nas redes sociais: Fanpage e Instagram

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design