sábado, 30 de dezembro de 2017

Tendência e influência da 'Pantone': como a Cor do ano é escolhida?

Pantone desde a década de 1960 é referência no que diz respeito às cores. I Pantone®


No último dia 07 a Pantone escolheu a Cor de 2018 - a Ultra Violet (18-3838), ou Ultravioleta, em português. Ela substitui a Greenery. A cor é escolhida baseada em uma série de fatores, percepções e estudos culturais. 



Ultra Violet é a cor escolhida de 2018. I Pantone®




A Pantone é o mais conhecido sistema de padrões de cores do mundo e tem a capacidade de influenciar a moda, design e cultura, além de organizar cores, tons e inovar com novos e exclusivos.

Esse post pretende discutir, um pouco: a importância da Pantone; Em que a Pantone se inspira?o poder de influência da Pantone; a história das Cores do ano; e como a Pantone elege a Cor do ano?


Importância da Pantone

A empresa veio com o objetivo de sanar a dificuldade que as fábricas tinham de imprimir e reproduzir as cores, de modo que o tom de uma impressão fosse fiel ao da outra. Foi assim que em 1963 a Pantone lançou o primeiro Guia PMS que era constituído por 10 cores e códigos para minimizar o número de variações durante a impressão. 

Atualmente a Pantone possui um site em que dispôs uma espécie de buscador de cores a partir de uma paleta seletiva e uma caixa de pesquisa onde o usuário pode digitar o nome ou o número da cor. Chamo isso de unificação, organização e universalização das cores. Isso facilita bastante a vida dos designers, artistas, comunicadores visuais e fabricantes para reproduzir cores da forma mais fiel e precisa possível.



Essa é a cor original da Coca-Cola. I Pantone®



Com os padrões de cores, não teria mais o problema de reproduzir a bandeira do Brasil com tons diferentes do original; em achar o tom exato de azul dos Avatares, em Avatar; ou de imprimir o tom correto de vermelho nas latas e embalagens de Coca Cola. Até mesmo o vermelho da marca famosa de refrigerantes está catalogado na Pantone. Veja, de acordo com o site Follow the colours (com grifos):

"Imagine uma prateleira com garrafas de Coca-Cola em que cada rótulo possui um tom levemente diferente. Tecnicamente, sim, elas são todas vermelhas, mas não é o vermelho correto da marca. Isso pode fazer com que você pense que algumas garrafas são mais velhas do que outras; portanto, a marca não seria lá muito confiável. As verdadeiras garrafas de Coca-Cola em Nova Iorque possuem o mesmo vermelho que as de Londres, México ou Mumbai: Pantone 185. Enquanto a Pantone não vende uma tinta real, a marca sabe especificamente como misturar as exatas proporções de CMYK para produzir a cor."




Guias Pantone é referência para designers, artistas, comunicadores visuais e fabricantes. I Pantone®




São os Guias Pantone que contém as cores, tons e códigos relacionados. É comum vermos uma réplica deles com pintores, fabricantes ou em lojas de decoração. A cada ano esses pequenos livros impressos em materiais resistentes devem ser substituídos, pois com o tempo o catálogo degrada-se, assim como as cores, que perdem seu verdadeiro tom. A digitalização dos tons é a saída para que com a degradação de um material impresso, não se perca a cor real e precisa do catálogo. Leia, de acordo com o Wikipédia:

"Uma solução é a digitalização, com a utilização da biblioteca de cores Pantone em espectrofotómetros. Desta forma, os utilizadores poderiam medir o valor da cor e compará-lo com o valor Pantone directamente, sem ter que o comparar com a versão impressa do guia."





210 novas cores da Pantone. I Pantone®

Em agosto de 2017, a Pantone melhorou sua paleta para moda adicionando 210 cores novas – todas baseadas nos intervalos entre seus guias atuais, no que os clientes desejam, e para onde as tendências de cor estão indo. 



Um Guia Pantone não é confeccionado do nada ou sem um porquê, mas seus tons podem ser inspirados na sociedade, cultura, moda, tendência, design, entre outros. O site Farfetch explicou isso:

"[...] uma cor pode ser inspirada pela tonalidade de um vestido, cachecol ou lenço de seda encontrado por um color expert em um mercado no Marrocos, por exemplo, ou ainda remeter à penugem de um pássaro. Outras vezes, uma nova cor está relacionada a alguma tendência mais geral ganhando força em determinado momento."


Em que/quem a Pantone se inspirou ao criar a cor de 2017, o Greenary? Quais foram os embasamentos da marca ao produzir o Ultra Violet, tom de 2018? O Rosa Quartz e Azul Serenity surgiram de que? É claro que essas cores foram inspiradas em algo, e é disso que falarei agora.


Em que a Pantone se inspira?

A primeira inspiração - incontestável - é a natureza, pois é dela que as cores vieram, em uma análise racional e humanista. Mas a Pantone também se inspira na moda, lifestyle, design urbano, arquitetura, entre outros. E depois de buscar inspiração nesses campos, é a própria empresa que reinspira-os, em uma espécie de "retribuição".

Agora, irei dividir as inspirações da Pantone por tópicos:


Moda e lifestyle

Desfiles de moda tem sido uma das principais inspirações da Pantone, pois eles apresentam as cores e tons que estão em alta. Em 2017, por exemplo, o Instituto de Cor Pantone (um dos inúmeros departamentos da marca) criou um guia das cores que foram tendência nas passarelas, o Cores da moda Pantone 2017. O Azul Niagara e o Laranja Flame, por exemplo, estiveram presentes em vestidos e looks e foram inspiração para que a Pantone adicionasse as cores ao seu catálogo.




Azul Niagara na moda. I Pantone®





Laranja Flame nas passarelas. I Pantone®



E as cores da moda, são como ela própria: vão e voltam como tendência, criação de estilistas e como tons cromáticos também. 


Natureza

O Greenary, cor de 2017, teve como inspiração clara o verde calmo e tranquilo da natureza, árvores e plantas, além de ser sinônimo da vitalidade de áreas naturais, cheias de oxigênio. Essa é uma das inspirações mais fáceis de ser encontrada, pois a natureza nos apresenta uma diversidade de cores, tons, possibilidades. 




Greenery por todo lado na natureza! I Pantone®


Design urbano e Arquitetura



A arquitetura e o design urbano também influenciam a Pantone. I Imagem da Internet

Estes também tem pautado as cores da Pantone, por meio de tintas, mobiliários, objetos de decoração e design industrial. 


Em minha opinião, o diálogo existente entre as mais diversas áreas e a empresa de padrões de cores, permite um processo criativo elevado no que diz respeito à criação e propagação de tons. Desse modo, parcerias entre a Pantone, design e moda são sempre bem-vindas e pertinentes, pois, embora a empresa seja referência no ramo das cores, ela não quer ser vista como autoritária e dona exclusiva delas, como disse Min Lew, diretor criativo e empresário da Base Design de Nova York logo após de firmada uma parceria com a Pantone:


“Na primeira vez em que conhecemos a Pantone, eles realmente se viam como autoridades em relação às cores, mas também queriam ser vistos como parceiros de criatividade, quem está bem ao lado dos designers como uma inspiração”.




O poder de influência da Pantone





Produtos da marca Pantone dominam o mundo. Você já conhecia algum desses? I Pantone®


Não somente no ramo das cores que a marca tem ganhado impulso por todo o mundo, mas ela tem se aventurada em lançar produtos e novas coleções que vem para ditar moda e influenciar pessoas, sendo uma excelente iniciativa de marketing. São inúmeras outras vertentes que a Pantone trabalha, como: as Cores do ano, o Instituto de Cor Pantone, Hoteis Pantone, e até mesmo Cafés, além de produtos como gadgets, relógios, calçados, canecas, cases e teclados de iPhone, coleções de maquiagem - que formam a Pantone Universe Footwear. Além disso, a empresa criou uma cor em homenagem ao cantor Prince e o amarelo exclusivo dos Minions, em parceria com os donos da animação. 





Pantone realiza parcerias exclusivas com a indústria cultural, seja com animações ou música. I Pantone®




Uma influência da Pantone também é o shopping virtual que a empresa possui em seu próprio site onde disponibiliza diversos produtos - casa, mesa, cosméticos, roupas, calçados e banho - nas cores de cada ano. Já estão à venda, por exemplo, produtos na cor Ultra Violet. Essa é uma mais uma jogada de marketing da empresa que também tem rendido lucro junto com outras lojas online como a Amazon

Todo esse leque de serviços tem permitido à Pantone alcançar posição elevada nos mais diversos ramos e áreas, visibilidade, rentabilidade, entre outras vantagens. 



História das Cores do ano



Desde a virada do milênio no ano 2000 que a Pantone anuncia a Cor do ano. 17 cores já foram escolhidas pela marca. O anúncio da cor para o novo ano é realizado sempre no início do mês de dezembro. A Cor do ano, para a Pantone e várias outras entidades, é um momento que serve de orientação estratégica para o mundo da tendência, moda, design, etc. Essa escolha reflete em como o Instituto da Cor irá trabalhar anualmente.

A primeira cor escolhida foi o Cerulean, um tom de azul que transmitia otimismo e tinha tudo a ver com o ano e a entrada de um novo milênio. O vice presidente da Pantone, Ron Potesky, relembra o contexto em que a cor foi escolhida:


“Foi um momento emocionante, mas foi também um momento assustador. Você tinha todas essas informações sobre pessoas que querem mais substância para suas vidas, a virada do milênio. Tínhamos que chegar com uma resposta a todo aquele entusiasmo e uma resposta ao medo, usando a cor para fazer isso.”



Abaixo eu mesmo montei uma linha do tempo com todas as Cores do ano já escolhidas pela Pantone. A leitura pode se dar de cima para baixo (da cor mais recente para a mais antiga) ou de baixo para cima (da mais antiga para a mais recente). Veja:



Todas as cores da Pantone da mais recente (Ultra Violet, 2018) para a mais antiga (Cerulean, 2000) ou da mais antiga (Cerulean, 2000) para a mais recente (Ultra Violet, 2018). I Pantone®


Como a Pantone elege a Cor do ano?


A Cor do ano da Pantone não é escolhida de forma aleatória ou por acaso. Ela é resultado de pesquisas e estudos aprofundados realizados pelo Instituto da Cor Pantone durante meses. 

A empresa conta com departamentos específicos, onde pesquisadores e profissionais de áreas diversas (design, comunicação, moda, entretenimento, etc) analisam o comportamento das pessoas de todo o mundo e percebem como elas influenciam outras com seus gostos. Esse trabalho é conhecido como Coolhunting, ou seja, observação das pessoas e do mundo, a fim de definir novas tendências. Depois de relatórios detalhados durante um ano inteiro, a empresa consegue detectar e definir preferências para os próximos 12 meses.

A Cor do ano é escolhida a partir de percepções das emoções culturais e sentimentos, de tal modo que ela seja a cara daquele ano ou do momento que o mundo inteiro vive. Elege-se, então, um tom que tenha a capacidade de definir os problemas e as vitórias do período atual.

Para que você tenha uma ideia de como a Cor do ano é escolhida, falarei de quatro tons e o porquê que foram selecionados para determinado momento. 


Emerald



Emerald, cor de 2013 segundo a Pantone. I Pantone®


Não havia outra cor para representar o ano de 2013, a não ser Emerald, pois ela significava para a época crescimento e renovação logo após um período de crise mundial.



Azul Serenity e Rosa Quartz



2016 foi marcado por duas cores, segundo a Pantone. I Pantone®


Pela primeira vez em 2016 duas cores foram escolhidas como Cor do Ano. Essas que eram criadas com o intuito de minimizar o clima de tensão e violência que havia marcado o globo terrestre meses antes. Estudos comprovam que o Azul Serenity e o Rosa Quartz criam uma atmosfera de segurança, paz e ordem.



Greenery

O verde que não caiu no gosto do público. I Pantone®


O Greenery, mesmo que tenha sido uma cor bem pensada, não caiu no gosto do público, talvez por ser um tom que provoca opiniões bem dúbias. A cor foi escolhida para 2017 por representar um novo começo e incitar revitalização e oxigênio. 



Ultra Violet


A cor de 2018. I Pantone®



Ultra Violet foi a cor selecionada para representar o próximo ano, 2018. Em uma época de originalidade, espírito visionário, misticismo e espiritualidade, a cor vem para transgredir o sistema e criar novas possibilidades. Estou lendo o livro A psicologia das cores: Como as cores afetam a razão e a emoção de Eva Heller e nele fala exatamente que esta é a cor mais inventiva e criativa e a menos racional existente. Acredito que ela tenha sido bem escolhida e que será um sucesso, ao contrário de Greenary. Saiba mais dela aqui.



As cores na sociedade



Universo Pantone. I Imagem da Internet.


Antes mesmo da humanidade vir a existir, as cores já eram presentes no ambiente e na natureza. Elas possuem a capacidade de nos influenciar, gerar sentimentos e emoções. O trabalho da Pantone com as cores é extraordinário, assim como suas parcerias com as mais diversas áreas do conhecimento. É interessante como as cores pautam tendências na moda, design, indústria cultural, entre outras áreas, e como a sociedade é influenciada por isso. O processo de utilização de novas cores e tons é extremamente rápido: depois de marcar presença nas passarelas, ele é encontrado em decorações de interiores, produtos, objetos. O mesmo acontece quando a Pantone dita a Cor do ano: daí vários produtos passam a ter o Tom do ano. O processo de utilização das cores, portanto, é cíclico, rápido e com efeitos globais. J-J


Por: Emerson Garcia

8 comentários :

  1. Gostei muito de conhecer sobre a Pantone. Como design, nos software uso bastante o sistema de cores dele. A infinidade de escolha é infinita rs. Achei bem legal como se dá o processo criativo na escolha da cor do ano. Também gostei bastante da cor de 2000! Mas a minha preferida é a de 2016, e ela fez tanto sucesso! Ah! Já vi uma bicicleta e cadeira Pantone, nossa fiquei apaixonada rs. E como queria esse Guias Pantone!

    rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou de conhecer. Tive a ideia de trazer essa informação para os leitores, que fugiu um pouco da Cor de 2018. A cor (ou cores) de 2016 realmente foi incrível e uma febre mesmo.

      Excluir
  2. Vai chegando o final do ano e já fico toda ansiosa pra saber qual cor será escolhida, rs. Mas confesso que não sabia mt sobre a Pantone. Adorei saber! Feliz ano novo!!

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo que agora sabe pelo JJ. Fico grato por isso.
      Feliz ano novo!

      Excluir
  3. Eu comecei a acompanhar quando falaram de Marsala que eu adorei, achei a cor bem diferente e linda! Já sabia desde Emerald, mas não levava muita fé. Com Azul Serenity e Rosa Quartz eu lembro que foi uma febre! Eu gostei da Greenery, um verde bem vivo e esperançoso, sei lá, é o que me passa. Gostei bastante da Ultra Violet porque é uma das minhas cores favoritas, roxo/violeta/lilás ♥ hahaha! Adorei esse post super completo!

    Se eu demorar pra passar no seu blog, já te desejo uma boa entrada de ano e um feliz 2018!

    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adorei a cor de 2018, e a de 2016 nem se fala... Eu gosto muito de verde, então também achei interessante a cor do ano passado.
      Um bom ano novo pra você, Thami!

      Excluir
  4. A que gostei mais foi a Emerald. Muito informativo este post, fiquei a saber detalhes que não sabia. Bom trabalho!!1
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Marisa. Fico feliz com elogio e por te informar.

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Nos siga nas redes sociais: Fanpage e Instagram

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design