segunda-feira, 17 de outubro de 2016

O dia em que um desenho provocou discussões profundas

O motivo da discussão.

Vários desenhos infantis não são apenas infantis mas levam a discussões sérias. Há alguns meses via uma animação da Discovery Kids chamada Meu amigãozão. É uma série animada brasileira e canadense baseada em um curta de 2005 de quase mesmo nome (Amigãozão), criada por Claudia Koogan Breitman e Andrés Lieban e co-produzida pelo estúdio 2DLab e a empresa canadense Breakthrough Animation. Sua primeira exibição foi em 9 de agosto de 2010. O desenho conta com duas temporadas, totalizando 52 episódios.

A animação narra a estória de três crianças de 5 anos que gostam de se divertir e brincar. Yuri é inteligente, independente e feliz, além de ter uma imaginação bastante fértil. Lili é a irmã mais velha de três irmãos mais novos, o que a deixa mais madura e com a personalidade forte. Matt tem bastante energia e curiosidade. Dos três, é o mais levado. Cada criança possui o seu amigãozão. O de Yuri é um elefante azul chamado Golias; o de Lili uma girafa rosa, a Nessa; e o de Matt um canguru verde, o Bongo. Nos episódios, os animais acompanham seus respectivos amigos nas mais incríveis aventuras:

"[...] os bichos são os melhores companheiros das três crianças: Golias (o elefante) não desgruda de Yuri, um menino que tem lá suas dificuldades de dividir o que é seu; Bongo (o canguru) finge ser mais corajoso do que o peralta Matt, numa tática para fazer o menino pensar bem antes de se arriscar; e Nessa (a girafa) é tão doce que amolece até Lili, que se acha a dona da verdade". (O Globo)


Cada animal foi criado na medida certa para as crianças, dosando e equilibrando suas personalidades, além de as ajudarem em seus desenvolvimentos, relacionamentos e conflitos. A idade de 5 anos é uma fase cheia de mudanças na vida da criança: ela não é mais bebê, tem que interagir com outras crianças e frequentar a escola. É o primeiro choque de realidade, em que ela aprenderá que o mundo não gira ao seu redor. Desse modo, os superanimais irão auxiliá-las nesse sentido:

"Voltada para crianças de 3 a 7 anos de idade, a animação têm esses animais como “amigos conselheiros”, que vão ajudar três pequenos que estão naquela fase de irem pela primeira vez à escola, o que resultará em ficar longe dos pais e criar novas amizades. Ou seja, eles servem como uma metáfora de três grandes amigos, no sentido de verdadeiros". (G1)


Tendo toda essa dinâmica do desenho em mente, vamos ao motivo desse post. Há algum tempo atrás, assistia ao Meu amigãozão com um olhar crítico e cheguei a minha conclusão que os animais em questão eram amigos imaginários das crianças e funcionavam como um alter ego delas. Sim, eu estava enganado!


Superanimais imaginários?

Claro que tive que dividir meu ponto de vista com alguém: meu sobrinho de 11 anos que cresceu assistindo a animação. Essa discussão - na época (13 de fevereiro de 2016) - parou no Facebook:





De um lado estava eu (#teamimaginários), do outro meu sobrinho (#teamreais). Argumentei com ele que os animais sumiam quando os pais ou os irmãos das crianças estavam em cena e que "era muita coincidência" eles parecerem tanto com seus donos. Golias (elefante azul) tem os olhos puxados, a cara arredondada e um tufo de pelo ("cabelo") como o seu dono; Nessa (girafa rosa) usa óculos e tem dois laços rosa na cabeça como Lili; e Bongo (canguru verde) mesmo estilo e cor de cabelo que Matt. 

As crianças tem uma mente muito fértil e imaginativa. Quem se lembra do elefante Bing Bong, amigo imaginário de Riley, em Divertida Mente? O animal era extravagante, rosa, tinha o rabo felpudo e patas em dois tons de cores. Riley quem criou seu amigo imaginário. Ela deu forma, rosto, cor e emoções a Bing Bong. À medida que Riley amadurece e cresce, o elefante desaparece, em uma das cenas mais tristes do longa de animação (#todoschora). Achei que em Meu amigãozão seria a mesma coisa. 





Meu sobrinho (#teamreais) disse que os superanimais moravam nas casas e que apenas os lugares que as crianças vão são imaginários. 


Fim da discussão


Criadores de Meu amigãozão



Foi na tarde de ontem que essa polêmica foi solucionada. Víamos o desenho e tive a ideia de pesquisar sobre. A resposta foi surpreendente e fez com que meu sobrinho ganhasse a "competição". 

Na verdade, TODOS OS ANIMAIS EXISTEM (pelo menos na animação). Cada animal é como se fosse um AMIGO REAL, um bicho de pelúcia ou um companheiro das crianças. Quem disse isso foi nada mais, nada menos, que os próprios criadores do desenho (grifos meus):

"Os animais em questão não são amigos imaginários. São apenas inesperados, mas que cumprem um papel importante: ajudam Yuri, Matt e Lili a vencerem suas próprias barreiras e a se relacionarem. É como acontece com muitas crianças que depositam uma carga emocional em algum objeto de estimação e, ao lado dele, se sentem mais confiantes." (Andrés Lieban) 


Confira o que disse o G1 também:

"O aspecto inusitado deles até sugere que possam ser imaginários, o que não é o caso - eles são quase que brinquedos com personalidades".


É como se uma criança tivesse um brinquedo que gostasse muito e não se separasse dele. Por exemplo, quando eram crianças, vocês deveriam ter uma boneca, um carrinho, bicho de pelúcia ou um animal de estimação que gostassem muito, né? Esses brinquedos existiam, eram visíveis e palpáveis. O bicho de estimação ou o urso de pelúcia não estavam na sua cabeça. A mesma coisa são os animais de Meu amigãozão: eles não são imaginários. 

O fato é que toda criança teve um amigo, que fosse imaginário (ou não) e no desenho mostra exatamente isso: não só Yuri possuía um amigo, assim como as outras crianças.

"O menino Yuri, de 5 anos, sempre quis um elefante em vez de um cachorro. Quando o atrapalhado Golias surge em sua vida, ele se surpreende ao ver que na sua escola outras crianças também têm “amigãozões”". (G1)


A importância de ter um amigo (imaginário ou não)


Revista Crescer


É de suma importância que vivamos em convivência com outras pessoas e interajamos com elas e isso deve aparecer desde cedo. A criança que não interage com outras, tem problemas que precisam ser solucionados. Criança gosta de se divertir e brincar com as outras. 

É importante alimentar a imaginação fértil da criança, pois isso ajuda no seu desenvolvimento. Aos responsáveis, comprem um animal de estimação, deêm a ela um brinquedo e deixem-nas que brinquem com outras crianças. Não a restrinjam se ela tiver um amigo imaginário. Para a revista Crescer, no artigo Seu filho tem um amigo imaginário? Saiba como agir, o amigo imaginário não deixa a criança alienada, mas a ajuda lidar com questões cotidianas:

"O amigo imaginário é apenas uma das formas de lidar com a realidade, e não está diretamente relacionado ao nível de criatividade e imaginação". 


O periódico ainda discute que para outras crianças algo palpável e real - como um brinquedo ou bicho de pelúcia - ajuda mais em seu desenvolvimento mental e social:

"Para muitas crianças, é mais fácil usar uma boneca ou um bicho de pelúcia para entrar nesse jogo simbólico de fantasia. Algumas fingem ser outra pessoa, outras cantam. E tem aquelas que inventam um amigo só seu, com pensamentos, vontades e conselhos sob medida para atender aos anseios de seu criador".




E é exatamente isso que acontece em Meu amigãozão né? A animação imitando a realidade e vice-e-versa!





Então, fica o meu recado aos adultos... Deixem que as crianças: possuam a imaginação de Max, de Onde vivem os monstros; a criatividade de Bob, de O fantástico mundo de Bob; a inventividade de Doug, em Doug; mergulhem em um mundo fantástico, como a filha de Evan Danielson (Eddie Murphy) em Imagine só!; e tenham companheiros reais como os de Matt, Lili e Yuri em Meu amigãozão. J-J


P.S.: Esse texto é dedicado a todos os adultos que possuam filhos, irmãos, primos, sobrinhos, afilhados, etc.




Por: Emerson Garcia

7 comentários :

  1. hahaha mistério resolvido! Nunca assisti.

    rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Adoro esse desenho e super me divirto com ele, minha irmã mais nova ama e diz que tem amigos como eles.
    Art of life and books.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse desenho tem muita coisa boa a ensinar, realmente.

      Excluir
  3. Mesmo sendo apaixonada por desenhos nunca assisti esse, acredita? Aposto que é super bacana. ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Emerson,
    Eu gosto muito de animação, porém nunca assisti esse. Gostei que desvendou o mistério e deve ser bem divertido.
    Bjs❤
    Abrir Janela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conseguimos desvendar o mistério. Demorou, mas resolvemos. Embora não tenha acertado na teoria rsrs

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design