quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Quinta de série: Narcos





O Quinta de série dessa semana traz uma série reflexiva, baseada em fatos reais. Trata-se de Narcos, uma produção da Netflix, que conta a história de um famoso narcotraficante colombiano chamado Pablo Escobar, interpretado por Vagner Moura. 




A produção conta sua história desde o início até sua ascensão, como um perigoso chefe da máfia de cocaína. Pablo foi famoso, por ser extremamente ardiloso, incompassivo, violento, que tinha tudo, mas que guardava um rancor e um vazio dentro de si. Faturava milhões de dólares em seus contrabandos, possuía mulheres belíssimas, mas não estava satisfeito, mesmo sendo um dos mais ricos, segundo a revista Forbes

A história é baseada no realismo fantástico, ou seja, a história aconteceu, mas é difícil de acreditar em algumas coisas, daí o lado 'fantástico'. Poucos acreditariam que Pablo contratou um grupo de esquerda - o M19 - para invadir o Palácio da Justiça; que ele foi procurado por muito tempo pela polícia federal, e foi difícil de achá-lo; que ele ficou preso em um lugar que pouco parecia uma prisão; que ele meteu fogo em vários patrimônios e facas em vários homens. Para parecer menos irreal, o cineasta José Padilha utilizou de materiais de arquivos na série, por isso, ela conta com gravações e pronunciamentos da época.




O trabalho de produção, fotografia e escalação de atores está primoroso. Perseguições cinematográficas, com alto teor histórico, atuações excelentes - como a de Vagner Moura e sua evolução na língua espanhola no decorrer dos episódios; atuação de estrangeiros e atores, que mandaram muito bem nos papéis de perseguidores de Escobar; além de bons ganchos sociais, que coloca cada pessoa que assiste em um nível de reflexão.




É impossível não sentir-se impactado com o mundo do tráfico, e do jogo de poder por conta do pó branco. É mais do que uma série. É uma verdadeira mobilização social. O cineasta brasileiro José Padilha diz: 

"Quando eu exponho a dinâmica do tráfico de cocaína, como ele começou e qual foi a reação dos Estados Unidos, eu procuro ver o que existe nesse processo limitado. E que talvez nos ensine alguma coisa".




A temática das drogas é uma reflexão bem atual na mídia. Vemos, por exemplo, esse problema na perspectiva do usuário, e como ela acaba com a personalidade e o meio em que esse indivíduo vive, em Verdades Secretas, que acaba amanhã (25). A droga degrine o físico e o psicológico do usuário, sem ele perceber. Ele é iludido pela droga e acha que sairá dela, mas, de repente, se vê engolido em uma armadilha sem fim. Passa a viver como bicho, perde a noção da realidade e convívio, não tem cuidados com sua aparência, e o mais triste: fica suscetível às piores situações que se pode imaginar.

Grazi Massafera no papel de Larissa, 'crackeira', que foi abusada em um dos últimos episódios de Verdades Secretas.


O foco de Narcos é diferente, mas não deixa de ser dramático. Será possível acabar com o tráfico de drogas matando o líder dessa máfia? Será que apenas o capturando e o exterminando, estaríamos acabando com esse problema? Negligenciar o consumidor dessa droga devastadora seria a atitude correta? Não adianta muita conter o líder do tráfico, quando a droga já ultrapassou fronteiras e já chegou em toda a América e Europa. Milhares de pessoas são devastadas por causa desse pó todos os dias.




A série consegue retratar esse problema social, em uma atmosfera mais econômica e política. Traça-se um perfil que mostra a força colombiana, por meio desse comércio, e a normalidade do narcotráfico. Enquanto em outros países é tratado como "realismo fantástico", em terras colombianas é uma atividade normal. A própria figura de Pablo Escobar é vista como heroica, salvadora e carismática, por alguns. 

Percebe-se também a questão política, por meio de uma outra força nacional: a americana, que utilizou de todos os subterfúgios, acordos, policiais preparados, e enfrentou o Cartel de Medellin apenas com o ataque a oferta das drogas, realizando uma guerra, com o único objetivo de enfraquecer o líder, Escobar. Com isso, percebe-se o poder político, que nos leva a reflexão da série ser mais ideológica, preocupada em mostrar o poderio colombiano e americano (Claro que não podia faltar), do que solucionar, conscientizar, focar, abordar, em um problema social e de saúde pública, que já tem devastado milhões. A personagem Larissa está aí. Ninguém pode negar.




Narcos é excelente, em alguns aspectos, mas ao analisar essa produção, percebo que ela preza mais pelas perseguições cinematográficas, enaltecendo alguns personagens, enfocando em uma política de combate às drogas, concentrada apenas na oferta, em detrimento de questões mais sérias e difíceis de lidar.


Aspectos técnicos

A fotografia de Narcos é primorosa, e não poderia deixar de ser, já que trata-se da qualidade Netflix. A série é toda em inglês e espanhol (mais espanhol do que inglês). Na maior parte do tempo que a assisti não precisava de legenda, pois o meu espanhol até que está bom. 

Não tem como deixar de comentar sobre a atuação de Vagner Moura. O cara já é um dos grandes atores consagrados fora do Brasil. Seu espanhol vai tornando-se menos 'portunhol' no decorrer dos episódios, e o cara levou o trabalho à sério, ao engordar 20 quilos para o personagem. Segundo Padilha, "Escobar era gordo porque passava o dia inteiro fumando maconha e, quando batia a larica de noite, comia literalmente tudo que estava dentro da geladeira. E repetia tudo no dia seguinte" (Fonte).

Aliás, o destaque também vai para os outros atores, que aceitaram a difícil tarefa de incorporar pessoas reais, muitas delas vivas. O ator Pedro Pascal passou um tempo em Quantico, convivendo com o personagem que interpretou na série: É a primeira vez que eu poderei interpretar alguém que é uma pessoa de verdade e que ainda está vivo”, ele diz

Além da documentação apurada, o que garantiu semelhança com o mundo real foi a boa ambientação da série. 

"Como o traficante (Pablo Escobar) gostava de fotografar a si mesmo e seus companheiros, isso permitiu que os produtores pudessem recriar perfeitamente as roupas, acessórios e até mesmo os estilos de bigodes que os personagens usavam", diz Padilha.

As cenas de ação de Narcos são de tirar o fôlego, e ela está sendo comparada como a "Game of Thrones do mundo das drogas"

"Só que nós não precisamos de dragões. Nós temos cocaína", ator Pedro Pascal.




Fiquem com o trailer! Infelizmente não é legendado. A segunda temporada estreia em 2016. J-J







E aí, o que acharam da temática da série? Quais são suas reflexões sobre o tráfico de drogas?




Por: Emerson Garcia

21 comentários :

  1. Eu assisti e amei. Super interessante e bem feita.

    bjs Má
    www.2betrend.com.br

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia essa série, parece ser bem interessante. Nunca assisti essa novela com a Grazi (não assisto canais brasileiros aqui), mas já li por aí e pelo jeito ela está se saindo mto bem nesse papel. Uma loucura esse mundo do tráfico, das drogas, acho uma pena que tantos se iludam e acabem entrando nesse "beco sem saída".
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Estou no meio desta série, e louca para falar sobre ela no blog...
    realmente é uma série de tirar o folego, fora que Wagner Moura é rei! sou louca por ele e por isso estou tentada a torcer pelo Pablo escobar! hauahuah Mas falando sobre as drogas, é realmente absurdo o dinheiro que ele fazia com a cocaína...

    Bjos
    JuJu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Série bem interessante! Pois é. A atuação dele está muito boa, e é absurdo imaginar o que a cocaína pode comprar e o que ela pode arrecadar.

      Excluir
  4. Eu to louca para assistir essa serie!! Estão todos falando muito bem e vamos falar a netflix está arrasando nas novas series. Você já viu the returned? não é a mesma coisa que Narcos é mais suspense é bem legal e esta disponivel na netflix também.

    www.descrevendonuvens.com
    www,facebook.com/descrevendonuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vi a primeira temporada toda e já falei dela no blog. Uma pena que tenham cancelado. Mas até entendo. O roteiro tinha falhas.

      Excluir
  5. Já ouvi falar tanto dela. É interessante saber mais sobre esse mundo, ainda mais quando é baseado em fatos reais.

    rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Nunca assisti. Sou viciada em séries, vejo mais de 20 :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senta aqui! Você é das minhas haha. Acho que vejo um pouco mais que você. Sou viciado também.

      Excluir
  7. Adoro as interpretações do Wagner Moura.
    http://cristadelicada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Hello from Spain: Pablo Escobar is also a character known in Spain for drug trafficking. In my country the police chase much drug trafficking. I think to end drug trafficking must liberalize its sale. There are too many gangs around the drug. Keep in touch

    ResponderExcluir
  9. Adorei a maneira como você escreve, posts muito completos e cheios de informação. Parabéns ! A Netflix está investindo pesado nas séries, bom pra gente, né? :)
    Beijos!

    Fique Rosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. Verdade! A qualidade Netflix é fora de sério.

      Excluir
  10. Adorei seu embasamento frente a série! Essa questão de drogas realmente é muito relativa! Acabar com o "chefão" não afastará as pessoas de consumirem, pq é algo que se encontra em qualquer esquina, infelizmente! Adorei os potos relacionados! Belo texto!

    Quanto a série, irei começar a assistir em breve! É muita séries para pouco eu:/ Estou assistindo Breaking Bad e estou adorando e é uma série tb que aborda esse assunto de drogas!

    Beijos!

    www.rebobineosfatos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Nunca vi BB. Talvez algum dia tenho disposição de ver. Acho a história um pouco parada.

      Excluir
  11. nunca vi, mas o post e o trailer deixaram-me muito interessada! :)

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia essa série mas vou já assistir!
    Blog / Facebook / Instagram

    ResponderExcluir
  13. Narcos está na minha lista. Até agora não conheci uma série ruim do Netflix (kk) Mesmo não assistindo a série eu sei que ela é bem diferente da novela global, da qual eu acompanho. Eu sei que Walcyr Carrasco dá muitas escorregadas no roteiro, mas mesmo assim gostei muito da trama e vou acompanhá-la até o fim, foi um avanço muito grande em questão de estética, produção, trilha sonora e talvez até direção. Mas basicamente vejo que a série fala dos traficantes e a novela foca os usuários.

    Ótimo texto

    Abraços

    Beto

    blogcoisastriviais.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdades secretas foi um verdadeiro tapa na sociedade. Mas a história, fotografia, trilha sonora, eram muito bons. Concordo com você que a trama se perdeu também.

      Excluir
  14. Também sou um dos que não conhecia essa série, mas me interessei. Vou ver se consigo assistir por aqui.
    Abraços.

    http://rafaeljviana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design