sábado, 25 de março de 2017

Eu vi #10: marca d’água em desalinho, publicidade gratuita, falso “ao vivo” e uma coleção de erros de português




 Comecei 2017 vendo bastante detalhe na TV.

Voltamos com o segundo ano do quadro Eu vi onde coleciono detalhes pitorescos da televisão brasileira. O primeiro texto desta série em 2017 é um apanhado que fiz tanto em 2016 quanto neste ano. Com marca d’água que volta a área de segurança (safe area), um descuido com o que se escreve no gerador de caracteres (GCs) e ainda publicidade gratuita em programa de entrevista na TV pública.


Marca d’água em desalinho


Selos da Band e BandNews TV dentro da proporção 16:9 apesar da mudança feita no ano passado. | TV Bandeirantes e BandNews TV



Assim que mandei ao editor-chefe o último Eu vi no ano passado, já em 18 de dezembro de 2016 flagrei no aplicativo da Band, durante o programa Pânico na Band, o selo da emissora no antigo lugar (canto inferior direito), ao mesmo tempo onde estava o AO VIVO (canto superior esquerdo), enquanto o selo transparente não aparecia.

Já no ano seguinte, em 08 de janeiro de 2017, a Band, Rede Vida e a BandNews TV (pelo menos na manhã de 09 de janeiro de 2017) por motivos desconhecidos colocaram suas marcas d’água de volta a safe area e do nada voltou ao formato de tela panorâmica (widescreen 16:9).


O básico sobre proporções de tela: safe area, 4:3 e widescreen. | ilustração: LAYON YONALLER




As redes Bandeirantes e Vida, neste dia 08, uma hora colocavam seus selos na safe area, outra hora reposicionavam de volta ao formato widescreen. Confira:


Marcas d’água da Band e Rede Vida em lugares diferentes no mesmo dia. | TV Bandeirantes e Rede Vida



P.S.: menção a afiliada do SBT no Mato Grosso

A emissora Bem TV, afiliada do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) em Tangará da Serra (MT), exibiu – ao menos no que vi em seu site – a antiga marca d’água da rede de Silvio Santos (pequena e na safe area) ao mesmo tempo em que o novo selo (grande e na área 16:9). O ocorrido no dia 19 de fevereiro de 2017 às 20h38 (horário de Brasília) mostrou que o selo antigo não saía nem na hora do intervalo comercial. Veja:


Afiliada mato-grossense do SBT exibe selo antigo na safe area. | Bem TV



Falso “ao vivo” na tela do BandNews TV


Telejornal GRAVADO dizendo para ver a transmissão “AO VIVO.” | BandNews TV



Assim como sua concorrente GloboNews, que deixa o selo AO VIVO mesmo sabendo que o que passa em sua tela foi gravado, o canal de TV paga BandNews TV fez a mesma coisa: o Jornal da Band (exibido originalmente na TV Bandeirantes às 19h20 e reprisado às 20h30) foi ao ar com uma mensagem indicando para “assistir ao vivo no Facebook”.

Idem o Jornal da Noite (exibido à meia noite e reprisado às 2h) com mensagem indicando para “assistir ao vivo no aplicativo da Band em iOS, Android e Windows Phone.” Foi assim no dia 14 de março de 2017 e na de 21 de março de 2017,  quando vi esta falta de cuidado em relação ao GC no canal do Grupo Bandeirantes.


Caixa Econômica Federal ganha publicidade grátis no Roda Viva


Augusto Nunes levanta caneta da Caixa no programa Roda Viva. | TV Cultura


Ao ver o programa Roda Viva na TV Cultura no dia 20 de março de 2017 acabei percebendo que o mediador Augusto Nunes levantou a caneta com o logo da Caixa Econômica Federal para dar vez a um jornalista que ia fazer a pergunta ao convidado do dia. O banco estatal não é patrocinador da atração. Confira isto:






Para encerrar: os erros na escrita estão de volta

Novo ano e velhos costumes se repetem. Desde que surgiu o Eu vi em 12 de março de 2016 noto erros de escrita e de português. Hoje mostro que houve erros de português e geografia nos últimos tempos na tv. Veja:

1 – “LUIZIÂNA”: às 20h02 do dia 1º de fevereiro de 2017, o telejornal SBT Brasil (SBT) exibia um giro de notícias rápidas, entre elas uma na cidade de Luziânia (assim está certo!) estado de Goiás. O nome do município se deve a Santa Luzia, mas o responsável pelo GC não prestou atenção. Confira:


“LUIZIÂNA” em vez de LUZIÂNIA. | SBT



2 – “NA PIOR RECORDE”: às 23h30 do dia 28 de fevereiro de 2017, o Jornal das 10 (GloboNews) exibia ao vivo o “Discurso Sobre o Estado da União” e nos caracteres está escrito “na pior recorde” em vez de “no pior recorde”. Veja:


Estamos “NA PIOR RECORDE.” | GloboNews



3 – “CALDEIRÃO DO HULK”: no dia 02 de março de 2017, o site da Rede Globo, em seu menu, colocou “Hulk” (o herói de cor verde) em vez de “Huck” (sobrenome do apresentador Luciano Huck). Alguém viu, e assim que visitei a página da emissora em 13 de março de 2017 o erro foi corrigido. Compare:



"Hulk" em vez de Huck. I Site da Rede Globo



4 – “LUZIÂNIA/DF”: às 5h07 do dia 09 de janeiro de 2017, o noticioso Hora Um da Notícia (TV Globo) mostrava no rodapé que a repórter estava em “Luziânia, Distrito Federal”. Desta vez, o erro não foi ortográfico, e sim, geográfico. Se restar dúvidas, a canopla não me deixa mentir:


Luziânia fica em Goiás e não no DF | TV Globo


5 – “POLICIL”: no dia 18 de março de 2017, o rodapé do GC do Brasil Urgente, da Band estava escrito "policil" em vez de "policial". Quando o erro foi visto a parte de cima foi retirada apenas permanecendo o título de chamada do programa:


 "Policil." | TV Bandeirantes



E foi isso que eu vi. J-J












Por: Layon Yonaller, colaborador especial do Jovem Jornalista

4 comentários :

  1. Respostas
    1. LAYON RESPONDE - Um beijo, Mayara. Obrigado, televisão é minha grande paixão.

      Excluir
  2. Olá JJ,

    Eu já percebi algumas gafes como essas aí em cima mas, logo concertaram..

    Um beijo,

    www.purestyle.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LAYON RESPONDE - Quem sabe te chamo para me ajudar a ver estas coisas, Fernanda. Um beijo para você também e obrigado pelo prestígio.

      Excluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design