quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Quinta de série- nostalgia: Revolution






A Quinta de série dessa semana traz Revolution, que foi exibida entre setembro de 2012 e maio de 2014, sendo cancelada em sua segunda temporada. É uma série de ficção científica, mas com doses de ação, suspense e aventura, escrita por Eric Kripke (Supernatural) e produzida por J.J. Abrams (Lost) e Bryan Burke (Fringe). Foi ao ar pela NBC nos EUA e pelo Cinemax no Brasil.

Revolution chamou a minha atenção por conta do roteiro, por ser produzida por J.J. Abrams e por prometer ser a nova Lost. Ao assistí-la, fui frustrado em todas as minhas expectativas. Embora a história conseguisse me prender e fosse cercada de mistérios (como a série que se passou no Havaí), ela não atingiu seu objetivo por trazer diálogos fracos e grandes brechas no roteiro.

Ela gira basicamente em uma sociedade atual sobrevivendo a um misterioso apagão que deixa todo o país norte-americano no escuro. Revolution, desse modo, se refere ao período anterior à Revolução Industrial, das máquinas à vapor, eletricidade e objetos eletrônicos. 

A série questiona como é viver em um mundo sem luz. Você já parou para pensar nisso? Aviões cairiam do céu, hospitais fechariam suas portas, não existiria mais banho quente, nem chapinha para as mulheres arrumarem os cabelos. A tecnologia se tornaria algo do passado. Além disso, as pessoas viveriam em vilarejos bem arcaicos - independente da época que fosse - com tochas, velas e lanternas manuais, sem carros, motos e aviões. É nesse cenário que os personagens de Revolution vivem e sobrevivem. O meio de transporte são cavalos. Casas são iluminadas com velas e tochas, entre outras coisas.

Mas o que será que ocasionou o blackout? Essa é uma das perguntas que me fizeram acompanhar Revolution. Viver sem energia torna-se algo difícil e até mesmo perigoso, já que muitas lutas, revelações e mistérios apareceram apenas por conta da queda da energia elétrica. Viver em um mundo sem luz, pode ser um desafio e requererá meios de defesas dos personagens, que se sentirão ameaçados por uma perigosa milícia. Desse modo, terão que se munir de facas, armas de fogo e arco-e-flecha, e se aliar a outras pessoas que podem ser confiáveis ou não. 




Para responder a principal pergunta da série, vemos vários flashbacks - até mesmo quando se tinha energia - que nos fazem entender o que levou ao momento atual. A personagem principal, Charlotte Matheson - uma exímia jovem guerreira, juntamente com seu tio Miles Matheson - um misterioso guerreiro, e Aaron Pittman - um gênio da tecnologia, se aventuram para descobrir respostas da queda de energia, para tentar religá-la e trazer esperança a todas as comunidades e ao Estados Unidos. 



Revolution tem descobertas fantásticas, mistérios solucionados, sequências de tirar o fôlego e batalhas épicas. A cena em que os "heróis" veem um misterioso helicóptero, por exemplo, foi incrível! 




Preciso destacar também um objeto da série: um colar misterioso que promete religar a energia. Já dá pra imaginar que ele será cobiçado pelos personagens né? Ele traz uma entrada USB, mas não dá instruções de onde conectá-lo. O que acontecerá quando ele for conectado? A única coisa que posso adiantar é que o colar fica iluminado e com riscos brancos luminosos. Nada mais. 




Mesmo com esses pontos positivos, a produção deixou muito a desejar, por trazer alguns episódios desnecessários, como o de Charlotte Matheson com uma droga que alterava suas percepções. Sério, mesmo! Pra que um episódio inteiro sobre isso? Quem assistiu, saberá o que estou falando, e não sentiu outra coisa a não ser sono.

Revolution, por outro lado, tem forte apologia a política, governo e costumes norte-americanos. Não me importei muito com isso, mas pode ser que alguém ache toda essa história de patriotismo americano e exaltação uma chatice e extremamente parcial, por mostrar só o lado bonito, perfeito e fantástico dos EUA.  






Se eu recomendo a série? Mais pra não, do que pra sim. As brechas no roteiro e os diálogos fracos são visíveis. Não tem como não reparar. Creio que nem os bons plots e mistérios a salvem. Sem falar ainda do final da segunda temporada que deu a impressão de não fechar a história. Aliás, os telespectadores reclamaram, o que fez com que a DC Comics juntamente com a Warner Brothers Television fechassem a saga em 4 hq's digitais, disponibilizados apenas em inglês




Enfim, agradeço por ela ter sido cancelada. O ÚLTIMO QUE LER ESSE POST APAGUE A LUZ! J-J






Por: Emerson Garcia

11 comentários :

  1. Tem pouco tempo que li sobre essa série num outro blog, e msm vcs dois apontando os defeitos, me interessei pelo enredo e mistérios, rs. Adoro séries meio distópicas, então... Talvez eu dê uma chance! ;)
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Os defeitos não podem ser escondidos, mas a série tem uma boa premissa.

      Excluir
  2. Muita nostalgia!! Conheço pouco da série, assisti poucas vezes, pois eram episódios perdidos, ai eu fiquei meio perdida na história kkk, mas achei bem interessante.. vou buscar os episódios completos para entender melhor :D
    ótima dica :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista, sim. São duas temporadas de mais ou menos 20 episódios cada.

      Excluir
  3. Tá ai uma série que eu nem sabia!
    E olha que é difícil, sempre acompanho o que está passando rs.
    Mas não faz meu estilo.
    kisses

    ResponderExcluir
  4. Nossa eu nunca tinha nem ouvido falar nessa série e gostei de saber sobre ela.
    X J X C X

    ResponderExcluir
  5. Essa questão da política é realmente complicada, não sei se eu gostaria da série.. No momento estou sem tempo pra nada HAHAHA! Mas acho que se fosse assistir alguma seria stranger things, que tá todo mundo falando :)
    Beijos,
    #fiquerosa

    Fique Rosa | Meu Canal YT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. É bem forte e marcante a questão política.
      Stranger Things é a febre do momento. Leia o próximo post sobre ela.

      Excluir
  6. Só conhecia essa série por nome. Uma pena que a série fique devendo em tantos aspectos, pois achei bem interessante a ideia da trama.
    Um beijo!

    www.impulsofeminino.com

    ResponderExcluir
  7. Como sempre, não conhecia a série rs. E como você não curtiu, acho que também não iria gostar.

    rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. adorei seu blog
    post novo no meu blog, passa la e me segue de volta para acompanhar as proximas novidades!
    Flavia
    www.secret4beauty.blogspot.com
    www.adoteumfocinhocarente.blogspot.com
    loja virtual: www.adote.iluria.com

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design