quinta-feira, 5 de março de 2015

Vem ni mim que eu tô facin?!

O mau uso da publicidade infantil já foi tema de dois posts aqui no blog. No mais recente, falei sobre o MC Pedrinho e seus funks pornográficos, como uma forma de publicidade e lucro. Vocês comentaram que com essas atitudes, teremos adultos doentes e que elas não condizem com o mundo infantil e que precisamos de mais educação e respeito. Em Brinquedos infantis?! falei sobre o incentivo de empresas para que crianças façam sexo desde cedo

E não para por aí. Há dois dias, o alvo foi a loja do apresentador Luciano Huck, UseHuck, acusada de estar vendendo camisetas infantis com a frase Vem ni mim que eu tô facinVeja bem: uma blusa dessa estava à venda, sabe-se lá a quanto tempo, e só foi retirada do ar porque houve muitas reclamações em redes sociais. 

Antes de dizer a visão do Luciano Huck ou da empresa, gostaria de emitir a minha opinião. A publicidade só é lucrativa se ela tiver tom apelativo, que beire ao erotismo ou a pornografia. Hoje em dia, é normal ver a adultização e a erotização precoce de crianças. Existem maquiagens infantis à venda; roupas infantis curtíssimas para meninas; e músicas com teor pejorativo em que as pessoas falam "não tem problema o meu filho de cinco anos dançar". 

O problema não está em vender uma blusa com esses dizeres, o problema está em veicular a imagem de crianças em uma propaganda dessas. Aí você me pergunta: "Emerson, então não teria problema se um adulto estivesse usando ela?" Eu te responderia que não, porque a pessoa é adulta e sabe muito bem das suas atitudes. Mas uma criança tem. Aí estaríamos colocando a inocência dela fora e a exporíamos ao sexo. Digo, sinceramente, que teria dó de uma criança com essa blusa nas ruas. Não é ser alarmista nem nada, mas teríamos mais problemas com estupros do que temos hoje em dia.



Não é a primeira vez que essa empresa tem publicidades infantis mau sucedidas. Mas parece que essa adultização de crianças vem de mais tempo, e sempre com teor sexual. O que pensar de uma menina usando uma blusa escrita Mamãe passou açúcar nimim? Inevitavelmente, que essa menina quer ser provada. "Mas isso que você está falando é um absurdo, Emerson". Um absurdo?! E o mundo atual é o que?! 

Um menino com uma blusa Me beija que eu sou carioca, eu pensaria que esse rapazinho é o maior "pegador" da atualidade. Essa blusa demonstra o "espírito canalhice" brasileiro, que com essa blusa infantil já passaria também para as crianças.

Uma criança que aparenta ter dez anos com uma camiseta escrita Se eu não lembro, eu não fiz, eu não pensaria em outra coisa, a não ser que ela é alcoólatra. Veja bem gente: uma empresa de uma pessoa famosa induzindo crianças a ingerirem bebidas alcoólicas. "Não Emerson, não é bem assim. Você está sendo radical. É só ilustrativo". Sim. Uma ilustração com crianças e uma publicidade feita pra vender pra elas!




Quem se lembra do caso daquele jogador de futebol, onde uma torcedora jogou uma banana no gramado pra ele? Pois é, a UseHuck fez uma blusa, dizendo Todos somos macacos, e foi criticada por isso. Ela queria acabar com o preconceito e foi mal interpretada. Mas também, dizendo que todas as pessoas são macacos. Eu por exemplo não sou. E você?! É?! 

Existiam outras formas de acabar com o racismo, que não essa. Assim como há outras formas de se vender camisetas infantis, que não essa, tão abusiva, pornográfica, erotizada e adultilizada.


Uma banana preta pra dizer que amamos as pessoas negras. Ah, vá!


Vamos a defesa... A empresa alegou que as estampas são escolhidas de forma aleatória, logo após o ensaio, por uma equipe de comunicação. Para a empresa, "a criança é apenas mais um nicho de mercado, um alvo a ser atingido, para aumentar sua margem de lucro"



Luciano Huck não se pronunciou sobre o caso, mas a empresa emitiu a seguinte nota:


Claro, claro... A culpa é da máquina de estampas. A empresa diz que é "normal" as artes serem aplicadas após o ensaio. Percebi que é normal mesmo, pois há tantas blusas infantis com frases inocentes (#sqn). E entendi também que a criança é uma publicidade e uma MERCADORIA, literalmente. Agora tudo faz sentido. J-J


Por: Emerson Garcia

13 comentários :

  1. Great post. Like it. Thanks for visiting my blog, pls keep in touch.

    http://mylovelyfashionbih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Achei um absurdo e a resposta da empresa... pff. Impossível explicar o inexplicável!

    www.chezb.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. A melhor resposta seria o silêncio.

      Excluir
  3. Simplesmente lamentável essa história.

    No mesmo dia que vi isso, descobri essa campanha maravilhosa: https://vimeo.com/121430816

    Pra gente não perder a fé na humanidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre existe salvação em alguma coisa. Excelente campanha!

      Excluir
  4. Acho que o único comentário cabível e que o povo perdeu a noção do respeito e o quanto e lamentável que quem acabe mais pagando o paro são as crianças.

    Como você mesmo disse tem outras formas de ir contra o racismo e estampas que condiz com a idade da criança, principalmente em uma época onde o numero de abuso infantil só tem aumentado, esse tipo de estampa nunca deveria ser comercializada.

    http://coisasdemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Esse tipo de campanha deveria ser barrada, o que não aconteceu.

      Excluir
  5. Essas foram pesadas. Acho que uma empresa desse porte não pode se dar ao luxo de "errar", nunca! Ainda mais uma coisa dessas.

    :**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda mais uma empresa em que o dono é uma pessoa super influente.

      Excluir
  6. Realmente muitas lojas online de camisetas trabalham com camisetas lisas para aplicarem os desenhos depois, isso diminuiu algum trabalho.
    Mas sinceramente, fiquei assustada vendo essas estampas em camisetas infantis... espero que seja erro mesmo!
    Triste ver até onde o homem está indo em busca de lucro =(
    Que Deus tenha misericórdia de nós!

    Blog do Sofá

    ResponderExcluir
  7. Além das erotizações precoces, também existem as menarcas precoces e as puberdades precoces, pois muitas crianças estão adolescendo precocemente. São vários fatores que geram estas adolescências precoces, como afetividades, alimentações, artes, culturas, educações, esportes, religiosidades e assim sucessivamente. Ou seja, muitas crianças estão tornando-se púberes precoces ou menárquicas precoces.

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design