segunda-feira, 30 de março de 2015

Mergulhe em "A praia", novo cd de Cícero


"Ela me tirou de casa
ela me levou na praia
tinha um tempo que eu não ria cedo.

E ela fez melhorar tudo que há
e me levou até tudo que é."
A praia, Cícero


Os fãs de Cícero (EU!) ficaram ensandecidos na última quinta com o lançamento de seu terceiro álbum A praia (2015). Quando fiquei sabendo, já "downlodeei" e coloquei no meu celular. Foram 2 anos sem músicas novas, e Cícero, mais uma vez, surpreendeu ao mostrar que é possível fazer um álbum melhor do que os dois anteriores

A praia começa com a continuação de Frevo por Acaso, música que encerra seu trabalho anterior, a Frevo por Acaso nº 2. Achei genial a ideia de começar de onde parou. A música traz uma melodia parecidíssima com a anterior, com instrumentos como a flauta e o trombone. 








Na segunda música, Cícero apresenta a singela e romântica, A praia, que é uma das minhas preferidas. Achei ótimo ele ter voltado com essa pegada amorosa. Como a percepção de uma praia pode mudar dependendo da companhia né?! O trecho "e ela fez melhorar tudo que há e me levou até tudo que é" é lindo demais! O destaque vai para o arranjo de violinos também. Divino.







Mais uma romântica para dançar agarradinho, já que De passagem traz uma pegada de forró. Quando Cícero fala "o mundo dela lançando doçura na amargura do meu" eu falto viajar. 






O bobo me conquistou pela melodia e batida da guitarra e bateria. Quando Cícero canta "lá vem lá vem lá vem o caminhão de gás!" eu falto pular onde estou. A parte instrumental não dá vontade de ficar parado e parece uma marchinha. 







Cícero encerra seu álbum com toda alegria e alto astral, com Terminal Alvorada. É simplesmente magnífica essa canção. Me traz paz, conforto e sensibilidade. Uma das melhores músicas que ouvi dele. Os violinos, o trombone e o trompete deram um ar de graça especial. "Faz um tempo eu não sei o que é saudade"







A foto de capa do terceiro álbum do cantor é de Daryan Dornelles. A praia já está disponível gratuitamente no site de Cícero. O álbum conta com 10 canções (Frevo por acaso nº 2, A praia, Camomila, De passagem, O bobo, Soneto de Santa Cruz, Isabel (Carta de um pai aflito, Albatroz, Cecília & a máquina e Terminal Alvorada), escritas e produzidas por Cícero Rosa Lins. O trabalho foi gravado em estúdios profissionais, o El Rocha (SP) e Tambor (RJ). 

A praia não traz a tensão e o pessimismo do álbum anterior, porém, as letras ainda falam de solidão, paixões, saudades e memórias, mas em um tom mais suave, a julgar pelo toque dos instrumentos. O disco traz instrumentos novos como a guitarra, o pandeiro, o acordeom, o tamborim, o violino, o trombone, o trompete e a flauta. 

A turnê de A praia começará em Porto Alegre, em breve. As versões em CD e vinil chegarão às lojas a partir de abril. J-J


"E tudo foi desbotando até desaparecer"
De passagem, Cícero


Por: Emerson Garcia

8 comentários :

  1. Oi! O Cícero é puro amor! Acho muito fofo esse estilo música. A música A praia é linda!

    Bjs, rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu não conhecia este cantor e as músicas..
    Então fiquei ouvindo sua postagem literalmente :)
    Gostei bastante das letras.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que conhece agora e que bom que gostou.

      Excluir
  3. Fiquei contente ao ver essa novidade! O álbum está lindo, apaixonante. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma excelente novidade. Ele sempre traz coisas boas.

      Excluir
  4. Oi Emerson, tudo bem?
    O que mais chamou minha atenção, foi a batida das músicas, os instrumentos utilizados, é um som muito gostoso de ouvir. Já peguei o link do youtube e coloquei na minha lista.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design