quinta-feira, 19 de março de 2015

Quinta de série: Grey's Anatomy vs. The Night Shift



Olá, leitores do JJ! É com imenso prazer que trazemos mais uma série nessa quinta-feira. Primeiro, obrigado pela participação no último post do quadro, em que o Thiago Nascimento falou da série How to get away with murder. A repercussão foi interessante. Adoramos saber que estão interessados em assistí-la. Queremos lembrar que podem dar sugestões de séries (só dizer nos comentários) e acompanhar o cronograma na lateral do blog. 

Hoje, vamos falar de duas séries: The Night Shift e Greys Anatomy. Mas claro, do jeito que o JJ sabe melhor fazer: por comparação! Preparados?!









Qual a sinopse de cada série?

Greys’ Anatomy: Meredith Grey é residente do hospital cirúrgico Seattle Grace, em Seattle, Washington, um dos programas de residência em cirurgia médica mais rígidos do país. A série é focada nela e seus colegas, também internos: Cristina, Izzie, George e Alex, mostrando suas vidas amorosas e as dificuldades pelas quais passam no trabalho.

The Night Shift: É uma série de televisão estadunidense transmitida pela NBC desde 27 de maio de 2014. Foi criada por Gabe Sachs e Jeff Judah, e segue a vida dos funcionários que trabalham no turno da tarde e da noite no pronto-socorro, em San Antonio Medical Center.


Quais são as semelhanças/diferenças entre as séries?

The Night Shift conta a história de médicos da Emergência, metade deles são ex militares. Grey’s Anatomy se passa em um hospital do Estado de Washington (Seattle Grace Mercy Hospital) e conta a história de médicos residentes. O público acha que por serem séries médicas, elas são iguais. Errado! Elas são parecidas porque envolvem a rotina de médicos, ponto.

Alguns casos de The Night Shift são desenvolvidos nas ruas e em cenas externas, promovendo cenas com muita tensão e ação. Já em Greys Anatomy, a maioria dos casos são dentro do hospital, embora já tiveram intervenções cirúrgicas externas. Em GA não vemos a contagem de tempo durante as cenas; em TNS, em alguns momentos, aparecem as horas dos fatos na tela, deixando-a verossímil.






Quais são os casos/diagnósticos em cada série? E o tratamento?

Os casos em The Night Shift são amplamente abertos ao trauma, afinal, eles trabalham em um E.R. (Emergency Room, em português “pronto-socorro”) e, em Grey’s Anatomy, embora tenham alguns casos de trauma, o foco é em tratamentos e cirurgias que podem tomar muito tempo.

Os casos de TNS são picados e rápidos. Em um episódio são feitos muitos atendimentos. Em GA, os casos são mais complexos, e podem durar vários episódios. É difícil se apegar com algum personagem paciente de TNS, ao contrário de GA.





Quais são os dramas pessoais dos pacientes/médicos?

Ambas as séries tem um forte drama. Algumas vezes os próprios pacientes ajudam os médicos a resolverem seus problemas pessoais, sem nem ao menos terem consciência do que fizeram.

The Night Shift ainda precisa trabalhar muito a questão dramática. Em algumas situações você chega a ficar frustrado por não terem achado a solução que precisavam. Mesmo assim, os dramas são muitos, como do dilema de um médico militar homossexual, assim como triângulos amorosos; além dos dramas dos pacientes, como a bulimia e a gravidez imaginária.

Em Grey’s Anatomy a questão do drama é duas vezes mais ‘potente’ e prejudicial a sua saúde (Se você tem depressão, Grey’s Anatomy é super contra-indicado. Um médico deverá ser consultado). Com Grey’s você chora, você ri, você se enraivece, você fica nervoso, e tem uma hora que você fala: “Para, não aguento mais. Preciso de um tempo sem Grey’s”.






Qual o estilo de trilha sonora?

Acompanhamos Greys Anatomy há mais tempo que TNS, mas é interessante perceber que o estilo de trilha sonora são muito parecidos, com músicas tristes, depressivas e melodiosas, até por conta da carga emocional. Não haveria problema se tirar a trilha sonora de GA e colocasse em TNS, ou vice-e-versa. (Pretendo fazer um post da trilha sonora de GA em breve. Continuem acompanhando o blog).


Quais são os points de encontro (diversão) dos médicos?

Em GA, os médicos costumam frequentar um bar badalado da cidade; o refeitório do hospital; e uma espécie de refúgio dos médicos (no próprio hospital). O bar é para eles se divertirem, conversarem e paquerarem. O refeitório, para se alimentar (Lógico! rs) e jogar conversa fora. O refúgio escondido e com um sofá, quando eles estão depressivos e problemáticos.

Em TNS também temos points de encontro, como a lanchonete do hospital e a área de lazer. Os médicos passam rapidamente na lanchonete para comer alguma coisa. Já na área de lazer, que fica no telhado do hospital, mais tempo. Esse local serve para o relaxamento deles e conta com piscina, fliperamas, ping pong, basquete, e muitas outras coisas, como se fosse um "playground de médicos".




Qual o tom de humor? E o tom sexual?

Embora as duas séries sejam dramáticas, o tom humorístico e sexual fazem parte das duas. Em ambas, os médicos brincam entre si, como em GA, quando George adquiriu sífilis e quando Izzie fez um ensaio sensual e os médicos tiveram conhecimento; em TNS, quando uma boneca de tecido, branquíssima, chamada Ressurrection, foi o objeto de trollagem entre os médicos. São muitos os momentos de humor, com o objetivo de fazer sorrir e quebrar um pouco do gelo dramático.

O tom sexual é bastante vivo e sem censuras nas séries. Em GA, os médicos se relacionam entre si no próprio hospital, enquanto em TNS acontece praticamente a mesma coisa, como o caso de um médico virgem que pediu ajuda a uma dançarina de poledance.




Romances e relacionamentos em cada série

O dilema de relacionar-se, ou não, com um colega de profissão é presente em ambas as séries. As maiores paixões deles ocorram dentro do ambiente de trabalho.


“Ela é uma colega de trabalho, e é difícil misturar as coisas” , médico Drew.


O casal T.C. e Jordan de TNS, parece-se muito com o casal Meredith Grey e Derek Shepperd de GA. É claro que TNS é uma série recente, mas já vemos vestígios de "Greypperd" (Inventamos isso agora :p rsrs). Além disso, nas duas tem triângulos amorosos.

Em TNS destaca-se o romance homo entre Rick e Drew, além de um relacionamento entre uma funcionária (Landry) e o chefe de hospital (Michael). 



Tipos de personagens/temperamentos em cada série

Em TNS, vemos um chefe (Michael Ragosa) rígido e durão com seus funcionários, embora com sentimentos; vemos um protagonista (T.C.) corajoso, forte e disposto a ajudar; uma mocinha (Jordan), também forte, líder e focada; um médico oriental (Topher) disposto a ajudar, divertido, bem humorado e amigo; e um antagonista, cirurgião de trauma, (Scott Clemmens) chato, competitivo e esnobe.

Em GA, vemos uma médica divertida e amável (Cristina Yang); uma médica (Meredith Grey) apaixonada, problemática e trabalhadora; um médico (Derek Shepperd) focado, rigoroso e misterioso; uma residente (Izzie) antipática, com falhas, porém adorável; um residente (George O’Malley) adorável, carinhoso e prestativo; a responsável pelos residentes (Bayley), chamada por eles de ‘nazista’, por ser sistemática e rigorosa; o chefe do hospital (Richard); o residente (Alex) mulherengo; o médico cardiologista (Burke) excelente profissional, além de outros personagens que entram no decorrer das temporadas.



Ambas as séries tem suas diferenças e semelhanças. Ambas merecem ser assistidas. Tomamos o cuidado de não dizer qual é a melhor ou pior, até porque seria uma guerra injustíssima. Grey’s Anatomy está prestes a terminar a sua 11ª temporada, enquanto The Night Shift iniciou a sua 2ª temporada. Se existe uma batalha, é a dos comparativos, sem menosprezar nenhuma delas. Deixamos com vocês o trailer TNS e GA. Até a próxima Quinta de série! J-J









Por: Emerson Garcia e Thiago Nascimento

14 comentários :

  1. Primeiramente, amei o post, super completo. Grey's sempre vai ser minha série queridinha, afinal acompanho ela já há 8 anos, não é qualquer um que chega até aqui né, assim como não é qualquer série que chega a 11ª temporada, então óbvio que ela é ótima, hahaha. Já tive esse momento chega de chorar, chega de drama, preciso de um tempo sem Grey's, mas nunca consegui dar um tempo de verdade, vejo que tem ep novo eu corro pra assistir, hahaha. Quanto a TNS eu ainda não conhecia, mas vou procurar sem dúvida, amo séries médicas.

    Beijão

    www.estranhanoparaiso.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela gentileza. Pois é, GA se consolidou bem como série. TNS é recente, não se pode dizer que rumo irá tomar. Assista e tire suas conclusões.

      Excluir
  2. Incrível como essas séries com temática de hospitais/médicos fazem sucesso, né? Eu acabo não acompanhando muito...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazem muito sucesso por serem dramas humanos.

      Excluir
  3. nice post :)

    http://www.itsmetijana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oie! Essas séries não me atraem muito, mas gostei da ideia de compará-las.

    www.chezb.com.br

    ResponderExcluir
  5. Tenho vontade de ver esse Grey's Anatomy, mas acho que eu ficaria com agonia, igual quando eu assistia House :P por causa das cirurgias e coisas que acontecem na série que são ligadas a hospitais e tal.

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, tem que ter estômago e lágrimas fortes. A série é bem pesada.

      Excluir
  6. Os dois são realmente ótimos, mas eu acho que ainda prefiro o Grey's Anatomy.
    ótimo post.
    Beijos
    neversaynever-believe.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que prefiro GA também rsrs

      Emerson Garcia

      Excluir
  7. Gosto de séries médicas.
    Acho legal sair do "estúdio" e fazer cenas externos. Assim não fica cansativo.

    Blog do Sofá

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design