segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Dom de reportagem: Por que ir à Cidade Maravilhosa?



Final do ano. Época que a maioria das pessoas entram de férias. Período em que uma porção delas decide passar o final do ano em um lugar que não seja a sua casa. Muitas delas viajam pra fora, outras para algum estado dentro do seu país, embora com o discurso que "viajar para fora sai mais barato". Será?! O blog Jovem Jornalista em um período de 15 dias, com a ajuda da Giovanna Bianchi, que entende de turismo e viagem; pesquisaram como viajar dentro do território nacional gastando pouco. O destino?! Rio de Janeiro!


Pinterest

A Cidade Maravilhosa é a segunda cidade mais populosa do Brasil, além de ser um dos principais destinos de turistas não só no fim de ano, como em outras épocas. Os cariocas são extremamente dóceis, hospitaleiros e tem o costume de abraçar e beijar. O povo de lá é muito solicito, além de ter inúmeras belezas naturais, como o pôr do sol na Pedra do Arpoador, sua arquitetura natural e suas praias.

Por que ir à Cidade Maravilhosa no final do ano? Uma das principais vantagens é o Réveillon carioca. Assistir a tradicional queima de fogos em Copa é um show fascinante, principalmente para quem ainda não conhece. Contudo, de acordo com Giovanna Bianchi, que já visitou a cidade, "Os albergues costumam subir o valor no final do ano, por isso, não aconselho os que estão em Copacabana. Recomendo os que estão um pouco mais distante da praia", alerta.

Pesquisa de locais, albergues, restaurantes e meios de locomoção são primordiais para quem quer visitar o Rio de Janeiro nessa época. É claro que existem preços caros, mas um pouco de empenho e conhecimento de locais baratos e até mesmo de graça, são uma carta na manga. 


Arpoador (Pinterest)

A escolha dos gastos
Não é possível estimar um valor de até quanto se pode gastar indo ao RJ. O que se pode é dar dicas para o viajante gastar um valor em conta. A pessoa pode fazer uma série de escolhas, como: viajar de ônibus; alugar transporte coletivo ou bicicleta; optar por lanches; e repor sua água de garrafinha.

"Se eu ficasse por 3 dias, provavelmente eu comeria lanches e pagaria por cada um deles aproximadamente R$ 13. Outra dica de ouro é fazer como os americanos, comprar água nos supermercados e sempre repor durante o passeio, pois desta forma é possível economizar R$ 20 ou mais", explica Giovanna.

Abrir mão um pouco do luxo não vai doer. Principalmente não vai doer no seu bolso. Quando se fala de alimentação, algo de extremo valor, é possível comer bem, gastando pouco. Os PF's de R$ 13, um pouco distante da praia de Copa e as refeições de R$ 1 do Bom Prato, ao lado da Estação Central do Brasil, são dicas de ouro para quem não quer gastar R$ 25 em um restaurante em Copa.

Além disso, um genuíno cachorro quente carioca pode ser vendido por R$ 7 e substituir uma refeição comum. "Quando se trata de lanches, nenhum chega aos pés do RJ. Tente imaginar de tudo dentro de um pão, aí você coloca mais um pouco e acrescenta codorna, queijo ralado e fatias imensas de bacon. Não se esqueça de comer a famosa rabanada típica da cidade, é uma delícia!", diz a turista.


BikeRio (Pinterest)

Optar por meios de locomoção como bicicletas e transportes coletivos é mais em conta do que andar de táxi, carro ou ônibus nas vias cariocas. "O aluguel de bicicleta BikeRio é R$ 10 por mês, enquanto a passagem de ônibus e metrô está R$ 2,75", explica Bianchi. Andar de bike é uma atitude econômica, além disso saudável. As ciclovias do RJ são bem sinalizadas e estruturadas. Você pode conhecer a cidade de uma nova forma, além de ter a segurança de guardá-la em bicicletários e também no trânsito, por conta da iluminação e sinalização.

Pontos turísticos em conta
Existem vários pontos turísticos cariocas interessante e em conta, que não estão na rota tradicional de lugares para se visitar. O Free Tour, passeio gratuito em português, oferece ao turista 3h30min de passeio histórico à pé pelo Centro do RJ, Morro da Urca, Pedra Bonita e Corcovado. Além de economizar, você estará fazendo caminhada. O limite máximo é de 15 pessoas. 

O turista interessado poderá visitar o Espaço Cultural da Marinha- além de conhecer um submarino e um helicóptero; o Mirante da Paz- verá a vista das Ilhas Cagarras, a praia de Ipanema, a Lagoa Rodrigo de Freitas, o Morro Dois Irmãos e o Cristo Redentor; passear pela pista Claudio Coutinho- ideal para caminhadas, corridas ou para curtir a paisagem; e encontrar um casarão encantador, trilhas, parques infantis, áreas para piquenique e cavernas artificiais no Parque Lage; tudo isso totalmente free!!!


Parque Lage (Pinterest)

Para quem quer ver a cidade de uma vista panorâmica, o Bondinho de Santa Teresa, que passa sobre os Arcos da Lapa tem o custo de R$ 0,60. Já para quem quer apreciar história e cultura, o Forte de Copacabana é uma boa opção, com o valor de R$ 4, a inteira.

Para quem quer passar o final de ano no Rio temos a praia de Copacabana e as outras ao seu redor. Além da região dos Lagos, Ilha Grande e Paraty, para quem quer sossego e tranquilidade.

Estão ai bons motivos para visitar a Cidade Maravilhosa. Viajar para dentro do país pode não ser tão caro assim, se tiver informações e conhecimentos, além de fazer uma pesquisa detalhada.


Ilha Grande (Pinterest)


Para todos vocês, um bom final de ano!!! J-J



Mais informações:  http://quandoforviajar.blogspot.com.br/2013/11/sem-carro-sem-dinheiro-como-conhecer-em.html 
Free Tour: contato@rebel-tours.com. 



Por: Emerson Garcia

4 comentários :

  1. Ah, o Rio é mesmo maravilhoso!!! Mas desconheço essa rabanada típica da cidade...

    http://naomemandeflores.com

    ResponderExcluir
  2. Nunca visitei o Rio, mas quero muito! Ótimas dicas, acho que todos mereciam visitar a cidade! :)

    ResponderExcluir
  3. Sobre as festas de fim de ano, nunca devemos afeiçoar fisicamente determinadas pessoas, pois isto pode ser assédio, hipocrisia, molestamento ou traição.

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design