quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Muita coisa de um vídeo vazio de 1 minuto




O pós-modernismo é a época da dessubstancialização do sujeito e da desferencialização da realidade. O vídeo Jesus Cristo- O musical ao mesmo tempo que choca, banaliza, satiriza, faz com que o sujeito torna-se vazio.

O vídeo se desreferencializa da realidade de forma que a história real se desintegre. A imagem de um Cristo propagador do evangelho transforma-se na imagem de um Cristo supérfluo, que comete loucuras, que anda por ruas, pelas cidades, sugerindo a modernização de sua figura. E, como uma espécie de paródia, o destino daquele que veio salvar o mundo e propagar o evangelho é a morte. Uma morte que se distancia da realidade, mas, que, ao mesmo tempo, é bem contemporânea.

Levando em conta a desrefencialização da realidade percebe-se que o vídeo tem uma expressividade embasada no real. Em filmes, documentários e produtos desse gênero, há uma busca de fidelidade a história de Jesus Cristo (nascimento-crescimento-propagação do evangelho-morte-ressurreição), e por mais que em alguns filmes, como em A paixão de Cristo de Mel Gibson, haja um exagero e um sensacionalismo de tortura e morte, vemos que o diretor procurou essa fidelidade, mesmo que fragmentada e acentuando somente as últimas 12 horas da vida de Cristo. Já em O musical essa fidelidade é totalmente quebrada (propagação do evangelho-morte), deixando de lado o que antecedeu (nascimento-crescimento) e o que sucedeu (ressurreição). Esses fatos dá ao vídeo expressividade intrínseca.

O tema explícito do vídeo é a trajetória de Cristo e o tema implícito é a banalização de valores sociais. A começar pela trilha sonora (I Will Survive) que é de uma música dançante.

Agregado a banalização dos valores sociais encontra-se a desobediência de regras, como não olhar para os lados ao atravessar a rua e não utilizar roupas ao sair de casa. Ou qual pessoa andaria nua no meio da rua, chamando a atenção de outras pessoas?

Indo em direção a interpretação psicológica, o personagem principal é extrovertido, não cumpre regras, tem problemas mentais e faz o que vem a cabeça.

Fazendo uma interpretação simbólica, a música direciona muito as cenas por ser alegre e convida quem a ouve a se soltar, a dançar, a fazer o que vier a cabeça, como o personagem principal sugere.

E vocês, o que acharam do vídeo? J-J

Por: Emerson Garcia

5 comentários :

  1. Eu lembro desse video, é bem antigo inclusive. Slá cara, acho um pouco falta de respeito. Bom, esta claro pra mim que o video é montagem/edição e etc.
    http://bunnets.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o comentário ai de cima,acho um pouco falta de respeito²...

    ResponderExcluir
  3. A letra da música também contribui para a contextualização da temática do vídeo. Entendo que "I will survive" ou "Vou sobreviver" ironiza ou brinca com a história de vida de Jesus Cristo, que sobreviveu por tantas gerações.

    http://naomemandeflores.com

    ResponderExcluir
  4. nossa eu lembro desse vídeofaz muito tempo mesmo, acho puro falta de respeito porém não deixa de ser uma bela crítica a religião :-/

    enfim. adorei o post

    Da uma passadinha no meu blog ?
    -> Estilo 4 U

    Abração
    Não deixe de conferir...
    Divulgue seus sorteios | Facebook

    ResponderExcluir
  5. Eu não gosto desse tipo de vício,e concordo com o que você disse,acho uma falta de respeito,e sendo assim banaliza a tudo!
    wolftheideia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design