quarta-feira, 6 de maio de 2009

I love "Grey´s anatomy"

Uma das melhores séries que já tive a oportunidade de assistir
Resolvi falar nessa semana de uma série. Para quem sempre está de olho neste blog nas últimas postagens falei de “À procura da felicidade” e “A razão do meu afeto”. Hoje decidi falar de uma série que está em sua quinta temporada e é uma das mais assistidas nos Estados Unidos: “Grey´s anatomy”.


Projetada para ser uma minissérie de 9 capítulos caiu no gosto do público e virou série! Com elenco super preparado- como Katherine Heihl (Vestida para Casar), Ellen Pompeo (Prenda-me se for capaz), Sandra Oh (Sideways - Entre Umas e Outras), Chandra Wilson, T.R. Knight, Isaiah Washington, James Pickens Jr, Patrick Dempsey- a série já garantiu o prêmio de melhor série dramática (Gramy, 2005).

A história se passa em um hospital, Seath Grace, em que jovens médicos têm uma rotina de cirurgias e surpresas. É nesse ponto que o trabalho de Shonda Rymes (criadora da série) é fantástico, porque trata da parte profissional e pessoal de médicos.

Esses dois pontos se entrecruzam em um gênero: dramático. Se por um lado, a série trata de cirurgias delicadas -e aqui eu tenho várias recordações, como a cirurgia de separação de um homem e uma mulher que estavam unidos por um ferro que ultrapassava seus corpos; a cirurgia de coração de um paciente que precisava de um transplante assim como um outro, e um estava em vantagem por apenas 17 segundos, isso mesmo 17 segundos!; os momentos delicados que a Dra. Meredhith Grey teve que passar com a mão em um corpo de um paciente que portava uma bomba, isso mesmo uma bomba!- se eu fosse citar os todos os momentos delicados da série esse post seria um livro...

Por outro lado a série retrata a vida social, a vida sentimental, os problemas de cada médico, e até a vida em grupo, pois esses médicos são amigos e tem um point específico: o bar. A autora da série acertou em cheio em fazer essa ponte entre as cirurgias cheias de tensão e as vidas dos médicos, que como essas cirugias também são bastantes difíceis de lidar. As idas e vindas do casal Shepherd/Grey; a descoberta de sífilis do Dr. O´Maley; os ensaios sensuais da Dr. Izzie, a gravidez silensiosa da Dra. Bayley; assim como o mal de Alzheimer da mãe de Grey e o caso secreto do chefe de Grey com sua mãe -de novo se eu fosse listar tudo daria uma boa série.

Ao terminar de assistir a 2ª temporada fiquei muito satisfeito com o grau dramático que foi dado a esse sensacional Seson Finale. Confesso que nos quatro últimos episódios da temporada eu fiquei ansioso para saber o que iria acontecer. Posso considerar como “Damage case”, “17 seconds”, “Deterioration” e “Losing My Religion”, como os melhores episódios até agora da série. Fiquei ansioso, com o coração na boca ao ver sequências incríveis e saber que no final da temporada a Dra. Grey fica mais uma vez sozinha (buáá, torço tanto para a felicidade dela e do Dr. Shepherd) e indecisa! Isso mesmo agora Grey fica na dúvida entre Shepherd e Macdream. Ô mulherzinha indecisa. Olha que final emocionante de temporada: “Meredhity”- diz Sheperdy. Ao dizer isso Meredhity se vira para Shepherd. Macdream diz: “Meredhity?”. A doutora mais uma vez vira, só que agora para Macdream. Shepherd e Macdream viram-se um para o outro, se olham e olham para ela. Agora Grey estava indecisa e os seus dois pretendentes não sabiam com quem ela ficaria. Final espetacular, não é mesmo? (JJ)


Para quem ficou com vontade de assistir essa série, veja o trailler aqui (infelizmente sem legenda, mas que vale a pena):



Ahh... e como se não bastasse a trilha sonora da série é incrível! Veja o clipe “The Story” de Brandi Carlile aqui! (dessa vez legendado)


Por: Emerson Garcia

Um comentário :

  1. Ixii, já ouvir falar dessa série, mas assistir que é bom nada! hahahaha

    Mas vou afzer uma forcinha pra assistir aí comento com mais profundidade por aqui!

    By: Sami

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design