domingo, 14 de julho de 2013

Um Glee pouco alegre



Mario Anzuoni - 13.jul.2013/Reuters


Cory Monteith era uma das principais estrelas do seriado juvenil Glee. Indo muito além da boa aposta em realizar novas versões de sucessos da música pop americana, a atração fez imenso sucesso ao promover a diversidade, tratando de temas delicados como bullying e homofobia de maneira cuidadosa e divertida. 

Talentoso e carismático, Cory teve parcela significativa de responsabilidade nesse êxito, ao interpretar com propriedade o co-protagonista Finn Hudson, astro do futebol estudantil que coloca em risco sua popularidade para fazer parte do clube de coral do colégio. 

Com diversas participações de menor destaque em outras produções, Monteith vivia a melhor fase de sua carreira. A boa química com a colega Lea Michelle ultrapassou as telas e formou um bonito casal também na vida real. Apesar de todo o momento positivo, o ator lutava contra um grave problema desde a adolescência: a dependência química, possível causa (direta ou indireta) de sua morte. 


Além de um triste acontecimento, trata-se de uma ausência que fará falta, visto que Cory era um artista promissor - como mostrou em seu trabalho em Glee - e com infinitas possibilidades no decorrer da longa vida artística que ainda poderia ter pela frente. Aos fãs, familiares e entes queridos, resta o consolo das boas lembranças que deixou. J-J





Por: Allan Virissimo

2 comentários :

  1. Bom, Cory era um excelentíssimo ator. O personagem dele no Glee era muito identificador com as pessoas, principalmente com aquelas que largam a vida da imagem por aquela que não se importa com o que as outra pessoas vão dizer. Ele e a Lea eram o casal perfeito, dentro e fora da série, ele fará muita falta para os gleeks e para os que olhavam não tão atenciosos (eu). Post muito bom

    arenotfirworks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente muitos atores e atrizes vivem de aparências, encenam uma coisa linda em filmes, novelas e seriados, mas carregam na vida real um grande vazio ao qual não se sabe sair, e pensam que a solução é se matar ou simplesmente usar droga para sentir uma felicidade de minutos, isso me deixa muito triste. Somente aqueles que de fato seguem a Deus podem ter uma felicidade eterna, quem conhece a Deus vai entender o que eu estou falando.
    bjs.

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design