sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Para sempre lagarta

  

"Devemos ser a mudança que queremos ver", Gandhi.

 Google

Outro dia me disseram que eu tenho que mudar. Talvez o cabelo, o modo de falar ou então como se vestir. Mudanças sempre chocam bastante. Às vezes elas nos tornam em outras pessoas. É como se nós passassémos por uma metamorfose e obtesse características totalmente novas, que muitas vezes abandonam as nossas características principais. A nossa essência.

Metamorfose é uma coisa boa, veja o exemplo da borboleta. Ela começa como uma lagarta, que não lembra em nada aquele inseto voador. De um animal rastejante e desprovido de beleza, obtêm asas coloridas e o esplendor de um belo invertebrado. Para a borboleta ser o que é, teve que passar por essa metarmofose. Por outro lado, metamorfoses podem ter seu lado mais sombrio.

Uma borboleta tem em si a essência de ser lagarta. Agora, pense você, quando alguém muda radicalmente, chegando ser superficial? Eu prefiro ser o que sou para sempre, do que fingir ser quem não sou. Se de repente eu deixar de ser tímido e passar a ser um depravado, podem me internar, pois eu estou doido. Aprendi que é mais fácil mudar o caráter, do que a personalidade. Por isso, eu prezo cada dia mais por mudança de caráter e não de personalidade. Pois existe uma diferença entre mudar o que você é e o que você não quer ser. 

Mas o que muitos querem é ser o que não podem ser, passando por metamorfoses de aparência, físicas e psicológicas. Há garotas que pintam os cabelos de cores extravagantes, como rosa pink, azul e até mechas em vermelho, pensando que vão mudar o modo de ser. Que engano! Se você não mudar dentro de si, como pode mudar por fora? Eu prefiro ser o que sou, do que usar máscaras.

Portanto, prezo em mudar dentro de mim, mas não posso deixar de perder aquilo que existe de mais precioso em minha personalidade. Se Deus me fez assim, ele tem um propósito. O que posso fazer, e tenho tentado, é mudar o meu caráter, com a ajuda D'Ele. Se eu chegar a um bom caráter, quem sabe eu não mudo o meu visual e me torno uma borboleta? (JJL)

Por: Emerson Garcia

4 comentários :

  1. Devemos sempre mudar. Mas nunca deixar a nossa essência.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Mudar o interior é o essencial... o exterior é apenas a carapaça.

    ResponderExcluir
  3. eh, o exterior eh apenas a carapaça mesmo... mas eu acho que tb eh importante..


    beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi adorei teu blog,
    to seguindo, visita o meu
    e se gostar siga tbm, bjo

    http://livreelouca.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigado por mostrar seu dom. Volte sempre ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design