terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Perfil de uma JJ I- Com Thalíta Moreira


Entrevista com o Edson representante da área de saúde no evento HIV e aids: fortalecendo a prevenção


Confesso que fiquei olhando pra esse post durante uns 10 minutos pensando como iria começar, sou acostumada a fazer textos jornalísticos ou falar de algo ocorrido, mas falar de mim mesma e do começo de tudo isso é um pouco complicado mas vamos lá!!


A minha vida profissional começou na faixa dos meus 15, 16 anos, quando entrei no curso chamado PPT (Preparação para o Trabalho). Lá eu tive toda uma preparação para o mercado de trabalho, aprendi sobre postura, atendimento ao cliente, marketing, informática, raciocínio lógico, matemática, teatro, gestão e entre outras coisas. 

Rosana Boaventura foi uma das grandes mulheres que conheci na minha vida. Maravilhosa como educadora e como pessoa, me ensinou muita coisa que vou levar pra vida inteira e não somente na minha vida profissional e sim na pessoal, eu lembro que naquela época eu tinha muitos problemas familiares: sentia falta do meu pai, brigava com a minha mãe (típica pré-adolescente) e ela me ajudou a ser mais forte a compreender seu lado, me ensinou a lidar comigo mesma, e uma das coisas que adorava era quando fazíamos uma atividade e ela no final sempre escrevia palavras de apoio e nossos pontos a serem melhorados, além das nossas qualidades, confesso que me orgulhava de mim mesma quando ela fazia isso e dizia algo bom pra mim, me sentia especial, única! Ela sim é um exemplo de mulher.

Janice Quinqueto, outra educadora que me incentivou muito, um amor em pessoa. Uma das coisas que admiro nela é o modo que leciona, pois ela somente te dá o quadro, mas é você que tem que fazer a pintura, não importa como e quando, mas que seja feito por você. Me ensinou a caminhar sozinha, a bater de frente com o meu medo. Uma das coisas que nunca me esqueço é de uma frase que ela me disse "Se fosse fácil não teria graça". De principio não entendi, mas depois essa frase foi de grande impacto pra mim. 

Se passaram 6 meses e eu me formei, fiquei um pouco perdida, mas logo em seguida a Ação Comunitária me convidou pra ser multiplicadora. Como sou uma pessoa que gosta de fazer trabalhos voluntários, resolvi ir. Depois de alguns meses me formo como multiplicadora onde faço capacitações de adolescentes como mediadores de leitura. 

Um dos multi-multis (que formam multiplicadores) era o Victor Souza (Jornalista) que sabia do meu interesse na área de Jornalismo e em um certo dia ele me chamou pra ir em uma reunião do Núcleo de Comunicação, onde conheci Tony Marlon e Karol Coelho (Jornalistas). Com base no que fui aprendendo sobre Jornalismo e Comunicação, fui me apaixonando cada vez mais. O interessante é que antes de me apaixonar por jornalismo eu queria ser Astrônoma, nada a ver as duas profissões, mas eu sou apaixonada por astronomia, para mim é uma coisa magnifica, quem sabe não faço um cursinho só por hobby...

Os tempos foram passando e me formei como Comunicadora na Escola de Notícias (Núcleo de Comunicação) mas ainda não saí do projeto, atualmente trabalhando na revista F5 da Ação Comunitária com filiação de outras ONGs.

Aos meus 17 anos o Tony me falou sobre a Revista Viração, que lá tinha um curso de jornalismo da Agência Jovem de Notícias, fiquei interessada e disse que queria participar, mas antes eu tinha que ter a autorização da coordenadora  do Movimento Renovador Paulo VI, onde eu fiz o curso PPT. A Claúdia me liberou e fui autorizada pra participar da AJN, fiquei super animada, pois era uma coisa nova pra mim e eu iria aprender mais ainda sobre a profissão que pretendia seguir.

Exatamente no dia 16/10/2012 entrei na Viração, onde já comecei a fazer uma faixa sobre o dia C - dia da Comunicação 17/10, onde fizemos uma passeata na Av. Paulista com o tema A sua voz vai além da TV, foi muito criativo e informativo. Depois desse dia cobri vários eventos junto com a AJN, por exemplo o IV Encontro Brasileiro de Educomunicação, Campus Party Brasil, HIV e aids: fortalecendo a prevenção, Qual é o seu jeito de mudar o mundo? da Geração MudaMundo dentre outros. Em todos esses eventos, eu entrevistei vários tipos de pessoas, como o Ismar de Oliveira (professor titular da USP); escrevi matérias; fui entrevistada pelo Edson com direito a filmagem, pois eu era representante de todos os jovens Paulistanos; falei em palestras, fiz todo o trabalho de um "jornalista formado".

E no dia 11/12 me formei como Jovem Educomunicadora na Revista Viração, terminei meus estudos na escola, era o fim e o começo de uma nova fase pra mim. 

Independente do que iria acontecer o meu foco era permanecer estudando, então resolvi entrar na faculdade, onde eu prestei o vestibular consegui passar em primeiro lugar e acabando ganhando uma bolsa de 50% na UNISA - Universidade de Santo Amaro


Poxa, relembrar de tudo que passei e de tudo que conquistei, me da um orgulho imenso de mim mesma e de não ter desistido na primeira dificuldade, confesso que senti medo, muito medo, me sentia incapaz de fazer tudo isso, mas mesmo assim fui lá e fiz, quebrei a cara, várias vezes, puxão de orelha, vários, e sem contar dos sapos que tive que engolir, é não foi fácil, mas afinal... "se fosse fácil não terei graça né". J-J 


Por: Thalíta Moreira

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

A volta por cima de Hollywood

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Los Angeles realizou na noite do último domingo a 85ª cerimônia de entrega de seus cobiçados prêmios (AcademyAwards), conhecida mundo afora como a premiação do Oscar, no Teatro Dolby.

O ano de 2012 representou uma redenção para a indústria do cinema nos EUA. Após anos difíceis por conta da crise econômica global, que atingiu em cheio, a produção cinematográfica e proporcionou aos telespectadores uma enxurrada de produções desanimadoras, é visível o maior interesse do público pela premiação máxima de Hollywood neste ano.

A excitação é facilmente explicada pela visível elevação no nível das obras que concorrem nesta edição. Quem costuma ir ao cinema percebe a melhora nas opções exibidas nas salas escuras.

Em uma breve seleção é possível encontrar ao menos oito bons filmes em cartaz, abrangendo gêneros tão diversos como, por exemplo, musical, épico e faroeste. Situação inimaginável nos últimos tempos, quando o pavor do prejuízo dominava os executivos dos grandes estúdios e os fazia apostar apenas em projetos com risco mínimo de não oferecerem bons retornos financeiros.

Assim, a criatividade não teve vez: sofremos uma enxurrada de comédias românticas e adaptações de histórias de super-heróis dos quadrinhos para a telona. Receita fácil para criar blackbusters e poucas boas novidades para quem busca algo a mais. O resultado dessa conjuntura foi uma longa sequência de obras fracas – com honrosas exceções – que tornou a ida ao cinema uma opção de diversão menos atraente e refletiu diretamente no (des)interesse pela premiação da Academia.

Imagem: Portal Cinema BH


Entretanto, o cenário começa a mudar nesta temporada. Produções excepcionais como Lincoln, Os Miseráveis, Django Livre (já falado no blog), As Aventuras de Pi, A Hora Mais Escura, Argo, Amor, Indomável Sonhadora, O Lado Bom da Vida, todos indicados a melhor filme, entre outros, revigoraram o ânimo do público, da crítica e das bilheterias. Há opções de qualidade para quase todos os gostos, diretores surpreendendo com ótimas propostas e excelentes performances de grandes atores. Fica difícil não torcer por alguém. 

Prova disso foi o espanto gerado pelo esquecimento da Academia em relação a Quentin Tarantino (premiado com melhor roteiro original) e Ben Affleck (melhor filme), dos elogiados Django Livre e Argo, na categoria melhor diretor. Estava tão difícil escolher que até os jurados se dividiram ao ponto de proporcionarem um raro empate entre A Hora Mais Escura e 007 OperaçãoSkyfall, que dividiram o prêmio de edição de som.

Fora do eixo dos protagonistas da noite também não faltam boas alternativas. As Sessões, O Mestre, O Impossível, Anna Karenina, O Hobbit: Uma Jornada Inesperada, Os Vingadores, O Voo, MoonriseKingdom, as animações Valente e Frankenweenie e o chileno No são algumas delas. Portanto, se você gosta de cinema, aproveite o bom momento de Hollywood, providencie sua pipoca e faça uma maratona de ótimos filmes. J-J


Por: Allan Virissimo

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Ciartcum torna-se ponto de referência cultural para Taguatinga



A Associação Ciartcum, fundada em 1994 por um grupo de artistas de Taguatinga é um ponto de cultura que se preocupa com as raízes do cerrado. A origem do nome vem da abreviação de uma fruta típica do cerrado, conhecida como araticum. Atualmente a companhia se localiza na M Norte, Distrito Federal.

O grupo iniciou-se com duas pessoas e com o passar dos anos o projeto ampliou-se. No começo, o foco era a música e a pesquisa dentro da cultura popular. O trabalho pioneiro foi o do Boi Jatobá, onde se pesquisou a musicalidade, a instrumentalidade e os arranjos. Hoje, a companhia está com 16 pessoas, além dos colaboradores que apoiam e participam dos eventos.

O Boi Jatobá é um ritual. “Quem brinca e gosta nunca esquece", explica um dos fundadores da Cia, Geraldo Toledo. Tem a parte musical; a parte cênica- que contempla a morte e a ressurreição do boi; e a dança que é um momento de ritualização que depois vira uma festa generalizada. “Se você mata o boi e não o ressuscita acabou a brincadeira”, diz o idealizador.

A companhia trabalha com outras manifestações culturais, como o Forró do cerrado, teatro de bonecos e percussão, além da preservação do meio ambiente. “A associação tem a finalidade de trabalhar com a comunidade, de modo que ela conheça a nossa diversidade cultural e preserve a nossa língua, nossa dança, nossa comida e nossos costumes”, ratifica.

Depois desses 15 anos, a companhia está tornando-se um centro de referência, já que a cultura de Brasília é desapegada do resto do Brasil. “Enquanto em outros lugares se passa o conhecimento de forma filial, em Brasília não existe isso”, comenta Geraldo. Daí a necessidade de entidades culturais em todos os bairros da capital.

Taguatinga- De acordo com o fundador da Ciartcum, Taguatinga não possui uma cultura própria. Antigamente, os jovens se reuniam para discutir política, participar de grupos culturais. Hoje já não se encontra mais isso. A companhia não consegue ainda ajudar as pessoas em prol de um movimento cultural.


Geraldo Toledo é percussionista, natural de Minas Gerais e veio para Brasília com 5 anos de idade. Em Taguatinga vive desde os 60. O que carrega hoje se deve a sua vinda para Brasília e o convívio com nordestinos e sulistas. Para ele, foi essa convivência que o ajudou a assimilar algumas coisas.

De certa forma, os espetáculos Boi Jatobá e Forró do cerrado possuem relação com Taguatinga. “Nessa região existem pessoas de todos os lugares do Brasil, onde elas vêem sua identidade”. Por conta disso, existe um personagem chamado Guaiupiara que é uma mistura do palhaço da folia de reis com personagens de MG, GO e BA.

Desafios- A Ciartcum hoje é algo religioso, onde as pessoas participam porque gostam e satisfazem a alma. “Quando as pessoas fazem um trabalho desses é como se ela estivesse rezando. É um sentimento meio que religioso”. Com esse ofício, as pessoas se sentem úteis para a associação e a comunidade.



Geraldo diz que trabalhar no meio artístico é um desafio. Muitos acham que quem trabalha com arte não quer nada e mexe com droga. Além disso, segundo Geraldo, há a intolerância religiosa, onde muitos acham que o grupo lida com macumba, devido os tambores. J-J

Por: Emerson Garcia, para a disciplina Jornalismo Especializado I.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Cinema/13

Jogos Vorazes 2- Em chamas, Os Smurfs 2, Se beber não case 3, 
Superman- O homem de aço, Thor 2- The Dark World, Universidade Monstros, Velozes e Furiosos 6, Homem de Ferro 3, Duro de matar- Um bom dia para morrer, Detona Ralph, 300- Rise of an Empire e Meu Malvado Favorito 2


Eis ai, os principais filmes que irão estrear no decorrer de 2013. Vamos ter muita ação, super-heróis e ótimas animações nesse ano. Os 12 filmes citados serão os queridinhos do cinema em 2013! Resolvi fazer um resumão dos filmes e suas respectivas datas, veja abaixo:




Jogos Vorazes 2- Em chamas: Após a afronta de Katniss à organização dos jogos, ela enfrenta forte represália do governo local, lutando não apenas por sua vida, mas por toda a população de Panem.

Os Smurfs 2: Gargamel cria duas criaturas parecidas com os bichinhos azuis, Vexy e Hackus, afim de roubar a essência dos Smurfs, no entanto, para ter a essência perfeita resolve sequestrar Smurfette. Os Smurfs se unem para salvar Smurfette.

Se beber não case 3: Depois do sucesso dos dois filmes, os amigos retornam ao local de origem, Las Vegas, e promete muitas confusões.

Superman- O homem de aço: O filme deve marcar uma nova era da DC Comics que trará personagens da Liga da Justiça.




Thor 2- The Dark World: Thor enfrentará uma batalha para proteger os Nove Reinos e, para isso, terá que lutar contra uma raça de elfos das trevas liderada por Malekith, o Maldito. Para isso, ele precisará fazer alguns sacrifícios, envolvendo até mesmo sua amada Jane Foster.

Universidade Monstros: 12 anos após o primeiro filme, os monstrinhos mais divertidos do cinema estão de volta. Agora, antes do trabalho na Monstros S.A., na universidade! A animação será em 3D!

Velozes e Furiosos 6: Vin Diesel e Paul Walker voltam a se reunir. Brian e Dom precisam ajudar uma velha amiga a se livrar de um policial corrupto.

Homem de Ferro 3: Desta vez, Robert Downey Jr., com novas armaduras, terá que enfrentar o vilão mais poderoso que já cruzou o seu caminho: Mandarin. 




Duro de matar- Um bom dia para morrer: Na próxima sexta (22) Bruce Willis viverá aventuras na Rússia, onde vai descobrir o envolvimento da CIA com armas nucleares. O filme conta com pai e filho em uma aventura alucinante!

Detona Ralph: O filme já estreou no dia 4 de janeiro, mas vale a pena assistir essa aventura onde um vilão de um jogo de video game que tenta provar que pode virar o mocinho para ser tão adorado quanto os heróis dos arcades. Recheado de referências ao mundo dos games. Como amo a referência geek, irei assistir!

300- Rise of an Empire: 7 anos após o primeiro filme, 300 está de volta agora com Rodrigo Santoro em um papel destaque.

Meu Malvado Favorito 2: O segundo filme da série apresenta novamente uma batalha entre Gru e Victor, mas desta vez um novo vilão surge na história: El Macho e seu filho Machito.

É para aguardar de dedos cruzados todas essas estreias, confira abaixo as datas:



Detona Ralph: 04/01/13
Duro de matar- um bom dia para morrer: 22/02/13
Homem de Ferro 3: 26/04/13
Velozes e Furiosos 6: 24/05/13
Se beber não case 3: 31/05/13
Universidade Monstros: 21/06/13
Meu Malvado Favorito 2: 05/07/13
Superman- O homem de aço: 12/07/13
Os Smurfs 2: 02/08/13
300- Rise of an Empire: 23/08/13
Thor 2- The Dark World: 08/11/13
Jogos Vorazes 2- Em chamas: 15/11/13


J-J

Por: Emerson Garcia

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Informando com personalidade

"O direito de expressão ainda vai dar muito pano para a manga, principalmente para os Jovens Jornalistas desse blog. E o cuidado é mais de quem posta do que de quem recebe as informações".
Emerson Garcia em 'Rede Social Saudável'



Pense no seu quarto na casa dos seus pais. Aquele era (e, para muitos, ainda é) o local onde sua individualidade se sobressaía em meio à força do convívio na coletividade. Mesmo diante das regras familiares – que deveriam ser seguidas compulsoriamente – lá ficavam suas roupas, sua coleção de calçados, colavam-se os pôsteres dos ídolos, surgia a polêmica bagunça organizada e tantas outras coisas. O lugar levava a sua marca e era onde a sua criatividade se exibia com mais vigor. Os blogs, guardadas as devidas proporções e adaptações, transportam essa realidade para a dimensão virtual.

Não, ao contrário do que se pensa não se pode fazer em um blog o que der na telha, correndo-se o perigoso risco de transformar a página num deserto em plena e frenética rede. Foi-se o tempo em que havia graça em dedicar horas preciosas a uma página que serviria tão somente como diário pessoal. Manter um blog e fazer dele um sucesso de público e crítica exige sacrifício e persistência. Há diversos métodos e dicas que podem ajudar – e muito – a se concretizar esse objetivo, desde escolher um foco, passando por realizar atualizações frequentes e chegando à disponibilização de comentários. Entre outros, são considerações que fazem parte do caminho senão para chegar ao sucesso, ao menos para tentar evitar o fracasso.
           
Levando esse pensamento para o lado profissional dessa atividade, pode-se perceber que apesar dessas regras naturais da internet e daquelas impostas pelo veículo para o qual se trabalha (que fatalmente vão existir), o blog oferece uma liberdade muito maior para o jornalista se expressar do que um meio impresso. A começar pelo espaço físico, limitação praticamente inexistente na rede. Sem contar que não é preciso, necessariamente, ser um especialista no assunto para escrever sobre ele. E, se o blog for independente ou pessoal, a autonomia do blogueiro aumenta consideravelmente.

O comunicador virtual está exposto a cerceamentos profissionais semelhantes aos dos meios impressos, mas com a vantagem de poder combatê-los mais incisivamente. Não há uma legislação específica para o cyberespaço (o marco civil da rede ainda está em debate no Legislativo) e é extremamente difícil censurar a internet.




Mesmo assim, é possível. A censura começa de dentro, partindo do próprio autor e de seu veículo. Depois, dos leitores, que vão julgar o conteúdo. Por fim, e talvez, das autoridades. A visibilidade é um fator curioso nessa situação. Os impressos famosos podem alavancar o alcance dos blogs de seus jornalistas, mas por maior que sejam têm limitações físicas. A internet oferece potencial quase ilimitado de disseminação. Entretanto, isso não significa necessariamente mais leitores para um blog: vai depender da atratividade do conteúdo postado. 

A interatividade entre autor, fontes e seguidores também cria um termômetro em tempo real, tanto pelos comentários do público quanto pela reação das fontes. O retorno e a expressão de todos os envolvidos existem e, por serem quase imediatos, possibilitam ajustes instantâneos. O impacto é tamanho que a Petrobras, maior empresa do país, chegou a criar um blog para rebater o que sai sobre a organização na imprensa com dados oficiais. Todo esse dinamismo e sua diversidade criativa é que faz dos blogs ferramentas de tanto sucesso entre aqueles que buscam informação, análise e entretenimento. J-J


Por: Allan Virissimo, para a disciplina da faculdade de jornalismo Técnicas de Produção Jornalística III.

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Rede Social Saudável


Um fato recente fez nascer o post de hoje. E também a inspiração dele depois do texto polêmico da Jovem Jornalista Thalíta Moreira, Direito Barrado. Nesse texto ela narra uma situação e depois fala de alguns direitos e deveres dos cidadãos. Entre várias cláusulas, vou citar algumas que irão embasar esse post:


IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;  


VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;  


IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença.  


Por outro lado, eu digo que o meu direito começa quando termina o do outro. E dessa forma a liberdade e o respeito são irmãs. Em síntese, o que eu quero dizer que todos tem o direito de se expressar, seja por opiniões, twitter, facebook e por ai vai... Mas é uma via de mão-dupla e a liberdade precisa dar espaço ao respeito. E ai que está o ponto principal você pode achar "ah, eu posso postar tudo que eu quiser no face ou no twitter!", pode uma vírgula. [ou melhor, ponto e parágrafo]




Talvez o que você escreva não agrade a gregos e troianos e traz consequências embaraçosas e difíceis de lidar, foi o que ocorreu recentemente. Pessoas no twitter são más vistas até hoje por um post "mal interpretado". Às vezes você quis dizer algo e as pessoas que lerem o seu post podem interpretar, reproduzir e distorcer o comentário. Foram esses passos que ocorreram no twitter a cerca de 3 anos atrás.

O direito de expressão ainda vai dar muito pano para a manga, principalmente para os Jovens Jornalistas desse blog. E o cuidado é mais de quem posta do que de quem recebe as informações. E que cuidados se pode ter para ter uma rede social saudável? Eis cinco pontos principais que surgiram de conversas e pesquisas:




1- Roupa suja se lava em casa: no facebook acontece de se postar assuntos familiares de forma excessiva, isso não resolve, só piora as coisas;


2- Pense bem e controle as emoções: não escreva nada de forma insultante a alguém, não transforme sua página em um ringue, reflita antes de escrever qualquer coisa no "o que você está pensando agora?";

3- Evite exposições demasiadas: distingua o ambiente virtual da vida real;

4- Leve tudo na esportiva: o facebook é um site de relacionamentos não um campeonato de agulhadas;
5- Use o bom senso: o face é seu, mas cuidado com o que posta, tudo traz consequências.



E quando acontece um deslize em redes sociais, será que está tudo perdido?! Digo que não! A situação no twitter em 2010 foi resolvida com a exclusão da conta; a do face, recentemente, foi resolvida com conversa, exclusão do post e "bola pra frente", a conta não foi excluída, afinal é com os erros que se aprende! J-J

Por: Emerson Garcia

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Direito barrado

No dia 10 de fevereiro por volta das 21h40, na praça do coreto em Embu-Guaçu/SP, onde acontecia alguns shows musicais para celebrar o carnaval, uma situação inusitada. Eu e uma galera esperávamos abrir os portões onde não foi possível nosso acesso, pois a entrada só poderia ser feita com pai e mãe e com a comprovação de uma documentação. Dentro do local havia uma pizzaria, onde familiares queriam usufruir do ambiente, mas não puderam entrar, pois com eles tinham crianças menores de 14 anos que não entraram devido à regras da juíza da cidade.

Uma mãe revoltada com tudo que ocorria, começou a "discutir" com um policial. Eu comecei a gravar no celular e o policial viu eu gravando e aumentou o tom de voz comigo e disse que ali não era nenhum show de comédia ou algo assim. Entreguei o aparelho para um colega e o policial começou a brigar com ele perguntando se era menor, se estava com o RG e também disse se nós não queríamos ser presos.

Dai eu me pergunto, abuso de autoridade ?! E porque não podemos usufruir de um local público ?!

Devido a esse ocorrido resolvi mostrar a todos um pouco sobre os direitos dos cidadãos, pois a lei serve para todos incluso as autoridades:


TÍTULO II
DOS DIREITOS E GARANTIAS FUNDAMENTAIS  
CAPÍTULO I
DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS

I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição;  
II - ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei; 
III - ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante;  
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;  
V - é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem;  
VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;  
VII - é assegurada, nos termos da lei, a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e militares de internação coletiva;  
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;  
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença.  






Por: Thalíta Moreira

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Você sabe o que é Bromance?

A expressão bromance vem do inglês e é a junção de dois nomes brother e romance, ou seja, amor entre irmãos. Ao contrário do que muitos pensam, a expressão nada tem a ver com relacionamento de namoro, e sim de amizade entre dois homens ou mais. É popularmente conhecida como amor entre caras. O termo criado na década de 90 se refere a uma relação de heterossexuais, influenciados pela segunda onda do feminismo nos EUA.

E o que fazem os brothermances? Acima de tudo, eles são amigos bem próximos, do tipo que se conta para todas as horas; que andam juntos para todos os lugares; que demonstram atitudes de afetos em públicos, como abraço, beijo e palavras, como "eu te amo"; e que possuem gostos parecidos ou iguais de músicas, baladas, filmes etc.

É interessante perceber que a expressão ainda traz muita confusão e preconceito, pois muitos acham que quem tem essa atitude é homossexual, eu digo que não. Demonstrações de afeto também servem para amigos sem caracterizar um relacionamento gay.

Em filmes e séries vemos muito disso e também na vida real, seja famosos ou desconhecidos. Eu, por exemplo, tenho um brothermance!

Mas na ficção, quem são brothermances para todas as horas? Vamos para a série The Big Bang Theory (TBBT) em que quatro amigos nerds, não parecidos culturalmente, porque um veio da Índia, o outro é judeu, tem muita coisa em comum e compartilham gostos, como revistas em quadrinhos, filmes nerds e jogos de videogames.




Mas não é só de momentos felizes que os brothermances vivem, na verdade eles também estão juntos quando um erra ou faz algo que o outro não goste muito, mas mesmo assim são amigos para sempre (laralaralaralaraí -abstraia rs-).



Acontece também em New Girl, com os três amigos de Jess.


Em O Senhor dos Anéis.



Lógico, Batman e Robin.



Sherlorck Holmes e Dr House.






E Jhonny Deep e Tim Burton na vida real.



E vocês, lembraram de outros bromances da vida real ou ficção que são marcantes? J-J

Por: Emerson Garcia

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

CCBB comemora aniversário de Tarantino com grande mostra de cinema

Imagem: Divulgação CCBB


Quem se interessou pela postagem sobre Django Livre e vibrou com o filme nos cinemas terá muitos motivos para sorrir. O Centro Cultural Banco do Brasil, sempre uma fonte acessível de cultura em alto nível, fará a felicidade dos fãs de Quentin Tarantino a partir de meados deste mês.

A mostra Mondo Tarantino invadirá os cinemas do espaço cultural do banco para mostrar uma retrospectiva completa da carreira do diretor, que completa 50 anos em março. Grandes sucessos como Cães de Aluguel (1992), PulpFiction (1994), Kill Bill vol. 1 e vol. 2 (2003/2004) e Bastardos Inglórios (2010) serão exibidos.

Obras nas quais ele tem crédito como ator, produtor ou roteirista, como Um Drinque no Inferno (1996), de Robert Rodriguez, e Sin City – A Cidade do Pecado (2005), co-dirigido com Robert Rodriguez e Frank Miller, também estão na programação, além de episódios de séries que dirigiu para a TV, como C.S.I e E.R..

Para tornar a homenagem completa, as sessões trarão, ainda, uma seleção de filmes que o influenciaram e são citados ou parodiados em sua obra. O Grande Golpe (1956), de Stanley Kubrick, Jango (1966), de Sergio Corbucci, e Taxi Driver (1976), de Martin Scorsese, são alguns incluídos nessa lista.

O evento acontece entre 15 de fevereiro e 17 de março, em Brasília (SCES, Trecho 2, lote 22), e de 20 fevereiro a 17 de março em São Paulo (Rua Álvares Penteado, 112 - Centro). Os ingressos saem por módicos R$ 4 a inteira e R$ 2 a meia. A classificação indicativa varia de acordo com o filme.

Acesse a programação: http://goo.gl/GdhVz (SP); http://goo.gl/7T3jy (BSB). Na capital paulista, o Cinusp Paulo Emílio é parceiro na realização da mostra, mas ainda não informou sua programação. Imperdível! J-J

Por: Allan Virissimo

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

5Q: A pele que habito








Moral
Até que ponto a ética e o respeito ao corpo alheio vão? Você teria o direito sobre a vida de outro, tendo em vista esse outro "ter pecado" contigo? Os limites entre a liberdade e a invasão são postos a prova nesse suspense de Pedro Almodóvar, que trabalha duas polêmicas fortes em um único filme.

Cena boa
As cenas do "objeto de estudo" do personagem de Antonio Banderas em um quarto, isolado do mundo, me mostraram que em tudo na vida é possível ter criatividade. As roupas de elástico do objeto de estudo, assim como os balés com o corpo e o artesanato com malhas e panos é fenomenal.

Cena ruim
Não sei se é ruim, mas é totalmente desconfortável, logo após a experiência de Robert Ledgard, ele solicitar ao 'objeto de estudo" que ele teste em sua "vagina" vários tamanhos de formas cilíndricas e compridas para ir alargando a parte genital.

Perfil
Robert Ledgard é um geneticista e cirurgião plástico de renome que perde a sua mulher e tenta, a todo custo, reconstruí-la.

Opinião
Em um mundo atual, onde a plástica está em alta, o filme traz essa reconstrução somente cirúrgica e estética em um contexto de identidade sexual, ou seja, é muito mais "do que estar apenas bonito", é também "mudar a personalidade de alguém e transformá-la em outra totalmente diferente". J-J


Por: Emerson Garcia

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Quando me amei de verdade...




Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.

E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.


Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é... Autenticidade.

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de... Amadurecimento.


Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é... Respeito.


Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama... Amor-próprio.

Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é... Simplicidade.

Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a... Humildade.

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Plenitude.

Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é... Saber viver!!! J-J



Via: Pensador - Charles Chaplin



Por: Thalíta Moreira

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

O asteroide 2012 DA14 vai passar muito próximo da Terra dia 15 de fevereiro

Foto: Nasa / Reprodução


O asteroide 2012 DA14 que tem por si 45 metros de largura, irá passar na próxima semana a 27,7 mil quilômetros de distancia da Terra, porém não há possibilidade da rocha espacial atingir o planeta de acordo com os cientistas, apesar dos estudos mostrarem que não haverá risco de colisão com a Terra, o asteroide pode atingir satélites de comunicação na órbita terrestre, esse fenômeno só poderá acontecer novamente no ano de 2046 e a uma distancia muito maior, de 1 milhão de quilômetros. Não há razão para temer, mesmo esse sendo o vôo mais próximo já registrado.

Em alguns lugares do planeta o 2012 DA14 será visível por binóculos e pequenos telescópios, especialmente na Ásia, Austrália e Europa Oriental. Se caso a rocha entrasse em colisão com a Terra, seria um impacto equivalente a 2.5 megatons de TNT - o equivalente a uma bomba atômica. Esse impacto seria capas de destruir uma grande cidade, como Londres, mas essa é apenas uma das 500 mil rochas espaciais ao redor da terra.



Estudiosos da Nasa podem prever o caminho do asteroide. E em um comunicado a  agência espacial americana afirma que "não há chance do asteroide entrar em rota da colisão da Terra". Esse acontecimento será único para pesquisadores estudarem de tão perto. O 2012 DA14 foi descoberto há um ano atrás por astrônomos.

A agência espacial americana irá fazer uma entrevista coletiva sobre o fato de quinta-feira. J-J

Por: Thalíta Moreira 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Template por Kandis Design